Marca_mapa

IDENE/MG 2008

Analista DES - Ciências Contábeis

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
1
A alternativa que contém o verso em que ocorre apenas um substantivo é

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
2
O segmento inicial do Hino Nacional Brasileiro diz o seguinte: “Ouviram do Ipiranga as margens plácidas// De um povo heróico o brado retumbante”.

Mantendo o sentido original do excerto, reescrevendo seus versos a partir do sujeito da oração original e desfazendo as inversões nele ocorrentes, o texto resultaria em

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
3
Acentua-se exatamente pela mesma regra ocorrente em “glória” a palavra presente na alternativa

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
4
No fragmento “Do que a terra mais garrida// Teus risonhos, lindos campos têm mais flores”, ocorre uma construção de natureza

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

» Esta questão foi anulada pela banca.
Mostrar texto
5
O sentido do verso “És belo, és forte, impávido colosso” não se altera, se o termo “impávido” for substituído por qualquer uma das palavras contidas na alternativa

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
6
O termo “Brasil”, presente no estribilho a seguir reproduzido, desempenha a função sintática de

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!,

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
7
 TODOS OS BRASILEIROS DEVERIAM MUDAR  
PARA OUTRO PAÍS
TODOS OS BRASILEIROS TÊM ESSA
OPORTUNIDADE ÚNICA DE MUDAR PARA UM
PAÍS MELHOR.
UMA TERRA GRANDE E GENEROSA, COM
SOLO FÉRTIL, ÁGUA EM ABUNDÂNCIA,
RECURSOS NATURAIS PRATICAMENTE
INESGOTÁVEIS.
E, PARA FAZER ESSA MUDANÇA, SÓ
PRECISAMOS DE DUAS COISAS: TRABALHO E
HONESTIDADE.
O PAÍS NÓS JÁ TEMOS.
O BRASIL VAI MUDAR QUANDO O BRASILEIRO
MUDAR.
(Estado de São Paulo, MPM, 1989).


Marque a alternativa em que a frase está inteiramente adequada no que concerne à pontuação

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
8
Está adequada ao padrão escrito brasileiro, a redação da seguinte frase:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
9
No trecho “(...) E para fazer essa mudança só precisamos de duas coisas: trabalho e honestidade.”, a preposição “para” introduz a idéia de

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
10
Observe a frase: “TODOS OS BRASILEIROS TÊM ESSA OPORTUNIDADE ÚNICA DE MUDAR PARA UM PAÍS MELHOR.”.

Empregando o sujeito da oração no singular, mantendo-se o sentido original da frase e obedecendo à norma padrão da língua portuguesa escrita, o predicado deverá ser

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
11
Um Sonho de Simplicidade

Então, de repente, no meio dessa desarrumação feroz da vida urbana, dá na gente um sonho de simplicidade. Será um sonho vão? Detenho-me um instante, entre duas providências a tomar, para me fazer essa pergunta. Por que fumar tantos cigarros? Eles não me dão prazer algum; apenas me fazem falta. São uma necessidade que inventei. Por que beber uísque, por que procurar a voz de mulher na penumbra ou os amigos no bar para dizer coisas vãs, brilhar um pouco, saber intrigas?

Uma vez, entrando numa loja para comprar uma gravata, tive de repente um ataque de pudor me surpreendendo assim, a escolher um pano colorido para amarrar ao pescoço.

A vida bem poderia ser mais simples.

Precisamos de uma casa, comida, uma simples mulher, que mais? Que se possa andar limpo e não ter fome, nem sede, nem frio. Para que beber tanta coisa gelada? Antes eu tomava a água fresca da talha, e a água era boa. E quando precisava de um pouco de evasão, meu trago de cachaça.

Que restaurante ou boate me deu o prazer que tive na choupana daquele velho caboclo do Acre? A gente tinha ido pescar no rio, de noite. Puxamos a rede afundando os pés na lama, na noite escura, e isso era bom.

Quando ficamos bem cansados, meio molhados, com frio, subimos a barranca, no meio do mato, e chegamos à choça de um velho seringueiro. Ele acendeu um fogo, esquentamos um pouco junto do fogo, depois me deitei numa grande rede branca — foi um carinho ao longo de todos os músculos cansados. E então ele me deu um pedaço de peixe moqueado e meia caneca de cachaça. Que prazer em comer aquele peixe, que calor bom em tomar aquela cachaça e ficar algum tempo a conversar, entre grilos e votes distantes de animais noturnos.

Seria possível deixar essa eterna inquietação das madrugadas urbanas, inaugurar de repente uma vida de acordar bem cedo? Outro dia vi uma linda mulher, e senti um entusiasmo grande, uma vontade de conhecer mais aquela bela estrangeira: conversamos muito, essa primeira conversa longa em que a gente vai jogando um baralho meio marcado, e anda devagar, como a patrulha que faz um reconhecimento. Mas por que, para que, essa eterna curiosidade, essa fome de outros corpos e outras almas?

Mas para instaurar uma vida mais simples e sábia, então seria preciso ganhar a vida de outro jeito, não assim, nesse comércio de pequenas pilhas de palavras, esse oficio absurdo e vão de dizer coisas, dizer coisas...

Seria preciso fazer algo de sólido e de singelo: tirar areia do rio, cortar lenha, lavrar a terra, algo de útil e concreto, que me fatigasse o corpo. mas deixasse a alma sossegada e limpa.

Todo mundo, com certeza, tem de repente um sonho assim. E apenas um instante. O telefone toca. Um momento! Tiramos um lápis do bolso para tomar nota de um nome, um número... Para que tomar nota? Não precisamos tomar nota de nada, precisamos apenas viver — sem nome, nem número, fortes, doces, distraídos, bons, como os bois, as mangueiras e o ribeirão.
(BRAGA, Rubem. 200 crônicas escolhidas. RJ: Record, 1983. p. 262-3)

Segundo o texto, o ponto de vista do narrador para que se tenha uma vida mais simples e sábia se baseia

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
12
Leiam-se as seguintes afirmativas:

I. O cronista condiciona a realidade de uma vida mais simples ao fato de se viver sem precisar produzir nada, realizar nada, somente devanear.

II. O cronista afirma que o sonho de simplicidade por ele proposto é próprio apenas dos literatos que se distanciam das práticas do mundo.

III. O cronista utiliza elementos como cigarros, gravatas e telefones para melhor exemplificar a oposição entre mundo real e sonho de simplicidade.

Está coerente com a mensagem do texto SOMENTE o que se afirma em

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
13
A grafia de TODAS as palavras está correta na frase apresentada na alternativa

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
14
Assinale a alternativa em que se observa a norma-padrão de concordância quer nominal quer verbal:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
15
Está correto o emprego da expressão destacada entre parênteses, ao final da frase

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
16
No fragmento “Ele acendeu um fogo, esquentamos um pouco junto do fogo, depois me deitei numa grande rede branca — foi um carinho ao longo de todos os músculos cansados.”, o travessão está empregado para

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
17
No fragmento retirado do texto de Rubem Braga “sem nome, nem número, fortes, doces, distraídos, bons, como os bois, as mangueiras e o ribeirão.”, o emprego da vírgula se justifica por

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
18
A alternativa que contém uma palavra formada exatamente pelo mesmo processo pelo qual se obteve “seringueiro” é

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

» Esta questão foi anulada pela banca.
Mostrar texto
19
Em “Antes eu tomava a água fresca da talha, e a água era boa”, os termos “antes” e “talha” apresentam, respectivamente, um

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
20
Em “ficamos meio molhados” e em “subimos a barranca no meio do mato”, o termo “meio”, em cada um dos fragmentos, expressa, respectivamente,

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
21
Com relação à criação da autarquia é correto afirmar que sua criação:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

» Esta questão foi anulada pela banca.
Mostrar texto
22
De acordo com o enunciado anterior, com relação ao pessoal da autarquia pode-se afirmar que é irregular, pois

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

Mostrar texto
23
Em relação ao enunciado da questão 21, é correto falar que a modalidade de compra de bens e aquisições de serviços pela nova autarquia é irregular, uma vez que a realização de licitação

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

24
Analise as afirmativas com relação aos direitos e garantias individuais:

I. A sucessão de bens de estrangeiros situados no Brasil será regulada pela lei da nacionalidade do falecido

II. A lei poderá estabelecer tribunal de exceção

III. A lei penal poderá retroagir para beneficiar o réu

IV. A prática de racismo constitui crime afiançável

V. É assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano moral

Estão corretos apenas os itens:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

25
Observe as alternativas em relação ao crime:

I. A lei excepcional ou temporária, decorrido o período de sua duração e suas as circunstâncias que a determinaram, não se aplica ao fato praticado durante sua vigência.

II. Considera-se praticado o crime no momento da ação ou omissão, desde que simultâneo com o resultado

III. Ninguém pode ser punido por fato que lei posterior deixa de considerar crime, cessando em virtude dela a execução e os efeitos penais da sentença condenatória.

IV. Considera-se praticado o crime no momento da ação ou omissão, ainda que outro seja o momento do resultado.

V. Aplica-se a lei estrangeira, se a vítima for estrangeira, ao crime cometido no território nacional.

Estão corretos apenas as afirmativas:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

26
De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, NÃO representa instrumento de transparência da gestão fiscal:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

27
Na Administração Pública, é correto afirmar que:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

28
Comprovar a legalidade e avaliar os resultados, quanto à eficácia e eficiência, da gestão orçamentária, financeira e patrimonial nos órgãos e entidades da administração federal, bem como da aplicação dos recursos públicos por entidades de direito privado, constitui uma finalidade do:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

29
Dentre os instrumentos de planejamento governamental, aquele que conterá reserva de contingência para atendimento de riscos e eventos fiscais imprevistos, é:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

30
Aos servidores públicos, considerando-se as normas constitucionais vigentes, é correto afirmar que:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

31
Um levantamento entre leitores revelou que: 37% lêem a revista X, 42% lêem a revista Y e 18% lêem as duas revistas, X e Y. A porcentagem dos leitores entrevistados que não lêem a revista X nem a revista Y é:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

32
Em sua viagem, João percorreu 1/3 do percurso total até a sua primeira parada. Depois, percorreu 1/4 do que restava, até realizar sua segunda e última parada. Na etapa final, ele percorreu 96 km. O percurso total, em quilômetros, vale:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

33
Pedro distribuiu 5 balas para cada amigo que o acompanhava e, assim, sobraram 17 balas. Se ele quisesse distribuir 8 balas para cada um dos amigos, então faltariam 16 balas. Pedro tinha um total de balas igual a:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

34
O número mínimo de pessoas que deverá ter num grupo para que se possa garantir que neste grupo haja pelo menos 6 pessoas nascidas no mesmo mês é:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

35
Em um polígono regular de n lados, de vértices P1,P2,...,Pn, inscrito em uma circunferência, observa-se que o vértice P15 é diametralmente oposto ao vértice P46. O valor de n é:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

36
Um automóvel percorre a primeira metade de um percurso desenvolvendo uma velocidade média de 40 km/h e, a segunda metade, desenvolvendo uma velocidade média de 60 km/h. A velocidade média, em km/h, do percurso total é:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

37
Na figura abaixo temos um reservatório cônico sendo abastecido por uma torneira. Se o reservatório, quando completamente vazio, leva 4 horas e 16 minutos para ficar completamente cheio, então o tempo necessário para enchê-lo até a metade de sua altura é:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

38
A afirmação “se a onça é pintada e o urso é pardo, então o macaco é preto” é logicamente equivalente a:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

39
Um conhecido problema afirma que o produto das idades de três irmãos é 36 e a soma das idades é um valor que possibilita mais de uma solução para a determinação das idades deles. Essa soma é:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

40
Na multiplicação “736287543×7490632 = 55152590*0797176”, está faltando o algarismo do produto representado pelo asterisco (*). O algarismo que falta é:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

41
Dentre os princípios orçamentários, aquele que fundamenta a vigência da lei que aprova o orçamento público para o exercício financeiro, que coincide com o ano civil, é o princípio da

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

42
O patrimônio público é composto por bens de uso comum do povo, bens de uso especial e bens dominiais. É correto afirmar que os bens:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

43
O orçamento público, durante sua execução, poderá sofrer alterações mediante abertura de créditos adicionais, que podem ser

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

44
Representam variações patrimoniais ativas independentes da execução orçamentária, as seguintes contas:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

45
Constituem exemplos de despesa de natureza extraorçamentária:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

46
De acordo com a lei federal n° 4.320 de 17 de março de 1964, pertencem ao Passivo Financeiro do Balanço Patrimonial as seguintes contas:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

47
De acordo com a lei federal n° 4.320 de 17 de março de 1964, o Balanço Orçamentário demonstrará

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

48
Constitui em uma receita extra-orçamentária, considerando-se as normas de Direito Financeiro aplicáveis ao setor público

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

49
O Balanço Patrimonial, conforme disposições da lei federal n° 4.320 de 17 de março de 1964, apresentará um superávit financeiro sempre que o

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

50
O ato pelo qual o agente responsável, por bens ou valores públicos, em face de dispositivo legal, toma a iniciativa de relatar os fatos ocorridos na sua gestão, ao órgão ou à pessoa que, de direito, é competente para apreciá-la, é definido como

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

51
Considerando-se o controle dos atos e fatos praticados na Administração Pública, a forma de controle que se efetiva após a conclusão do ato controlado, visando corrigir eventuais defeitos, declarar sua nulidade ou dar-lhe eficácia, é o controle

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

52
O princípio a ser respeitado pela geração da despesa pública, segundo o qual o administrador está em toda sua atividade funcional sujeito aos mandamentos da lei e às exigências do bem comum, não devendo se afastar deles sob pena de praticar ato inválido e expor-se a responsabilidade disciplinar, civil e criminal, conforme o caso, é o princípio da

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

53
De acordo com a composição do Balanço Patrimonial, conforme estabelecido na lei federal n° 4.320 de 17 de março de 1964, é correto afirmar que

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

54
Na Contabilidade Pública, dentre as contas que compõem o Sistema Financeiro, NÃO poderão apresentar saldo final credor, as seguintes contas:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

55
Constitui peça básica na Tomada de Contas de natureza específica, relacionada com responsáveis por bens patrimoniais e almoxarifado:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

56
São receitas efetivas, e, portanto proporcionam acréscimo na situação líquida patrimonial:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

57
Na Contabilidade Pública, ocorrerá um superávit na execução orçamentária quando a

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

58
O estágio das Receitas Públicas, que consiste em fase administrativa onde é identificado e individualizado o contribuinte, formalizando-se o crédito tributário, é o [a]:

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

59
De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, a receita corrente líquida será apurada somando-se

IDENE/MG 2008 - FUNRIO - Analista DES - Ciências Contábeis

60
Na Contabilidade Pública, o demonstrativo contábil que permite o registro da conta “Restos a Pagar” no grupo das “Receitas Extra-orçamentárias” é o Balanço


Provas de Concursos » Funrio 2008
 
contato@mapadaprova.com.br
MAPA DA PROVA 2013. Todos os direitos reservados.

CNPJ 16.506.903/0001-89. PROCON: 151.