×
×

FUNPRESP/EXE 2016

Analista - Área Comunicação

Questão 1

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O meu antigo companheiro de pensão Amadeu Amaral
 
Júnior, um homem louro e fornido, tinha costumes singulares
 
que espantavam os outros hóspedes.
 
Amadeu Amaral Júnior vestia-se com sobriedade:
5
usava uma cueca preta e calçava medonhos tamancos
 
barulhentos. Alimentava-se mal, espichava-se na cama, roncava
 
o dia inteiro e passava as noites acordado, passeando, agitando
 
o soalho, o que provocava a indignação dos outros
 
pensionistas. Quando se cansava, sentava-se a uma grande
10
mesa ao fundo da sala e escrevia o resto da noite. Leu um
 
tratado de psicologia e trocou-o em miúdo, isto é, reduziu-o a
 
artigos, uns quarenta ou cinquenta, que projetou meter nas
 
revistas e nos jornais e com o produto vestir-se, habitar uma
 
casa diferente daquela e pagar ao barbeiro.
15
Mudamo-nos, separamo-nos, perdemo-nos de vista.
 
Creio que os artigos de psicologia não foram publicados,
 
pois há tempo li este anúncio num semanário: “Intelectual
 
desempregado. Amadeu Amaral Júnior, em estado de
 
desemprego, aceita esmolas, donativos, roupa velha,
20
pão dormido. Também aceita trabalho”. O anúncio não
 
produziu nenhum efeito.
 
Muita gente se espanta com o procedimento desse
 
amigo. Não sei por quê. Eu, por mim, acho que Amadeu
 
Amaral Júnior andou muito bem. Todos os jornalistas
25
necessitados deviam seguir o exemplo dele. O anúncio, pois
 
não. E, em duros casos, a propaganda oral, numa esquina, aos
 
gritos. Exatamente como quem vende pomada para calos.
Graciliano Ramos. Um amigo em talas. In: Linhas tortas. Rio de Janeiro: Record, 1983, p. 125 (com adaptações)
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto Um amigo em talas, julgue os itens que se seguem.
A substituição do pronome “o”, em “reduziu-o a artigos” (L. 11 e 12), por lhe preservaria a correção gramatical do texto.
Questão 2

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O meu antigo companheiro de pensão Amadeu Amaral
 
Júnior, um homem louro e fornido, tinha costumes singulares
 
que espantavam os outros hóspedes.
 
Amadeu Amaral Júnior vestia-se com sobriedade:
5
usava uma cueca preta e calçava medonhos tamancos
 
barulhentos. Alimentava-se mal, espichava-se na cama, roncava
 
o dia inteiro e passava as noites acordado, passeando, agitando
 
o soalho, o que provocava a indignação dos outros
 
pensionistas. Quando se cansava, sentava-se a uma grande
10
mesa ao fundo da sala e escrevia o resto da noite. Leu um
 
tratado de psicologia e trocou-o em miúdo, isto é, reduziu-o a
 
artigos, uns quarenta ou cinquenta, que projetou meter nas
 
revistas e nos jornais e com o produto vestir-se, habitar uma
 
casa diferente daquela e pagar ao barbeiro.
15
Mudamo-nos, separamo-nos, perdemo-nos de vista.
 
Creio que os artigos de psicologia não foram publicados,
 
pois há tempo li este anúncio num semanário: “Intelectual
 
desempregado. Amadeu Amaral Júnior, em estado de
 
desemprego, aceita esmolas, donativos, roupa velha,
20
pão dormido. Também aceita trabalho”. O anúncio não
 
produziu nenhum efeito.
 
Muita gente se espanta com o procedimento desse
 
amigo. Não sei por quê. Eu, por mim, acho que Amadeu
 
Amaral Júnior andou muito bem. Todos os jornalistas
25
necessitados deviam seguir o exemplo dele. O anúncio, pois
 
não. E, em duros casos, a propaganda oral, numa esquina, aos
 
gritos. Exatamente como quem vende pomada para calos.
Graciliano Ramos. Um amigo em talas. In: Linhas tortas. Rio de Janeiro: Record, 1983, p. 125 (com adaptações)
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto Um amigo em talas, julgue os itens que se seguem.
O sujeito da oração ‘também aceita trabalho’ (L.20) está elíptico e se refere a ‘Amadeu Amaral Júnior’ (L.18), o que justifica o emprego da forma verbal “aceita” na terceira pessoa do singular.
Questão 3

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O meu antigo companheiro de pensão Amadeu Amaral
 
Júnior, um homem louro e fornido, tinha costumes singulares
 
que espantavam os outros hóspedes.
 
Amadeu Amaral Júnior vestia-se com sobriedade:
5
usava uma cueca preta e calçava medonhos tamancos
 
barulhentos. Alimentava-se mal, espichava-se na cama, roncava
 
o dia inteiro e passava as noites acordado, passeando, agitando
 
o soalho, o que provocava a indignação dos outros
 
pensionistas. Quando se cansava, sentava-se a uma grande
10
mesa ao fundo da sala e escrevia o resto da noite. Leu um
 
tratado de psicologia e trocou-o em miúdo, isto é, reduziu-o a
 
artigos, uns quarenta ou cinquenta, que projetou meter nas
 
revistas e nos jornais e com o produto vestir-se, habitar uma
 
casa diferente daquela e pagar ao barbeiro.
15
Mudamo-nos, separamo-nos, perdemo-nos de vista.
 
Creio que os artigos de psicologia não foram publicados,
 
pois há tempo li este anúncio num semanário: “Intelectual
 
desempregado. Amadeu Amaral Júnior, em estado de
 
desemprego, aceita esmolas, donativos, roupa velha,
20
pão dormido. Também aceita trabalho”. O anúncio não
 
produziu nenhum efeito.
 
Muita gente se espanta com o procedimento desse
 
amigo. Não sei por quê. Eu, por mim, acho que Amadeu
 
Amaral Júnior andou muito bem. Todos os jornalistas
25
necessitados deviam seguir o exemplo dele. O anúncio, pois
 
não. E, em duros casos, a propaganda oral, numa esquina, aos
 
gritos. Exatamente como quem vende pomada para calos.
Graciliano Ramos. Um amigo em talas. In: Linhas tortas. Rio de Janeiro: Record, 1983, p. 125 (com adaptações)
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto Um amigo em talas, julgue os itens que se seguem.
Sem prejuízo para a correção gramatical do período, a expressão “por quê” (L.23) poderia ser substituída por o porquê.
Questão 4

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O meu antigo companheiro de pensão Amadeu Amaral
 
Júnior, um homem louro e fornido, tinha costumes singulares
 
que espantavam os outros hóspedes.
 
Amadeu Amaral Júnior vestia-se com sobriedade:
5
usava uma cueca preta e calçava medonhos tamancos
 
barulhentos. Alimentava-se mal, espichava-se na cama, roncava
 
o dia inteiro e passava as noites acordado, passeando, agitando
 
o soalho, o que provocava a indignação dos outros
 
pensionistas. Quando se cansava, sentava-se a uma grande
10
mesa ao fundo da sala e escrevia o resto da noite. Leu um
 
tratado de psicologia e trocou-o em miúdo, isto é, reduziu-o a
 
artigos, uns quarenta ou cinquenta, que projetou meter nas
 
revistas e nos jornais e com o produto vestir-se, habitar uma
 
casa diferente daquela e pagar ao barbeiro.
15
Mudamo-nos, separamo-nos, perdemo-nos de vista.
 
Creio que os artigos de psicologia não foram publicados,
 
pois há tempo li este anúncio num semanário: “Intelectual
 
desempregado. Amadeu Amaral Júnior, em estado de
 
desemprego, aceita esmolas, donativos, roupa velha,
20
pão dormido. Também aceita trabalho”. O anúncio não
 
produziu nenhum efeito.
 
Muita gente se espanta com o procedimento desse
 
amigo. Não sei por quê. Eu, por mim, acho que Amadeu
 
Amaral Júnior andou muito bem. Todos os jornalistas
25
necessitados deviam seguir o exemplo dele. O anúncio, pois
 
não. E, em duros casos, a propaganda oral, numa esquina, aos
 
gritos. Exatamente como quem vende pomada para calos.
Graciliano Ramos. Um amigo em talas. In: Linhas tortas. Rio de Janeiro: Record, 1983, p. 125 (com adaptações)
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto Um amigo em talas, julgue os itens que se seguem.
As vírgulas em “Amadeu Amaral Júnior, em estado de desemprego, aceita esmolas, donativos, roupa velha, pão dormido” (L. 18 a 20) foram todas empregadas para separar itens de uma enumeração.
Questão 5

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O meu antigo companheiro de pensão Amadeu Amaral
 
Júnior, um homem louro e fornido, tinha costumes singulares
 
que espantavam os outros hóspedes.
 
Amadeu Amaral Júnior vestia-se com sobriedade:
5
usava uma cueca preta e calçava medonhos tamancos
 
barulhentos. Alimentava-se mal, espichava-se na cama, roncava
 
o dia inteiro e passava as noites acordado, passeando, agitando
 
o soalho, o que provocava a indignação dos outros
 
pensionistas. Quando se cansava, sentava-se a uma grande
10
mesa ao fundo da sala e escrevia o resto da noite. Leu um
 
tratado de psicologia e trocou-o em miúdo, isto é, reduziu-o a
 
artigos, uns quarenta ou cinquenta, que projetou meter nas
 
revistas e nos jornais e com o produto vestir-se, habitar uma
 
casa diferente daquela e pagar ao barbeiro.
15
Mudamo-nos, separamo-nos, perdemo-nos de vista.
 
Creio que os artigos de psicologia não foram publicados,
 
pois há tempo li este anúncio num semanário: “Intelectual
 
desempregado. Amadeu Amaral Júnior, em estado de
 
desemprego, aceita esmolas, donativos, roupa velha,
20
pão dormido. Também aceita trabalho”. O anúncio não
 
produziu nenhum efeito.
 
Muita gente se espanta com o procedimento desse
 
amigo. Não sei por quê. Eu, por mim, acho que Amadeu
 
Amaral Júnior andou muito bem. Todos os jornalistas
25
necessitados deviam seguir o exemplo dele. O anúncio, pois
 
não. E, em duros casos, a propaganda oral, numa esquina, aos
 
gritos. Exatamente como quem vende pomada para calos.
Graciliano Ramos. Um amigo em talas. In: Linhas tortas. Rio de Janeiro: Record, 1983, p. 125 (com adaptações)
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto Um amigo em talas, julgue os itens que se seguem.
Para o narrador, seu amigo Amadeu Amaral Júnior não foi imprudente ao publicar anúncios oferecendo os seus serviços.
Questão 6

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O meu antigo companheiro de pensão Amadeu Amaral
 
Júnior, um homem louro e fornido, tinha costumes singulares
 
que espantavam os outros hóspedes.
 
Amadeu Amaral Júnior vestia-se com sobriedade:
5
usava uma cueca preta e calçava medonhos tamancos
 
barulhentos. Alimentava-se mal, espichava-se na cama, roncava
 
o dia inteiro e passava as noites acordado, passeando, agitando
 
o soalho, o que provocava a indignação dos outros
 
pensionistas. Quando se cansava, sentava-se a uma grande
10
mesa ao fundo da sala e escrevia o resto da noite. Leu um
 
tratado de psicologia e trocou-o em miúdo, isto é, reduziu-o a
 
artigos, uns quarenta ou cinquenta, que projetou meter nas
 
revistas e nos jornais e com o produto vestir-se, habitar uma
 
casa diferente daquela e pagar ao barbeiro.
15
Mudamo-nos, separamo-nos, perdemo-nos de vista.
 
Creio que os artigos de psicologia não foram publicados,
 
pois há tempo li este anúncio num semanário: “Intelectual
 
desempregado. Amadeu Amaral Júnior, em estado de
 
desemprego, aceita esmolas, donativos, roupa velha,
20
pão dormido. Também aceita trabalho”. O anúncio não
 
produziu nenhum efeito.
 
Muita gente se espanta com o procedimento desse
 
amigo. Não sei por quê. Eu, por mim, acho que Amadeu
 
Amaral Júnior andou muito bem. Todos os jornalistas
25
necessitados deviam seguir o exemplo dele. O anúncio, pois
 
não. E, em duros casos, a propaganda oral, numa esquina, aos
 
gritos. Exatamente como quem vende pomada para calos.
Graciliano Ramos. Um amigo em talas. In: Linhas tortas. Rio de Janeiro: Record, 1983, p. 125 (com adaptações)
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto Um amigo em talas, julgue os itens que se seguem.
Os costumes peculiares de Amadeu Amaral Júnior são apresentados no segundo parágrafo do texto.
Questão 7

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O meu antigo companheiro de pensão Amadeu Amaral
 
Júnior, um homem louro e fornido, tinha costumes singulares
 
que espantavam os outros hóspedes.
 
Amadeu Amaral Júnior vestia-se com sobriedade:
5
usava uma cueca preta e calçava medonhos tamancos
 
barulhentos. Alimentava-se mal, espichava-se na cama, roncava
 
o dia inteiro e passava as noites acordado, passeando, agitando
 
o soalho, o que provocava a indignação dos outros
 
pensionistas. Quando se cansava, sentava-se a uma grande
10
mesa ao fundo da sala e escrevia o resto da noite. Leu um
 
tratado de psicologia e trocou-o em miúdo, isto é, reduziu-o a
 
artigos, uns quarenta ou cinquenta, que projetou meter nas
 
revistas e nos jornais e com o produto vestir-se, habitar uma
 
casa diferente daquela e pagar ao barbeiro.
15
Mudamo-nos, separamo-nos, perdemo-nos de vista.
 
Creio que os artigos de psicologia não foram publicados,
 
pois há tempo li este anúncio num semanário: “Intelectual
 
desempregado. Amadeu Amaral Júnior, em estado de
 
desemprego, aceita esmolas, donativos, roupa velha,
20
pão dormido. Também aceita trabalho”. O anúncio não
 
produziu nenhum efeito.
 
Muita gente se espanta com o procedimento desse
 
amigo. Não sei por quê. Eu, por mim, acho que Amadeu
 
Amaral Júnior andou muito bem. Todos os jornalistas
25
necessitados deviam seguir o exemplo dele. O anúncio, pois
 
não. E, em duros casos, a propaganda oral, numa esquina, aos
 
gritos. Exatamente como quem vende pomada para calos.
Graciliano Ramos. Um amigo em talas. In: Linhas tortas. Rio de Janeiro: Record, 1983, p. 125 (com adaptações)
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto Um amigo em talas, julgue os itens que se seguem.
De acordo com o texto, os hóspedes da pensão ficavam espantados com os anúncios de jornal referentes a Amadeu Amaral Júnior.
Questão 8

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O meu antigo companheiro de pensão Amadeu Amaral
 
Júnior, um homem louro e fornido, tinha costumes singulares
 
que espantavam os outros hóspedes.
 
Amadeu Amaral Júnior vestia-se com sobriedade:
5
usava uma cueca preta e calçava medonhos tamancos
 
barulhentos. Alimentava-se mal, espichava-se na cama, roncava
 
o dia inteiro e passava as noites acordado, passeando, agitando
 
o soalho, o que provocava a indignação dos outros
 
pensionistas. Quando se cansava, sentava-se a uma grande
10
mesa ao fundo da sala e escrevia o resto da noite. Leu um
 
tratado de psicologia e trocou-o em miúdo, isto é, reduziu-o a
 
artigos, uns quarenta ou cinquenta, que projetou meter nas
 
revistas e nos jornais e com o produto vestir-se, habitar uma
 
casa diferente daquela e pagar ao barbeiro.
15
Mudamo-nos, separamo-nos, perdemo-nos de vista.
 
Creio que os artigos de psicologia não foram publicados,
 
pois há tempo li este anúncio num semanário: “Intelectual
 
desempregado. Amadeu Amaral Júnior, em estado de
 
desemprego, aceita esmolas, donativos, roupa velha,
20
pão dormido. Também aceita trabalho”. O anúncio não
 
produziu nenhum efeito.
 
Muita gente se espanta com o procedimento desse
 
amigo. Não sei por quê. Eu, por mim, acho que Amadeu
 
Amaral Júnior andou muito bem. Todos os jornalistas
25
necessitados deviam seguir o exemplo dele. O anúncio, pois
 
não. E, em duros casos, a propaganda oral, numa esquina, aos
 
gritos. Exatamente como quem vende pomada para calos.
Graciliano Ramos. Um amigo em talas. In: Linhas tortas. Rio de Janeiro: Record, 1983, p. 125 (com adaptações)
Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto Um amigo em talas, julgue os itens que se seguem.
Para caracterizar o personagem Amadeu Amaral Júnior, o narrador combina, no segundo parágrafo, recursos dos tipos textuais narrativo e descritivo.
Questão 9

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O homem que só tinha certezas quase nunca usava
 
ponto de interrogação. Em seu vocabulário, não constavam as
 
expressões: talvez, quiçá, quem sabe, porventura.
 
Parece que foi de nascença. Ele já teria vindo ao
5
mundo assim, com todas as certezas junto, pulou a fase dos
 
porquês e nunca soube o que era curiosidade na vida. Cresceu
 
achando natural viver derramando afirmações pela boca.
 
A notícia espalhou-se rapidamente. Não demorou
 
muito para se tornar capa de todas as revistas e personagem
10
assíduo dos programas de TV. Para cada pergunta havia uma
 
só resposta certa e era essa que ele dava, invariavelmente,
 
exterminando aos pouquinhos todas as dúvidas que existiam,
 
até que só restou uma dúvida no mundo: será que ele não vai
 
errar nunca? Mas ele nunca errava, e já nem havia mais o que
15
errar, uma vez que não havia mais dúvidas.
 
Um dia aconteceu um imprevisto, e o homem que só
 
tinha certezas, quem diria, acordou apaixonado. Para se
 
assegurar de que aquela era a mulher certa para ele, formulou
 
cento e vinte perguntas, as quais ela respondeu sem vacilar. Os
20
dois se amaram noites adentro, foram a Barcelona, tiraram
 
fotos juntos, compraram álbuns, porta-retratos... Desde então,
 
por alguma razão desconhecida, o homem que só tinha certezas
 
foi perdendo todas elas, uma por uma. No início ainda tentou
 
disfarçar. Mas as dúvidas multiplicavam-se como praga,
25
espalhavam-se pelo mundo, e agora, meu Deus? Deus existe?
 
Existe sim. Ou será que não? Ele não estava bem certo.
Adriana Falcão. O homem que só tinha certezas. In: O doido da garrafa. São Paulo: Planeta do Brasil, 2003, p. 75 (com adaptações).
Julgue os itens seguintes, referentes aos aspectos linguísticos e às ideias do texto O homem que só tinha certezas.
A supressão da partícula “se”, em “espalhou-se” (L.8), prejudicaria a correção gramatical do texto e seu sentido original.
Questão 10

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O homem que só tinha certezas quase nunca usava
 
ponto de interrogação. Em seu vocabulário, não constavam as
 
expressões: talvez, quiçá, quem sabe, porventura.
 
Parece que foi de nascença. Ele já teria vindo ao
5
mundo assim, com todas as certezas junto, pulou a fase dos
 
porquês e nunca soube o que era curiosidade na vida. Cresceu
 
achando natural viver derramando afirmações pela boca.
 
A notícia espalhou-se rapidamente. Não demorou
 
muito para se tornar capa de todas as revistas e personagem
10
assíduo dos programas de TV. Para cada pergunta havia uma
 
só resposta certa e era essa que ele dava, invariavelmente,
 
exterminando aos pouquinhos todas as dúvidas que existiam,
 
até que só restou uma dúvida no mundo: será que ele não vai
 
errar nunca? Mas ele nunca errava, e já nem havia mais o que
15
errar, uma vez que não havia mais dúvidas.
 
Um dia aconteceu um imprevisto, e o homem que só
 
tinha certezas, quem diria, acordou apaixonado. Para se
 
assegurar de que aquela era a mulher certa para ele, formulou
 
cento e vinte perguntas, as quais ela respondeu sem vacilar. Os
20
dois se amaram noites adentro, foram a Barcelona, tiraram
 
fotos juntos, compraram álbuns, porta-retratos... Desde então,
 
por alguma razão desconhecida, o homem que só tinha certezas
 
foi perdendo todas elas, uma por uma. No início ainda tentou
 
disfarçar. Mas as dúvidas multiplicavam-se como praga,
25
espalhavam-se pelo mundo, e agora, meu Deus? Deus existe?
 
Existe sim. Ou será que não? Ele não estava bem certo.
Adriana Falcão. O homem que só tinha certezas. In: O doido da garrafa. São Paulo: Planeta do Brasil, 2003, p. 75 (com adaptações).
Julgue os itens seguintes, referentes aos aspectos linguísticos e às ideias do texto O homem que só tinha certezas.
A forma verbal “havia”, em “não havia mais dúvidas” (L.15), poderia ser corretamente substituída por existia.
Questão 11

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O homem que só tinha certezas quase nunca usava
 
ponto de interrogação. Em seu vocabulário, não constavam as
 
expressões: talvez, quiçá, quem sabe, porventura.
 
Parece que foi de nascença. Ele já teria vindo ao
5
mundo assim, com todas as certezas junto, pulou a fase dos
 
porquês e nunca soube o que era curiosidade na vida. Cresceu
 
achando natural viver derramando afirmações pela boca.
 
A notícia espalhou-se rapidamente. Não demorou
 
muito para se tornar capa de todas as revistas e personagem
10
assíduo dos programas de TV. Para cada pergunta havia uma
 
só resposta certa e era essa que ele dava, invariavelmente,
 
exterminando aos pouquinhos todas as dúvidas que existiam,
 
até que só restou uma dúvida no mundo: será que ele não vai
 
errar nunca? Mas ele nunca errava, e já nem havia mais o que
15
errar, uma vez que não havia mais dúvidas.
 
Um dia aconteceu um imprevisto, e o homem que só
 
tinha certezas, quem diria, acordou apaixonado. Para se
 
assegurar de que aquela era a mulher certa para ele, formulou
 
cento e vinte perguntas, as quais ela respondeu sem vacilar. Os
20
dois se amaram noites adentro, foram a Barcelona, tiraram
 
fotos juntos, compraram álbuns, porta-retratos... Desde então,
 
por alguma razão desconhecida, o homem que só tinha certezas
 
foi perdendo todas elas, uma por uma. No início ainda tentou
 
disfarçar. Mas as dúvidas multiplicavam-se como praga,
25
espalhavam-se pelo mundo, e agora, meu Deus? Deus existe?
 
Existe sim. Ou será que não? Ele não estava bem certo.
Adriana Falcão. O homem que só tinha certezas. In: O doido da garrafa. São Paulo: Planeta do Brasil, 2003, p. 75 (com adaptações).
Julgue os itens seguintes, referentes aos aspectos linguísticos e às ideias do texto O homem que só tinha certezas.
A locução “uma vez que” (L.15) introduz, no período em que ocorre, ideia de causa.
Questão 12

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O homem que só tinha certezas quase nunca usava
 
ponto de interrogação. Em seu vocabulário, não constavam as
 
expressões: talvez, quiçá, quem sabe, porventura.
 
Parece que foi de nascença. Ele já teria vindo ao
5
mundo assim, com todas as certezas junto, pulou a fase dos
 
porquês e nunca soube o que era curiosidade na vida. Cresceu
 
achando natural viver derramando afirmações pela boca.
 
A notícia espalhou-se rapidamente. Não demorou
 
muito para se tornar capa de todas as revistas e personagem
10
assíduo dos programas de TV. Para cada pergunta havia uma
 
só resposta certa e era essa que ele dava, invariavelmente,
 
exterminando aos pouquinhos todas as dúvidas que existiam,
 
até que só restou uma dúvida no mundo: será que ele não vai
 
errar nunca? Mas ele nunca errava, e já nem havia mais o que
15
errar, uma vez que não havia mais dúvidas.
 
Um dia aconteceu um imprevisto, e o homem que só
 
tinha certezas, quem diria, acordou apaixonado. Para se
 
assegurar de que aquela era a mulher certa para ele, formulou
 
cento e vinte perguntas, as quais ela respondeu sem vacilar. Os
20
dois se amaram noites adentro, foram a Barcelona, tiraram
 
fotos juntos, compraram álbuns, porta-retratos... Desde então,
 
por alguma razão desconhecida, o homem que só tinha certezas
 
foi perdendo todas elas, uma por uma. No início ainda tentou
 
disfarçar. Mas as dúvidas multiplicavam-se como praga,
25
espalhavam-se pelo mundo, e agora, meu Deus? Deus existe?
 
Existe sim. Ou será que não? Ele não estava bem certo.
Adriana Falcão. O homem que só tinha certezas. In: O doido da garrafa. São Paulo: Planeta do Brasil, 2003, p. 75 (com adaptações).
Julgue os itens seguintes, referentes aos aspectos linguísticos e às ideias do texto O homem que só tinha certezas.
O sentido original do texto seria alterado caso a oração “que só tinha certezas” (L.1) fosse isolada por vírgulas.
Questão 13

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O homem que só tinha certezas quase nunca usava
 
ponto de interrogação. Em seu vocabulário, não constavam as
 
expressões: talvez, quiçá, quem sabe, porventura.
 
Parece que foi de nascença. Ele já teria vindo ao
5
mundo assim, com todas as certezas junto, pulou a fase dos
 
porquês e nunca soube o que era curiosidade na vida. Cresceu
 
achando natural viver derramando afirmações pela boca.
 
A notícia espalhou-se rapidamente. Não demorou
 
muito para se tornar capa de todas as revistas e personagem
10
assíduo dos programas de TV. Para cada pergunta havia uma
 
só resposta certa e era essa que ele dava, invariavelmente,
 
exterminando aos pouquinhos todas as dúvidas que existiam,
 
até que só restou uma dúvida no mundo: será que ele não vai
 
errar nunca? Mas ele nunca errava, e já nem havia mais o que
15
errar, uma vez que não havia mais dúvidas.
 
Um dia aconteceu um imprevisto, e o homem que só
 
tinha certezas, quem diria, acordou apaixonado. Para se
 
assegurar de que aquela era a mulher certa para ele, formulou
 
cento e vinte perguntas, as quais ela respondeu sem vacilar. Os
20
dois se amaram noites adentro, foram a Barcelona, tiraram
 
fotos juntos, compraram álbuns, porta-retratos... Desde então,
 
por alguma razão desconhecida, o homem que só tinha certezas
 
foi perdendo todas elas, uma por uma. No início ainda tentou
 
disfarçar. Mas as dúvidas multiplicavam-se como praga,
25
espalhavam-se pelo mundo, e agora, meu Deus? Deus existe?
 
Existe sim. Ou será que não? Ele não estava bem certo.
Adriana Falcão. O homem que só tinha certezas. In: O doido da garrafa. São Paulo: Planeta do Brasil, 2003, p. 75 (com adaptações).
Julgue os itens seguintes, referentes aos aspectos linguísticos e às ideias do texto O homem que só tinha certezas.
O narrador do texto sugere que o personagem central adquiriu paulatinamente a habilidade de ter certezas.
Questão 14

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O homem que só tinha certezas quase nunca usava
 
ponto de interrogação. Em seu vocabulário, não constavam as
 
expressões: talvez, quiçá, quem sabe, porventura.
 
Parece que foi de nascença. Ele já teria vindo ao
5
mundo assim, com todas as certezas junto, pulou a fase dos
 
porquês e nunca soube o que era curiosidade na vida. Cresceu
 
achando natural viver derramando afirmações pela boca.
 
A notícia espalhou-se rapidamente. Não demorou
 
muito para se tornar capa de todas as revistas e personagem
10
assíduo dos programas de TV. Para cada pergunta havia uma
 
só resposta certa e era essa que ele dava, invariavelmente,
 
exterminando aos pouquinhos todas as dúvidas que existiam,
 
até que só restou uma dúvida no mundo: será que ele não vai
 
errar nunca? Mas ele nunca errava, e já nem havia mais o que
15
errar, uma vez que não havia mais dúvidas.
 
Um dia aconteceu um imprevisto, e o homem que só
 
tinha certezas, quem diria, acordou apaixonado. Para se
 
assegurar de que aquela era a mulher certa para ele, formulou
 
cento e vinte perguntas, as quais ela respondeu sem vacilar. Os
20
dois se amaram noites adentro, foram a Barcelona, tiraram
 
fotos juntos, compraram álbuns, porta-retratos... Desde então,
 
por alguma razão desconhecida, o homem que só tinha certezas
 
foi perdendo todas elas, uma por uma. No início ainda tentou
 
disfarçar. Mas as dúvidas multiplicavam-se como praga,
25
espalhavam-se pelo mundo, e agora, meu Deus? Deus existe?
 
Existe sim. Ou será que não? Ele não estava bem certo.
Adriana Falcão. O homem que só tinha certezas. In: O doido da garrafa. São Paulo: Planeta do Brasil, 2003, p. 75 (com adaptações).
Julgue os itens seguintes, referentes aos aspectos linguísticos e às ideias do texto O homem que só tinha certezas.
Conclui-se do texto que a fama do personagem central e o interesse das pessoas por ele devem-se ao fato de ele jamais ter mentido nas respostas às questões que lhe eram propostas.
Questão 15

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O homem que só tinha certezas quase nunca usava
 
ponto de interrogação. Em seu vocabulário, não constavam as
 
expressões: talvez, quiçá, quem sabe, porventura.
 
Parece que foi de nascença. Ele já teria vindo ao
5
mundo assim, com todas as certezas junto, pulou a fase dos
 
porquês e nunca soube o que era curiosidade na vida. Cresceu
 
achando natural viver derramando afirmações pela boca.
 
A notícia espalhou-se rapidamente. Não demorou
 
muito para se tornar capa de todas as revistas e personagem
10
assíduo dos programas de TV. Para cada pergunta havia uma
 
só resposta certa e era essa que ele dava, invariavelmente,
 
exterminando aos pouquinhos todas as dúvidas que existiam,
 
até que só restou uma dúvida no mundo: será que ele não vai
 
errar nunca? Mas ele nunca errava, e já nem havia mais o que
15
errar, uma vez que não havia mais dúvidas.
 
Um dia aconteceu um imprevisto, e o homem que só
 
tinha certezas, quem diria, acordou apaixonado. Para se
 
assegurar de que aquela era a mulher certa para ele, formulou
 
cento e vinte perguntas, as quais ela respondeu sem vacilar. Os
20
dois se amaram noites adentro, foram a Barcelona, tiraram
 
fotos juntos, compraram álbuns, porta-retratos... Desde então,
 
por alguma razão desconhecida, o homem que só tinha certezas
 
foi perdendo todas elas, uma por uma. No início ainda tentou
 
disfarçar. Mas as dúvidas multiplicavam-se como praga,
25
espalhavam-se pelo mundo, e agora, meu Deus? Deus existe?
 
Existe sim. Ou será que não? Ele não estava bem certo.
Adriana Falcão. O homem que só tinha certezas. In: O doido da garrafa. São Paulo: Planeta do Brasil, 2003, p. 75 (com adaptações).
Julgue os itens seguintes, referentes aos aspectos linguísticos e às ideias do texto O homem que só tinha certezas.
Depreende-se do texto que o personagem principal perdeu repentinamente a capacidade de ter certezas devido ao fato de ter se apaixonado.
Questão 16

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
1
O homem que só tinha certezas quase nunca usava
 
ponto de interrogação. Em seu vocabulário, não constavam as
 
expressões: talvez, quiçá, quem sabe, porventura.
 
Parece que foi de nascença. Ele já teria vindo ao
5
mundo assim, com todas as certezas junto, pulou a fase dos
 
porquês e nunca soube o que era curiosidade na vida. Cresceu
 
achando natural viver derramando afirmações pela boca.
 
A notícia espalhou-se rapidamente. Não demorou
 
muito para se tornar capa de todas as revistas e personagem
10
assíduo dos programas de TV. Para cada pergunta havia uma
 
só resposta certa e era essa que ele dava, invariavelmente,
 
exterminando aos pouquinhos todas as dúvidas que existiam,
 
até que só restou uma dúvida no mundo: será que ele não vai
 
errar nunca? Mas ele nunca errava, e já nem havia mais o que
15
errar, uma vez que não havia mais dúvidas.
 
Um dia aconteceu um imprevisto, e o homem que só
 
tinha certezas, quem diria, acordou apaixonado. Para se
 
assegurar de que aquela era a mulher certa para ele, formulou
 
cento e vinte perguntas, as quais ela respondeu sem vacilar. Os
20
dois se amaram noites adentro, foram a Barcelona, tiraram
 
fotos juntos, compraram álbuns, porta-retratos... Desde então,
 
por alguma razão desconhecida, o homem que só tinha certezas
 
foi perdendo todas elas, uma por uma. No início ainda tentou
 
disfarçar. Mas as dúvidas multiplicavam-se como praga,
25
espalhavam-se pelo mundo, e agora, meu Deus? Deus existe?
 
Existe sim. Ou será que não? Ele não estava bem certo.
Adriana Falcão. O homem que só tinha certezas. In: O doido da garrafa. São Paulo: Planeta do Brasil, 2003, p. 75 (com adaptações).
Julgue os itens seguintes, referentes aos aspectos linguísticos e às ideias do texto O homem que só tinha certezas.
Infere-se do trecho “derramando afirmações pela boca” (L.7) que o homem que só tinha certezas falava demasiadamente.
Questão 17

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação


No que se refere ao trecho de documento anteriormente apresentado, julgue os itens subsequentes com base no que dispõe o Manual de Redação da Presidência da República (MRPR).

O documento está adequado no que se refere aos critérios de concisão e de uso do padrão culto da língua portuguesa previstos no MRPR.
Questão 18

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação


No que se refere ao trecho de documento anteriormente apresentado, julgue os itens subsequentes com base no que dispõe o Manual de Redação da Presidência da República (MRPR).

Por se tratar de encaminhamento, é dispensável a numeração dos parágrafos do documento.
Questão 19

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação


No que se refere ao trecho de documento anteriormente apresentado, julgue os itens subsequentes com base no que dispõe o Manual de Redação da Presidência da República (MRPR).

Caso o referido documento seja enviado por email, o vocativo poderá ser adequadamente substituído por Ilustríssimos Senhores.
Questão 20

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação


No que se refere ao trecho de documento anteriormente apresentado, julgue os itens subsequentes com base no que dispõe o Manual de Redação da Presidência da República (MRPR).

O texto apresentado poderia ser adequadamente encaminhado como mensagem.
Questão 21

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Com base no disposto na Lei nº 8.429/1992 e na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue os itens a seguir, a respeito da improbidade administrativa.
Os herdeiros daquele que causar lesão ao patrimônio público estarão sujeitos às cominações legais até o limite do valor da herança.
Questão 22

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Com base no disposto na Lei nº 8.429/1992 e na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue os itens a seguir, a respeito da improbidade administrativa.
Entre as sanções para a prática de ato de improbidade administrativa previstas na Lei nº 8.429/1992 inclui-se a suspensão dos direitos políticos, que não se encontra expressamente prevista na CF.
Questão 23

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Com base no disposto na Lei nº 8.429/1992 e na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue os itens a seguir, a respeito da improbidade administrativa.
Conforme a referida lei, são espécies de atos de improbidade administrativa aqueles que atentam contra o decoro parlamentar e contra a dignidade da justiça.
Questão 24

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Com base na Resolução CD/FUNPRESP–EXE nº 31/2014 e suas alterações, julgue os próximos itens.
Compõem a comissão de ética o vice-presidente da FUNPRESP–EXE e quatro servidores titulares de cargo efetivo ou de emprego permanente e seus respectivos suplentes.
Questão 25

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Com base na Resolução CD/FUNPRESP–EXE nº 31/2014 e suas alterações, julgue os próximos itens.
Não caberá recurso contra decisão da comissão de ética que aplicar a penalidade de censura.
Questão 26

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Com base na Resolução CD/FUNPRESP–EXE nº 31/2014 e suas alterações, julgue os próximos itens.
É vedado aos integrantes da FUNPRESP–EXE aceitar presentes, viagens, favores ou vantagens de pessoas ou de organização que tenham ou possam ter interesse na fundação, salvo brindes ou convites cujo valor não ultrapasse o de meio salário mínimo, que são considerados gestos de mera cortesia.
Questão 27

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Com base na Resolução CD/FUNPRESP–EXE nº 31/2014 e suas alterações, julgue os próximos itens.
Os integrantes da FUNPRESP–EXE, no âmbito de suas atribuições, devem comunicar a seu superior hierárquico ou, subsidiariamente, à comissão de ética todo e qualquer ato ou fato contrário ao interesse da FUNPRESP–EXE de que tenha conhecimento, ocorrido no ambiente de trabalho ou fora dele.
Questão 28

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da ética e da função pública e da ética e da moral, julgue os itens que se seguem.
O servidor está desobrigado de ter conhecimento das atualizações legais pertinentes ao órgão onde exerce suas funções.
Questão 29

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da ética e da função pública e da ética e da moral, julgue os itens que se seguem.
Ainda que a função pública integre a vida particular de cada servidor, os fatos ocorridos no âmbito de sua vida privada não influenciam o seu bom conceito na vida funcional.
Questão 30

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da ética e da função pública e da ética e da moral, julgue os itens que se seguem.
Os termos moral e ética têm sentidos distintos, embora sejam frequente e erroneamente empregados como sinônimos.
Questão 31

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Considerando que Caio seja motorista de ônibus empregado da pessoa jurídica Ômega, que fornece como benefício contratual trabalhista um plano de benefícios de entidade patrocinadora de previdência aos seus empregados, julgue os próximos itens, no que se refere aos regimes de previdência e ao regramento constitucional da previdência complementar.
Compete à justiça federal discutir eventuais questões referentes à relação de Caio com o regime geral de previdência social e à justiça estadual discutir questões referentes a sua relação com a entidade de previdência complementar.
Questão 32

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Considerando que Caio seja motorista de ônibus empregado da pessoa jurídica Ômega, que fornece como benefício contratual trabalhista um plano de benefícios de entidade patrocinadora de previdência aos seus empregados, julgue os próximos itens, no que se refere aos regimes de previdência e ao regramento constitucional da previdência complementar.
Caio é segurado do regime geral de previdência social e participante de previdência complementar fechada.
Questão 33

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
No que se refere à FUNPRESP–EXE e aos órgãos regulatórios da previdência complementar, julgue os itens seguintes.
Podem celebrar convênios de adesão com a FUNPRESP–EXE, na qualidade de patrocinadores de planos de previdência próprios administrados pela entidade, o Conselho Nacional do Ministério Público e o Tribunal de Contas da União.
Questão 34

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação

» Esta questão foi anulada pela banca.
No que se refere à FUNPRESP–EXE e aos órgãos regulatórios da previdência complementar, julgue os itens seguintes.
Servidora pública em exercício no Ministério da Educação desde janeiro de 2015 deve ser automaticamente inscrita no regime de previdência complementar fechado da União, não tendo direito a optar pela não inscrição.
Questão 35

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
No que se refere à FUNPRESP–EXE e aos órgãos regulatórios da previdência complementar, julgue os itens seguintes.
A instituição de novos planos da FUNPRESP–EXE, além de autorização do órgão de fiscalização de entidade fechada de previdência complementar, depende de manifestação favorável do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, do Ministério da Fazenda e da Casa Civil da Presidência da República.
Questão 36

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Considerando os regimes de previdência do Brasil, julgue os itens a seguir.
As entidades de previdência complementar somente poderão instituir e operar planos de benefícios se especificamente autorizados pelo órgão fiscalizador e regulador.
Questão 37

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Considerando os regimes de previdência do Brasil, julgue os itens a seguir.
Os contratos de previdência complementar são bilaterais, ou seja, aperfeiçoam-se pela declaração de vontade do participante frente à entidade de previdência complementar.
Questão 38

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação

» Esta questão foi anulada pela banca.
Com relação ao processo administrativo para apuração de responsabilidade por infração à legislação no âmbito da previdência complementar, julgue os itens a seguir.
O julgamento do auto de infração lavrado pela fiscalização compete ao secretário de previdência complementar, sendo o julgamento do recurso contra essa decisão de competência do Conselho de Gestão da Previdência Complementar.
Questão 39

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Com relação ao processo administrativo para apuração de responsabilidade por infração à legislação no âmbito da previdência complementar, julgue os itens a seguir.
A legislação autoriza a lavratura de um único auto de infração para todas as infrações verificadas em uma mesma atividade de fiscalização.
Questão 40

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Com relação ao processo administrativo para apuração de responsabilidade por infração à legislação no âmbito da previdência complementar, julgue os itens a seguir.
As penalidades aplicadas no âmbito de processo administrativo para a apuração de infrações que envolvam a previdência complementar são autônomas, não podendo ser cumuladas.
Questão 41

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca dos argumentos racionais, julgue os itens a seguir.
No diálogo a seguir, a resposta de B é fundamentada em um raciocínio por analogia.
A: O que eu faço para ser rico assim como você?
B: Como você sabe, eu não nasci rico. Eu alcancei o padrão de vida que tenho hoje trabalhando muito duro. Logo, você também conseguirá ter esse padrão de vida trabalhando muito duro.
Questão 42

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca dos argumentos racionais, julgue os itens a seguir.
O texto que se segue, produzido por um detetive durante uma investigação criminal, ilustra um raciocínio por indução.
Ontem uma senhora rica foi assassinada em sua casa. No momento do crime, havia uma festa na casa da vítima e nela estavam presentes umas cinquenta pessoas. Dessas cinquenta, é sabido que nove tinham algum tipo de problema com a senhora assassinada. Assim, é plausível supor que o assassino esteja entre essas nove pessoas.
Questão 43

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca dos argumentos racionais, julgue os itens a seguir.
No diálogo seguinte, a resposta de Q é embasada em um raciocínio por abdução.
P: Vamos jantar no restaurante X?
Q: Melhor não. A comida desse restaurante não é muito boa.
Li em um site de reclamações muitas pessoas dizendo que, após comerem nesse restaurante, passaram muito mal e tiveram de ir ao hospital. Além disso, conheço cinco amigos que comeram lá e foram parar no hospital.
Questão 44

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca dos argumentos racionais, julgue os itens a seguir.
A afirmação O ouro conduz eletricidade porque é um metal constitui exemplo de raciocínio dedutivo.
Questão 45

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca dos argumentos racionais, julgue os itens a seguir.
O raciocínio a seguir está embasado em um argumento de autoridade. Não há uma causa única para a depressão. Deve-se estudar essa doença, tentando-se isolar diversos fatores que podem desencadear quadros depressivos, pois, de acordo com pesquisa recente da Organização Mundial de Saúde, a depressão é uma doença multifatorial.
Questão 46

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Considerando as características do raciocínio analítico e a estrutura da argumentação, julgue os itens a seguir.
A afirmação Por ser novo, esse carro não apresenta falhas nem dá problema fundamenta-se em um argumento no qual há uma premissa não declarada.
Questão 47

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Considerando as características do raciocínio analítico e a estrutura da argumentação, julgue os itens a seguir.
Considerando o argumento abaixo, contrário à ideia de que os castigos são uma forma eficaz de educar crianças, é correto concluir que, na cadeia argumentativa da qual faz parte, esse argumento tem valor retórico considerável na medida em que combate diretamente o argumento daqueles que são contrários ao uso dos castigos como recurso educativo.
O argumento em discussão já é, de saída, inválido! A pessoa que o defende não tem conhecimento de causa para opinar sobre a melhor maneira de educar uma criança. Como considerar o ponto de vista de uma pessoa que nunca teve filhos? Reitero: o argumento em discussão não é válido!
Questão 48

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Considerando as características do raciocínio analítico e a estrutura da argumentação, julgue os itens a seguir.
Na linguagem cotidiana, as condições de verdade de Fulano tomou suco e saiu são diferentes das de Fulano saiu e tomou suco.
Questão 49

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Considerando as características do raciocínio analítico e a estrutura da argumentação, julgue os itens a seguir.
O pleno entendimento da frase Cicrano estava escrevendo uma carta envolve a identificação das seguintes informações pressupostas: a de que Cicrano tinha dado início à tarefa de escrever uma carta e a de que ele conseguiu concluir a escrita dessa carta.
Questão 50

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Considerando as características do raciocínio analítico e a estrutura da argumentação, julgue os itens a seguir.
O raciocínio Nenhum peixe é ave. Logo, nenhuma ave é peixe é válido.
Questão 51

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da teoria da comunicação e suas diferentes abordagens, julgue os itens subsequentes.
Na Escola de Frankfurt, pensadores propuseram uma compreensão da comunicação como processo social permanente, que deve ser estudado a partir de um modelo circular.
Questão 52

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da teoria da comunicação e suas diferentes abordagens, julgue os itens subsequentes.
Ferdinand de Saussure diferenciou língua (langue) de fala (parole), evidenciando que as regras de qualquer sistema linguístico se atualizam na aplicação concreta no ato da fala.
Questão 53

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da teoria da comunicação e suas diferentes abordagens, julgue os itens subsequentes.
Espiral do silêncio é a técnica elaborada em sondagens para descobrir opiniões não captadas pelos métodos quantitativos de pesquisa.
Questão 54

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da teoria da comunicação e suas diferentes abordagens, julgue os itens subsequentes.
Para o pensamento do século XIX, o progresso da industrialização, a revolução dos transportes e do comércio e os valores de igualdade e liberdade resultaram na sociedade de massa, cujo conceito é fundamental para a compreensão da teoria hipodérmica da comunicação.
Questão 55

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da teoria da comunicação e suas diferentes abordagens, julgue os itens subsequentes.
A abordagem empírico-experimental do final da década de 40 do século XX pode ser sintetizada pela formulação das seguintes perguntas: quem? Diz o quê? Através de que canal? Com que efeito?
Questão 56

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da teoria da comunicação e suas diferentes abordagens, julgue os itens subsequentes.
A indústria cultural, consequência da sociedade de mercado, caracteriza-se pela valorização do ineditismo das obras artísticas, não reconhecendo reinterpretações ou reapresentações do produto cultural.
Questão 57

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da teoria da comunicação e suas diferentes abordagens, julgue os itens subsequentes.
Conforme o agenda-setting, o público realça ou negligencia elementos do cenário público conforme a ação dos meios de informação.
Questão 58

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os próximos itens, relativos às estratégias e técnicas de comunicação organizacional.
Stakeholders são os públicos externos com os quais a empresa se relaciona, que são importantes para que a empresa seja percebida de acordo com sua essência.
Questão 59

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os próximos itens, relativos às estratégias e técnicas de comunicação organizacional.
O projeto editorial consiste em uma diretriz daquilo que é essencial para uma publicação, incluindo seus objetivos e o perfil do público e, ainda, os fatores técnicos de produção e revisão.
Questão 60

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os próximos itens, relativos às estratégias e técnicas de comunicação organizacional.
Newsletters consistem na versão impressa de jornais e boletins on-line com o perfil informativo, opinativo e interpretativo, disponibilizada periodicamente.
Questão 61

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os próximos itens, relativos às estratégias e técnicas de comunicação organizacional.
Mailing — lista de contatos de interesse específico da empresa — é uma ferramenta da comunicação corporativa.
Questão 62

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os próximos itens, relativos às estratégias e técnicas de comunicação organizacional.
O fluxo de comunicação descendente leva as informações da base da organização para o comando hierárquico.
Questão 63

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os próximos itens, relativos às estratégias e técnicas de comunicação organizacional.
Um acontecimento programado, que gera expectativa e necessidade de retorno institucional, inclui-se entre os instrumentos de marketing.
Questão 64

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os próximos itens, relativos às estratégias e técnicas de comunicação organizacional.
A interação e o feedback são características da comunicação digital e objetivos das relações públicas.
Questão 65

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os seguintes itens, a respeito de estratégias e técnicas de comunicação dirigida e assessoria de imprensa.
A nota oficial pode ser utilizada pela assessoria de imprensa para esclarecer o público sobre problemas estruturais eventualmente ocorridos nos eventos.
Questão 66

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os seguintes itens, a respeito de estratégias e técnicas de comunicação dirigida e assessoria de imprensa.
Define-se pauta como a reunião das principais informações sobre o público, o preço e a comunicação, além dos modelos de análise que compõem o ambiente competitivo para um evento.
Questão 67

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os seguintes itens, a respeito de estratégias e técnicas de comunicação dirigida e assessoria de imprensa.
Denomina-se entrevista coletiva a ação de receber os profissionais de veículos de comunicação, em um mesmo dia, mas em horários diferentes, para garantir-lhes acesso amplo aos diversos processos de produção da notícia.
Questão 68

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os seguintes itens, a respeito de estratégias e técnicas de comunicação dirigida e assessoria de imprensa.
O objetivo do house organ é informar o público externo de mudanças em uma corporação.
Questão 69

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação

» Esta questão foi anulada pela banca.
Julgue os seguintes itens, a respeito de estratégias e técnicas de comunicação dirigida e assessoria de imprensa.
Clipping consiste no recorte e na gravação de reportagens, colunas, notas e artigos, para arquivamento e análise, realizados pela assessoria de imprensa após a realização e a divulgação de um evento.
Questão 70

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca das atividades e técnicas de relações públicas, julgue os itens subsequentes.
Um público focal é o destino privilegiado de uma mensagem institucional ou mercadológica, podendo ser interno, externo e misto.
Questão 71

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca das atividades e técnicas de relações públicas, julgue os itens subsequentes.
Press kit é um texto conciso e objetivo, em que se evita o emprego de adjetivos, construído por meio de técnicas jornalísticas para ser distribuído em coletivas e atos formais.
Questão 72

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca das atividades e técnicas de relações públicas, julgue os itens subsequentes.
A atividade de relações públicas busca legitimar a empresa fazendo seu público crer em seus valores, assim como no fato de que as decisões da empresa são tomadas para satisfazê-lo.
Questão 73

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca das atividades e técnicas de relações públicas, julgue os itens subsequentes.
A identificação da realidade organizacional é uma das etapas do processo de planejamento de relações públicas.
Questão 74

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito de marketing institucional, julgue os itens a seguir.
As declarações de missão e de visão estabelecem tanto a definição do negócio e do setor de atuação da organização quanto os planos compartilhados pelos seus membros.
Questão 75

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito de marketing institucional, julgue os itens a seguir.
O marketing institucional, para fomentar sua identidade e envolver diferentes públicos, busca a formação e a consolidação da imagem de uma instituição.
Questão 76

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito de marketing institucional, julgue os itens a seguir.
Além da satisfação do cliente, as ações de marketing visam estabelecer comunicação com o público, definir o preço certo para os produtos e distribuí-los de forma ágil e eficiente.
Questão 77

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito de marketing institucional, julgue os itens a seguir.
Para se diferenciar da concorrência e superar as expectativas do consumidor/cliente, uma instituição deve adotar o conceito de geração de valor, que consiste em criar produtos que sejam de melhor qualidade, ainda que mais caros.
Questão 78

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca de pesquisas de opinião e de mercado, julgue os itens subsequentes.
A linguagem técnica e formal deve ser utilizada em instrumentos de coleta de dados quantitativos, uma vez que é a que melhor se adapta a qualquer tipo de público.
Questão 79

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca de pesquisas de opinião e de mercado, julgue os itens subsequentes.
As amostragens não probabilística e representativa, utilizadas em pesquisas com grupos focais, devem ser evitadas nos casos em que o objetivo da pesquisa seja avaliar as reações de consumidores a novos produtos ou serviços.
Questão 80

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca de pesquisas de opinião e de mercado, julgue os itens subsequentes.
A confirmação ou a refutação de hipóteses formuladas na etapa de definição do problema de pesquisa podem ser obtidas por meio da análise de dados quantitativos ou qualitativos de estudos descritivos.
Questão 81

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito de responsabilidade social, consumo sustentável e relações com a comunidade, julgue os itens a seguir.
Se a sociedade aderir cada vez mais ao consumo consciente, poderá ocorrer alteração da dinâmica do mercado, em virtude de as organizações passarem a adotar medidas que estimulem o consumo sustentável.
Questão 82

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito de responsabilidade social, consumo sustentável e relações com a comunidade, julgue os itens a seguir.
Uma organização deve buscar se relacionar constantemente com a comunidade para garantir que esta se mobilize contra qualquer fato de repercussão negativa que venha a envolver a organização.
Questão 83

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito de responsabilidade social, consumo sustentável e relações com a comunidade, julgue os itens a seguir.
A responsabilidade social das organizações — uma prática voluntária — não deve ser confundida com ações impostas pelo governo ou por incentivos externos como, por exemplo, benefícios fiscais.
Questão 84

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os itens que se seguem, relativos a planejamento de comunicação organizacional.
O planejamento de comunicação organizacional desconsidera as definições de missão, visão e valores voltados à comunicação.
Questão 85

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os itens que se seguem, relativos a planejamento de comunicação organizacional.
Deve-se evitar o detalhamento da avaliação das necessidades de comunicação durante a elaboração do planejamento de comunicação organizacional, especialmente no caso de tais necessidades serem de conhecimento prévio da organização.
Questão 86

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação

» Esta questão foi anulada pela banca.
Julgue os itens que se seguem, relativos a planejamento de comunicação organizacional.
A análise SWOT é uma das técnicas mais utilizadas para a construção de diagnósticos no planejamento de comunicação organizacional e de marketing, pois ela permite identificar forças, fraquezas, oportunidades e ameaças dos ambientes internos e externos de uma organização.
Questão 87

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Em relação às interfaces entre as relações públicas e a administração da empresa, julgue os itens subsecutivos.
Por meio da parceria entre as áreas de comunicação e marketing, torna-se possível uma organização administrar estrategicamente a comunicação com diversos públicos, como empregados, consumidores, imprensa, poderes públicos, investidores e fornecedores.
Questão 88

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Em relação às interfaces entre as relações públicas e a administração da empresa, julgue os itens subsecutivos.
Para a alta administração de organizações com nível de excelência em estratégia, processos e operações, o papel da comunicação restringe-se a executar as ações previstas no planejamento estratégico.
Questão 89

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Em relação às interfaces entre as relações públicas e a administração da empresa, julgue os itens subsecutivos.
Para manter um relacionamento adequado com a administração da organização, o profissional de relações públicas deve demonstrar conhecimentos relativos às teorias de gerenciamento ou de administração.
Questão 90

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
No que se refere a relações públicas e recursos humanos, julgue os seguintes itens.
O inter-relacionamento entre áreas de recursos humanos e relações públicas em uma organização potencializa a comunicação interna desta e fortalece seu planejamento estratégico.
Questão 91

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
No que se refere a relações públicas e recursos humanos, julgue os seguintes itens.
A principal função do profissional de relações públicas na área de recursos humanos consiste em preparar informativos, boletins e outros tipos de comunicação interna.
Questão 92

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca dos instrumentos de comunicação interna e de comunicação digital, julgue os itens seguintes.
Conversas informais e reuniões grupais são os instrumentos de comunicação interna mais adequados para que a alta gestão transmita mensagens corporativas a seus colaboradores.
Questão 93

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca dos instrumentos de comunicação interna e de comunicação digital, julgue os itens seguintes.
Os instrumentos de comunicação interna podem ser formais, como relatórios administrativos, memorandos, manuais de políticas e procedimentos, ou informais, como conversas com colegas e reuniões informais com o superior.
Questão 94

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca dos instrumentos de comunicação interna e de comunicação digital, julgue os itens seguintes.
O buzz marketing é utilizado como um press release virtual para disseminar informações em jornais e revistas disponíveis na Internet.
Questão 95

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca dos instrumentos de comunicação interna e de comunicação digital, julgue os itens seguintes.
O marketing viral é uma estratégia que visa promover vendas diretas pela Internet.
Questão 96

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca dos instrumentos de comunicação interna e de comunicação digital, julgue os itens seguintes.
Na decisão sobre os meios de comunicação interna a serem utilizados por uma organização, o conteúdo da mensagem, a forma como ela será entregue e seu público-alvo devem ser considerados.
Questão 97

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da comunicação pública, julgue os itens a seguir.
A premissa de que todos os cidadãos têm direito de acesso à mesma informação garante que todas as informações, simples ou complexas, sejam divulgadas por meios de comunicação massiva.
Questão 98

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da comunicação pública, julgue os itens a seguir.
A comunicação pública é um processo comunicativo que se estabelece entre o Estado, o governo e a sociedade, com o objetivo de promover a construção da cidadania.
Questão 99

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da comunicação pública, julgue os itens a seguir.
Cabe à comunicação pública informar o público a respeito da prestação de serviços das instituições públicas, sem que isso as torne conhecidas.
Questão 100

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da comunicação pública, julgue os itens a seguir.
Uma instituição, ao utilizar a comunicação pública em ações voltadas ao interesse público, deve buscar conhecer as características, expectativas e necessidades dos cidadãos, bem como planejar e definir os instrumentos adequados para executar tais ações.
Questão 101

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Acerca da comunicação pública, julgue os itens a seguir.
A comunicação governamental, como uma comunicação pública, torna-se um instrumento de construção da agenda pública ao atuar na prestação de contas e estimular o engajamento político da população e o reconhecimento das ações desenvolvidas nos campos político, econômico e social, promovendo, portanto, o debate público.
Questão 102

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os itens subsequentes, relativos a imagem institucional.
Visibilidade e identidade devem ser conciliadas dentro de uma organização, já que a primeira se refere ao conjunto de manifestações que tornam essa organização perceptível ao seu público, e a segunda, à personalidade da organização, identificável em seus produtos, em sua cultura organizacional e em sua história.
Questão 103

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os itens subsequentes, relativos a imagem institucional.
Durante um momento de crise, uma organização deve evitar grande visibilidade e aguardar seu restabelecimento para dar continuidade às ações criativas, a fim de resguardar sua imagem e sua identidade.
Questão 104

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os itens subsequentes, relativos a imagem institucional.
Com base no princípio da transparência, uma empresa deve, ao disponibilizar suas informações, exibir desempenho, fazer análises da conjuntura e responder às demandas ambientais relativas a sua situação, de forma que não haja nenhum prejuízo às informações estratégicas.
Questão 105

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os itens subsequentes, relativos a imagem institucional.
A imagem institucional é uma representação da percepção e do imaginário do público em relação à instituição.
Questão 106

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os itens que se seguem, acerca de cerimonial e protocolo.
Em abertura de solenidade da qual participem personalidades ligadas a algum nível do governo, incluindo-se o presidente da República, a precedência dos discursos ocorre em ordem direta, a começar pelo anfitrião, seguindo-se os demais.
Questão 107

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os itens que se seguem, acerca de cerimonial e protocolo.
O Hino Nacional pode ser executado ou na abertura da cerimônia, antes de as autoridades ocuparem seus respectivos lugares, ou, em alguns casos, no encerramento do evento.
Questão 108

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os itens que se seguem, acerca de cerimonial e protocolo.
A sinalização placement, utilizada em banquetes altamente formais, indica o nome da pessoa a quem determinado lugar está reservado.
Questão 109

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
Julgue os itens que se seguem, acerca de cerimonial e protocolo.
Cerimonial é um conjunto de normas jurídicas, regras de comportamento, costumes e ritos de uma sociedade em determinado momento histórico, enquanto protocolo se refere à aplicação prática do cerimonial.
Questão 110

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
No que se refere à organização de eventos, julgue os itens subsecutivos.
A programação de um evento consiste em informar e instruir seus organizadores a respeito dos aspectos mais relevantes do evento.
Questão 111

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
No que se refere à organização de eventos, julgue os itens subsecutivos.
Embora os eventos corporativos disponham de prazo estendido para serem organizados, os recursos financeiros a eles destinados são escassos, pois não provêm de patrocinadores.
Questão 112

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
No que se refere à organização de eventos, julgue os itens subsecutivos.
Algumas das principais características dos eventos associativos são a participação voluntária de seus delegados e a arrecadação de recursos mediante cotas de patrocínio.
Questão 113

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
No que se refere à organização de eventos, julgue os itens subsecutivos.
O cronograma de execução de um evento contém a descrição detalhada das atividades do evento, a indicação dos responsáveis pela execução e a data estimada de início e término de cada tarefa.
Questão 114

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
No que se refere à organização de eventos, julgue os itens subsecutivos.
A forma de tratamento Vossa Excelência é adequada para figurar em convite de solenidade destinado a procurador-geral da República, embaixadores, juízes e governadores.
Questão 115

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito da tipologia dos eventos, julgue os itens seguintes.
O fórum é um tipo de evento que conta com a participação de um grupo selecionado e reduzido de pessoas e tem a finalidade de promover uma discussão informal por intermédio de palestrante, debatedores ou diversos expositores acerca de um problema ou tema pré-selecionado.
Questão 116

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito da tipologia dos eventos, julgue os itens seguintes.
A mesa-redonda é um tipo de evento sem a participação da plateia com perguntas, no qual dois oradores, intermediados por um moderador, debatem sobre um assunto de interesse público.
Questão 117

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito da tipologia dos eventos, julgue os itens seguintes.
A conferência é um evento formal no qual um especialista em determinado assunto apresenta um tema informativo para um grande número de pessoas.
Questão 118

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito da tipologia dos eventos, julgue os itens seguintes.
A jornada consiste em uma exibição pública de produção artística, industrial, técnica ou científica, que pode ou não ter o propósito de venda dos produtos apresentados.
Questão 119

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito da tipologia dos eventos, julgue os itens seguintes.
O congresso é um evento solene de grande porte, com alto número de participantes, promovido por associações ou entidades de classe em âmbito regional, nacional ou internacional.
Questão 120

FUNPRESP/EXE 2016 - CESPE - Analista - Área Comunicação
A respeito da tipologia dos eventos, julgue os itens seguintes.
Workshop é um evento em que se debatem casos práticos apresentados pelos participantes com o objetivo de solucioná-los mediante o auxílio de técnicos ou especialistas.


Provas de Concursos » Cespe 2016