×
Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação Analista de Planejamento e Finanças Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental Analista em Tecnologia da Informação e Comunicação
×

SEPOG/RO 2017

Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental

Questão 1

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor!
 
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
 
sentimentos. Puxa, para que serve ele, afinal? Calma, não
 
jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É
5
um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para
 
todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim,
 
cardiologista do Hospital do Coração.
 
O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e
 
tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
10
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para
 
as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e
 
aumentando de tamanho. E o que tem a ver com o amor?
 
“Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está
 
apaixonada. O corpo libera adrenalina, aumentando os
15
batimentos cardíacos e a pressão arterial”.
(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6)
A primeira frase do texto diz “Temos uma notícia triste” Nesse contexto, a notícia a ser dada é triste porque

Questão 2

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor!
 
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
 
sentimentos. Puxa, para que serve ele, afinal? Calma, não
 
jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É
5
um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para
 
todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim,
 
cardiologista do Hospital do Coração.
 
O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e
 
tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
10
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para
 
as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e
 
aumentando de tamanho. E o que tem a ver com o amor?
 
“Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está
 
apaixonada. O corpo libera adrenalina, aumentando os
15
batimentos cardíacos e a pressão arterial”.
(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6)
Abaixo, estão cinco pares de substantivo + adjetivo retirados do texto. Assinale a opção que indica o par em que é possível a troca de posição dos termos.

Questão 3

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
A amizade é um exercício de limites afetivos em permanente desejo de expansão. Por mais completa que pareça ser uma
 
relação de amizade, ela vive também do que lhe falta e da esperança de que um dia nada venha a faltar. Com o tempo, aprendemos
 
a esperar menos e a nos satisfazer com a finitude dos sentimentos nossos e alheios, embora no fundo de nós ainda esperemos a
 
súbita novidade que o amigo saberá revelar. Sendo um exercício bem-sucedido de tolerância e paciência – amplamente recom-
5
pensadas, diga-se – a amizade é também a ansiedade e a expectativa de descobrirmos em nós, por intermédio do amigo, uma
 
dimensão desconhecida do nosso ser.
 
Há quem julgue que cabe ao amigo reconhecer e estimular nossas melhores qualidades. Mas por que não esperar que o valor
 
maior da amizade está em ser ela um necessário e fiel espelho de nossos defeitos? Não é preciso contar com o amigo para
 
conhecermos melhor nossas mais agudas imperfeições? Não cabe ao amigo a sinceridade de quem aponta nossa falha, pela
10
esperança de que venhamos a corrigi-la? Se o nosso adversário aponta nossas faltas no tom destrutivo de uma acusação, o amigo as
 
identifica com lealdade, para que nos compreendamos melhor.
 
Quando um amigo verdadeiro, por contingência da vida ou imposição da morte, é afastado de nós, ficam dele, em nossa
 
consciência, seus valores, seus juízos, suas percepções. Perguntas como “O que diria ele sobre isso?” ou “O que faria ele com isso?”
 
passam a nos ocorrer: são perspectivas dele que se fixaram e continuam a agir como um parâmetro vivo e importante. As marcas da
15
amizade não desaparecem com a ausência do amigo, nem se enfraquecem como memórias pálidas: continuam a ser referências
 
para o que fazemos e pensamos.
(CALÓGERAS, Bruno, inédito)
Considere as seguintes afirmações:

I. No primeiro parágrafo, há a sugestão de que a tolerância e a paciência, qualidades positivas mas dispensáveis entre amigos verdadeiros, dão lugar à recompensa da incondicionalidade do afeto.
II. No segundo parágrafo, expressa-se a convicção de que o amigo verdadeiro não apenas releva nossos defeitos como também é capaz de convertê-los em qualidades nossas.
III. No terceiro parágrafo, considera-se que da ausência ocasional ou definitiva do amigo não resulta que seus valores e seus pontos de vista deixem de atuar dentro de nossa consciência.

Em relação ao texto está correto o que se afirma em

Questão 4

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor!
 
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
 
sentimentos. Puxa, para que serve ele, afinal? Calma, não
 
jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É
5
um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para
 
todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim,
 
cardiologista do Hospital do Coração.
 
O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e
 
tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
10
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para
 
as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e
 
aumentando de tamanho. E o que tem a ver com o amor?
 
“Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está
 
apaixonada. O corpo libera adrenalina, aumentando os
15
batimentos cardíacos e a pressão arterial”.
(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6)
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os sentimentos.

Nesse segmento do texto, há duas formas verbais na terceira pessoa do plural: dizem e moram.

Sobre essas formas, assinale a opção correta.

Questão 5

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor!
 
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
 
sentimentos. Puxa, para que serve ele, afinal? Calma, não
 
jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É
5
um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para
 
todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim,
 
cardiologista do Hospital do Coração.
 
O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e
 
tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
10
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para
 
as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e
 
aumentando de tamanho. E o que tem a ver com o amor?
 
“Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está
 
apaixonada. O corpo libera adrenalina, aumentando os
15
batimentos cardíacos e a pressão arterial”.
(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6)
O texto lido pertence ao modo argumentativo. O argumento básico do texto se apoia

Questão 6

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor!
 
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
 
sentimentos. Puxa, para que serve ele, afinal? Calma, não
 
jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É
5
um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para
 
todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim,
 
cardiologista do Hospital do Coração.
 
O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e
 
tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
10
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para
 
as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e
 
aumentando de tamanho. E o que tem a ver com o amor?
 
“Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está
 
apaixonada. O corpo libera adrenalina, aumentando os
15
batimentos cardíacos e a pressão arterial”.
(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6)
Assinale a opção que apresenta o segmento do texto em que o autor entra em interação direta com o leitor.

Questão 7

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor!
 
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
 
sentimentos. Puxa, para que serve ele, afinal? Calma, não
 
jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É
5
um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para
 
todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim,
 
cardiologista do Hospital do Coração.
 
O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e
 
tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
10
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para
 
as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e
 
aumentando de tamanho. E o que tem a ver com o amor?
 
“Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está
 
apaixonada. O corpo libera adrenalina, aumentando os
15
batimentos cardíacos e a pressão arterial”.
(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6)
Segundo o texto, o que pode justificar o fato de considerarem o coração como órgão do amor é

Questão 8

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor!
 
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
 
sentimentos. Puxa, para que serve ele, afinal? Calma, não
 
jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É
5
um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para
 
todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim,
 
cardiologista do Hospital do Coração.
 
O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e
 
tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
10
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para
 
as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e
 
aumentando de tamanho. E o que tem a ver com o amor?
 
“Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está
 
apaixonada. O corpo libera adrenalina, aumentando os
15
batimentos cardíacos e a pressão arterial”.
(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6)
Analise o emprego de “para” nas seguintes frases do texto:

I. Para que serve ele, afinal?
II. Calma, não jogue o coração para escanteio.
III. ... bombear sangue para todas as células de nosso corpo...
IV. ... ele recebe o sangue das veias e lança para as artérias.

A preposição “para” tem o mesmo valor em

Questão 9

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor!
 
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
 
sentimentos. Puxa, para que serve ele, afinal? Calma, não
 
jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É
5
um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para
 
todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim,
 
cardiologista do Hospital do Coração.
 
O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e
 
tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
10
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para
 
as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e
 
aumentando de tamanho. E o que tem a ver com o amor?
 
“Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está
 
apaixonada. O corpo libera adrenalina, aumentando os
15
batimentos cardíacos e a pressão arterial”.
(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6)
Assinale a opção que apresenta o segmento do texto cuja modificação na ordem dos termos altera o significado original.

Questão 10

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor!
 
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
 
sentimentos. Puxa, para que serve ele, afinal? Calma, não
 
jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É
5
um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para
 
todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim,
 
cardiologista do Hospital do Coração.
 
O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e
 
tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
10
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para
 
as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e
 
aumentando de tamanho. E o que tem a ver com o amor?
 
“Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está
 
apaixonada. O corpo libera adrenalina, aumentando os
15
batimentos cardíacos e a pressão arterial”.
(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6)
É um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para todas as células de nosso corpo.”

O uso de aspas nesse fragmento do texto indica

Questão 11

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor!
 
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
 
sentimentos. Puxa, para que serve ele, afinal? Calma, não
 
jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É
5
um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para
 
todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim,
 
cardiologista do Hospital do Coração.
 
O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e
 
tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
10
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para
 
as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e
 
aumentando de tamanho. E o que tem a ver com o amor?
 
“Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está
 
apaixonada. O corpo libera adrenalina, aumentando os
15
batimentos cardíacos e a pressão arterial”.
(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6)
Nas frases “ele é superimportante” e “Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está apaixonada”, há dois exemplos de variação de grau.

Sobre essas variações, assinale a afirmativa correta.

Questão 12

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
A amizade é um exercício de limites afetivos em permanente desejo de expansão. Por mais completa que pareça ser uma
 
relação de amizade, ela vive também do que lhe falta e da esperança de que um dia nada venha a faltar. Com o tempo, aprendemos
 
a esperar menos e a nos satisfazer com a finitude dos sentimentos nossos e alheios, embora no fundo de nós ainda esperemos a
 
súbita novidade que o amigo saberá revelar. Sendo um exercício bem-sucedido de tolerância e paciência – amplamente recom-
5
pensadas, diga-se – a amizade é também a ansiedade e a expectativa de descobrirmos em nós, por intermédio do amigo, uma
 
dimensão desconhecida do nosso ser.
 
Há quem julgue que cabe ao amigo reconhecer e estimular nossas melhores qualidades. Mas por que não esperar que o valor
 
maior da amizade está em ser ela um necessário e fiel espelho de nossos defeitos? Não é preciso contar com o amigo para
 
conhecermos melhor nossas mais agudas imperfeições? Não cabe ao amigo a sinceridade de quem aponta nossa falha, pela
10
esperança de que venhamos a corrigi-la? Se o nosso adversário aponta nossas faltas no tom destrutivo de uma acusação, o amigo as
 
identifica com lealdade, para que nos compreendamos melhor.
 
Quando um amigo verdadeiro, por contingência da vida ou imposição da morte, é afastado de nós, ficam dele, em nossa
 
consciência, seus valores, seus juízos, suas percepções. Perguntas como “O que diria ele sobre isso?” ou “O que faria ele com isso?”
 
passam a nos ocorrer: são perspectivas dele que se fixaram e continuam a agir como um parâmetro vivo e importante. As marcas da
15
amizade não desaparecem com a ausência do amigo, nem se enfraquecem como memórias pálidas: continuam a ser referências
 
para o que fazemos e pensamos.
(CALÓGERAS, Bruno, inédito)
Considere as seguintes afirmações:

I. No primeiro parágrafo, há a sugestão de que a tolerância e a paciência, qualidades positivas mas dispensáveis entre amigos verdadeiros, dão lugar à recompensa da incondicionalidade do afeto.
II. No segundo parágrafo, expressa-se a convicção de que o amigo verdadeiro não apenas releva nossos defeitos como também é capaz de convertê-los em qualidades nossas.
III. No terceiro parágrafo, considera-se que da ausência ocasional ou definitiva do amigo não resulta que seus valores e seus pontos de vista deixem de atuar dentro de nossa consciência.

Em relação ao texto está correto o que se afirma em

Questão 13

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
A amizade é um exercício de limites afetivos em permanente desejo de expansão. Por mais completa que pareça ser uma
 
relação de amizade, ela vive também do que lhe falta e da esperança de que um dia nada venha a faltar. Com o tempo, aprendemos
 
a esperar menos e a nos satisfazer com a finitude dos sentimentos nossos e alheios, embora no fundo de nós ainda esperemos a
 
súbita novidade que o amigo saberá revelar. Sendo um exercício bem-sucedido de tolerância e paciência – amplamente recom-
5
pensadas, diga-se – a amizade é também a ansiedade e a expectativa de descobrirmos em nós, por intermédio do amigo, uma
 
dimensão desconhecida do nosso ser.
 
Há quem julgue que cabe ao amigo reconhecer e estimular nossas melhores qualidades. Mas por que não esperar que o valor
 
maior da amizade está em ser ela um necessário e fiel espelho de nossos defeitos? Não é preciso contar com o amigo para
 
conhecermos melhor nossas mais agudas imperfeições? Não cabe ao amigo a sinceridade de quem aponta nossa falha, pela
10
esperança de que venhamos a corrigi-la? Se o nosso adversário aponta nossas faltas no tom destrutivo de uma acusação, o amigo as
 
identifica com lealdade, para que nos compreendamos melhor.
 
Quando um amigo verdadeiro, por contingência da vida ou imposição da morte, é afastado de nós, ficam dele, em nossa
 
consciência, seus valores, seus juízos, suas percepções. Perguntas como “O que diria ele sobre isso?” ou “O que faria ele com isso?”
 
passam a nos ocorrer: são perspectivas dele que se fixaram e continuam a agir como um parâmetro vivo e importante. As marcas da
15
amizade não desaparecem com a ausência do amigo, nem se enfraquecem como memórias pálidas: continuam a ser referências
 
para o que fazemos e pensamos.
(CALÓGERAS, Bruno, inédito)
Considere as seguintes afirmações:

I. No primeiro parágrafo, há a sugestão de que a tolerância e a paciência, qualidades positivas mas dispensáveis entre amigos verdadeiros, dão lugar à recompensa da incondicionalidade do afeto.
II. No segundo parágrafo, expressa-se a convicção de que o amigo verdadeiro não apenas releva nossos defeitos como também é capaz de convertê-los em qualidades nossas.
III. No terceiro parágrafo, considera-se que da ausência ocasional ou definitiva do amigo não resulta que seus valores e seus pontos de vista deixem de atuar dentro de nossa consciência.

Em relação ao texto está correto o que se afirma em

Questão 14

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor!
 
Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
 
sentimentos. Puxa, para que serve ele, afinal? Calma, não
 
jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É
5
um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para
 
todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim,
 
cardiologista do Hospital do Coração.
 
O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e
 
tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
10
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para
 
as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e
 
aumentando de tamanho. E o que tem a ver com o amor?
 
“Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está
 
apaixonada. O corpo libera adrenalina, aumentando os
15
batimentos cardíacos e a pressão arterial”.
(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6)
Assinale a opção em que o substantivo ligado ao verbo do texto está erradamente selecionado.

Questão 15

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Paula, Gisela, Sílvia e Joana moram na mesma rua. Paula mora entre Gisela e Joana. Gisela mora entre Joana e Sílvia.

É correto concluir que

Questão 16

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Severino cria galinhas e no dia 1º de outubro observou que tinha ração suficiente para alimentá-las até o dia 15 de outubro. Entretanto, no final do dia 5 de outubro, ele vendeu metade das galinhas.

A ração restante foi suficiente para alimentar as galinhas restantes até o dia

Questão 17

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considere verdadeiras as afirmativas:

• Todos os marinheiros sabem nadar.
• Algumas pessoas que sabem nadar são pescadores.

É correto concluir que

Questão 18

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Francisco está em uma fila. Há 8 pessoas na frente dele e 36 pessoas atrás dele. Seu amigo Manoel está no centro da fila, ou seja, há tantas pessoas à frente de Manoel quanto atrás dele.
O número de pessoas que há entre Francisco e Manoel é

Questão 19

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Altair tem uma barraca de peixes no mercado e, certo dia, começou sua venda com 24 tambaquis, todos de mesmo peso. De manhã vendeu a terça parte por 13 reais cada um e, de tarde, reduziu o preço para 9 reais cada peixe e acabou vendendo todos.
Nesse dia, Altair arrecadou a quantia de

Questão 20

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Uma fábrica de produtos artesanais fabricou um lote de 900 bolsas, todas iguais e numeradas de 1 a 900. Para transportá-las para os diversos mercados elas foram colocadas em caixas numeradas contendo, cada uma, uma dúzia de bolsas. A primeira dúzia (bolsas de números 1 a 12) foi colocada na caixa 1, a segunda dúzia na caixa 2, a terceira dúzia na caixa 3, e assim por diante.

A bolsa de número 500 foi colocada na caixa

Questão 21

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
João voltou de um passeio na floresta com seus amigos e, ao chegar em casa, disse: “Eu matei a cobra e mostrei o pau”. Pedro, um dos amigos, disse: “isso não foi verdade”.

O significado do que Pedro disse é que João

Questão 22

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considere a afirmação:

“Toda pessoa que faz exercícios não tem pressão alta”.

De acordo com essa afirmação é correto concluir que

Questão 23

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental

O Forte Príncipe da Beira está localizado no município de Costa Marques.


O Forte Príncipe da Beira foi edificado à margem direita do rio Guaporé, entre 1776 e 1783, sendo considerada a maior fortificação portuguesa erguida no período colonial.
Assinale a opção que descreve corretamente os motivos da Coroa portuguesa para a construção deste forte.

Questão 24

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental

Henry Alexander Wickham, botânico inglês, em Santarém, Pará, em 1876. Sob o pretexto de buscar penas de cores vibrantes para os chapéus das inglesas da Era Vitoriana, Henry Wickham desembarcou na Amazônia, em 1876, com outro plano em mente: furtar sementes de seringueira para serem entregues ao Jardim Botânico Real da Inglaterra. Foi assim que a árvore nativa da Amazônia foi retirada de seu habitat natural e algumas sementes (cerca de 3 mil das 70 mil furtadas) germinaram e foram enviadas para colônias da Inglaterra, como Malásia e Ceilão. Em 1916, as plantations britânicas iriam produzir Hevea Brasiliensis suficiente para abastecer 95% da demanda mundial por borracha de alta qualidade.
Adaptado de http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/trafico-de-semente-fez-ruir-ciclo-da-borracha

A respeito da disputa pela borracha no mercado internacional e seu impacto para a economia brasileira, assinale V para a afirmativa verdadeira e F para a falsa.

( ) A produção de látex na região amazônica, entre 1840 e 1920, contou com uma mão de obra composta por seringueiros nativos e migrantes cearenses, conhecidos como "soldados da borracha".
( ) O método extrativista usado na Amazônia não permitiu o aumento rápido da produtividade para atender à demanda crescente da indústria automobilística europeia e norteamericana, no início do século XX.
( ) O declínio da economia gomífera brasileira, no início do século XX, deveu-se à queda dos preços da borracha no mercado internacional, em função da produção de látex de boa qualidade, a custos mais baixos, na Ásia.

As afirmativas são, respectivamente,

Questão 25

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental

http://www.gentedeopiniao.com.br/fotos/image/getulioVargas600

Em outubro de 1940, o presidente Getúlio Vargas chegava a Porto Velho, então Estado do Amazonas. Esta visita explicitava o interesse do Estado Novo em promover uma política de integração territorial que resultaria no Decreto-Lei nº 5.812 de 13 de setembro de 1943, com o qual era criado o Território Federal do Guaporé.

Assinale a opção que caracteriza corretamente o contexto de criação do Território Federal do Guaporé.

Questão 26

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
As opções a seguir descrevem corretamente a importância da BR-364 para o desenvolvimento da Amazônia Ocidental, à exceção de uma. Assinale-a.

Questão 27

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental

As formações vegetais do ambiente amazônico variam em função dos tipos de solo e de sua localização em relação aos rios. Com base na imagem, assinale a afirmativa correta sobre os tipos de vegetação da Amazônia.

Questão 28

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental

Mapa Representativo do Estado de Rondônia
Região 1. O Madeira-Guaporé: Onde se localiza a capital, Porto Velho, e se concentram 85% dos investimentos privados previstos para o Estado.
Região 2. Leste Rondoniense: Abriga as cinco cidades com os maiores PIB per capita de Rondônia.
A respeito da produção econômica regional do Estado de Rondônia, analise as afirmativas a seguir.

I. A região 1 é menor em população e extensão territorial, mas atrai a maior parte dos investimentos privados pela presença das hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio e pela estimativa de expansão comercial, imobiliária e dos serviços.
II. A região 2, no Leste rondoniense, é mais populosa e com maior extensão territorial, contribuindo fortemente para o PIB do Estado, em função do agronegócio, com destaque para a pecuária bovina e o cultivo de soja.
III. Tanto na região 1 quanto na 2, têm crescido a indústria extrativa mineral de cassiterita, a indústria de laticínios e os frigoríficos, em razão da proximidade do mercado andino, tornado acessível pela Rodovia Transoceânica.

Está correto o que se afirma em

Questão 29

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Ao longo do período republicano, a Amazônia foi considerada a última fronteira a ser integrada e ocupada pelo Estado brasileiro. Apesar dos esforços de ordenamento territorial, a política agrária e a criação de Terras Indígenas e de Unidades de Conservação não têm sido suficientes para conter os diversos conflitos socioambientais e fundiários.
A respeito da relação entre a expansão das frentes de colonização agrícola e os conflitos sociais no Estado de Rondônia, assinale V para a afirmativa verdadeira e F para a falsa.

( ) A agricultura itinerante praticada comumente pelos colonos gerou uma pressão sobre as áreas de floresta, na medida em que eles, após um período de uso, deixam a terra em pousio ou a transformam em pastagem, abrindo uma nova área.
( ) A constituição das áreas protegidas, cuja implementação foi tardia ou incompleta, não foi suficiente para impedir a ocupação irregular das mesmas, inclusive pela precária fiscalização dos órgãos públicos federais, estaduais e municipais.
( ) No final da década de 1990, em um contexto de pressão internacional pela preservação da biodiversidade e das populações tradicionais, a opinião pública brasileira denunciou a ocupação das Terras Indígenas e das Unidades de Conservação.

As afirmativas são, respectivamente,

Questão 30

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Leia o fragmento a seguir.

Na Amazônia rondoniense, a construção de usinas hidrelétricas, na última década, tem colocado em cena atores e interesses diversos, cuja resultante, entre outros, é a intensificação de conflitos sobre o uso da terra e seus recursos, como, por exemplo, a ação de __________, que fazem sua atividade avançar sobre novas áreas, pressionando as Unidades de Conservação e Terras Indígenas. As atividades de _________, por sua vez, se beneficiam da especulação fundiária, o que acaba por dar ímpeto à grilagem e à concentração de terras. Outro é o modo de uso do território e dos recursos naturais por parte de _________, que, por explorar a agricultura de várzea, o extrativismo e a pesca, veem suas atividades prejudicadas pela formação de reservatórios, que tendem a manter o rio em sua cota máxima, comprometendo o ciclo de cheia e vazante necessário à biota. A construção de usinas tem restringido as atividades de _________, responsáveis por uma das principais atividades desenvolvidas na região, em que pesem os danos ambientais que trazem à biota e às populações humanas.

Assinale a opção cujos itens completam corretamente as lacunas do fragmento.

Questão 31

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Para acompanhar as receitas do Estado, o Tribunal de Contas deve receber mensalmente, do Poder Executivo, as informações a seguir.

Questão 32

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Com relação ao aproveitamento de aprovados em concurso público para provimento em órgão diverso do Poder Executivo do Estado de Rondônia, assinale a opção que contempla dois de seus requisitos.

Questão 33

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Com relação aos processos de licitação pública, analise as afirmativas a seguir.

I. Não se admite tratamento diferenciado entre empresas brasileiras e estrangeiras, salvo quando envolverem financiamentos por agências internacionais.
II. Constitui critério de desempate, em licitações públicas, serem os bens ou serviços produzidos ou prestados por empresas que invistam em pesquisa e no desenvolvimento de tecnologia no País.
III. O processo licitatório será público, em todas as suas fases, para que desta forma se atenda ao princípio da transparência na Administração Pública.
IV. É possível se estabelecer margem de preferência para produtos manufaturados e para serviços nacionais que atendam às normas técnicas brasileiras.

Assinale a opção que contempla apenas afirmativas corretas.

Questão 34

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considerando os fundamentos da República Federativa do Brasil, assinale (V) para a afirmativa verdadeira e (F) para a falsa.

I. A lei que concede às pessoas carentes e aos portadores de deficiência o chamado “passe livre” em transporte interestadual é compatível com o princípio da dignidade da pessoa humana.
II. Uma ordem ilegal, se emanada de autoridade judicial, deve ser cumprida, em respeito ao princípio da soberania do Poder Judiciário.
III. A cidadania, como fundamento da República Brasileira, ressalta a relevância do processo eleitoral no regime democrático brasileiro.
IV. O princípio da livre iniciativa, que regula o ambiente econômico brasileiro, prevalece sobre as regras que regulamentam a defesa do consumidor.

Assinale a opção que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.

Questão 35

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Lei de determinado Estado da Federação dispõe que:

“Art. 1º. Fica incluído no calendário de eventos oficiais do Estado Delta o Festival de Música Delta, a ser realizado anualmente, no mês de outubro, fruto da iniciativa privada do grupo publicitário Ômega.

Art. 2º. Anualmente, o Poder Executivo destinará à Secretaria de Cultura os recursos necessários à montagem e à realização do Festival de Música Delta, como forma de incentivo à livre iniciativa e à geração de empregos.
§ único: O aparato de segurança e o controle de trânsito necessário à realização dessa festa, ficarão a cargo da Secretaria de Segurança Pública.”

A lei acima transcrita é

Questão 36

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O planejamento, a organização, a direção e o controle são funções básicas do administrador e constituem o chamado processo administrativo.
Com relação às descrições das funções administrativas, assinale V para a afirmativa verdadeira e F para a falsa.

( ) Planejamento: formula os objetivos e os meios para alcançálos.
( ) Organização: desenha o trabalho, aloca os recursos e coordena as atividades.
( ) Direção: designa pessoas, dirige seus esforços, as motiva e lidera.
( ) Controle: monitora as atividades e corrige os desafios.

As afirmativas são, respectivamente,

Questão 37

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Sobre o processo logístico, analise as afirmativas a seguir.

I. A distribuição física é o processo que começa na fábrica e faz as mercadorias chegarem aos clientes, dentro dos prazos e ao menor custo.
II. A cadeia da demanda avalia o processo de como os próprios fornecedores da empresa obtém seus insumos desde as matérias primas.
III. A logística de mercado planeja e controla os fluxos físicos de materiais e de produtos finais entre os pontos de origem e os pontos de uso, com o objetivo de atender aos clientes.

Está correto o que se afirma em

Questão 38

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Com relação aos atos administrativos, correlacione os tipos apresentados com as respectivas definições.

1. Oficio
2. Circular
3. Portaria
4. Despacho
( ) meio de comunicação formal entre agentes administrativos.
( ) meio pela qual autoridades transmitem ordens uniformes.
( ) fórmula pela qual, autoridades inferiores ao chefe do executivo, expedem orientações gerais ou específicas.
( ) fórmula pela qual autoridades administrativas manifestam decisões finais em processos administrativos submetidos à sua apreciação.

Assinale a opção que apresenta a correlação correta, de cima para baixo.

Questão 39

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
“Os agentes públicos devem atuar de forma neutra, sendo proibida a atuação pautada pela promoção pessoal”.

De acordo com os princípios constitucionais que regem a Administração Pública, assinale a opção que apresenta o princípio constitucional a que se refere a conduta acima.

Questão 40

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Segundo a Constituição da República, a Administração Pública Indireta compreende as categorias de entidades dotadas de personalidade jurídica própria, listadas a seguir, à exceção de uma. Assinale-a.

Questão 41

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Os contratos administrativos estão disciplinados na Lei nº 8.666/93, e podem ser considerados os ajustes firmados entre a administração pública, agindo nesta qualidade, e outras partes, desde que em conformidade com o interesse público, sob a regência do direito público e nos termos estabelecidos pela própria contratante.

Sobre as características dos contratos administrativos, assinale a afirmativa incorreta.

Questão 42

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Sobre os tipos de correspondência, classificados segundo a sua natureza, analise as afirmativas a seguir.

I. Correspondência Interna é a correspondência mantida entre as unidades do órgão.
II. Correspondência Oficial é mantida entre os órgãos ou entidades da administração pública ou destes para outros órgãos públicos ou para empresas privadas.
III. Correspondência recebida é a correspondência de origem interna ou externa registrada pelo protocolo geral do órgão ou entidade.

Está correto o que se afirma em

Questão 43

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção que indica o setor responsável pelo recebimento, registro, autuação, distribuição, controle da tramitação e expedição de documentos, com vistas ao favorecimento de informações aos usuários internos e externos do órgão.

Questão 44

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
As opções a seguir apresentam princípios constitucionais que regem a Administração Pública, tanto a direta quanto a indireta, em todos os níveis da administração (municipal, estadual e federal), à exceção de uma. Assinale-a.

Questão 45

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Os agentes públicos – agentes administrativos – representam a grande maioria dos agentes e subdividem-se em no mínimo três categorias, a saber:

Questão 46

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
As opções a seguir apresentam características das concessões de serviços públicos, à exceção de uma. Assinale-a.

Questão 47

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A gestão documental e a proteção especial a documentos de arquivos são deveres do poder público, como instrumento de apoio à administração e como elementos de prova e informação. Consideram-se arquivos, os conjuntos de documentos produzidos e recebidos por órgãos públicos, instituições de caráter público e entidades privadas, em decorrência do exercício de atividades específicas, bem como por pessoa física, qualquer que seja o suporte da informação ou a natureza dos documentos.
Considera-se gestão de documentos, o conjunto de procedimentos e operações técnicas à sua produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento em fase corrente e intermediária, visando à eliminação ou ao recolhimento para guarda permanente.

Assinale a opção que indica como os documentos públicos são identificados para fins de arquivo.

Questão 48

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em um órgão público, foi empregada a autoridade formal para a resolução de conflitos internos. Nesta estratégia de gestão de conflitos, a administração faz uso de sua autoridade, assumindo o papel de árbitro e comunicando a decisão posteriormente às partes.

Assinale a opção que melhor define esse estilo/técnica de gestão de conflitos.

Questão 49

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A respeito da revogação de atos administrativos que no entendimento da Administração Pública, embora não apresentem ilegalidade, não são mais convenientes ao interesse público, ou seja, tornaram-se inconvenientes e inoportunos.
A partir do fragmento acima, assinale V para a afirmativa verdadeira e F para a afirmativa falsa.

( ) Tal revogação tem por base o poder discricionário do administrador e só pode ser aplicada sobre atos discricionários.
( ) Já que não houve ilegalidade no ato administrativo, os eventuais direitos adquiridos, que dele se originaram, serão mantidos.
( ) A revogação de um ato opera efeitos que não retroagem à sua origem - efeitos ex nunc.

As afirmativas são, respectivamente,

Questão 50

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A anulação de atos administrativos decorre de sua ilegalidade e pode ser originada de dois modos distintos: a própria Administração Pública uma vez que tome ciência do vício de legalidade do ato, deverá anulá-lo, (é o chamado controle interno) e, ainda, a possibilidade de se recorrer ao Judiciário para que determinado ato administrativo, eivado de vício de legalidade, seja anulado.
Sobre a anulação de um ato administrativo, analise as afirmativas a seguir, assinalando V para a afirmativa verdadeira e F para a falsa.

( ) A anulação de um ato administrativo, em tese, deve implicar o desfazimento de todas as relações que dele resultaram.
( ) A anulação de um ato opera efeitos que não retroagem à sua origem – efeitos ex tunc.
( ) Os efeitos ex tunc podem ser flexibilizados.

As afirmativas são, respectivamente,

Questão 51

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
A amizade é um exercício de limites afetivos em permanente desejo de expansão. Por mais completa que pareça ser uma
 
relação de amizade, ela vive também do que lhe falta e da esperança de que um dia nada venha a faltar. Com o tempo, aprendemos
 
a esperar menos e a nos satisfazer com a finitude dos sentimentos nossos e alheios, embora no fundo de nós ainda esperemos a
 
súbita novidade que o amigo saberá revelar. Sendo um exercício bem-sucedido de tolerância e paciência – amplamente recom-
5
pensadas, diga-se – a amizade é também a ansiedade e a expectativa de descobrirmos em nós, por intermédio do amigo, uma
 
dimensão desconhecida do nosso ser.
 
Há quem julgue que cabe ao amigo reconhecer e estimular nossas melhores qualidades. Mas por que não esperar que o valor
 
maior da amizade está em ser ela um necessário e fiel espelho de nossos defeitos? Não é preciso contar com o amigo para
 
conhecermos melhor nossas mais agudas imperfeições? Não cabe ao amigo a sinceridade de quem aponta nossa falha, pela
10
esperança de que venhamos a corrigi-la? Se o nosso adversário aponta nossas faltas no tom destrutivo de uma acusação, o amigo as
 
identifica com lealdade, para que nos compreendamos melhor.
 
Quando um amigo verdadeiro, por contingência da vida ou imposição da morte, é afastado de nós, ficam dele, em nossa
 
consciência, seus valores, seus juízos, suas percepções. Perguntas como “O que diria ele sobre isso?” ou “O que faria ele com isso?”
 
passam a nos ocorrer: são perspectivas dele que se fixaram e continuam a agir como um parâmetro vivo e importante. As marcas da
15
amizade não desaparecem com a ausência do amigo, nem se enfraquecem como memórias pálidas: continuam a ser referências
 
para o que fazemos e pensamos.
(CALÓGERAS, Bruno, inédito)
Considere as seguintes afirmações:

I. No primeiro parágrafo, há a sugestão de que a tolerância e a paciência, qualidades positivas mas dispensáveis entre amigos verdadeiros, dão lugar à recompensa da incondicionalidade do afeto.
II. No segundo parágrafo, expressa-se a convicção de que o amigo verdadeiro não apenas releva nossos defeitos como também é capaz de convertê-los em qualidades nossas.
III. No terceiro parágrafo, considera-se que da ausência ocasional ou definitiva do amigo não resulta que seus valores e seus pontos de vista deixem de atuar dentro de nossa consciência.

Em relação ao texto está correto o que se afirma em

Questão 52

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Sobre conduta do servidor público, assinale a afirmativa correta.

Questão 53

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Cidadão é aquele que se identifica culturalmente como parte de um território, usufrui dos direitos e cumpre os deveres estabelecidos em lei, ou seja, tem consciência de suas obrigações e luta para que o que é justo e correto seja colocado em prática. Os direitos e deveres não podem andar separados, afinal, só quando cumprimos com nossas obrigações permitimos que os outros exercitem seus direitos.

As afirmativas a seguir listam direitos do cidadão, à exceção de uma. Assinale-a.

Questão 54

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em relação à gestão de documentos, analise as afirmativas a seguir.

I. Consideram-se documentos correntes aqueles em curso ou os que, mesmo sem movimentação, constituam consultas frequentes.
II. Consideram-se documentos intermediários aqueles que, não sendo de uso corrente nos órgãos produtores, por razões de interesse administrativo, aguardam a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente.
III. Consideram-se documentos permanentes os conjuntos de documentos de valor histórico, probatório e informativo que devem ser definitivamente preservados.

Está correto o que se afirma em

Questão 55

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental

» Esta questão foi anulada pela banca.
Relacione as instituições listadas a seguir às suas respectivas definições.

1. Autarquia
2. Empresa Pública
3. Sociedade de Economia Mista
( ) serviço autônomo, criado por lei, com personalidade jurídica, patrimônio e receita próprios, para executar atividades típicas da administração pública, que requeiram, para seu melhor funcionamento, gestão administrativa e financeira descentralizada.
( ) entidade dotada de personalidade jurídica de direito privado, com patrimônio próprio e capital exclusivo da União, criado por lei para a exploração de atividade econômica que o governo seja levado a exercer por força de contingência ou de conveniência administrativa, podendo revestir-se de qualquer das formas admitidas em Direito.
( ) entidade dotada de personalidade jurídica de direito privado, criada por lei para a exploração de atividade econômica, sob a forma de sociedade anônima, cujas ações com direito a voto pertençam em sua maioria à União ou à entidade da administração indireta.

Assinale a opção que indica a correlação correta, de cima para baixo.

Questão 56

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em um computador pessoal, a expressão DDR4 está associada à

Questão 57

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção que caracteriza, corretamente, extensões do Google Chrome.

Questão 58

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
No Google Chrome, o atalho Ctrl+Shift+N abre uma nova janela incógnita.

Com relação a essa janela, assinale a afirmativa correta.

Questão 59

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O mouse que usa uma fonte de luz e um sensor para detectar os movimentos do usuário é chamado de

Questão 60

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção que apresenta a aplicação Windows que pode ser usada para visualizar e navegar em sítios Web.

Questão 61

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Os arquivos armazenados em memória podem conter muitos tipos diferentes de informação. Para facilitar a identificação de um tipo específico de arquivo, o Windows 7 usa ícones gráficos para representá-los no Windows Explorer.

Na configuração padrão do Windows, o tipo de arquivo representado na figura acima, é denominado arquivo

Questão 62

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Cenário: Utilizando o Windows 7, você criou uma pasta para compartilhamento de arquivos críticos com os demais membros de um projeto. No entanto, você quer evitar que as outras pessoas façam alterações nesses arquivos ou mesmo que os excluam acidentalmente.

Neste cenário, assinale a opção que indica a permissão de compartilhamento que essa pasta deve possuir.

Questão 63

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Usando o MS Word 2010, versão em Português, com as configurações padrão, assinale a opção que indica a combinação de teclas de atalho usada para colocar textos em itálico.

Questão 64

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção de busca no Google que você poderia usar para encontrar páginas sobre futebol que não falem do Flamengo.

Questão 65

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A respeito das memórias cache de dados, internas a um processador, analise as afirmativas a seguir.

I. Elas são mais rápidas do que a memória RAM externa ao processador.
II. Elas armazenam cópias de posições frequentemente usadas da memória principal.
III. Elas são não voláteis.

Está correto o que se afirma em

Questão 66

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Um usuário recebe um e-mail anônimo dizendo que o arquivo anexo, fotos.exe, contém algumas fotos antigas desse mesmo usuário. Este usuário então clica no arquivo anexo, mas nada acontece.
Sobre as razões que podem explicar esse fato, analise as afirmativas a seguir.

I. O computador do usuário não tem software instalado para a visualização de fotografias.
II. O arquivo anexo era provavelmente algum tipo de vírus que infectou a máquina do usuário.
III. O servidor de e-mails não conseguiu executar o arquivo anexo.

Está correto o que se afirma em

Questão 67

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Com relação aos arquivos de mídia digital, assinale a afirmativa correta.

Questão 68

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Com relação às opções de segurança no MS Word 2016 BR, assinale a afirmativa correta.

Questão 69

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considere a figura a seguir extraída do MS Word 2016, onde a parte sombreada representa a parte do texto selecionado. Nesse parágrafo, a palavra “Atenção” está sublinhada, a letra “o” depois do número “1” está sublinhada e sobrescrita e a palavra parágrafo está em negrito. Todo o texto utiliza fonte Arial com corpo 11.

Considere que a ferramenta “Pincel de Formatação” foi selecionada (clicada) e em seguida aplicada ao texto a seguir, digitado em fonte Courier New com corpo 10, ainda com o texto anterior selecionado. Nesse texto, a palavra “parágrafo” está em itálico e não há nenhuma outra modificação.

Assinale a opção que apresenta o resultado obtido.

Questão 70

SEPOG/RO 2017 - FGV - Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Uma frequente fraude on-line tenta fazer com que os usuários revelem informações pessoais ou financeiras, por meio de uma mensagem de e-mail ou de um sítio web.
Os usuários, em uma mensagem de e-mail, são direcionados para um sítio web que se faz passar por uma entidade de confiança do usuário, em que eles são solicitados a fornecer informações pessoais, como um número de conta ou senha. Essas informações são então utilizadas em roubos de identidade.

Esse tipo de fraude on-line é conhecido como



Provas de Concursos » Fgv 2017