×
Analista - Normas Contábeis e de Auditoria Analista - Planejamentos e Execução Financeira/Contador Inspetor Analista - Infraestrutura de TI Agente Executivo Analista - Recursos Humanos Analista - Mercado de Capitais Analista - Planejamento e Execução Financeira Analista - Arquivologista
×

CVM 2010

Analista - Sistemas

* As numerações que você vê abaixo não correspondem à numeração original da prova. Alguns ajustes foram necessário para colocar estas questões no sistema
Questão 1

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Entrevistador - O que caracteriza o capitalismo
 
brasileiro atual, que explica os rumos que
 
ele vem tomando desde a crise financeira
 
internacional em 2008?
5
Ladislau Dowbor – O capitalismo brasileiro
 
descobriu o mercado interno e a importância
 
de responder às necessidades internas do
 
país. O segundo eixo é que ele descobriu que
 
nós não podemos explorar indefinidamente
10
os recursos naturais sem prejudicar a
 
sustentabilidade a médio e longo prazo. Essa
 
tomada de consciência na área do grande
 
capital, de que há necessidades da população
 
insatisfeitas - e isso pode ser um problema,
15
mas pode ser uma oportunidade em termos
 
de expansão de fronteiras -, e a tomada de
 
consciência da problemática ambiental são os
 
principais eixos de mudança. É lógico do ponto
 
de vista do capitalista individual pensar que
20
o aumento do salário mínimo tornará a mão
 
de obra mais cara. Só que, ao multiplicar em
 
todas as empresas essa atitude, não teremos
 
desenvolvimento do mercado interno e todo
 
mundo entra em crise. Quando se pensa fora
25
de uma unidade empresarial, entendemos que
 
esse aumento do salário mínimo e dos direitos
 
sociais gera capacidade de compra por parte
 
dos trabalhadores. E essa capacidade de
 
compra dinamiza o mercado. Todos vão poder
30
produzir mais. É justamente esse o “casamento
 
estranho” que as pessoas não imaginavam,
 
de que ajudar a parte de baixo da sociedade
 
também ajuda na parte de cima. Entendemos
 
que temos que generalizar o bem-estar para
35
toda a sociedade e não só para alguns. E isso
 
tem que ser feito de maneira sustentável.
(Adaptado da entrevista de Ladislau Dowbor a IHU On-line. http://www. ihuonline.unisinos.br – acesso em 20 de outubro de 2010)
Provoca-se erro gramatical e, consequentemente, incoerência textual ao

Questão 2

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
 
Entrevistador - O que caracteriza o capitalismo
 
brasileiro atual, que explica os rumos que
 
ele vem tomando desde a crise financeira
5
internacional em 2008?
 
Ladislau Dowbor – O capitalismo brasileiro
 
descobriu o mercado interno e a importância
 
de responder às necessidades internas do
 
país. O segundo eixo é que ele descobriu que
10
nós não podemos explorar indefinidamente
 
os recursos naturais sem prejudicar a
 
sustentabilidade a médio e longo prazo. Essa
 
tomada de consciência na área do grande
 
capital, de que há necessidades da população
15
insatisfeitas - e isso pode ser um problema,
 
mas pode ser uma oportunidade em termos
 
de expansão de fronteiras -, e a tomada de
 
consciência da problemática ambiental são os
 
principais eixos de mudança. É lógico do ponto
20
de vista do capitalista individual pensar que
 
o aumento do salário mínimo tornará a mão
 
de obra mais cara. Só que, ao multiplicar em
 
todas as empresas essa atitude, não teremos
 
desenvolvimento do mercado interno e todo
25
mundo entra em crise. Quando se pensa fora
 
de uma unidade empresarial, entendemos que
 
esse aumento do salário mínimo e dos direitos
 
sociais gera capacidade de compra por parte
 
dos trabalhadores. E essa capacidade de
30
compra dinamiza o mercado. Todos vão poder
 
produzir mais. É justamente esse o “casamento
 
estranho” que as pessoas não imaginavam,
 
de que ajudar a parte de baixo da sociedade
 
também ajuda na parte de cima. Entendemos
35
que temos que generalizar o bem-estar para
 
toda a sociedade e não só para alguns. E isso
 
tem que ser feito de maneira sustentável.
(Adaptado da entrevista de Ladislau Dowbor a IHU On-line. http://www. ihuonline.unisinos.br – acesso em 20 de outubro de 2010)
Assinale a opção correta relativa a sistemas fortemente acoplados.

Questão 3

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Entrevistador - O que caracteriza o capitalismo
 
brasileiro atual, que explica os rumos que
 
ele vem tomando desde a crise financeira
 
internacional em 2008?
5
Ladislau Dowbor – O capitalismo brasileiro
 
descobriu o mercado interno e a importância
 
de responder às necessidades internas do
 
país. O segundo eixo é que ele descobriu que
 
nós não podemos explorar indefinidamente
10
os recursos naturais sem prejudicar a
 
sustentabilidade a médio e longo prazo. Essa
 
tomada de consciência na área do grande
 
capital, de que há necessidades da população
 
insatisfeitas - e isso pode ser um problema,
15
mas pode ser uma oportunidade em termos
 
de expansão de fronteiras -, e a tomada de
 
consciência da problemática ambiental são os
 
principais eixos de mudança. É lógico do ponto
 
de vista do capitalista individual pensar que
20
o aumento do salário mínimo tornará a mão
 
de obra mais cara. Só que, ao multiplicar em
 
todas as empresas essa atitude, não teremos
 
desenvolvimento do mercado interno e todo
 
mundo entra em crise. Quando se pensa fora
25
de uma unidade empresarial, entendemos que
 
esse aumento do salário mínimo e dos direitos
 
sociais gera capacidade de compra por parte
 
dos trabalhadores. E essa capacidade de
 
compra dinamiza o mercado. Todos vão poder
30
produzir mais. É justamente esse o “casamento
 
estranho” que as pessoas não imaginavam,
 
de que ajudar a parte de baixo da sociedade
 
também ajuda na parte de cima. Entendemos
 
que temos que generalizar o bem-estar para
35
toda a sociedade e não só para alguns. E isso
 
tem que ser feito de maneira sustentável.
(Adaptado da entrevista de Ladislau Dowbor a IHU On-line. http://www. ihuonline.unisinos.br – acesso em 20 de outubro de 2010)
A argumentação do texto se organiza como uma “tomada de consciência”(ℓ.12) em torno de dois eixos; assinale a opção que caracteriza, respectivamente, esses dois eixos. primeiro eixo segundo eixo

Questão 4

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
 
Entrevistador - O que caracteriza o capitalismo
 
brasileiro atual, que explica os rumos que
 
ele vem tomando desde a crise financeira
5
internacional em 2008?
 
Ladislau Dowbor – O capitalismo brasileiro
 
descobriu o mercado interno e a importância
 
de responder às necessidades internas do
 
país. O segundo eixo é que ele descobriu que
10
nós não podemos explorar indefinidamente
 
os recursos naturais sem prejudicar a
 
sustentabilidade a médio e longo prazo. Essa
 
tomada de consciência na área do grande
 
capital, de que há necessidades da população
15
insatisfeitas - e isso pode ser um problema,
 
mas pode ser uma oportunidade em termos
 
de expansão de fronteiras -, e a tomada de
 
consciência da problemática ambiental são os
 
principais eixos de mudança. É lógico do ponto
20
de vista do capitalista individual pensar que
 
o aumento do salário mínimo tornará a mão
 
de obra mais cara. Só que, ao multiplicar em
 
todas as empresas essa atitude, não teremos
 
desenvolvimento do mercado interno e todo
25
mundo entra em crise. Quando se pensa fora
 
de uma unidade empresarial, entendemos que
 
esse aumento do salário mínimo e dos direitos
 
sociais gera capacidade de compra por parte
 
dos trabalhadores. E essa capacidade de
30
compra dinamiza o mercado. Todos vão poder
 
produzir mais. É justamente esse o “casamento
 
estranho” que as pessoas não imaginavam,
 
de que ajudar a parte de baixo da sociedade
 
também ajuda na parte de cima. Entendemos
35
que temos que generalizar o bem-estar para
 
toda a sociedade e não só para alguns. E isso
 
tem que ser feito de maneira sustentável.
(Adaptado da entrevista de Ladislau Dowbor a IHU On-line. http://www. ihuonline.unisinos.br – acesso em 20 de outubro de 2010)
São tipos de sistemas operacionais:

Questão 5

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Analise os seguintes trechos transcritos e adaptados do Correio Braziliense, de 21 de outubro de 2010, quanto à correção gramatical.

I. Assim como ocorreu na 15ª Conferência das Partes sobre Mudanças Climáticas, na Dinamarca a questão econômica tornou-se o centro das discussões na 10ª Conferência das Partes sobre Diversidade Biológica, no Japão. O estabelecimento de novas metas de preservação das espécies pode não seguir a diante devido a impasse que coloca em confronto entre os países em desenvolvimento – os donos de grandes reservas naturais – e as nações ricas.

II. O primeiro grupo, tendo o Brasil como líder, defende a adoção de compensações financeiras pagas pelos países industrializados devido ao uso da biodiversidade. Uma das tentativas de flexibilizar a posição dos países foi a divulgação do relatório A Economia dos Ecossistemas de Biodiversidade. O documento mostra que preservar o meio ambiente pode ser economicamente rentável.

III. De acordo com esse estudo, é preciso que os tomadores de decisão levem em conta o que será gasto no futuro por causa dos problemas ambientais, como a extinção de espécies e o aquecimento global. Isso pode redefinir os atuais padrões econômicos e iniciar uma nova era, na qual o valor dos serviços da natureza passa a ser visível e se torna uma parte crítica da tomada de decisões na política e nas empresas.

Na transcrição, manteve-se o respeito à correção gramatical e à coerência textual apenas em

Questão 6

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
O interpretador

Questão 7

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas

» Essa questão pode ter algum problema e está sendo revisada. Em breve estará corrigida.
Assinale a opção segundo a qual provoca-se incoerência entre os argumentos e/ou incorreção gramatical ao fazer a alteração sugerida na pontuação do texto.

A institucionalização de alguns aspectos morais da sociedade é capaz de transformar completamente uma sociedade, é fato. Transformar certas atitudes e preceitos em hábitos nos leva ao passo
contrário do questionamento e da capacidade de reinventar o cotidiano. Por aqui, potencializou-se no decorrer dos anos a necessidade de ostentação.
Patrimônio no Brasil se compreende como
quantos carros, móveis e imóveis se possui. Pior, o brasileiro quer possuir esses bens ainda que seus pagamentos sejam arrastados durante anos, num ciclo completamente automatizado. Isso não é construir patrimônio. Pense que essa estratégia
envolve diversos custos e que, para manter tal raciocínio vicioso, você precisará estar sempre se vendo assalariado ou com uma fonte fixa de renda. Não sou contra o emprego, sou contra a acomodação. Onde fica a qualidade de vida?
Seu maior patrimônio é você mesmo. Qualidade de vida é ter o que você merece, mas também ter responsabilidade e preparo para poder lutar pelo que merece. Qualidade de vida é gastar seu dinheiro com você, desde que você não entre em
conflito com você mesmo.
(Adaptado de Conrado Navarro. Educação financeira e qualidade de vida. http://dinheirama.com/blog/2007/09/19/educacao-financeira-e-qualidadede-vida, acesso em 20 de outubro de 2010)

Questão 8

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Quanto a registradores de uso específico, é correto afirmar que

Questão 9

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Tradicional defensor de instrumentos ortodoxos
 
de política econômica, o Fundo Monetário
 
Internacional (FMI) admitiu o uso de controles
 
de capital para combater a formação de bolhas
5
financeiras e o fluxo exagerado de investimentos
 
estrangeiros que valorizam excessivamente as
 
moedas nacionais em relação ao dólar. Entre
 
as opções, está a tributação do ingresso de
 
recursos, caminho escolhido pelo Brasil, que
10
elevou de 4% para 6% a alíquota do imposto de
 
operações financeiras (IOF) nas aplicações de
 
renda fixa. Outra possibilidade é a proibição de
 
retirada do dinheiro por um tempo determinado,
 
como fez o Chile. Por enquanto a equipe
15
econômica brasileira resiste em adotar este
 
passo, pois, para o economista americano J. L.,
 
o reforço no balanço orçamentário e as ações
 
de caráter mais estrutural são, muitas vezes, as
 
respostas mais adequadas para o aumento de
20
fluxos. “Mas pode haver circunstâncias em que
 
os controles cambiais sejam úteis, numa medida
 
temporária, para lidar com esse crescimento de
 
capital”, afirma.
(Adaptado de Correio Braziliense, 19 de outubro de 2010)
Na organização das relações de coesão e coerência no texto, a expressão

Questão 10

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Tradicional defensor de instrumentos ortodoxos
 
de política econômica, o Fundo Monetário
 
Internacional (FMI) admitiu o uso de controles
 
de capital para combater a formação de bolhas
5
financeiras e o fluxo exagerado de investimentos
 
estrangeiros que valorizam excessivamente as
 
moedas nacionais em relação ao dólar. Entre
 
as opções, está a tributação do ingresso de
 
recursos, caminho escolhido pelo Brasil, que
10
elevou de 4% para 6% a alíquota do imposto de
 
operações financeiras (IOF) nas aplicações de
 
renda fixa. Outra possibilidade é a proibição de
 
retirada do dinheiro por um tempo determinado,
 
como fez o Chile. Por enquanto a equipe
15
econômica brasileira resiste em adotar este
 
passo, pois, para o economista americano J. L.,
 
o reforço no balanço orçamentário e as ações
 
de caráter mais estrutural são, muitas vezes, as
 
respostas mais adequadas para o aumento de
20
fluxos. “Mas pode haver circunstâncias em que
 
os controles cambiais sejam úteis, numa medida
 
temporária, para lidar com esse crescimento de
 
capital”, afirma.
(Adaptado de Correio Braziliense, 19 de outubro de 2010)
Assinale a opção correta.

Questão 11

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Tradicional defensor de instrumentos ortodoxos
 
de política econômica, o Fundo Monetário
 
Internacional (FMI) admitiu o uso de controles
 
de capital para combater a formação de bolhas
5
financeiras e o fluxo exagerado de investimentos
 
estrangeiros que valorizam excessivamente as
 
moedas nacionais em relação ao dólar. Entre
 
as opções, está a tributação do ingresso de
 
recursos, caminho escolhido pelo Brasil, que
10
elevou de 4% para 6% a alíquota do imposto de
 
operações financeiras (IOF) nas aplicações de
 
renda fixa. Outra possibilidade é a proibição de
 
retirada do dinheiro por um tempo determinado,
 
como fez o Chile. Por enquanto a equipe
15
econômica brasileira resiste em adotar este
 
passo, pois, para o economista americano J. L.,
 
o reforço no balanço orçamentário e as ações
 
de caráter mais estrutural são, muitas vezes, as
 
respostas mais adequadas para o aumento de
20
fluxos. “Mas pode haver circunstâncias em que
 
os controles cambiais sejam úteis, numa medida
 
temporária, para lidar com esse crescimento de
 
capital”, afirma.
(Adaptado de Correio Braziliense, 19 de outubro de 2010)
Assinale a opção correta a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto.

Questão 12

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Tradicional defensor de instrumentos ortodoxos
 
de política econômica, o Fundo Monetário
 
Internacional (FMI) admitiu o uso de controles
 
de capital para combater a formação de bolhas
5
financeiras e o fluxo exagerado de investimentos
 
estrangeiros que valorizam excessivamente as
 
moedas nacionais em relação ao dólar. Entre
 
as opções, está a tributação do ingresso de
 
recursos, caminho escolhido pelo Brasil, que
10
elevou de 4% para 6% a alíquota do imposto de
 
operações financeiras (IOF) nas aplicações de
 
renda fixa. Outra possibilidade é a proibição de
 
retirada do dinheiro por um tempo determinado,
 
como fez o Chile. Por enquanto a equipe
15
econômica brasileira resiste em adotar este
 
passo, pois, para o economista americano J. L.,
 
o reforço no balanço orçamentário e as ações
 
de caráter mais estrutural são, muitas vezes, as
 
respostas mais adequadas para o aumento de
20
fluxos. “Mas pode haver circunstâncias em que
 
os controles cambiais sejam úteis, numa medida
 
temporária, para lidar com esse crescimento de
 
capital”, afirma.
(Adaptado de Correio Braziliense, 19 de outubro de 2010)
Assinale a opção correta relativa a características das arquiteturas RISC e CISC.

Questão 13

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção em que ocorre erro na transcrição e adaptação do texto de Conjuntura Econômica, de setembro de 2010 – vol. 64 – n. 9.

O mecanismo de câmbio flutuante, quando acompanhado de razoável mobilidade de capitais, provê um meio automático através do qual o equilíbrio se configura(a).Elevações de consumo ou investimento da parte de residentes geram pequenas elevações de juros que majoram a entrada de capitais externos, desta forma valorizando(b) a moeda doméstica. Tal valorização reduz as exportações e aumenta as importações, meio pelos quais(c) se compensa, liquidamente, a preços possivelmente constantes, o acréscimo inicial de procura por bens e serviços provocado por possíveis expansões de absorção interna. Tudo pode ocorrer muito bem até o ponto em que(d) os déficits na conta corrente do balanço de pagamentos passem(e) a gerar um montante do passivo externo líquido do país, que dá início a um processo de desconfiança dos provedores de crédito líquido em moeda estrangeira. Quando isso ocorre, há uma necessidade de reverter tais déficits, configurando, em última instância, que o sucesso no combate à inflação no período inicial pode ter significado, em boa parte, uma transferência de problemas para o futuro.

Questão 14

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 15

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção que, na sequência, preenche corretamente as lacunas do texto, de modo a manter a coesão e a coerência entre as ideias.

Quando uma pessoa compra uma ação de uma empresa, torna-se sócia dessa companhia. Significa que ___(1)___ se beneficia de seu sucesso ou sofre as consequências ___(2)___ fracasso. Funciona assim: ao ganhar dinheiro, uma corporação com ações cotadas em bolsa remunera melhor seus acionistas. O inverso também é verdadeiro.
No mercado acionário, é impossível dizer ____(3)____ um investimento dará retorno líquido e certo.
Uma série de fatores ____(4)____ levada em conta. Desde ____(5)____ que a empresa pode controlar (lançamento de produtos e projetos de sucesso, boa performance financeira) até aspectos externos (crise global, acidentes), ____(6)____ muitas vezes independem de uma boa administração da companhia.
(Adaptado de ISTOÉ, 15/9/2010)

Questão 16

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Sistema gerenciador de banco de dados é um software que

Questão 17

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas

» Esta questão foi anulada pela banca.
Assinale a opção que, ao preencher as lacunas do texto provoca erro gramatical.

Baixo em termos internacionais, o salário brasileiro é apontado pelas empresas multinacionais como um dos atrativos para os investimentos no mercado nacional, além da perspectiva de crescimento doméstico acima da média global, ___a___também pelos investimentos, mas principalmente pela alta salarial em massa, responsável por mais de 85% do PIB, o mercado interno em ebulição, segundo os economistas, foi um fator decisivo para o Brasil ___b___da crise que eclodiu em setembro de 2008. E os salários mais robustos, por sua vez, ___c___como um colchão para garantir a recuperação acelerada do nível de atividade econômica. Aumentos salariais são importantes porque elevam o consumo e o crescimento econômico. Mas do ponto de vista macroeconômico é importante que _____d____em linha com os ganhos de produtividade. Caso contrário, a tendência é que eventuais excessos _____e_____aos preços.
(Adaptado de Carta Capital, 20 de outubro de 2010)

Questão 18

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 19

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale o trecho em que a transcrição do texto adaptado de Conjuntura Econômica, de setembro de 2010, vol. 64, n. 9, desrespeita as regras gramaticais no uso das estruturas linguísticas.

Questão 20

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 21

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Summit meetings involving Latin America´s
 
presidents are so frequent these days that Mexico´s
 
Mr Calderón has likened diplomacy in the region
 
to a mountain range. Yet for all the talk of regional
5
integration, political Latin America looks more divided
 
than ever. Mr Chávez likes to threaten war against
 
Colombia, which in turn accuses him of harbouring
 
its FARC guerrillas. Sub-regional trade groups such
 
as Mercosur and the Andean Community, which
10
made progress in the 1990s, have stagnated or fallen
 
apart.
 
Yet while politicians bicker, corporate Latin
 
America is quietly moving closer together. A growing
 
army of multilatinas have expanded abroad. Some,
15
like Embraer or Bimbo, have become global
 
multinationals. Many others, including Chilean
 
retailers and Brazilian banks and construction firms,
 
have expanded within Latin America. Some Mexican
 
firms, led by América Móvil, a telecoms giant, are
20
moving into Brazil. Until recently such firms tended
 
to list their shares in New York, but now a Latin
 
American capital market is poised to emerge. In
 
three to five years there will be a seamless network of
 
Latin American stock exchanges, including Mexico´s,
25
reckons Mr Oliveira of BRAIN Brasil.
 
The market-oriented reforms of the 1980s and
 
1990s, combined with a few years of commodity-
 
driven prosperity, are transforming Latin American
 
business.
Source: www.economist.com (Adapted) Sep 9th, 2010
According to paragraph 1, Mercosur and the Andean Community

Questão 22

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Summit meetings involving Latin America´s
 
presidents are so frequent these days that Mexico´s
 
Mr Calderón has likened diplomacy in the region
 
to a mountain range. Yet for all the talk of regional
5
integration, political Latin America looks more divided
 
than ever. Mr Chávez likes to threaten war against
 
Colombia, which in turn accuses him of harbouring
 
its FARC guerrillas. Sub-regional trade groups such
 
as Mercosur and the Andean Community, which
10
made progress in the 1990s, have stagnated or fallen
 
apart.
 
Yet while politicians bicker, corporate Latin
 
America is quietly moving closer together. A growing
 
army of multilatinas have expanded abroad. Some,
15
like Embraer or Bimbo, have become global
 
multinationals. Many others, including Chilean
 
retailers and Brazilian banks and construction fi rms,
 
have expanded within Latin America. Some Mexican
 
fi rms, led by América Móvil, a telecoms giant, are
20
moving into Brazil. Until recently such fi rms tended
 
to list their shares in New York, but now a Latin
 
American capital market is poised to emerge. In
 
three to fi ve years there will be a seamless network of
 
Latin American stock exchanges, including Mexico´s,
25
reckons Mr Oliveira of BRAIN Brasil.
 
The market-oriented reforms of the 1980s and
 
1990s, combined with a few years of commodity-
 
driven prosperity, are transforming Latin American
 
business.
Source: www.economist.com (Adapted) Sep 9th, 2010
Segundo o PMBOK, são stakeholders de um projeto:

Questão 23

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Summit meetings involving Latin America´s
 
presidents are so frequent these days that Mexico´s
 
Mr Calderón has likened diplomacy in the region
 
to a mountain range. Yet for all the talk of regional
5
integration, political Latin America looks more divided
 
than ever. Mr Chávez likes to threaten war against
 
Colombia, which in turn accuses him of harbouring
 
its FARC guerrillas. Sub-regional trade groups such
 
as Mercosur and the Andean Community, which
10
made progress in the 1990s, have stagnated or fallen
 
apart.
 
Yet while politicians bicker, corporate Latin
 
America is quietly moving closer together. A growing
 
army of multilatinas have expanded abroad. Some,
15
like Embraer or Bimbo, have become global
 
multinationals. Many others, including Chilean
 
retailers and Brazilian banks and construction firms,
 
have expanded within Latin America. Some Mexican
 
firms, led by América Móvil, a telecoms giant, are
20
moving into Brazil. Until recently such firms tended
 
to list their shares in New York, but now a Latin
 
American capital market is poised to emerge. In
 
three to five years there will be a seamless network of
 
Latin American stock exchanges, including Mexico´s,
25
reckons Mr Oliveira of BRAIN Brasil.
 
The market-oriented reforms of the 1980s and
 
1990s, combined with a few years of commodity-
 
driven prosperity, are transforming Latin American
 
business.
Source: www.economist.com (Adapted) Sep 9th, 2010
According to paragraph 2, a Latin American capital market is

Questão 24

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Summit meetings involving Latin America´s
 
presidents are so frequent these days that Mexico´s
 
Mr Calderón has likened diplomacy in the region
 
to a mountain range. Yet for all the talk of regional
5
integration, political Latin America looks more divided
 
than ever. Mr Chávez likes to threaten war against
 
Colombia, which in turn accuses him of harbouring
 
its FARC guerrillas. Sub-regional trade groups such
 
as Mercosur and the Andean Community, which
10
made progress in the 1990s, have stagnated or fallen
 
apart.
 
Yet while politicians bicker, corporate Latin
 
America is quietly moving closer together. A growing
 
army of multilatinas have expanded abroad. Some,
15
like Embraer or Bimbo, have become global
 
multinationals. Many others, including Chilean
 
retailers and Brazilian banks and construction fi rms,
 
have expanded within Latin America. Some Mexican
 
fi rms, led by América Móvil, a telecoms giant, are
20
moving into Brazil. Until recently such fi rms tended
 
to list their shares in New York, but now a Latin
 
American capital market is poised to emerge. In
 
three to fi ve years there will be a seamless network of
 
Latin American stock exchanges, including Mexico´s,
25
reckons Mr Oliveira of BRAIN Brasil.
 
The market-oriented reforms of the 1980s and
 
1990s, combined with a few years of commodity-
 
driven prosperity, are transforming Latin American
 
business.
Source: www.economist.com (Adapted) Sep 9th, 2010
Segundo o PMBOK, o Grupo de Processo do Gerenciamento de Projetos engloba:

Questão 25

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Summit meetings involving Latin America´s
 
presidents are so frequent these days that Mexico´s
 
Mr Calderón has likened diplomacy in the region
 
to a mountain range. Yet for all the talk of regional
5
integration, political Latin America looks more divided
 
than ever. Mr Chávez likes to threaten war against
 
Colombia, which in turn accuses him of harbouring
 
its FARC guerrillas. Sub-regional trade groups such
 
as Mercosur and the Andean Community, which
10
made progress in the 1990s, have stagnated or fallen
 
apart.
 
Yet while politicians bicker, corporate Latin
 
America is quietly moving closer together. A growing
 
army of multilatinas have expanded abroad. Some,
15
like Embraer or Bimbo, have become global
 
multinationals. Many others, including Chilean
 
retailers and Brazilian banks and construction firms,
 
have expanded within Latin America. Some Mexican
 
firms, led by América Móvil, a telecoms giant, are
20
moving into Brazil. Until recently such firms tended
 
to list their shares in New York, but now a Latin
 
American capital market is poised to emerge. In
 
three to five years there will be a seamless network of
 
Latin American stock exchanges, including Mexico´s,
25
reckons Mr Oliveira of BRAIN Brasil.
 
The market-oriented reforms of the 1980s and
 
1990s, combined with a few years of commodity-
 
driven prosperity, are transforming Latin American
 
business.
Source: www.economist.com (Adapted) Sep 9th, 2010
According to the text, “there will be a seamless network of Latin American stock exchanges”, which means this network will

Questão 26

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Summit meetings involving Latin America´s
 
presidents are so frequent these days that Mexico´s
 
Mr Calderón has likened diplomacy in the region
 
to a mountain range. Yet for all the talk of regional
5
integration, political Latin America looks more divided
 
than ever. Mr Chávez likes to threaten war against
 
Colombia, which in turn accuses him of harbouring
 
its FARC guerrillas. Sub-regional trade groups such
 
as Mercosur and the Andean Community, which
10
made progress in the 1990s, have stagnated or fallen
 
apart.
 
Yet while politicians bicker, corporate Latin
 
America is quietly moving closer together. A growing
 
army of multilatinas have expanded abroad. Some,
15
like Embraer or Bimbo, have become global
 
multinationals. Many others, including Chilean
 
retailers and Brazilian banks and construction fi rms,
 
have expanded within Latin America. Some Mexican
 
fi rms, led by América Móvil, a telecoms giant, are
20
moving into Brazil. Until recently such fi rms tended
 
to list their shares in New York, but now a Latin
 
American capital market is poised to emerge. In
 
three to fi ve years there will be a seamless network of
 
Latin American stock exchanges, including Mexico´s,
25
reckons Mr Oliveira of BRAIN Brasil.
 
The market-oriented reforms of the 1980s and
 
1990s, combined with a few years of commodity-
 
driven prosperity, are transforming Latin American
 
business.
Source: www.economist.com (Adapted) Sep 9th, 2010
Segundo o PMBOK, são ferramentas adicionais ao planejamento de qualidade:

Questão 27

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
With the economy booming, poverty falling, and
 
an avid new middle class hitting the supermarkets and
 
malls, Brazil is in a sweet spot. Once a pushover for
 
financial turmoil, Brazil survived the Great Recession
5
largely unscathed and grew at the blistering pace of
 
10 percent in the first six months of 2010 (though
 
it may cool to 6 or 7 percent by year´s end). With
 
new offshore discoveries boosting its estimated oil
 
reserves to at least 9 billion barrels –and possibly
10
much more- the national oil giant, Petrobras, raised
 
$67billion in late September, the biggest public-
 
share offering in global financial history. Officials are
 
gussying up the country for the 2014 World Cup and
 
the 2016 Olympic Games, and arguing over what to
15
do with all the cash and glory that such international
 
showcases bring.
Source: Newsweek (Adapted) Oct 11th, 2010
The text refers to Brazil´s economy as booming, which means it is experiencing a period of economic

Questão 28

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
With the economy booming, poverty falling, and
 
an avid new middle class hitting the supermarkets and
 
malls, Brazil is in a sweet spot. Once a pushover for
 
fi nancial turmoil, Brazil survived the Great Recession
5
largely unscathed and grew at the blistering pace of
 
10 percent in the fi rst six months of 2010 (though
 
it may cool to 6 or 7 percent by year´s end). With
 
new offshore discoveries boosting its estimated oil
 
reserves to at least 9 billion barrels –and possibly
10
much more- the national oil giant, Petrobras, raised
 
$67billion in late September, the biggest public-
 
share offering in global fi nancial history. Offi cials are
 
gussying up the country for the 2014 World Cup and
 
the 2016 Olympic Games, and arguing over what to
15
do with all the cash and glory that such international
 
showcases bring.
Source: Newsweek (Adapted) Oct 11th, 2010
Segundo o PMBOK, as ferramentas e técnicas da Definição das Atividades são:

Questão 29

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
With the economy booming, poverty falling, and
 
an avid new middle class hitting the supermarkets and
 
malls, Brazil is in a sweet spot. Once a pushover for
 
financial turmoil, Brazil survived the Great Recession
5
largely unscathed and grew at the blistering pace of
 
10 percent in the first six months of 2010 (though
 
it may cool to 6 or 7 percent by year´s end). With
 
new offshore discoveries boosting its estimated oil
 
reserves to at least 9 billion barrels –and possibly
10
much more- the national oil giant, Petrobras, raised
 
$67billion in late September, the biggest public-
 
share offering in global financial history. Officials are
 
gussying up the country for the 2014 World Cup and
 
the 2016 Olympic Games, and arguing over what to
15
do with all the cash and glory that such international
 
showcases bring.
Source: Newsweek (Adapted) Oct 11th, 2010
According to the text, Brazil´s growth pace is likely to

Questão 30

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
With the economy booming, poverty falling, and
 
an avid new middle class hitting the supermarkets and
 
malls, Brazil is in a sweet spot. Once a pushover for
 
fi nancial turmoil, Brazil survived the Great Recession
5
largely unscathed and grew at the blistering pace of
 
10 percent in the fi rst six months of 2010 (though
 
it may cool to 6 or 7 percent by year´s end). With
 
new offshore discoveries boosting its estimated oil
 
reserves to at least 9 billion barrels –and possibly
10
much more- the national oil giant, Petrobras, raised
 
$67billion in late September, the biggest public-
 
share offering in global fi nancial history. Offi cials are
 
gussying up the country for the 2014 World Cup and
 
the 2016 Olympic Games, and arguing over what to
15
do with all the cash and glory that such international
 
showcases bring.
Source: Newsweek (Adapted) Oct 11th, 2010
Segundo o PMBOK, as entradas no processo de Identificação de Riscos são:

Questão 31

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
With the economy booming, poverty falling, and
 
an avid new middle class hitting the supermarkets and
 
malls, Brazil is in a sweet spot. Once a pushover for
 
financial turmoil, Brazil survived the Great Recession
5
largely unscathed and grew at the blistering pace of
 
10 percent in the first six months of 2010 (though
 
it may cool to 6 or 7 percent by year´s end). With
 
new offshore discoveries boosting its estimated oil
 
reserves to at least 9 billion barrels –and possibly
10
much more- the national oil giant, Petrobras, raised
 
$67billion in late September, the biggest public-
 
share offering in global financial history. Officials are
 
gussying up the country for the 2014 World Cup and
 
the 2016 Olympic Games, and arguing over what to
15
do with all the cash and glory that such international
 
showcases bring.
Source: Newsweek (Adapted) Oct 11th, 2010
The text highlights Petrobras´ public-share offering which

Questão 32

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
With the economy booming, poverty falling, and
 
an avid new middle class hitting the supermarkets and
 
malls, Brazil is in a sweet spot. Once a pushover for
 
fi nancial turmoil, Brazil survived the Great Recession
5
largely unscathed and grew at the blistering pace of
 
10 percent in the fi rst six months of 2010 (though
 
it may cool to 6 or 7 percent by year´s end). With
 
new offshore discoveries boosting its estimated oil
 
reserves to at least 9 billion barrels –and possibly
10
much more- the national oil giant, Petrobras, raised
 
$67billion in late September, the biggest public-
 
share offering in global fi nancial history. Offi cials are
 
gussying up the country for the 2014 World Cup and
 
the 2016 Olympic Games, and arguing over what to
15
do with all the cash and glory that such international
 
showcases bring.
Source: Newsweek (Adapted) Oct 11th, 2010
Considerando Arquivos de Interface Externa (AIE), na contagem de Registros Lógicos Referenciados (RLR),

Questão 33

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Up to a couple of years ago, I used to say that
 
the average person could protect his or her privacy
 
on the Web. Even as the founder of an online
 
reputation-management company, I believed it was
5
possible – so long as you were willing to commit some
 
time doing it. Today, I tell people this: the landscape
 
of personal data mining and exploitation is shifting
 
faster than ever; trying to protect your online privacy
 
is like trying to build your own antivirus software –
10
really, really diffi cult. But whether or not you have the
 
time (or money) to invest in the pros, there are a few
 
simple steps we can all take to reduce the risk to our
 
private data.
 
1. Do not put your full birth date on your social-
15
networking profiles.
 
Identity thieves use birth dates as cornerstones
 
of their craft. If you want your friends to know your
 
birthday, try just the month and day, and leave out
 
the year.
20
2. Use multiple usernames and passwords.
 
Keep your usernames and passwords for social
 
networks, online banking, e-mail, and online shopping
 
all separate. Having distinct passwords is not enough
 
nowadays: if you have the same username across
25
different Web sites, your entire life can be mapped
 
and re-created with simple algorithms.
 
3. Shred.
 
If you are going to throw away credit-card offers, bank
 
statements, or anything else that might come in hard
30
copy to your house, rip them up into tiny bits first.
Source: www.newsweek.com (Adapted) Oct, 22nd 2010
According to the author, the year of your birthday must be

Questão 34

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Up to a couple of years ago, I used to say that
 
the average person could protect his or her privacy
 
on the Web. Even as the founder of an online
 
reputation-management company, I believed it was
5
possible – so long as you were willing to commit some
 
time doing it. Today, I tell people this: the landscape
 
of personal data mining and exploitation is shifting
 
faster than ever; trying to protect your online privacy
 
is like trying to build your own antivirus software –
10
really, really diffi cult. But whether or not you have the
 
time (or money) to invest in the pros, there are a few
 
simple steps we can all take to reduce the risk to our
 
private data.
 
1. Do not put your full birth date on your social-
15
networking profiles.
 
Identity thieves use birth dates as cornerstones
 
of their craft. If you want your friends to know your
 
birthday, try just the month and day, and leave out
 
the year.
20
2. Use multiple usernames and passwords.
 
Keep your usernames and passwords for social
 
networks, online banking, e-mail, and online shopping
 
all separate. Having distinct passwords is not enough
 
nowadays: if you have the same username across
25
different Web sites, your entire life can be mapped
 
and re-created with simple algorithms.
 
3. Shred.
 
If you are going to throw away credit-card offers, bank
 
statements, or anything else that might come in hard
30
copy to your house, rip them up into tiny bits first.
Source: www.newsweek.com (Adapted) Oct, 22nd 2010
Baseando-se nas Características Gerais do Sistema (CGS), um dos passos para o cálculo do fator de ajuste é:

Questão 35

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Up to a couple of years ago, I used to say that
 
the average person could protect his or her privacy
 
on the Web. Even as the founder of an online
 
reputation-management company, I believed it was
5
possible – so long as you were willing to commit some
 
time doing it. Today, I tell people this: the landscape
 
of personal data mining and exploitation is shifting
 
faster than ever; trying to protect your online privacy
 
is like trying to build your own antivirus software –
10
really, really diffi cult. But whether or not you have the
 
time (or money) to invest in the pros, there are a few
 
simple steps we can all take to reduce the risk to our
 
private data.
 
1. Do not put your full birth date on your social-
15
networking profiles.
 
Identity thieves use birth dates as cornerstones
 
of their craft. If you want your friends to know your
 
birthday, try just the month and day, and leave out
 
the year.
20
2. Use multiple usernames and passwords.
 
Keep your usernames and passwords for social
 
networks, online banking, e-mail, and online shopping
 
all separate. Having distinct passwords is not enough
 
nowadays: if you have the same username across
25
different Web sites, your entire life can be mapped
 
and re-created with simple algorithms.
 
3. Shred.
 
If you are going to throw away credit-card offers, bank
 
statements, or anything else that might come in hard
30
copy to your house, rip them up into tiny bits first.
Source: www.newsweek.com (Adapted) Oct, 22nd 2010
According to the author, reducing the risk to our private data is

Questão 36

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Up to a couple of years ago, I used to say that
 
the average person could protect his or her privacy
 
on the Web. Even as the founder of an online
 
reputation-management company, I believed it was
5
possible – so long as you were willing to commit some
 
time doing it. Today, I tell people this: the landscape
 
of personal data mining and exploitation is shifting
 
faster than ever; trying to protect your online privacy
 
is like trying to build your own antivirus software –
10
really, really diffi cult. But whether or not you have the
 
time (or money) to invest in the pros, there are a few
 
simple steps we can all take to reduce the risk to our
 
private data.
 
1. Do not put your full birth date on your social-
15
networking profiles.
 
Identity thieves use birth dates as cornerstones
 
of their craft. If you want your friends to know your
 
birthday, try just the month and day, and leave out
 
the year.
20
2. Use multiple usernames and passwords.
 
Keep your usernames and passwords for social
 
networks, online banking, e-mail, and online shopping
 
all separate. Having distinct passwords is not enough
 
nowadays: if you have the same username across
25
different Web sites, your entire life can be mapped
 
and re-created with simple algorithms.
 
3. Shred.
 
If you are going to throw away credit-card offers, bank
 
statements, or anything else that might come in hard
30
copy to your house, rip them up into tiny bits first.
Source: www.newsweek.com (Adapted) Oct, 22nd 2010
Algumas das Características Gerais do Sistema (CGS) são:

Questão 37

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Up to a couple of years ago, I used to say that
 
the average person could protect his or her privacy
 
on the Web. Even as the founder of an online
 
reputation-management company, I believed it was
5
possible – so long as you were willing to commit some
 
time doing it. Today, I tell people this: the landscape
 
of personal data mining and exploitation is shifting
 
faster than ever; trying to protect your online privacy
 
is like trying to build your own antivirus software –
10
really, really diffi cult. But whether or not you have the
 
time (or money) to invest in the pros, there are a few
 
simple steps we can all take to reduce the risk to our
 
private data.
 
1. Do not put your full birth date on your social-
15
networking profiles.
 
Identity thieves use birth dates as cornerstones
 
of their craft. If you want your friends to know your
 
birthday, try just the month and day, and leave out
 
the year.
20
2. Use multiple usernames and passwords.
 
Keep your usernames and passwords for social
 
networks, online banking, e-mail, and online shopping
 
all separate. Having distinct passwords is not enough
 
nowadays: if you have the same username across
25
different Web sites, your entire life can be mapped
 
and re-created with simple algorithms.
 
3. Shred.
 
If you are going to throw away credit-card offers, bank
 
statements, or anything else that might come in hard
30
copy to your house, rip them up into tiny bits first.
Source: www.newsweek.com (Adapted) Oct, 22nd 2010
According to the author, usernames and passwords

Questão 38

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Up to a couple of years ago, I used to say that
 
the average person could protect his or her privacy
 
on the Web. Even as the founder of an online
 
reputation-management company, I believed it was
5
possible – so long as you were willing to commit some
 
time doing it. Today, I tell people this: the landscape
 
of personal data mining and exploitation is shifting
 
faster than ever; trying to protect your online privacy
 
is like trying to build your own antivirus software –
10
really, really diffi cult. But whether or not you have the
 
time (or money) to invest in the pros, there are a few
 
simple steps we can all take to reduce the risk to our
 
private data.
 
1. Do not put your full birth date on your social-
15
networking profiles.
 
Identity thieves use birth dates as cornerstones
 
of their craft. If you want your friends to know your
 
birthday, try just the month and day, and leave out
 
the year.
20
2. Use multiple usernames and passwords.
 
Keep your usernames and passwords for social
 
networks, online banking, e-mail, and online shopping
 
all separate. Having distinct passwords is not enough
 
nowadays: if you have the same username across
25
different Web sites, your entire life can be mapped
 
and re-created with simple algorithms.
 
3. Shred.
 
If you are going to throw away credit-card offers, bank
 
statements, or anything else that might come in hard
30
copy to your house, rip them up into tiny bits first.
Source: www.newsweek.com (Adapted) Oct, 22nd 2010
O cálculo dos pontos de função de um projeto de desenvolvimento consiste dos componentes de funcionalidade:

Questão 39

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Up to a couple of years ago, I used to say that
 
the average person could protect his or her privacy
 
on the Web. Even as the founder of an online
 
reputation-management company, I believed it was
5
possible – so long as you were willing to commit some
 
time doing it. Today, I tell people this: the landscape
 
of personal data mining and exploitation is shifting
 
faster than ever; trying to protect your online privacy
 
is like trying to build your own antivirus software –
10
really, really diffi cult. But whether or not you have the
 
time (or money) to invest in the pros, there are a few
 
simple steps we can all take to reduce the risk to our
 
private data.
 
1. Do not put your full birth date on your social-
15
networking profiles.
 
Identity thieves use birth dates as cornerstones
 
of their craft. If you want your friends to know your
 
birthday, try just the month and day, and leave out
 
the year.
20
2. Use multiple usernames and passwords.
 
Keep your usernames and passwords for social
 
networks, online banking, e-mail, and online shopping
 
all separate. Having distinct passwords is not enough
 
nowadays: if you have the same username across
25
different Web sites, your entire life can be mapped
 
and re-created with simple algorithms.
 
3. Shred.
 
If you are going to throw away credit-card offers, bank
 
statements, or anything else that might come in hard
30
copy to your house, rip them up into tiny bits first.
Source: www.newsweek.com (Adapted) Oct, 22nd 2010
According to the author, when throwing away credit card offers or bank statements, one should

Questão 40

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
1
Up to a couple of years ago, I used to say that
 
the average person could protect his or her privacy
 
on the Web. Even as the founder of an online
 
reputation-management company, I believed it was
5
possible – so long as you were willing to commit some
 
time doing it. Today, I tell people this: the landscape
 
of personal data mining and exploitation is shifting
 
faster than ever; trying to protect your online privacy
 
is like trying to build your own antivirus software –
10
really, really diffi cult. But whether or not you have the
 
time (or money) to invest in the pros, there are a few
 
simple steps we can all take to reduce the risk to our
 
private data.
 
1. Do not put your full birth date on your social-
15
networking profiles.
 
Identity thieves use birth dates as cornerstones
 
of their craft. If you want your friends to know your
 
birthday, try just the month and day, and leave out
 
the year.
20
2. Use multiple usernames and passwords.
 
Keep your usernames and passwords for social
 
networks, online banking, e-mail, and online shopping
 
all separate. Having distinct passwords is not enough
 
nowadays: if you have the same username across
25
different Web sites, your entire life can be mapped
 
and re-created with simple algorithms.
 
3. Shred.
 
If you are going to throw away credit-card offers, bank
 
statements, or anything else that might come in hard
30
copy to your house, rip them up into tiny bits first.
Source: www.newsweek.com (Adapted) Oct, 22nd 2010
O dicionário de dados é

Questão 41

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Partindo-se do pressuposto de que a função política ou de governo difere da função administrativa, é correto afirmar que estão relacionadas(os) à função política, exceto:

Questão 42

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas

» Essa questão pode ter algum problema e está sendo revisada. Em breve estará corrigida.
Modelo MVC significa

Questão 43

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Analise os itens a seguir, relacionados aos princípios que norteiam a atividade da Administração Pública, e marque com V se a assertiva for verdadeira e com F se for falsa. Ao final, assinale a opção correspondente.

( ) Segundo o princípio da impessoalidade, a atuação do administrador público deve objetivar a realização do interesse público.

( ) Em razão do princípio da isonomia, é vedada a adoção de quaisquer discriminações positivas pela Administração Pública.

( ) As restrições ao direito de greve do servidor público decorrem do princípio da continuidade das atividades da Administração Pública.

( ) A estipulação legal de prazo decadencial para a Administração anular seus atos é contrária ao princípio da segurança jurídica.

Questão 44

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Ferramentas CASE podem ser usadas pelo engenheiro de sistemas

Questão 45

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Analise os itens a seguir, a respeito das entidades políticas e administrativas, e marque com V se a assertiva for verdadeira e com F se for falsa. Ao final, assinale a opção correspondente.

( ) A autonomia de uma entidade política decorre de sua capacidade de autoorganização, autogoverno e autoadministração.

( ) São entidades políticas a União, os Estados, os Municípios, o Distrito Federal e suas autarquias e fundações públicas.

( ) As entidades políticas e administrativas surgem da descentralização administrativa.

( ) As entidades políticas são pessoas jurídicas de direito público, enquanto as entidades administrativas são pessoas jurídicas de direito privado.

Questão 46

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Com Ferramentas de Gerenciamento de Projetos, o gerente de projeto pode definir uma

Questão 47

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
No que tange ao poder hierárquico, assinale a opção correta.

Questão 48

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Segundo os princípios da boa especificação,

Questão 49

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
São características comuns às empresas públicas e às sociedades de economia mista, exceto:

Questão 50

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Uma conexão de instância é

Questão 51

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
No que concerne à revogação do ato administrativo, assinale a opção correta.

Questão 52

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 53

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Sobre os elementos do ato administrativo, assinale a opção correta.

Questão 54

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Com base no CMMI, assinale a opção correta que apresenta Categoria e algumas de suas Áreas de Processo.

Questão 55

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Acerca do recurso administrativo disciplinado na Lei n. 9.784/99, é correto afirmar que:

Questão 56

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
São princípios de Modelagem de Processos:

Questão 57

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Relativamente aos servidores públicos regidos pela Lei n. 8.112, de 1990, assinale a opção correta.

Questão 58

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Um processo é

Questão 59

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
O Decreto n. 1.171, de 22 de junho de 1994, aprovou o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal e, entre outras providências, determinou que os órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta e indireta constituíssem as respectivas Comissões de Ética. A respeito dos termos desse Código, assinale a opção incorreta.

Questão 60

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
São métodos para modelagem de processos:

Questão 61

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
O sistema financeiro nacional engloba instituições cujas operações sejam caracterizadas por:

Questão 62

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
São princípios para projeto e avaliação de interfaces humano-computador para aplicações de escritório:

Questão 63

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
A importância da disciplina do mercado de capitais para o desenvolvimento econômico:

Questão 64

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Segundo o Decreto n. 5.296, de 02 de dezembro de 2004,

Questão 65

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
A competência da CVM no mercado de derivativos se faz:

Questão 66

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
No ciclo da Engenharia da Usabilidade, as atividades da fase de análise são:

Questão 67

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
São heurísticas de usabilidade

Questão 68

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
A autorregulação, no mercado financeiro, significa:

Questão 69

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas

» Esta questão foi anulada pela banca.
Ao desempenhar a função de amicus curiae, a presença da CVM em procedimentos judiciais:

Questão 70

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Os componentes de um Portal Corporativo podem ser agrupados em

Questão 71

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
A exigência, em certos casos, da participação de corretores para a operação em mercados de valores mobiliários permite:

Questão 72

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 73

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Mercados de bolsa e balcão são espécies de estruturas de negociação de valores mobiliários em que:

Questão 74

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
São lições que a implementação de um Portal Corporativo deve considerar

Questão 75

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
A aplicação de recursos provenientes do exterior, no mercado financeiro brasileiro:

Questão 76

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 77

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
A globalização dos mercados financeiros facilita:

Questão 78

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Na seleção de uma plataforma de Portal Corporativo deve-se considerar

Questão 79

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
A lavagem de dinheiro é configurada quando:

Questão 80

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Uma fila é um tipo de lista linear em que

Questão 81

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 82

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Com relação a fundos de página Web em CSS

Questão 83

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Na linguagem Java

Questão 84

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 85

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
O CSS é

Questão 86

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
A métrica de software Complexidade ciclomática

Questão 87

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 88

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Uma ferramenta de automação de teste

Questão 89

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
São axiomas em risco

Questão 90

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
São informações que compõem o gerenciamento de defeitos

Questão 91

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 92

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Teste de Equivalência de Classe é

Questão 93

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Mineração de Dados é

Questão 94

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
O sistema de apoio a decisão

Questão 95

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Ferramentas de processamento analítico on-line (OLAP)

Questão 96

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 97

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
São responsabilidades do Escritório do CIO, como área de suporte a planejamento e gestão de TI

Questão 98

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
O ciclo da Governança de TI engloba

Questão 99

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
Assinale a opção correta.

Questão 100

CVM 2010 - ESAF - Analista - Sistemas
A categoria de afinidade Engenharia do CMMI contém as áreas de processo



Provas de Concursos » Esaf 2010