×
Técnico Judiciário - Apoio Especializado/Telecomunicações e Eletricidade Analista Judiciário - Área Judiciária Analista Judiciário - Psicologia
×
STJ 2008 STJ 2015 STJ 2018

STJ 2012

Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia

Questão 1

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Fundada por Ptolomeu Filadelfo, no início do século III
 
a.C., a biblioteca de Alexandria representa uma epígrafe perfeita
 
para a discussão sobre a materialidade da comunicação. As
 
escavações para a localização da biblioteca, sem dúvida um dos
5
maiores tesouros da Antiguidade, atraíram inúmeras gerações de
 
arqueólogos. Inutilmente. Tratava-se então de uma biblioteca
 
imaginária, cujos livros talvez nunca tivessem existido? Persistiam,
 
contudo, numerosas fontes clássicas que descreviam o lugar em que
 
se encontravam centenas de milhares de rolos. E eis a solução do
10
enigma. O acervo da biblioteca de Alexandria era composto por
 
rolos e não por livros — pressuposição por certo ingênua, ou seja,
 
atribuição anacrônica de nossa materialidade para épocas diversas.
 
Em vez de um conjunto de salas com estantes dispostas
 
paralelamente e enfeixadas em um edifício próprio, a biblioteca de
15
Alexandria consistia em uma série infinita de estantes escavadas nas
 
paredes da tumba de Ramsés. Ora, mas não era essa a melhor forma
 
de colecionar rolos, preservando-os contra as intempéries? Os
 
arqueólogos que passaram anos sem encontrar a biblioteca de
 
Alexandria sempre a tiveram diante dos olhos, mesmo ao alcance
20
das mãos. No entanto, jamais poderiam localizá-la, já que não
 
levaram em consideração a materialidade dos meios de comunicação
 
dominante na época: eles, na verdade, procuravam uma biblioteca
 
estruturada para colecionar livros e não rolos. Quantas bibliotecas
 
de Alexandria permanecem ignoradas devido à negligência com a
25
materialidade dos meios de comunicação?
 
O conceito de materialidade da comunicação supõe a
 
reconstrução da materialidade específica mediante a qual os valores
 
de uma cultura são, de um lado, produzidos e, de outro,
 
transmitidos. Tal materialidade envolve tanto o meio de
30
comunicação quanto as instituições responsáveis pela reprodução da
 
cultura e, em um sentido amplo, inclui as relações entre meio de
 
comunicação, instituições e hábitos mentais de uma época
 
determinada. Vejamos: para o entendimento de uma forma particular
 
de comunicação — por exemplo, o teatro na Grécia clássica ou na
35
Inglaterra elizabetana; o romance nos séculos XVIII e XIX; o
 
cinema e a televisão no século XX; o computador em nossos dias
 
—, o estudioso deve reconstruir tanto as condições históricas quanto
 
a materialidade do meio de comunicação. Assim, no teatro, a voz e
 
o corpo do ator constituem uma materialidade muito diferente da
40
que será criada pelo advento e difusão da imprensa, pois os tipos
 
impressos tendem, ao contrário, a excluir o corpo do circuito
 
comunicativo. Já os meios audiovisuais e informáticos promovem
 
um certo retorno do corpo, mas sob o signo da virtualidade.
 
Compreender, portanto, como tais materialidades influem na
45
elaboração do ato comunicativo é fundamental para se entender
 
como chegam a interferir na própria ordenação da sociedade.
João C. de C. Rocha. A matéria da materialidade: como localizar a biblioteca de Alexandria? In: João C. de C. Rocha (Org.). Interseções: a materialidade da comunicação. Rio de Janeiro: Imago; EDUERJ, 1998, p. 12, 14-15 (com adaptações).
Com relação às ideias e estruturas linguísticas do texto, julgue os itens a seguir.
Infere-se do texto que a descoberta arqueológica da tumba de Ramsés precede as investigações de arqueólogos acerca da biblioteca de Alexandria.
Questão 2

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Fundada por Ptolomeu Filadelfo, no início do século III
 
a.C., a biblioteca de Alexandria representa uma epígrafe perfeita
 
para a discussão sobre a materialidade da comunicação. As
 
escavações para a localização da biblioteca, sem dúvida um dos
5
maiores tesouros da Antiguidade, atraíram inúmeras gerações de
 
arqueólogos. Inutilmente. Tratava-se então de uma biblioteca
 
imaginária, cujos livros talvez nunca tivessem existido? Persistiam,
 
contudo, numerosas fontes clássicas que descreviam o lugar em que
 
se encontravam centenas de milhares de rolos. E eis a solução do
10
enigma. O acervo da biblioteca de Alexandria era composto por
 
rolos e não por livros — pressuposição por certo ingênua, ou seja,
 
atribuição anacrônica de nossa materialidade para épocas diversas.
 
Em vez de um conjunto de salas com estantes dispostas
 
paralelamente e enfeixadas em um edifício próprio, a biblioteca de
15
Alexandria consistia em uma série infinita de estantes escavadas nas
 
paredes da tumba de Ramsés. Ora, mas não era essa a melhor forma
 
de colecionar rolos, preservando-os contra as intempéries? Os
 
arqueólogos que passaram anos sem encontrar a biblioteca de
 
Alexandria sempre a tiveram diante dos olhos, mesmo ao alcance
20
das mãos. No entanto, jamais poderiam localizá-la, já que não
 
levaram em consideração a materialidade dos meios de comunicação
 
dominante na época: eles, na verdade, procuravam uma biblioteca
 
estruturada para colecionar livros e não rolos. Quantas bibliotecas
 
de Alexandria permanecem ignoradas devido à negligência com a
25
materialidade dos meios de comunicação?
 
O conceito de materialidade da comunicação supõe a
 
reconstrução da materialidade específica mediante a qual os valores
 
de uma cultura são, de um lado, produzidos e, de outro,
 
transmitidos. Tal materialidade envolve tanto o meio de
30
comunicação quanto as instituições responsáveis pela reprodução da
 
cultura e, em um sentido amplo, inclui as relações entre meio de
 
comunicação, instituições e hábitos mentais de uma época
 
determinada. Vejamos: para o entendimento de uma forma particular
 
de comunicação — por exemplo, o teatro na Grécia clássica ou na
35
Inglaterra elizabetana; o romance nos séculos XVIII e XIX; o
 
cinema e a televisão no século XX; o computador em nossos dias
 
—, o estudioso deve reconstruir tanto as condições históricas quanto
 
a materialidade do meio de comunicação. Assim, no teatro, a voz e
 
o corpo do ator constituem uma materialidade muito diferente da
40
que será criada pelo advento e difusão da imprensa, pois os tipos
 
impressos tendem, ao contrário, a excluir o corpo do circuito
 
comunicativo. Já os meios audiovisuais e informáticos promovem
 
um certo retorno do corpo, mas sob o signo da virtualidade.
 
Compreender, portanto, como tais materialidades influem na
45
elaboração do ato comunicativo é fundamental para se entender
 
como chegam a interferir na própria ordenação da sociedade.
João C. de C. Rocha. A matéria da materialidade: como localizar a biblioteca de Alexandria? In: João C. de C. Rocha (Org.). Interseções: a materialidade da comunicação. Rio de Janeiro: Imago; EDUERJ, 1998, p. 12, 14-15 (com adaptações).
Com relação às ideias e estruturas linguísticas do texto, julgue os itens a seguir.
Depreende-se do texto que a pesquisa arqueológica deve prescindir de fontes documentais e concentrar-se na avaliação de achados materiais.
Questão 3

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Fundada por Ptolomeu Filadelfo, no início do século III
 
a.C., a biblioteca de Alexandria representa uma epígrafe perfeita
 
para a discussão sobre a materialidade da comunicação. As
 
escavações para a localização da biblioteca, sem dúvida um dos
5
maiores tesouros da Antiguidade, atraíram inúmeras gerações de
 
arqueólogos. Inutilmente. Tratava-se então de uma biblioteca
 
imaginária, cujos livros talvez nunca tivessem existido? Persistiam,
 
contudo, numerosas fontes clássicas que descreviam o lugar em que
 
se encontravam centenas de milhares de rolos. E eis a solução do
10
enigma. O acervo da biblioteca de Alexandria era composto por
 
rolos e não por livros — pressuposição por certo ingênua, ou seja,
 
atribuição anacrônica de nossa materialidade para épocas diversas.
 
Em vez de um conjunto de salas com estantes dispostas
 
paralelamente e enfeixadas em um edifício próprio, a biblioteca de
15
Alexandria consistia em uma série infinita de estantes escavadas nas
 
paredes da tumba de Ramsés. Ora, mas não era essa a melhor forma
 
de colecionar rolos, preservando-os contra as intempéries? Os
 
arqueólogos que passaram anos sem encontrar a biblioteca de
 
Alexandria sempre a tiveram diante dos olhos, mesmo ao alcance
20
das mãos. No entanto, jamais poderiam localizá-la, já que não
 
levaram em consideração a materialidade dos meios de comunicação
 
dominante na época: eles, na verdade, procuravam uma biblioteca
 
estruturada para colecionar livros e não rolos. Quantas bibliotecas
 
de Alexandria permanecem ignoradas devido à negligência com a
25
materialidade dos meios de comunicação?
 
O conceito de materialidade da comunicação supõe a
 
reconstrução da materialidade específica mediante a qual os valores
 
de uma cultura são, de um lado, produzidos e, de outro,
 
transmitidos. Tal materialidade envolve tanto o meio de
30
comunicação quanto as instituições responsáveis pela reprodução da
 
cultura e, em um sentido amplo, inclui as relações entre meio de
 
comunicação, instituições e hábitos mentais de uma época
 
determinada. Vejamos: para o entendimento de uma forma particular
 
de comunicação — por exemplo, o teatro na Grécia clássica ou na
35
Inglaterra elizabetana; o romance nos séculos XVIII e XIX; o
 
cinema e a televisão no século XX; o computador em nossos dias
 
—, o estudioso deve reconstruir tanto as condições históricas quanto
 
a materialidade do meio de comunicação. Assim, no teatro, a voz e
 
o corpo do ator constituem uma materialidade muito diferente da
40
que será criada pelo advento e difusão da imprensa, pois os tipos
 
impressos tendem, ao contrário, a excluir o corpo do circuito
 
comunicativo. Já os meios audiovisuais e informáticos promovem
 
um certo retorno do corpo, mas sob o signo da virtualidade.
 
Compreender, portanto, como tais materialidades influem na
45
elaboração do ato comunicativo é fundamental para se entender
 
como chegam a interferir na própria ordenação da sociedade.
João C. de C. Rocha. A matéria da materialidade: como localizar a biblioteca de Alexandria? In: João C. de C. Rocha (Org.). Interseções: a materialidade da comunicação. Rio de Janeiro: Imago; EDUERJ, 1998, p. 12, 14-15 (com adaptações).
Com relação às ideias e estruturas linguísticas do texto, julgue os itens a seguir.
De acordo com o texto, após muitos anos de pesquisa frustrada, baseada em pressupostos culturais equivocados, os arqueólogos encontraram as ruínas da biblioteca de Alexandria e os rolos que constituíam seu acervo.
Questão 4

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Fundada por Ptolomeu Filadelfo, no início do século III
 
a.C., a biblioteca de Alexandria representa uma epígrafe perfeita
 
para a discussão sobre a materialidade da comunicação. As
 
escavações para a localização da biblioteca, sem dúvida um dos
5
maiores tesouros da Antiguidade, atraíram inúmeras gerações de
 
arqueólogos. Inutilmente. Tratava-se então de uma biblioteca
 
imaginária, cujos livros talvez nunca tivessem existido? Persistiam,
 
contudo, numerosas fontes clássicas que descreviam o lugar em que
 
se encontravam centenas de milhares de rolos. E eis a solução do
10
enigma. O acervo da biblioteca de Alexandria era composto por
 
rolos e não por livros — pressuposição por certo ingênua, ou seja,
 
atribuição anacrônica de nossa materialidade para épocas diversas.
 
Em vez de um conjunto de salas com estantes dispostas
 
paralelamente e enfeixadas em um edifício próprio, a biblioteca de
15
Alexandria consistia em uma série infinita de estantes escavadas nas
 
paredes da tumba de Ramsés. Ora, mas não era essa a melhor forma
 
de colecionar rolos, preservando-os contra as intempéries? Os
 
arqueólogos que passaram anos sem encontrar a biblioteca de
 
Alexandria sempre a tiveram diante dos olhos, mesmo ao alcance
20
das mãos. No entanto, jamais poderiam localizá-la, já que não
 
levaram em consideração a materialidade dos meios de comunicação
 
dominante na época: eles, na verdade, procuravam uma biblioteca
 
estruturada para colecionar livros e não rolos. Quantas bibliotecas
 
de Alexandria permanecem ignoradas devido à negligência com a
25
materialidade dos meios de comunicação?
 
O conceito de materialidade da comunicação supõe a
 
reconstrução da materialidade específica mediante a qual os valores
 
de uma cultura são, de um lado, produzidos e, de outro,
 
transmitidos. Tal materialidade envolve tanto o meio de
30
comunicação quanto as instituições responsáveis pela reprodução da
 
cultura e, em um sentido amplo, inclui as relações entre meio de
 
comunicação, instituições e hábitos mentais de uma época
 
determinada. Vejamos: para o entendimento de uma forma particular
 
de comunicação — por exemplo, o teatro na Grécia clássica ou na
35
Inglaterra elizabetana; o romance nos séculos XVIII e XIX; o
 
cinema e a televisão no século XX; o computador em nossos dias
 
—, o estudioso deve reconstruir tanto as condições históricas quanto
 
a materialidade do meio de comunicação. Assim, no teatro, a voz e
 
o corpo do ator constituem uma materialidade muito diferente da
40
que será criada pelo advento e difusão da imprensa, pois os tipos
 
impressos tendem, ao contrário, a excluir o corpo do circuito
 
comunicativo. Já os meios audiovisuais e informáticos promovem
 
um certo retorno do corpo, mas sob o signo da virtualidade.
 
Compreender, portanto, como tais materialidades influem na
45
elaboração do ato comunicativo é fundamental para se entender
 
como chegam a interferir na própria ordenação da sociedade.
João C. de C. Rocha. A matéria da materialidade: como localizar a biblioteca de Alexandria? In: João C. de C. Rocha (Org.). Interseções: a materialidade da comunicação. Rio de Janeiro: Imago; EDUERJ, 1998, p. 12, 14-15 (com adaptações).
Com relação às estruturas linguísticas do texto, julgue os itens seguintes.
O trecho “jamais poderiam localizá-la” (L.20) poderia ser corretamente reescrito da seguinte forma: jamais a poderiam localizar.
Questão 5

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Fundada por Ptolomeu Filadelfo, no início do século III
 
a.C., a biblioteca de Alexandria representa uma epígrafe perfeita
 
para a discussão sobre a materialidade da comunicação. As
 
escavações para a localização da biblioteca, sem dúvida um dos
5
maiores tesouros da Antiguidade, atraíram inúmeras gerações de
 
arqueólogos. Inutilmente. Tratava-se então de uma biblioteca
 
imaginária, cujos livros talvez nunca tivessem existido? Persistiam,
 
contudo, numerosas fontes clássicas que descreviam o lugar em que
 
se encontravam centenas de milhares de rolos. E eis a solução do
10
enigma. O acervo da biblioteca de Alexandria era composto por
 
rolos e não por livros — pressuposição por certo ingênua, ou seja,
 
atribuição anacrônica de nossa materialidade para épocas diversas.
 
Em vez de um conjunto de salas com estantes dispostas
 
paralelamente e enfeixadas em um edifício próprio, a biblioteca de
15
Alexandria consistia em uma série infinita de estantes escavadas nas
 
paredes da tumba de Ramsés. Ora, mas não era essa a melhor forma
 
de colecionar rolos, preservando-os contra as intempéries? Os
 
arqueólogos que passaram anos sem encontrar a biblioteca de
 
Alexandria sempre a tiveram diante dos olhos, mesmo ao alcance
20
das mãos. No entanto, jamais poderiam localizá-la, já que não
 
levaram em consideração a materialidade dos meios de comunicação
 
dominante na época: eles, na verdade, procuravam uma biblioteca
 
estruturada para colecionar livros e não rolos. Quantas bibliotecas
 
de Alexandria permanecem ignoradas devido à negligência com a
25
materialidade dos meios de comunicação?
 
O conceito de materialidade da comunicação supõe a
 
reconstrução da materialidade específica mediante a qual os valores
 
de uma cultura são, de um lado, produzidos e, de outro,
 
transmitidos. Tal materialidade envolve tanto o meio de
30
comunicação quanto as instituições responsáveis pela reprodução da
 
cultura e, em um sentido amplo, inclui as relações entre meio de
 
comunicação, instituições e hábitos mentais de uma época
 
determinada. Vejamos: para o entendimento de uma forma particular
 
de comunicação — por exemplo, o teatro na Grécia clássica ou na
35
Inglaterra elizabetana; o romance nos séculos XVIII e XIX; o
 
cinema e a televisão no século XX; o computador em nossos dias
 
—, o estudioso deve reconstruir tanto as condições históricas quanto
 
a materialidade do meio de comunicação. Assim, no teatro, a voz e
 
o corpo do ator constituem uma materialidade muito diferente da
40
que será criada pelo advento e difusão da imprensa, pois os tipos
 
impressos tendem, ao contrário, a excluir o corpo do circuito
 
comunicativo. Já os meios audiovisuais e informáticos promovem
 
um certo retorno do corpo, mas sob o signo da virtualidade.
 
Compreender, portanto, como tais materialidades influem na
45
elaboração do ato comunicativo é fundamental para se entender
 
como chegam a interferir na própria ordenação da sociedade.
João C. de C. Rocha. A matéria da materialidade: como localizar a biblioteca de Alexandria? In: João C. de C. Rocha (Org.). Interseções: a materialidade da comunicação. Rio de Janeiro: Imago; EDUERJ, 1998, p. 12, 14-15 (com adaptações).
Com relação às estruturas linguísticas do texto, julgue os itens seguintes.
A preposição “para”, em “para a discussão” (L.3) e em “para colecionar livros” (L.23), introduz expressão que exprime finalidade.
Questão 6

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Fundada por Ptolomeu Filadelfo, no início do século III
 
a.C., a biblioteca de Alexandria representa uma epígrafe perfeita
 
para a discussão sobre a materialidade da comunicação. As
 
escavações para a localização da biblioteca, sem dúvida um dos
5
maiores tesouros da Antiguidade, atraíram inúmeras gerações de
 
arqueólogos. Inutilmente. Tratava-se então de uma biblioteca
 
imaginária, cujos livros talvez nunca tivessem existido? Persistiam,
 
contudo, numerosas fontes clássicas que descreviam o lugar em que
 
se encontravam centenas de milhares de rolos. E eis a solução do
10
enigma. O acervo da biblioteca de Alexandria era composto por
 
rolos e não por livros — pressuposição por certo ingênua, ou seja,
 
atribuição anacrônica de nossa materialidade para épocas diversas.
 
Em vez de um conjunto de salas com estantes dispostas
 
paralelamente e enfeixadas em um edifício próprio, a biblioteca de
15
Alexandria consistia em uma série infinita de estantes escavadas nas
 
paredes da tumba de Ramsés. Ora, mas não era essa a melhor forma
 
de colecionar rolos, preservando-os contra as intempéries? Os
 
arqueólogos que passaram anos sem encontrar a biblioteca de
 
Alexandria sempre a tiveram diante dos olhos, mesmo ao alcance
20
das mãos. No entanto, jamais poderiam localizá-la, já que não
 
levaram em consideração a materialidade dos meios de comunicação
 
dominante na época: eles, na verdade, procuravam uma biblioteca
 
estruturada para colecionar livros e não rolos. Quantas bibliotecas
 
de Alexandria permanecem ignoradas devido à negligência com a
25
materialidade dos meios de comunicação?
 
O conceito de materialidade da comunicação supõe a
 
reconstrução da materialidade específica mediante a qual os valores
 
de uma cultura são, de um lado, produzidos e, de outro,
 
transmitidos. Tal materialidade envolve tanto o meio de
30
comunicação quanto as instituições responsáveis pela reprodução da
 
cultura e, em um sentido amplo, inclui as relações entre meio de
 
comunicação, instituições e hábitos mentais de uma época
 
determinada. Vejamos: para o entendimento de uma forma particular
 
de comunicação — por exemplo, o teatro na Grécia clássica ou na
35
Inglaterra elizabetana; o romance nos séculos XVIII e XIX; o
 
cinema e a televisão no século XX; o computador em nossos dias
 
—, o estudioso deve reconstruir tanto as condições históricas quanto
 
a materialidade do meio de comunicação. Assim, no teatro, a voz e
 
o corpo do ator constituem uma materialidade muito diferente da
40
que será criada pelo advento e difusão da imprensa, pois os tipos
 
impressos tendem, ao contrário, a excluir o corpo do circuito
 
comunicativo. Já os meios audiovisuais e informáticos promovem
 
um certo retorno do corpo, mas sob o signo da virtualidade.
 
Compreender, portanto, como tais materialidades influem na
45
elaboração do ato comunicativo é fundamental para se entender
 
como chegam a interferir na própria ordenação da sociedade.
João C. de C. Rocha. A matéria da materialidade: como localizar a biblioteca de Alexandria? In: João C. de C. Rocha (Org.). Interseções: a materialidade da comunicação. Rio de Janeiro: Imago; EDUERJ, 1998, p. 12, 14-15 (com adaptações).
Com relação às estruturas linguísticas do texto, julgue os itens seguintes.
A partícula “se”, em “Tratava-se” (L.6) e em “se encontravam” (L.9), classifica-se como pronome reflexivo e retoma, respectivamente, “uma biblioteca imaginária” (L.6-7) e “centenas de milhares de rolos” (L.9).
Questão 7

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Fundada por Ptolomeu Filadelfo, no início do século
 
III a.C., a biblioteca de Alexandria representa uma epígrafe
 
perfeita para a discussão sobre a materialidade da
 
comunicação. As escavações para a localização da biblioteca,
5
sem dúvida um dos maiores tesouros da Antiguidade,
 
atraíram inúmeras gerações de arqueólogos. Inutilmente.
 
Tratava-se então de uma biblioteca imaginária, cujos livros
 
talvez nunca tivessem existido? Persistiam, contudo,
 
numerosas fontes clássicas que descreviam o lugar em que se
10
encontravam centenas de milhares de rolos. E eis a solução
 
do enigma. O acervo da biblioteca de Alexandria era
 
composto por rolos e não por livros — pressuposição por
 
certo ingênua, ou seja, atribuição anacrônica de nossa
 
materialidade para épocas diversas. Em vez de um conjunto
15
de salas com estantes dispostas paralelamente e enfeixadas
 
em um edifício próprio, a biblioteca de Alexandria consistia
 
em uma série infinita de estantes escavadas nas paredes da
 
tumba de Ramsés. Ora, mas não era essa a melhor forma de
 
colecionar rolos, preservando-os contra as intempéries? Os
20
arqueólogos que passaram anos sem encontrar a biblioteca de
 
Alexandria sempre a tiveram diante dos olhos, mesmo ao
 
alcance das mãos. No entanto, jamais poderiam localizá-la,
 
já que não levaram em consideração a materialidade dos
 
meios de comunicação dominante na época: eles, na verdade,
25
procuravam uma biblioteca estruturada para colecionar livros
 
e não rolos. Quantas bibliotecas de Alexandria permanecem
 
ignoradas devido à negligência com a materialidade dos
 
meios de comunicação?
 
O conceito de materialidade da comunicação supõe
30
a reconstrução da materialidade específica mediante a qual os
 
valores de uma cultura são, de um lado, produzidos e, de
 
outro, transmitidos. Tal materialidade envolve tanto o meio
 
de comunicação quanto as instituições responsáveis pela
 
reprodução da cultura e, em um sentido amplo, inclui as
35
relações entre meio de comunicação, instituições e hábitos
 
mentais de uma época determinada. Vejamos: para o
 
entendimento de uma forma particular de comunicação —
 
por exemplo, o teatro na Grécia clássica ou na Inglaterra
 
elizabetana; o romance nos séculos XVIII e XIX; o cinema
40
e a televisão no século XX; o computador em nossos dias —,
 
o estudioso deve reconstruir tanto as condições históricas
 
quanto a materialidade do meio de comunicação. Assim, no
 
teatro, a voz e o corpo do ator constituem uma materialidade
 
muito diferente da que será criada pelo advento e difusão da
45
imprensa, pois os tipos impressos tendem, ao contrário, a
 
excluir o corpo do circuito comunicativo. Já os meios
 
audiovisuais e informáticos promovem um certo retorno do
 
corpo, mas sob o signo da virtualidade. Compreender,
 
portanto, como tais materialidades influem na elaboração do
50
ato comunicativo é fundamental para se entender como
 
chegam a interferir na própria ordenação da sociedade.
João C. de C. Rocha. A matéria da materialidade: como localizar a biblioteca de Alexandria? In: João C. de C. Rocha (Org.). Interseções: a materialidade da comunicação. Rio de Janeiro: Imago; EDUERJ, 1998, p. 12, 14-15 (com adaptações).
Com relação às estruturas linguísticas e à pontuação do texto, julgue os itens que se seguem.
Na linha 40, é obrigatório o emprego da vírgula após o travessão.
Questão 8

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Fundada por Ptolomeu Filadelfo, no início do século III
 
a.C., a biblioteca de Alexandria representa uma epígrafe perfeita
 
para a discussão sobre a materialidade da comunicação. As
 
escavações para a localização da biblioteca, sem dúvida um dos
5
maiores tesouros da Antiguidade, atraíram inúmeras gerações de
 
arqueólogos. Inutilmente. Tratava-se então de uma biblioteca
 
imaginária, cujos livros talvez nunca tivessem existido? Persistiam,
 
contudo, numerosas fontes clássicas que descreviam o lugar em que
 
se encontravam centenas de milhares de rolos. E eis a solução do
10
enigma. O acervo da biblioteca de Alexandria era composto por
 
rolos e não por livros — pressuposição por certo ingênua, ou seja,
 
atribuição anacrônica de nossa materialidade para épocas diversas.
 
Em vez de um conjunto de salas com estantes dispostas
 
paralelamente e enfeixadas em um edifício próprio, a biblioteca de
15
Alexandria consistia em uma série infinita de estantes escavadas nas
 
paredes da tumba de Ramsés. Ora, mas não era essa a melhor forma
 
de colecionar rolos, preservando-os contra as intempéries? Os
 
arqueólogos que passaram anos sem encontrar a biblioteca de
 
Alexandria sempre a tiveram diante dos olhos, mesmo ao alcance
20
das mãos. No entanto, jamais poderiam localizá-la, já que não
 
levaram em consideração a materialidade dos meios de comunicação
 
dominante na época: eles, na verdade, procuravam uma biblioteca
 
estruturada para colecionar livros e não rolos. Quantas bibliotecas
 
de Alexandria permanecem ignoradas devido à negligência com a
25
materialidade dos meios de comunicação?
 
O conceito de materialidade da comunicação supõe a
 
reconstrução da materialidade específica mediante a qual os valores
 
de uma cultura são, de um lado, produzidos e, de outro,
 
transmitidos. Tal materialidade envolve tanto o meio de
30
comunicação quanto as instituições responsáveis pela reprodução da
 
cultura e, em um sentido amplo, inclui as relações entre meio de
 
comunicação, instituições e hábitos mentais de uma época
 
determinada. Vejamos: para o entendimento de uma forma particular
 
de comunicação — por exemplo, o teatro na Grécia clássica ou na
35
Inglaterra elizabetana; o romance nos séculos XVIII e XIX; o
 
cinema e a televisão no século XX; o computador em nossos dias
 
—, o estudioso deve reconstruir tanto as condições históricas quanto
 
a materialidade do meio de comunicação. Assim, no teatro, a voz e
 
o corpo do ator constituem uma materialidade muito diferente da
40
que será criada pelo advento e difusão da imprensa, pois os tipos
 
impressos tendem, ao contrário, a excluir o corpo do circuito
 
comunicativo. Já os meios audiovisuais e informáticos promovem
 
um certo retorno do corpo, mas sob o signo da virtualidade.
 
Compreender, portanto, como tais materialidades influem na
45
elaboração do ato comunicativo é fundamental para se entender
 
como chegam a interferir na própria ordenação da sociedade.
João C. de C. Rocha. A matéria da materialidade: como localizar a biblioteca de Alexandria? In: João C. de C. Rocha (Org.). Interseções: a materialidade da comunicação. Rio de Janeiro: Imago; EDUERJ, 1998, p. 12, 14-15 (com adaptações).
Com relação às estruturas linguísticas e à pontuação do texto, julgue os itens que se seguem.
Sem prejuízo para a correção gramatical do texto, o período “Tal materialidade (...) época determinada” (L.29-33) poderia ser assim reescrito: O meio de comunicação, assim como as instituições responsáveis por reproduzir a cultura, é compreendido por essa materialidade, que, em um sentido amplo, abrange as relações entre meio de comunicação, instituições e hábitos mentais de certa época.
Questão 9

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Um novo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) será empossado no tribunal. Para a cerimônia de posse,
 
que ocorrerá em 18/6/2012, às 19 horas, em sessão solene
 
nas dependências do tribunal, serão convidados, entre outros,
 
o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e o prefeito
5
municipal de Campinas, cidade natal do referido ministro. Ao
 
final da solenidade, deverá ser lavrada a ata da sessão.
Considerando os diversos tipos de correspondência oficial que será demandada em face da situação hipotética acima apresentada, julgue os itens a seguir.
Estará correto iniciar a ata da sessão da seguinte forma:
Aos dezoito dias do mês de junho do ano de dois mil e doze, às dezenove horas, na Capital da República Federativa do Brasil, na Sala de Sessões Plenárias do Superior Tribunal de Justiça, reuniram-se, em sessão solene, os membros da Corte, sob a presidência do Excelentíssimo Senhor Ministro Fulano de Tal, para empossar no cargo de Ministro do Superior Tribunal de Justiça o Excelentíssimo Senhor Doutor Beltrano de Tal.
Questão 10

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Um novo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) será empossado no tribunal. Para a cerimônia de posse,
 
que ocorrerá em 18/6/2012, às 19 horas, em sessão solene
 
nas dependências do tribunal, serão convidados, entre outros,
 
o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e o prefeito
5
municipal de Campinas, cidade natal do referido ministro. Ao
 
final da solenidade, deverá ser lavrada a ata da sessão.
Considerando os diversos tipos de correspondência oficial que será demandada em face da situação hipotética acima apresentada, julgue os itens a seguir.
O convite ao presidente do STF deverá ser feito mediante ofício, se o remetente for o chefe da assessoria de cerimonial do STJ, ou mediante memorando, se o remetente for o próprio presidente do STJ.
Questão 11

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Um novo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) será empossado no tribunal. Para a cerimônia de posse,
 
que ocorrerá em 18/6/2012, às 19 horas, em sessão solene
 
nas dependências do tribunal, serão convidados, entre outros,
 
o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e o prefeito
5
municipal de Campinas, cidade natal do referido ministro. Ao
 
final da solenidade, deverá ser lavrada a ata da sessão.
Considerando os diversos tipos de correspondência oficial que será demandada em face da situação hipotética acima apresentada, julgue os itens a seguir.
Na correspondência oficial a ser enviada ao prefeito da cidade de Campinas, devem ser empregados o vocativo “Senhor Prefeito” e o pronome de tratamento “Vossa Excelência”.
Questão 12

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, referentes à adequação da linguagem na elaboração de expedientes oficiais.
Expediente que contenha a seguinte resposta: “Em atenção ao Memo n. 03/11, a data é 10/2/2011”, em vez de “Em atenção ao Memo n. 03/11, que trata das férias de servidores desta Coordenadoria, informo que elas se iniciaram no dia 10/2/2011”, está desrespeitando as normas referentes à concisão, um dos requisitos básicos da redação oficial.
Questão 13

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia

A partir da figura acima, que mostra a janela Painel de Controle de um computador com sistema operacional Windows 7, julgue os itens a seguir.

A partir da opção Sistema e Segurança, o usuário pode visualizar as configurações de atualizações automáticas (Windows Update).
Questão 14

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia

A partir da figura acima, que mostra a janela Painel de Controle de um computador com sistema operacional Windows 7, julgue os itens a seguir.

Ao clicar em Desinstalar um programa, o usuário será direcionado a uma nova tela em que será mostrada a opção de remoção automática de todos os programas instalados no computador, exceto do sistema operacional.
Questão 15

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens subsequentes, relativos ao Word 2010 e ao Excel 2010.
Caso queira inserir, em uma planilha do Excel 2010, um gráfico do tipo coluna, o usuário poderá escolher entre opções de gráficos em 2D e 3D, além de 4D, com a opção de linha do tempo.
Questão 16

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens subsequentes, relativos ao Word 2010 e ao Excel 2010.
No Word 2010, as opções de modificação de um estilo, por exemplo, o Normal, incluem alterações na formatação de fonte e de tabulação do texto.
Questão 17

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Considerando o acesso a uma intranet por meio de uma estação Windows 7 para navegação e uso de correio eletrônico do tipo webmail, julgue os itens que se seguem.
Uma tecnologia para comunicação de voz utilizada em intranet é a de Voz sobre IP (VoIP), a qual permite ao usuário fazer e receber unicamente ligações telefônicas externas, mas não ligações internas (ramais convencionais).
Questão 18

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Considerando o acesso a uma intranet por meio de uma estação Windows 7 para navegação e uso de correio eletrônico do tipo webmail, julgue os itens que se seguem.
Na utilização de uma interface webmail para envio e recebimento de correio eletrônico, é boa prática de segurança por parte do usuário verificar o certificado digital para conexão https do webmail em questão.
Questão 19

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Considerando o acesso a uma intranet por meio de uma estação Windows 7 para navegação e uso de correio eletrônico do tipo webmail, julgue os itens que se seguem.
Por meio do software Microsoft Outlook pode-se acessar o serviço de correio eletrônico, mediante o uso de certificado digital, para abrir a caixa postal do usuário de um servidor remoto.
Questão 20

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
A China, principal motor da economia global, reduziu
 
sua meta de crescimento, o que não só derrubou as bolsas de
 
valores pelo mundo, como trouxe preocupações para países como
 
o Brasil, grande exportador de commodities. Com os Estados
5
Unidos da América, a Europa e o Japão em recessão ou com
 
crescimento fraco, a China não pode depender das exportações,
 
devendo priorizar o mercado consumidor interno, segundo o
 
primeiro-ministro Wen Jiabao.
Folha de S.Paulo, 3/3/2012, p. A12 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando os múltiplos aspectos que ele suscita, bem como o cenário econômico mundial contemporâneo, julgue os itens seguintes.
A União Europeia atravessa acentuada crise, que atinge sobretudo países como Grécia, Espanha e Portugal. O abandono do euro como moeda única por esses países foi decisão tomada no auge da crise com o objetivo de tentar impedir o colapso das demais economias do bloco.
Questão 21

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
A China, principal motor da economia global, reduziu
 
sua meta de crescimento, o que não só derrubou as bolsas de
 
valores pelo mundo, como trouxe preocupações para países como
 
o Brasil, grande exportador de commodities. Com os Estados
5
Unidos da América, a Europa e o Japão em recessão ou com
 
crescimento fraco, a China não pode depender das exportações,
 
devendo priorizar o mercado consumidor interno, segundo o
 
primeiro-ministro Wen Jiabao.
Folha de S.Paulo, 3/3/2012, p. A12 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando os múltiplos aspectos que ele suscita, bem como o cenário econômico mundial contemporâneo, julgue os itens seguintes.
A reação do mercado financeiro mundial ao anúncio chinês, mencionada no texto, evidencia uma das principais características da economia globalizada dos dias de hoje, a interdependência e conexão imediata entre os fatos econômico-financeiros e os diversos agentes que atuam nesse âmbito, mundialmente.
Questão 22

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
A China, principal motor da economia global, reduziu
 
sua meta de crescimento, o que não só derrubou as bolsas de
 
valores pelo mundo, como trouxe preocupações para países como
 
o Brasil, grande exportador de commodities. Com os Estados
5
Unidos da América, a Europa e o Japão em recessão ou com
 
crescimento fraco, a China não pode depender das exportações,
 
devendo priorizar o mercado consumidor interno, segundo o
 
primeiro-ministro Wen Jiabao.
Folha de S.Paulo, 3/3/2012, p. A12 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando os múltiplos aspectos que ele suscita, bem como o cenário econômico mundial contemporâneo, julgue os itens seguintes.
Dar prioridade ao mercado interno — medida a ser adotada pelo governo chinês, de acordo com o texto — consiste em meta dificilmente alcançável, visto que a maior parte da mão de obra disponível na China ainda se concentra na zona rural.
Questão 23

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
A China, principal motor da economia global, reduziu
 
sua meta de crescimento, o que não só derrubou as bolsas de
 
valores pelo mundo, como trouxe preocupações para países como
 
o Brasil, grande exportador de commodities. Com os Estados
5
Unidos da América, a Europa e o Japão em recessão ou com
 
crescimento fraco, a China não pode depender das exportações,
 
devendo priorizar o mercado consumidor interno, segundo o
 
primeiro-ministro Wen Jiabao.
Folha de S.Paulo, 3/3/2012, p. A12 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando os múltiplos aspectos que ele suscita, bem como o cenário econômico mundial contemporâneo, julgue os itens seguintes.
Em 2011, a China foi o principal destino das commodities exportadas pelo Brasil, que vendeu, ao país asiático, especialmente, minério de ferro, soja e petróleo.
Questão 24

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Em um momento em que o Brasil se aflige com a perda
 
de sua base científica na Antártica, fato que acarretará o atraso de
 
uma série de pesquisas, cientistas de diversas partes do mundo
 
lutam para desvendar um dos maiores mistérios do continente
5
antártico nos dias de hoje: a diminuição, em um de seus pontos
 
extremos, da cobertura de gelo, e o avanço, em outro, do gelo
 
sobre o mar.
Caderno Planeta Terra. In: O Globo, 6/3/2012, p. 12 (com adaptações).
Considerando o texto acima e o assunto nele abordado, julgue os itens que se seguem.
A perda da base científica brasileira na Antártica deveu-se a punição imposta pela Organização das Nações Unidas, por não ter o governo brasileiro pago, nos últimos anos, as taxas financeiras exigidas da comunidade internacional para a realização de pesquisas na região.
Questão 25

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
1
Em um momento em que o Brasil se aflige com a perda
 
de sua base científica na Antártica, fato que acarretará o atraso de
 
uma série de pesquisas, cientistas de diversas partes do mundo
 
lutam para desvendar um dos maiores mistérios do continente
5
antártico nos dias de hoje: a diminuição, em um de seus pontos
 
extremos, da cobertura de gelo, e o avanço, em outro, do gelo
 
sobre o mar.
Caderno Planeta Terra. In: O Globo, 6/3/2012, p. 12 (com adaptações).
Considerando o texto acima e o assunto nele abordado, julgue os itens que se seguem.
O trabalho de pesquisa desenvolvido na Antártica é mais uma demonstração do notável nível de desenvolvimento científico alcançado pela civilização contemporânea. Diferentemente do que ocorria no passado, entre o século XIX e meados do século XX, atualmente a conquista de territórios para a exploração colonial deixou de ser importante, e o poderio econômico passou a depender, antes de tudo, do domínio do conhecimento.
Questão 26

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca dos princípios fundamentais consubstanciados na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o item abaixo.
A não intervenção, um dos fundamentos da República Federativa do Brasil, expressa, assim como outros fundamentos, o poder supremo e independente do país.
Questão 27

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, a respeito dos direitos e das garantias fundamentais.
De acordo com a CF, é admitida, mediante ordem judicial, a violação das comunicações telefônicas, nas hipóteses e na forma que a lei estabelecer, para fins de investigação criminal, instrução processual penal ou em processos político-administrativos.
Questão 28

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, a respeito dos direitos e das garantias fundamentais.
O estabelecimento de regras distintas para homens e mulheres, quando necessárias para atenuar desníveis, é compatível com o princípio constitucional da isonomia e poderá ocorrer tanto na CF quanto na legislação infraconstitucional.
Questão 29

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Com base nas regras inerentes à organização do Estado brasileiro, julgue os itens que se seguem.
O estado-membro que editar lei proibindo a cobrança de tarifa de assinatura básica nos serviços de telefonia fixa e móvel agirá nos limites de sua competência, pois a CF atribuiu à União e aos estados a competência para legislar concorrentemente sobre telecomunicações.
Questão 30

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Com base nas regras inerentes à organização do Estado brasileiro, julgue os itens que se seguem.
Lei estadual que reservar espaço para o tráfego de motocicletas em vias públicas de grande circulação será constitucional, por tratar de tema inserido no âmbito da competência legislativa dos estados-membros.
Questão 31

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Em relação ao Poder Judiciário, julgue os itens subsecutivos.
O crime de responsabilidade praticado por desembargador do tribunal de justiça de determinado estado-membro deve ser processado e julgado originariamente perante o STJ.
Questão 32

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Em relação ao Poder Judiciário, julgue os itens subsecutivos.
O Conselho da Justiça Federal, que funciona junto ao STJ, tem competência para exercer a supervisão administrativa e orçamentária da justiça federal tanto de primeiro quanto de segundo grau de jurisdição.
Questão 33

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Em relação ao Poder Judiciário, julgue os itens subsecutivos.
Compete privativamente ao STF processar e julgar, originariamente, nas infrações penais comuns, o presidente da República, o vice-presidente, os membros do Congresso Nacional, seus próprios ministros, o procurador-geral da República e o advogado-geral da União.
Questão 34

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
No que concerne ao regime jurídico dos servidores públicos civis da União, julgue os itens que se seguem.
É vedada a incorporação de adicionais ao vencimento do servidor público.
Questão 35

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
No que concerne ao regime jurídico dos servidores públicos civis da União, julgue os itens que se seguem.
Cessada a incapacidade que tiver gerado a aposentadoria por invalidez de servidor público, o reingresso deste no serviço público, de ofício, ocorrerá mediante o instituto da reversão, uma das formas de provimento de cargo público.
Questão 36

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens subsequentes, relativos ao processo administrativo no âmbito da administração pública federal.
Estará impedido de atuar no processo administrativo o servidor que estiver litigando administrativamente com o interessado, hipótese em que a comunicação do fato deverá ser dirigida à autoridade competente, sob pena de configurar-se a prática de falta grave, para fins disciplinares.
Questão 37

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens subsequentes, relativos ao processo administrativo no âmbito da administração pública federal.
Considerando-se que o processo administrativo gera ônus para a administração pública, a regra é a cobrança de despesas processuais, as quais somente poderão ser afastadas nos casos expressamente previstos em lei.
Questão 38

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
No que se refere à lei que dispõe sobre as carreiras dos servidores do Poder Judiciário da União, julgue os itens a seguir.
Quando um analista judiciário movimenta-se do padrão 5 — da classe A — para o padrão 6 — da classe B —, configura-se hipótese de promoção e não, de progressão funcional.
Questão 39

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
No que se refere à lei que dispõe sobre as carreiras dos servidores do Poder Judiciário da União, julgue os itens a seguir.
Para o exercício de função comissionada de natureza gerencial, são indispensáveis a formação superior e a participação em curso de desenvolvimento gerencial oferecido pelo órgão de lotação do servidor.
Questão 40

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos ao instituto da licitação.
O convite é modalidade de licitação admitida nas licitações internacionais.
Questão 41

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos ao instituto da licitação.
Dado o princípio da adjudicação compulsória, a administração pública está obrigada a adjudicar o objeto do procedimento licitatório tão logo seja concluído o julgamento das propostas.
Questão 42

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, relativos ao Regimento Interno do Superior Tribunal de Justiça.
Compete às Turmas julgar as apelações e os agravos nas causas em que forem partes, de um lado, Estado estrangeiro, e, do outro, município.
Questão 43

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, relativos ao Regimento Interno do Superior Tribunal de Justiça.
O Ministério Público está impedido de se manifestar oralmente na apresentação de parecer acerca de ações rescisórias e nas apelações cíveis.
Questão 44

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, relativos ao Regimento Interno do Superior Tribunal de Justiça.
Cabe à Segunda Seção processar e julgar feitos relativos a constituição e liquidação de sociedades.
Questão 45

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, relativos ao Regimento Interno do Superior Tribunal de Justiça.
Compete às Turmas o julgamento, em recurso ordinário, de mandado de segurança decidido em única instância por tribunal regional, quando denegatória a decisão.
Questão 46

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, relativos ao Regimento Interno do Superior Tribunal de Justiça.
A indicação de membros para compor o STJ far-se-á mediante lista tríplice, na qual deverão constar os nomes dos candidatos que obtiverem, em primeiro ou subsequente escrutínio, a maioria simples dos votos dos membros do Tribunal.
Questão 47

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, relativos ao Regimento Interno do Superior Tribunal de Justiça.
À comissão de Regimento Interno cabe manifestar-se em processo administrativo, quando consultada pelo presidente do Tribunal.
Questão 48

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, relativos ao Regimento Interno do Superior Tribunal de Justiça.
As comissões permanentes e as temporárias podem propor à Corte Especial, ou à Seção, que seja compendiada em súmula a jurisprudência do Tribunal, quando verificarem que as Turmas não divergem na interpretação do direito.
Questão 49

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, relativos ao Regimento Interno do Superior Tribunal de Justiça.
Incumbe à Segunda Seção processar e julgar os feitos relativos a desapropriação.
Questão 50

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os próximos itens, relativos ao Regimento Interno do Superior Tribunal de Justiça.
É atribuição do relator apresentar em mesa, para julgamento, os feitos que independem de pauta.
Questão 51

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Com relação a indexação e resumos, julgue os itens a seguir.
Coerência intraindexador refere-se à concordância entre diferentes indexadores, e a coerência interindexadores refere-se à extensão com que determinado indexador é coerente consigo mesmo.
Questão 52

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Com relação a indexação e resumos, julgue os itens a seguir.
A segunda dimensão do documento, do ponto de vista da indexação, denomina-se especificidade.
Questão 53

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Com relação a indexação e resumos, julgue os itens a seguir.
O resumo consiste em uma representação sucinta, porém nem sempre exata, do conteúdo de um documento.
Questão 54

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos às fontes jurídicas de informação.
Contratos, petições, relatórios, pareceres internos e respostas às consultas de clientes são considerados fontes jurisprudenciais.
Questão 55

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos às fontes jurídicas de informação.
Na condição específica de documento, o acórdão enquadra-se no âmbito dos atos normativos — também denominados atos deliberativos-normativos —, que consistem nos atos oriundos de deliberações de órgãos da administração pública, geralmente colegiados, nos quais constam regras e normas de cumprimento.
Questão 56

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
De acordo com os princípios de referência, catalogação e classificação, julgue os itens que se seguem.
O Catálogo Coletivo Nacional de Publicações Seriadas (CCN), mantido pelo IBICT, inclui registros sobre coleções de periódicos e publicações seriadas nacionais e estrangeiras nas bibliotecas brasileiras.
Questão 57

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
De acordo com os princípios de referência, catalogação e classificação, julgue os itens que se seguem.
Na referência de obra online, devem constar informações sobre o endereço eletrônico, que serão redigidas entre os sinais gráficos denominados aspas e precedidas da expressão Disponível em e da data de acesso ao documento, a qual, por sua vez, será precedida da expressão Acesso em e, opcionalmente, acrescida dos dados referentes a hora, minutos e segundos.
Questão 58

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
De acordo com os princípios de referência, catalogação e classificação, julgue os itens que se seguem.
De acordo com as normas da Classificação Decimal Universal, a classificação 347.991(81)(094.9) é adequada para a publicação da obra Ementário de Jurisprudência do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça.
Questão 59

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
De acordo com os princípios de referência, catalogação e classificação, julgue os itens que se seguem.
No desdobramento de uma ficha catalográfica de um catálogo manual, caso se deseje incluir, no cabeçalho, o título de uma obra iniciado por artigo, deve-se eliminar esse artigo.
Questão 60

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens subsecutivos, referentes à gestão da informação e do conhecimento.
A biblioteconomia, a documentação, a análise linguística e a informática aplicadas à transferência da informação compõem o campo da ciência da informação.
Questão 61

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens subsecutivos, referentes à gestão da informação e do conhecimento.
Da perspectiva da biblioteconomia, a ontologia fornece significado para descrever explicitamente uma conceituação subjacente de um conhecimento representado em uma base de conhecimento.
Questão 62

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens subsecutivos, referentes à gestão da informação e do conhecimento.
O conhecimento codificado pode ser reproduzido com facilidade e a baixo custo; o mesmo não ocorre, contudo, com o conhecimento explícito.
Questão 63

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de indexação de documentos, julgue os próximos itens.
O descritor, por ser um elemento da linguagem natural, pode ser empregado para se representar um texto em sistemas de informação.
Questão 64

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de indexação de documentos, julgue os próximos itens.
Por meio da ferramenta de mineração de textos é possível realizar a sumarização de um conjunto de documentos em agrupamentos e apresentá-los sob a forma de gráficos indicativos das relações semânticas dos termos que os compõem.
Questão 65

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de indexação de documentos, julgue os próximos itens.
A precisão consiste em requisito específico dos sistemas de busca e recuperação de informações que independe do conhecimento das necessidades e exigências dos usuários.
Questão 66

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
No que se refere à gestão da informação e do conhecimento, julgue os itens subsequentes.
Conhecimento estratégico é a combinação de conhecimento explícito com conhecimento tácito, à qual se agregam os conhecimentos de especialistas sobre a organização.
Questão 67

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
No que se refere à gestão da informação e do conhecimento, julgue os itens subsequentes.
A informação se deprecia tal como os bens de capital, por perder sua validade como forma de conhecimento com o passar do tempo.
Questão 68

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
No que se refere à gestão da informação e do conhecimento, julgue os itens subsequentes.
Para que os sistemas informacionais ofereçam serviços e produtos de qualidade, com eficácia e efetividade, deve-se buscar reduzir a incerteza e aumentar a informação acerca da ambiência que os envolve, em especial no que se refere aos insumos por eles recebidos.
Questão 69

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
No que se refere à gestão da informação e do conhecimento, julgue os itens subsequentes.
O conhecimento explícito corresponde ao conhecimento fundamentado na experiência pessoal, razão por que, em muitos casos, é identificado às habilidades do indivíduo.
Questão 70

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia

» Esta questão foi anulada pela banca.
Cada um dos itens a seguir apresenta uma proposta de referência bibliográfica que deve ser julgada certa se estiver de acordo as normas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para a área de informação e documentação, ou errada, em caso contrário.
BRASIL. Medida provisória no 1.569-9, de 11 de dezembro de 1997. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 dez. 1997. Seção 1, p. 29514.
Questão 71

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Cada um dos itens a seguir apresenta uma proposta de referência bibliográfica que deve ser julgada certa se estiver de acordo as normas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para a área de informação e documentação, ou errada, em caso contrário.
As 500 maiores empresas do Brasil. Conjuntura econômica. Edição especial. Rio de Janeiro, v. 38, n. 9, set. 1984.
Questão 72

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Considerando a prescrição da NBR 6027 para a elaboração de sumários, julgue os itens seguintes.
Devem constar do sumário tanto os elementos pré-textuais quanto os pós-textuais.
Questão 73

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Considerando a prescrição da NBR 6027 para a elaboração de sumários, julgue os itens seguintes.
Em publicações periódicas, o sumário pode ser apresentado no anverso da folha de rosto.
Questão 74

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Considerando a Classificação Decimal Universal, julgue os itens subsecutivos.
A divisão de forma (094) é empregada para classificar tipos de leis e regulamentação.
Questão 75

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Considerando a Classificação Decimal Universal, julgue os itens subsecutivos.
A classificação 327(81:469) consiste na forma correta de registrar assuntos relativos a “Relações entre Brasil e Portugal” e “Relações entre Portugal e Brasil”.
Questão 76

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens relativos à organização de bibliotecas.
No planejamento de um sistema de biblioteca, processos e instrumentos desenvolvidos no contexto dos sistemas tradicionais serão integralmente aproveitados no contexto digital, já que as especificidades do contexto digital são simples adaptações dos processos e instrumentos já desenvolvidos.
Questão 77

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens relativos à organização de bibliotecas.
O tratamento da informação em um sistema pode variar tanto conforme o nível de detalhamento desejado como conforme o instrumental utilizado, e a sua escolha será determinada, em parte, pelo tipo de biblioteca onde ocorrerá.
Questão 78

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens relativos à organização de bibliotecas.
As linguagens documentais têm sido o meio de organização do universo da Web, já que atualmente é impossível, em âmbito mais amplo, o processamento dos objetos digitais por meio de linguagens estruturadas, empregadas para tratamento da informação a posteriori.
Questão 79

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de planejamento de bibliotecas, julgue os itens seguintes.
Na elaboração da política de desenvolvimento de coleções, no que tange à assinatura de periódicos, deve-se preferir o formato tradicional ao digital, mesmo considerando-se o aumento significativo da área do acervo destinada a esse tipo de documento em formato tradicional.
Questão 80

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de planejamento de bibliotecas, julgue os itens seguintes.
No processo de seleção da informação jurídica, devem ser considerados fatores como a explosão informacional, a aceleração das mudanças nas leis e na jurisprudência e a variedade de formatos e suportes documentais.
Questão 81

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de planejamento de bibliotecas, julgue os itens seguintes.
A aquisição de materiais pode ocorrer por meio de três modalidades: compra, doação e permuta. Entre elas, a permuta é a modalidade que requer o trabalho mais criterioso por parte do bibliotecário.
Questão 82

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de planejamento de bibliotecas, julgue os itens seguintes.
As tarefas iniciais do profissional da informação na função de planejador consistem em interpretar adequadamente a missão institucional da biblioteca e fixar as metas para o serviço de informação.
Questão 83

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de planejamento de bibliotecas, julgue os itens seguintes.
O planejamento em bibliotecas e unidades de informação ocorre, frequentemente, nos níveis estratégico e intermediário da organização; o planejamento operacional, por sua vez, é prerrogativa dos níveis de direção.
Questão 84

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de planejamento de bibliotecas, julgue os itens seguintes.
Em cada tipo de biblioteca, a informação possui valor específico, que é agregado conforme o uso que dela se faz. Por essa razão, analisar o contexto ou o ambiente da unidade de informação, bem como as necessidades de informação dos usuários, é indispensável ao planejamento de um projeto ou sistema de informação eficaz.
Questão 85

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Considerando a Resolução n.º 8/2007 do Superior Tribunal de Justiça (STJ), julgue os itens que se seguem, referentes à publicação de atos judiciais.
As publicações no Diário da Justiça Eletrônico do STJ devem ser arquivadas pelo período de trinta anos; decorrido esse prazo, elas podem ser descartadas.
Questão 86

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Considerando a Resolução n.º 8/2007 do Superior Tribunal de Justiça (STJ), julgue os itens que se seguem, referentes à publicação de atos judiciais.
O Diário da Justiça Eletrônico do STJ, que substitui a versão impressa das publicações oficiais, é veiculado gratuitamente na Internet. A publicação mediante esse meio de divulgação substitui a intimação ou vista pessoal nos casos em que a lei assim exigir.
Questão 87

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Considerando a Resolução n.º 8/2007 do Superior Tribunal de Justiça (STJ), julgue os itens que se seguem, referentes à publicação de atos judiciais.
As edições do Diário da Justiça Eletrônico do STJ devem ser assinadas digitalmente, em concordância com os requisitos de autenticidade, integridade, validade jurídica e interoperabilidade da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil).
Questão 88

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens relativos a estudos de usuários.
Para conhecer as formas de uso efetivo da biblioteca, recomenda-se realizar estudo que delimite a comunidade a ser focalizada: os usuários de modo geral — como usuários da biblioteca como um todo — ou os usuários e participantes de determinados serviços ou atividades — como usuários de apenas parte da biblioteca.
Questão 89

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens relativos a estudos de usuários.
Os estudos de usuários são considerados instrumentos de gestão que auxiliam os bibliotecários a identificar o perfil, as necessidades e as demandas de seus usuários, com o objetivo de planejar serviços e produtos a serem desenvolvidos pela unidade de informação.
Questão 90

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens relativos a estudos de usuários.
A diferença entre pesquisa de marketing e estudos de usuários advém, especialmente, do ambiente em que são realizados. Os estudos de usuários são elaborados em unidades de informação e a pesquisa de marketing, nos mercados reais e potenciais, em organizações diversas de bibliotecas, unidades e serviços de informação.
Questão 91

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens relativos a estudos de usuários.
Para se implantar um serviço de alerta voltado para a disseminação da informação por meio de uma unidade de informação, é necessário definir a relação custo-benefício, antes da implantação de serviços ou da criação de produtos.
Questão 92

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens relativos a estudos de usuários.
Caso se pretenda criar um perfil para uma biblioteca em alguma rede social, é necessário avaliar previamente as possibilidades de dedicação do bibliotecário na manutenção desse perfil, bem como o tempo e os recursos necessários à inserção de novos conteúdos, visto que é necessário monitorar o canal de comunicação constantemente.
Questão 93

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens relativos a estudos de usuários.
A disseminação seletiva da informação é considerada como não especializada, em virtude de não ser direcionada a perfis específicos de público usuário da informação ou de unidade de informação.
Questão 94

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de preservação digital, julgue os itens subsequentes.
Os ambientes digital e analógico oferecem instrumentos que permitem alterar documentos armazenados em mídias digitais e em meio tradicional, respectivamente. Para garantir a autenticidade do documento ao longo do tempo, é necessário definir as propriedades do objeto, digital ou analógico, a serem mantidas e preservadas.
Questão 95

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de preservação digital, julgue os itens subsequentes.
A preservação digital abrange três aspectos: a preservação física, relacionada aos conteúdos armazenados em suportes e mídias; a preservação lógica, relacionada aos novos formatos para inserção e conversão de dados, devido à obsolescência; e a preservação intelectual, referente aos mecanismos garantidores da integridade e da autenticidade.
Questão 96

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Acerca de preservação digital, julgue os itens subsequentes.
As ações de preservação digital devem ser pautadas pela necessidade de utilização de padrões já estabelecidos mundialmente e de documentos em formatos abertos, ou seja, que permitam tanto a conversão para novos como o entendimento das futuras gerações.
Questão 97

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Em relação à editoração de periódicos eletrônicos, julgue os itens a seguir.
O Dublin Core é uma linguagem que consiste em um conjunto de quinze elementos de metadados, equivalentes a uma ficha catalográfica; esses elementos podem ser considerados como o mais baixo denominador comum para a descrição de recursos de informação. Embora o Dublin Core não possa ser usado para descrever materiais em formatos tradicionais, ele tem sido utilizado para descrever recursos eletrônicos disponíveis na Internet.
Questão 98

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Em relação à editoração de periódicos eletrônicos, julgue os itens a seguir.
Sistemas com protocolo Z39.50 propiciam a realização de pesquisa em um sistema de informação distribuído por meio de diversas interfaces de busca.
Questão 99

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Em relação à editoração de periódicos eletrônicos, julgue os itens a seguir.
O Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas, um software proprietário, proporciona acesso aberto a conteúdo digital.
Questão 100

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Em relação à editoração de periódicos eletrônicos, julgue os itens a seguir.
O formato de registro MARC (Machine-Readable Cataloging), desenvolvido pela Library of Congress na década de 60 do século passado, pode ser definido como um conjunto de padrões para identificar, armazenar e comunicar informações bibliográficas em formato analógico.
Questão 101

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Com relação à Rede Virtual de Bibliotecas do Congresso Nacional (RVBI), julgue os itens subsecutivos.
No Sistema de Informações do Congresso Nacional (SICON), do qual a RVBI é um dos componentes, é possível buscar apenas registros provenientes dos acervos do Congresso Nacional.
Questão 102

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Com relação à Rede Virtual de Bibliotecas do Congresso Nacional (RVBI), julgue os itens subsecutivos.
O controle da qualidade das informações das bases de dados bibliográficos e administrativos e a coordenação da base de dados terminológicos e de autoridades incluem-se entre as atribuições do Serviço de Gerência da RVBI, instância organizacional da Biblioteca do Senado Federal e responsável pela administração da rede.
Questão 103

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Com relação à Rede Virtual de Bibliotecas do Congresso Nacional (RVBI), julgue os itens subsecutivos.
No catálogo online de acesso público da RVBI, é possível realizar buscas a partir de diversas bibliografias, tais como a Bibliografia Brasileira de Direito, a Bibliografia de Processo Penal, a Bibliografia de Processo Civil e a Bibliografia de Direito Militar.
Questão 104

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Com relação à Rede Virtual de Bibliotecas do Congresso Nacional (RVBI), julgue os itens subsecutivos.
Originada das bases VCBS e AUTR, a base de autoridades utilizada na RVBI é alimentada de modo descentralizado, diretamente pelas bibliotecas cooperantes que participam da rede.
Questão 105

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
A respeito do LexML Brasil, uma rede de informação legislativa e jurídica, e da RVBI, julgue os itens.
O modelo de referência do LexML Brasil tem por base a ontologia FRBROO (Functional Requirements for Bibliographical Records), que consiste na modelização dos requisitos funcionais para registros bibliográficos orientado a objeto.
Questão 106

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
A respeito do LexML Brasil, uma rede de informação legislativa e jurídica, e da RVBI, julgue os itens.
No LexML Brasil, são permitidos a busca e o acesso apenas nas bases de dados que ele reúne.
Questão 107

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
A respeito do LexML Brasil, uma rede de informação legislativa e jurídica, e da RVBI, julgue os itens.
Vocabulários controlados acerca de localidade, língua, autoridade, evento, tipo de documento e tipo de conteúdo são adotados no LexML Brasil, que não adota, entretanto, vocabulário controlado de assuntos.
Questão 108

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
A respeito do LexML Brasil, uma rede de informação legislativa e jurídica, e da RVBI, julgue os itens.
Para a captura de metadados descritores de recursos de informação legislativos e jurídicos disponíveis nos sítios de órgãos governamentais, o LexML utiliza o protocolo Z39.50, o que o torna um sistema de informação interoperável.
Questão 109

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
A respeito do LexML Brasil, uma rede de informação legislativa e jurídica, e da RVBI, julgue os itens.
A Classificação Decimal de Direito ou Classificação Decimal de Doris, um sistema de classificação bibliográfica derivado da Classificação Decimal de Dewey, é utilizada na RVBI, mas não, no LexML Brasil.
Questão 110

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
A respeito do LexML Brasil, uma rede de informação legislativa e jurídica, e da RVBI, julgue os itens.
O LexML Brasil reúne informações legislativas e jurídicas provenientes dos três poderes nas esferas federal, estadual e municipal.
Questão 111

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos a bibliotecas digitais. Nesse sentido, considere que, nos itens em que for empregada, a sigla OAI-PMH refere-se a Open Archives Initiative – Protocol for Metadata Harvesting.
A Biblioteca Digital Jurídica do STJ é uma das bibliotecas digitais jurídicas integrantes do consórcio BDJur, cuja integração deve-se, entre outros aspectos, à adoção do formato bibliográfico MARC.
Questão 112

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos a bibliotecas digitais. Nesse sentido, considere que, nos itens em que for empregada, a sigla OAI-PMH refere-se a Open Archives Initiative – Protocol for Metadata Harvesting.
Além de outros conteúdos, as bibliotecas digitais jurídicas capturam, organizam, armazenam, preservam, recuperam e disseminam doutrinas, que incluem artigos, capítulos de livros e trabalhos acadêmicos.
Questão 113

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos a bibliotecas digitais. Nesse sentido, considere que, nos itens em que for empregada, a sigla OAI-PMH refere-se a Open Archives Initiative – Protocol for Metadata Harvesting.
A ênfase das bibliotecas digitais está mais centrada na perspectiva do acesso que nas coleções que elas armazenam, muito embora essas coleções sejam imprescindíveis.
Questão 114

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos a bibliotecas digitais. Nesse sentido, considere que, nos itens em que for empregada, a sigla OAI-PMH refere-se a Open Archives Initiative – Protocol for Metadata Harvesting.
Um sítio na Internet que relaciona um conjunto de links persistentes, dispostos em torno de temas e que direcionam usuários para outros acervos digitais é considerado uma biblioteca digital.
Questão 115

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos a bibliotecas digitais. Nesse sentido, considere que, nos itens em que for empregada, a sigla OAI-PMH refere-se a Open Archives Initiative – Protocol for Metadata Harvesting.
Determinação de necessidades de informação e comportamento informacional dos usuários, características das atividades de busca, acesso e uso da informação, juntamente com o mapeamento de processos, constituem insumos fundamentais para se conhecerem os requisitos para a implementação de bibliotecas digitais.
Questão 116

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos a bibliotecas digitais. Nesse sentido, considere que, nos itens em que for empregada, a sigla OAI-PMH refere-se a Open Archives Initiative – Protocol for Metadata Harvesting.
A interoperabilidade é requisito dispensável na implementação de bibliotecas digitais jurídicas, uma vez que essa característica está relacionada apenas aos repositórios institucionais de informação científica que demandam visibilidade aos recursos de informação gerenciados.
Questão 117

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos a bibliotecas digitais. Nesse sentido, considere que, nos itens em que for empregada, a sigla OAI-PMH refere-se a Open Archives Initiative – Protocol for Metadata Harvesting.
O OAI-PMH, um protocolo de coleta de metadados, pressupõe que os sistemas de informação que o adotam, como as bibliotecas digitais, mantenham seus recursos de informação livremente acessíveis.
Questão 118

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos a bibliotecas digitais. Nesse sentido, considere que, nos itens em que for empregada, a sigla OAI-PMH refere-se a Open Archives Initiative – Protocol for Metadata Harvesting.
O OAI-PMH utiliza seis verbos ou requests: identify, listmetadataformats, listrecord, listidentifier, getrecord e listsets; este último retorna a estrutura de determinado sistema, listando os conjuntos que o compõem.
Questão 119

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos a bibliotecas digitais. Nesse sentido, considere que, nos itens em que for empregada, a sigla OAI-PMH refere-se a Open Archives Initiative – Protocol for Metadata Harvesting.
DSpace, Eprints, Koha, Greenstone e Drupal são softwares para construção de bibliotecas digitais.
Questão 120

STJ 2012 - CESPE - Analista Judiciário - Apoio Especializado/Biblioteconomia
Julgue os itens seguintes, relativos a bibliotecas digitais. Nesse sentido, considere que, nos itens em que for empregada, a sigla OAI-PMH refere-se a Open Archives Initiative – Protocol for Metadata Harvesting.
A Biblioteca Digital Jurídica do STJ gerencia recursos de informação gerados na própria instituição e em outras instituições.


Provas de Concursos » Cespe 2012