×
Analista de Planejamento e Orçamento
×
MPOG 2008 MPOG 2010 MPOG 2012 MPOG 2013 MPOG 2015

MPOG 2009

Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental

Questão 1

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Exatamente na medida em que não mais podemos
 
identificar um paradigma dominante em nosso contexto
 
de pensamento – referência básica para nossos
 
projetos científicos, políticos, éticos, pedagógicos e
5
mesmo estéticos – é que nos caracterizamos como
 
vivendo uma crise de paradigmas, e até mesmo
 
uma crise da própria necessidade e possibilidade
 
de um paradigma hegemônico. Estamos, portanto,
 
em busca de caminhos, de respostas. A história
10
das ideias e, mais especificamente, a história da
 
ciência nos revelam, entretanto, que os períodos
 
de crise são extremamente férteis porque
 
abrem novas possibilidades ao pensamento.
 
Nesse sentido, eles permitem o surgimento de
15
alternativas aos modos de pensar anteriores.
(Danilo Marcondes, A crise de paradigmas e o surgimento da Modernidade. In: Zaia Brandão (org.), A crise dos paradigmas e a educação. São Paulo: Cortez, 1994, p.28-29, com adaptações)
Infere-se da argumentação do texto que viver “uma crise de paradigmas” (l.6) caracteriza-se

Questão 2

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Exatamente na medida em que não mais podemos
 
identificar um paradigma dominante em nosso contexto
 
de pensamento – referência básica para nossos
 
projetos científicos, políticos, éticos, pedagógicos e
5
mesmo estéticos – é que nos caracterizamos como
 
vivendo uma crise de paradigmas, e até mesmo
 
uma crise da própria necessidade e possibilidade
 
de um paradigma hegemônico. Estamos, portanto,
 
em busca de caminhos, de respostas. A história
10
das ideias e, mais especificamente, a história da
 
ciência nos revelam, entretanto, que os períodos
 
de crise são extremamente férteis porque
 
abrem novas possibilidades ao pensamento.
 
Nesse sentido, eles permitem o surgimento de
15
alternativas aos modos de pensar anteriores.
(Danilo Marcondes, A crise de paradigmas e o surgimento da Modernidade. In: Zaia Brandão (org.), A crise dos paradigmas e a educação. São Paulo: Cortez, 1994, p.28-29, com adaptações)
Assinale a opção correta a respeito do uso das estruturas linguísticas na organização das ideias do texto.

Questão 3

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Conciliar desenvolvimento e conservação da natureza
 
é o dilema fundamental do mundo neste século. Para
 
o Brasil é mais do que isso, é uma equação muito mais
 
complexa do que a média mundial. O país abriga 60%
5
da Amazônia, a maior floresta tropical do planeta e o
 
maior repositório de espécies animais e vegetais ainda
 
desconhecidas, um tesouro genético de extraordinário
 
significado para a sobrevivência e bem-estar das futuras
 
gerações. Essa preciosidade biológica insubstituível
10
tem sido queimada para abrir espaço para a pata do
 
gado, como lenha para carvão sem valor algum. A
 
incineração da floresta amazônica, ecossistema que
 
uma vez perdido não pode ser reposto artificialmente,
 
é ainda mais perversa por jogar na atmosfera volumes
15
gigantescos de gases que aumentam o ritmo do temido
 
aquecimento global.
 
Mas as pressões mais fortes sobre a mata rica e frágil
 
vêm do Sul. O Brasil que necessita desenvolver-se
 
olha para a Amazônia como a solução também para
20
seus problemas de escassez energética. Para crescer
 
no mesmo ritmo dos últimos dois anos, o país tem
 
de aumentar em 50% sua capacidade de geração de
 
energia. Nesse contexto, conciliar desenvolvimento e
 
preservação talvez seja o desafio da geração atual de
25
brasileiros com algum poder nas mãos.
(Veja, 21 de junho, 2009, com adaptações)
De acordo com a argumentação do texto, para o Brasil a equação é “muito mais complexa do que a média mundial” (l. 3 e 4) porque

Questão 4

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Conciliar desenvolvimento e conservação da natureza
 
é o dilema fundamental do mundo neste século. Para
 
o Brasil é mais do que isso, é uma equação muito mais
 
complexa do que a média mundial. O país abriga 60%
5
da Amazônia, a maior floresta tropical do planeta e o
 
maior repositório de espécies animais e vegetais ainda
 
desconhecidas, um tesouro genético de extraordinário
 
significado para a sobrevivência e bem-estar das futuras
 
gerações. Essa preciosidade biológica insubstituível
10
tem sido queimada para abrir espaço para a pata do
 
gado, como lenha para carvão sem valor algum. A
 
incineração da floresta amazônica, ecossistema que
 
uma vez perdido não pode ser reposto artificialmente,
 
é ainda mais perversa por jogar na atmosfera volumes
15
gigantescos de gases que aumentam o ritmo do temido
 
aquecimento global.
 
Mas as pressões mais fortes sobre a mata rica e frágil
 
vêm do Sul. O Brasil que necessita desenvolver-se
 
olha para a Amazônia como a solução também para
20
seus problemas de escassez energética. Para crescer
 
no mesmo ritmo dos últimos dois anos, o país tem
 
de aumentar em 50% sua capacidade de geração de
 
energia. Nesse contexto, conciliar desenvolvimento e
 
preservação talvez seja o desafio da geração atual de
25
brasileiros com algum poder nas mãos.
(Veja, 21 de junho, 2009, com adaptações)
Assinale a opção correta a respeito das relações de coesão que as estruturas linguísticas estabelecem no texto.

Questão 5

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Sob o influxo dos outros, o indivíduo adquire as
 
marcas da identidade coletiva: superexcitação da
 
vontade que, tangida pela afetividade, impele à ação
 
sem possibilidade de raciocínio; credulidade e, em
5
consequência, suscetibilidade à sugestão de um
 
líder manipulador de imagens e palavras de ordem
 
simples e expressivas, que constituem o único material
 
simbólico a ser processado sem reflexão; ausência de
 
barreira para atos violentos (e eventualmente heróicos
10
segundo a mesma lógica). A “alma da multidão” diz
 
respeito a fenômenos de imitação pensados a partir
 
da metáfora da hipnose tornada o operador lógico
 
central. O comportamento da multidão explica-se por
 
algo como o processo de mesmerização coletiva,
15
em que a autonomia da vontade submerge diante da
 
vontade de obedecer dirigida ao líder sugestionador.
(Fernando Antônio Pinheiro Filho, A alma da raça. A especificidade do funcionamento individual sob o influxo da multidão. Jornal de Resenhas, maio de 2009, n. 2, com adaptações)
A partir da argumentação do texto, analise as seguintes inferências para, a seguir, assinalar a opção correta.

I. Marcas de identidade coletiva são explicadas por atos heróicos, muitas vezes violentos, que superexcitam a vontade e a emoção de um indivíduo ao ver nessa situação simbólica a oportunidade de liberar seus instintos.

II. Mais do que sobre a ação guiada pelo raciocínio, o comportamento da multidão apóia-se na credulidade sem reflexão e na suscetibilidade à sugestão manipuladora de palavras, ou imagens, que induzem a fenômenos de imitação.

III. Comportamentos em assembleias de diversos tipos ou de manifestações de rua constituem exemplos de comportamentos coletivos nos quais se criam condições para que a autonomia da vontade individual venha a submergir diante da vontade de um líder sugestionador.

Questão 6

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental

» Esta questão foi anulada pela banca.
1
Sob o influxo dos outros, o indivíduo adquire as
 
marcas da identidade coletiva: superexcitação da
 
vontade que, tangida pela afetividade, impele à ação
 
sem possibilidade de raciocínio; credulidade e, em
5
consequência, suscetibilidade à sugestão de um
 
líder manipulador de imagens e palavras de ordem
 
simples e expressivas, que constituem o único material
 
simbólico a ser processado sem reflexão; ausência de
 
barreira para atos violentos (e eventualmente heróicos
10
segundo a mesma lógica). A “alma da multidão” diz
 
respeito a fenômenos de imitação pensados a partir
 
da metáfora da hipnose tornada o operador lógico
 
central. O comportamento da multidão explica-se por
 
algo como o processo de mesmerização coletiva,
15
em que a autonomia da vontade submerge diante da
 
vontade de obedecer dirigida ao líder sugestionador.
(Fernando Antônio Pinheiro Filho, A alma da raça. A especificidade do funcionamento individual sob o influxo da multidão. Jornal de Resenhas, maio de 2009, n. 2, com adaptações)
Assinale a opção em que a alteração proposta para estruturas linguísticas do texto provoca erro gramatical e/ou incoerência textual.

Questão 7

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O primeiro fragmento de cada opção abaixo foi adaptado do texto Famintos e milionários, editorial de Carlos José Marques, na revista Isto É, de 1º/7/2009. Assinale a opção que apresenta, no segundo fragmento, uma reescrita coerente e gramaticalmente correta para o trecho original.

Questão 8

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em relação ao uso das estruturas linguísticas no texto, assinale a opção correta. 
É próprio das grandes crises despertar o potencial
criativo dos governos para reduzir-lhes os efeitos e, se
possível, contorná-las. No Brasil, a utilização de meios
inovadores para conter consequências mais dramáticas
dos graves desacertos nas finanças internacionais
prodigalizou, também, lições úteis a mudanças
futuras na política econômico-financeira. Resta agora
evidente que o alívio da carga tributária e das taxas de
juros, medida adotada a fim de enfrentar a conjuntura
adversa, é necessário, como instrumento eficaz,
para assegurar dinamismo à atividade econômica.
A decisão de maior impacto favorável ao desempenho
do setor industrial se configurou na redução de 10,25%
ao ano para 4,5% nos juros cobrados pelo BNDES na
aquisição e produção de máquinas e equipamentos.
Trata-se de taxa real zero, se comparada ao mesmo
percentual previsto na meta de inflação para este ano.
Em patamares variáveis, 70 produtos industrializados
passarão a pagar menos IPI. Aí está outro benefício
carregado de impulso ao avanço da economia.
(Correio Braziliense, Editorial, 01/07/2009)

Questão 9

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental

» Esta questão foi anulada pela banca.
Em relação ao uso das estruturas linguísticas do texto, assinale a opção correta. 

A pior fase da crise foi superada, a reação começou
e a produção brasileira deve crescer neste ano
0,8%, segundo a nova projeção do Banco Central
(BC), contida no Relatório de Inflação, uma ampla
análise trimestral da economia nacional e do
cenário externo. A estimativa é mais animadora
que a dos especialistas do setor privado. A
Confederação Nacional da Indústria (CNI) prevê
uma contração de 0,4%. No setor financeiro,
a bola de cristal dos economistas indicava,
no começo da semana, um PIB 0,57% menor
que o de 2008. Seria um exagero, no entanto,
qualificar como otimista a avaliação dos técnicos
do BC. A recuperação, segundo eles, dependerá
principalmente do consumo e o resultado poderá
ser inferior ao previsto, se as condições de
emprego piorarem e os incentivos fiscais forem
revertidos. Além disso, o investimento privado
continua baixo e deve recuperar-se lentamente,
porque ainda há muita capacidade ociosa nas
empresas. Quanto às exportações, continuarão
afetadas pela retração da economia internacional
e não se pode esperar do setor externo nenhuma
contribuição ao crescimento da atividade industrial.
(O Estado de S. Paulo. Editorial, 29/06/2009)

Questão 10

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção correta a respeito das estruturas linguísticas do seguinte texto.

Publicidade, do latim, publicus e do verbo publicare,
é um termo originalmente vocacionado para a vida
pública, a livre e plural circulação das ideias. Portanto,
para a democracia, publicar era próprio dos reinos,
impérios, estados e, por fim, das repúblicas. Antítese
de segredo, a publicidade atendia aos interesses de
governantes ao informar e aos das pessoas em querer
saber dos assuntos importantes. Tal como Janus,
a divindade mitológica de duas faces, o interesse
público tanto serve ao Estado como ao cidadão e,
modernamente, de forma a combinar accountability,
ou responsabilização – a obrigação legal de publicar
(do Estado) – e o direito legal de saber (do cidadão).
Publicistas foram ‘ilustres homens públicos’,
difusores de grandes propostas de mudanças.
Grandes persuasores de ideias avançadas e
emancipatórias, faziam uso da sua capacidade de
falar, de escrever, de publicar para liderar grandes
mudanças de governos, de regimes políticos, etc.
(Discutindo Língua Portuguesa, ano 2, n. 14, com adaptações)

Questão 11

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Os trechos a seguir constituem um texto adaptado de Marco Antonio Rocha, O Estado de S. Paulo, 22/06/2009. Assinale a opção em que o fragmento apresenta erro gramatical.

Questão 12

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Os fragmentos abaixo constituem um texto adaptado de Luiz Carlos Bresser Pereira, Folha de S. Paulo, 22/06/2009.

Assinale a opção em que o trecho está gramaticalmente correto.

Questão 13

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O trecho abaixo foi transcrito com adaptações.

Assinale a opção que corresponde a erro gramatical.

O surto de pânico que acometeu (1) as instituições financeiras passou, mas desse trauma restou um padrão bem mais (2) criterioso, da parte dos bancos, na concessão de empréstimos. Grandes empresas, capazes de oferecer mais garantias de pagamento, sofrem menos. Para as companhias menores, mais afetadas, o governo, há duas semanas, criou, por medida provisória, fundos que(3) na prática farão as vezes de avalistas de empréstimos tomados por essa categoria de firmas.
A ideia do Planalto, agora, é repetir o modelo na agricultura, e instituir ali um fundo de aval. Normalizar a oferta de crédito nesse setor certamente trará (4) benefícios na próxima safra — embora questões bem mais decisivas para a agricultura, como o estabelecimento de um seguro com regras claras e escala nacional, continua pendente. (5)
(Adaptado de Folha de S. Paulo, Editorial, 23/06/2009)

Questão 14

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas do texto.

Uma nova rodada de programas federais de incentivo __1__ setores ainda afetados pela crise está na praça.
Entre medidas lançadas e prometidas para logo, o objetivo é amparar as empresas menores, a agropecuária e o segmento que produz máquinas e equipamentos, os chamados bens de capital.
Como a capacidade do governo federal de abrir mão de receita tributária — a fim de dar incentivos econômicos pontuais — chegou __2__ limite da responsabilidade fiscal, o recomendável __3__, a partir de agora, deixe de recorrer __4__ mecanismo. Os minipacotes em tela, __5__ ainda falte informação sobre alguns deles, parecem respeitar essas limitações. Optam pelo incentivo ao crédito bancário.
Apesar da volta paulatina dos empréstimos __6__pessoas físicas, depois do tombo de setembro do ano passado, as operações com micro e pequenas empresas continuam restritas e caras.
(Folha de S. Paulo, Editorial, 23/06/2009)

Questão 15

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção que completa corretamente a sequência de lacunas no texto abaixo.

A crise financeira e econômica nos induz ____(1)_____ a Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS) sem mais tardar. Não conseguiremos reduzir a pobreza e construir sociedades mais equitativas, duradouras e focalizadas na paz se _____(2)_____ os indivíduos, em todas as épocas da vida, com conhecimentos, competências, valores que _____(3)_____ permitam informar-se e tomar decisões de maneira responsável. Uma educação de qualidade que facilite a tomada de consciência, a abertura, a solidariedade e a responsabilidade deve fazer parte de qualquer resposta à atual crise mundial. Mas, acima de tudo, é necessário que os dirigentes e os tomadores de decisão _____(4)______ as condições indispensáveis a fim de que a educação se oriente para a construção de uma maior equidade entre as sociedades. (Eduardo Araia, Educar para salvar a Terra. Revista Planeta, julho de 2009, p.76, com adaptações)

Questão 16

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção que constitui continuação coesa e coerente para o texto a seguir:

O governo federal prorrogou a redução de impostos sobre veículos, material de construção e aparelhos domésticos da linha branca. Além disso, adotou incentivos fiscais e financeiros para a compra de máquinas e equipamentos.
As medidas anunciadas são parte do esforço para enfrentar a crise, combater o desemprego e facilitar a retomada do crescimento.
(Folha de S. Paulo, Editorial, 30/06/2009)

Questão 17

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O trechos abaixo constituem um texto adaptado de Yoshiaki Nakano, publicado no jornal Valor Econômico, dia 30/06/2009, e estão desordenados. Ordene-os nos parênteses e indique a resposta correspondente à ordenação do texto de forma coesa, coerente e gramaticalmente correta.

( ) Tanto é que alguns analistas já se apressam em afirmar que já estamos chegando ao “fundo do poço” e que no final deste ano aquelas economias vão iniciar a recuperação cíclica.

( ) Há concordância de que existem sinais de que o ritmo de queda nas economias desenvolvidas está reduzindo.

( ) É natural que as opiniões dos economistas sejam conflitantes, pois existem divergentes visões de mundo e diferentes percepções sobre a natureza da crise e, consequentemente, da saída da crise.

( ) Outros analistas mais críticos afirmam que não há nenhuma indicação de que o “pior já passou”, de que recuperação virá, ou de que a recuperação se iniciará ainda neste ano.

( ) Assim, alguns analistas acreditam que já em 2010 as economias voltarão a crescer, enquanto outros pintam um quadro mais difícil em que a recuperação não virá sem mudanças estruturais e reformas.

Questão 18

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Os trechos abaixo constituem um texto adaptado do Editorial de O Globo, publicado dia 28/06/2009, e estão desordenados. Ordene-os nos parênteses e indique a resposta correspondente à ordenação do texto de forma coesa, coerente e gramaticalmente correta.

( ) Diante desse fato, para que realmente as autoridades consigam influenciar as expectativas dos agentes econômicos quanto ao comportamento futuro dos preços, as metas precisam ser factíveis e os instrumentos de política monetária (especialmente os juros básicos) devem estar direcionados para o seu alcance.

( ) Conclui-se que o ajuste pelo qual a economia brasileira teve de passar para assegurar a estabilidade da moeda exigiu uma política de juros altos, o que, por sua vez, impediu o estabelecimento de metas mais ousadas para a inflação.

( ) Mas tal equilíbrio depende de muitas condições prévias sobre as quais a política monetária nem sempre tem ingerência.

( ) O regime de metas de inflação busca, como um dos seus objetivos, influenciar as expectativas dos agentes econômicos de modo a facilitar a difícil tarefa das autoridades monetárias de manter diferentes variáveis econômicas em relativo equilíbrio.

( ) Sendo assim, a área de ação do Banco Central acaba se restringindo ao controle do crédito, tendo como um dos principais instrumentos a fixação dos juros básicos — o que somente é possível devido à correlação entre essas taxas e a remuneração dos títulos públicos federais, que se reflete sobre os rendimentos dos demais papéis e ativos financeiros.

Questão 19

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Os trechos abaixo constituem um texto adaptado de Luiz Carlos Bresser Pereira, Folha de S. Paulo, 27/07/2009.

Assinale a opção em que o fragmento apresenta emprego correto dos sinais de pontuação.

Questão 20

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção em que o comentário sobre o emprego dos sinais de pontuação do texto abaixo está incorreto.


Têm sido notáveis os avanços no Poder Judiciário,
desde a aprovação da emenda constitucional da sua
reforma, em dezembro de 2004, após longa tramitação.
Com a criação de instrumentos como a súmula
vinculante — decisões tomadas no Supremo
que valem para processos de temas comuns
nas instâncias inferiores —, com o princípio da
“repercursão geral”, com base no qual o STF define
sua própria agenda, e com a criação de filtros contra
recursos repetitivos, começou a ocorrer o inimaginável:
o esvaziamento das prateleiras no STF e no Superior
Tribunal de Justiça (STJ). O volume de recursos
nas Cortes altas, no segundo semestre de 2008,
já foi 38% menor que no mesmo período de 2007.
Em todo esse processo de modernização, destaca-se
o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), criado também
pela reforma, e inicialmente considerado o “controle
externo” da magistratura. O termo criou resistências
corporativistas na Justiça, mas, com o tempo, o
Conselho ocupou espaços e hoje é um organismo
muito atuante. Mesmo com uma composição
eclética — há representantes de vários ministérios
e da sociedade civil —, o Conselho é conduzido
pelo presidente do STF, e isto o ajuda a se manter
sintonizado com a real agenda de problemas da Justiça.
No início, pensava-se que já seria grande avanço
se o CNJ funcionasse como uma espécie de
supercorregedor da Justiça. O Conselho, de fato, tem
sido importante na aplicação de regras chave nos
tribunais. Por exemplo, no combate ao nepotismo,
praga que também se abate sobre a Justiça.
(O Globo, Editorial, 26/7/2009)

Questão 21

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Tony Blair, Britain´s longest-serving Labour Prime Minister,
 
left office in 2007 as a relatively young man of 54. At his
 
office in London, Blair spoke to NEWSWEEK´s Stryker
 
McGuire. Excerpts:
5
Question 1: There´s much evidence that religious
 
beliefs have been a force for evil in the world. How do
 
you persuade people to put faith in faith?
 
Many people do see faith as a source of division and
 
conflict. There is another side that the world of faith isn´t
10
often good enough at putting forward – which is about
 
compassion, solidarity, social justice.
 
Question 2: How do you think President Barack Obama
 
is doing as a leader and healer on the world scene?
 
He´s created a situation where there is a possibility of a
15
completely different form of engagement with the world of
 
Islam and with the outside world. The single most important
 
thing for him is that his decision to reach out is answered by
 
the rest of the world by a decision to reach back. As I keep
 
saying to people, he doesn´t want cheerleaders; he wants
20
partners. You know, he doesn´t want people to tell him how
 
great he is; he´s perfectly well aware of the transient nature
 
of all that fluff, as it were, around the new president and
 
the first hundred days. He´s trying to change the world in
 
partnership, and he needs partners to do it.
Source: Newsweek Magazine (Adapted) May 25th 2009
In his answer to question 1, Mr Blair

Questão 22

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Tony Blair, Britain´s longest-serving Labour Prime Minister,
 
left office in 2007 as a relatively young man of 54. At his
 
office in London, Blair spoke to NEWSWEEK´s Stryker
 
McGuire. Excerpts:
5
Question 1: There´s much evidence that religious
 
beliefs have been a force for evil in the world. How do
 
you persuade people to put faith in faith?
 
Many people do see faith as a source of division and
 
conflict. There is another side that the world of faith isn´t
10
often good enough at putting forward – which is about
 
compassion, solidarity, social justice.
 
Question 2: How do you think President Barack Obama
 
is doing as a leader and healer on the world scene?
 
He´s created a situation where there is a possibility of a
15
completely different form of engagement with the world of
 
Islam and with the outside world. The single most important
 
thing for him is that his decision to reach out is answered by
 
the rest of the world by a decision to reach back. As I keep
 
saying to people, he doesn´t want cheerleaders; he wants
20
partners. You know, he doesn´t want people to tell him how
 
great he is; he´s perfectly well aware of the transient nature
 
of all that fluff, as it were, around the new president and
 
the first hundred days. He´s trying to change the world in
 
partnership, and he needs partners to do it.
Source: Newsweek Magazine (Adapted) May 25th 2009
In his answer to question 1, Mr Blair refers to compassion, solidarity and social justice as concepts “the world of faith is not good enough at putting forward.” In other words, at

Questão 23

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Tony Blair, Britain´s longest-serving Labour Prime Minister,
 
left office in 2007 as a relatively young man of 54. At his
 
office in London, Blair spoke to NEWSWEEK´s Stryker
 
McGuire. Excerpts:
5
Question 1: There´s much evidence that religious
 
beliefs have been a force for evil in the world. How do
 
you persuade people to put faith in faith?
 
Many people do see faith as a source of division and
 
conflict. There is another side that the world of faith isn´t
10
often good enough at putting forward – which is about
 
compassion, solidarity, social justice.
 
Question 2: How do you think President Barack Obama
 
is doing as a leader and healer on the world scene?
 
He´s created a situation where there is a possibility of a
15
completely different form of engagement with the world of
 
Islam and with the outside world. The single most important
 
thing for him is that his decision to reach out is answered by
 
the rest of the world by a decision to reach back. As I keep
 
saying to people, he doesn´t want cheerleaders; he wants
20
partners. You know, he doesn´t want people to tell him how
 
great he is; he´s perfectly well aware of the transient nature
 
of all that fluff, as it were, around the new president and
 
the first hundred days. He´s trying to change the world in
 
partnership, and he needs partners to do it.
Source: Newsweek Magazine (Adapted) May 25th 2009
In his answer to question 2, Mr Blair says that President Barack Obama is “perfectly well aware of the transient nature of all that fluff.” In other words, the US President

Questão 24

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
Tony Blair, Britain´s longest-serving Labour Prime Minister,
 
left office in 2007 as a relatively young man of 54. At his
 
office in London, Blair spoke to NEWSWEEK´s Stryker
 
McGuire. Excerpts:
5
Question 1: There´s much evidence that religious
 
beliefs have been a force for evil in the world. How do
 
you persuade people to put faith in faith?
 
Many people do see faith as a source of division and
 
conflict. There is another side that the world of faith isn´t
10
often good enough at putting forward – which is about
 
compassion, solidarity, social justice.
 
Question 2: How do you think President Barack Obama
 
is doing as a leader and healer on the world scene?
 
He´s created a situation where there is a possibility of a
15
completely different form of engagement with the world of
 
Islam and with the outside world. The single most important
 
thing for him is that his decision to reach out is answered by
 
the rest of the world by a decision to reach back. As I keep
 
saying to people, he doesn´t want cheerleaders; he wants
20
partners. You know, he doesn´t want people to tell him how
 
great he is; he´s perfectly well aware of the transient nature
 
of all that fluff, as it were, around the new president and
 
the first hundred days. He´s trying to change the world in
 
partnership, and he needs partners to do it.
Source: Newsweek Magazine (Adapted) May 25th 2009
In Mr Blair´s view, President Barack Obama

Questão 25

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
According to the IMF´s Mr Felman, in early 2008
 
all the contribution of investment to growth came
 
from non-state-owned enterprises, mostly the private
 
sector; since December 2008, more than half has
5
come from state-owned enterprises. Something similar
 
is happening in Brazil. Between last September and
 
this January credit from foreign-owned and domestic
 
private banks rose by 3%; credit from public banks
 
rose by 14%. The beneficiaries seem to be large firms,
10
where loans are growing four times as quickly as at
 
small ones.
 
It is not clear how far, in the long run, the BRICs
 
(Brazil, Russia, India and China) will be affected by
 
a big rise in the size of the government and large
15
state-owned firms. But that rise is probably inevitable.
 
China and, to a lesser extent, Brazil and India, benefited
 
hugely from America´s appetite for imports in 2000-08.
 
That appetite has fallen and is likely to remain low for
 
years, as American consumers adjust their spending
20
and savings habits. The rise may also be difficult to
 
reverse: the experience of the West has been that
 
the public sector expands relentlessly until it reaches
 
between 40% and 50% of GDP (Gross Domestic
 
Product). But if the BRICs cannot export their way out
25
of recession, the expansion of government is the main
 
alternative to the slump being endured in those other
 
big capital exporters.
Source: www.economist.com June 18th 2009 (Adapted)
According to paragraph 1, in 2008, economic growth through investment

Questão 26

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
According to the IMF´s Mr Felman, in early 2008
 
all the contribution of investment to growth came
 
from non-state-owned enterprises, mostly the private
 
sector; since December 2008, more than half has
5
come from state-owned enterprises. Something similar
 
is happening in Brazil. Between last September and
 
this January credit from foreign-owned and domestic
 
private banks rose by 3%; credit from public banks
 
rose by 14%. The beneficiaries seem to be large firms,
10
where loans are growing four times as quickly as at
 
small ones.
 
It is not clear how far, in the long run, the BRICs
 
(Brazil, Russia, India and China) will be affected by
 
a big rise in the size of the government and large
15
state-owned firms. But that rise is probably inevitable.
 
China and, to a lesser extent, Brazil and India, benefited
 
hugely from America´s appetite for imports in 2000-08.
 
That appetite has fallen and is likely to remain low for
 
years, as American consumers adjust their spending
20
and savings habits. The rise may also be difficult to
 
reverse: the experience of the West has been that
 
the public sector expands relentlessly until it reaches
 
between 40% and 50% of GDP (Gross Domestic
 
Product). But if the BRICs cannot export their way out
25
of recession, the expansion of government is the main
 
alternative to the slump being endured in those other
 
big capital exporters.
Source: www.economist.com June 18th 2009 (Adapted)
According to paragraph 2, a big rise in the size of the government in the BRICs seems to be

Questão 27

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
According to the IMF´s Mr Felman, in early 2008
 
all the contribution of investment to growth came
 
from non-state-owned enterprises, mostly the private
 
sector; since December 2008, more than half has
5
come from state-owned enterprises. Something similar
 
is happening in Brazil. Between last September and
 
this January credit from foreign-owned and domestic
 
private banks rose by 3%; credit from public banks
 
rose by 14%. The beneficiaries seem to be large firms,
10
where loans are growing four times as quickly as at
 
small ones.
 
It is not clear how far, in the long run, the BRICs
 
(Brazil, Russia, India and China) will be affected by
 
a big rise in the size of the government and large
15
state-owned firms. But that rise is probably inevitable.
 
China and, to a lesser extent, Brazil and India, benefited
 
hugely from America´s appetite for imports in 2000-08.
 
That appetite has fallen and is likely to remain low for
 
years, as American consumers adjust their spending
20
and savings habits. The rise may also be difficult to
 
reverse: the experience of the West has been that
 
the public sector expands relentlessly until it reaches
 
between 40% and 50% of GDP (Gross Domestic
 
Product). But if the BRICs cannot export their way out
25
of recession, the expansion of government is the main
 
alternative to the slump being endured in those other
 
big capital exporters.
Source: www.economist.com June 18th 2009 (Adapted)
According to paragraph 2, the quantity of goods imported by the USA has

Questão 28

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
The mantra in Washington, DC is simple: spend billions
 
now, pay later. Congress has been crafting ambitious plans
 
for energy, health care and transport. But the mood in state
 
capitals has been different. Forty-six states had a deadline
5
of June 0th to pass their budgets. Just as important, those
 
budgets had to be balanced. With the sole exemption of
 
Vermont, America´s state governments, unlike the federal
 
one, are not allowed to run deficits. June was an agonizing
 
month.
10
On the morning of July 1st, the first day of the new
 
fiscal year for most states, taxpayers had reason to be
 
glum. Connecticut, North Carolina and Ohio had passed
 
temporary extensions. California, Arizona, Pennsylvania
 
and Illinois did not have a balanced budget as required.
15
Most states that did pass budgets imposed painful cuts,
 
higher taxes and fees on everything from pesticides in
 
Minnesota to hunting licences in Maine.
 
Matters would be worse if it were not for Washington´s
 
stimulus package, which provides more than $135 billion
20
to support state budgets. Most money, $87 billion, is for
 
Medicaid, the government´s health-care programme
 
for the poor. A further $48 billion created a State Fiscal
 
Stabilisation Fund, mostly for schools and universities.
Source: www.economist.com Jul 2nd 2009 (Adapted)
According to paragraph 1,

Questão 29

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
The mantra in Washington, DC is simple: spend billions
 
now, pay later. Congress has been crafting ambitious plans
 
for energy, health care and transport. But the mood in state
 
capitals has been different. Forty-six states had a deadline
5
of June 0th to pass their budgets. Just as important, those
 
budgets had to be balanced. With the sole exemption of
 
Vermont, America´s state governments, unlike the federal
 
one, are not allowed to run deficits. June was an agonizing
 
month.
10
On the morning of July 1st, the first day of the new
 
fiscal year for most states, taxpayers had reason to be
 
glum. Connecticut, North Carolina and Ohio had passed
 
temporary extensions. California, Arizona, Pennsylvania
 
and Illinois did not have a balanced budget as required.
15
Most states that did pass budgets imposed painful cuts,
 
higher taxes and fees on everything from pesticides in
 
Minnesota to hunting licences in Maine.
 
Matters would be worse if it were not for Washington´s
 
stimulus package, which provides more than $135 billion
20
to support state budgets. Most money, $87 billion, is for
 
Medicaid, the government´s health-care programme
 
for the poor. A further $48 billion created a State Fiscal
 
Stabilisation Fund, mostly for schools and universities.
Source: www.economist.com Jul 2nd 2009 (Adapted)
According to paragraph 2, “taxpayers had reason to be glum”. In other words, they

Questão 30

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
1
The mantra in Washington, DC is simple: spend billions
 
now, pay later. Congress has been crafting ambitious plans
 
for energy, health care and transport. But the mood in state
 
capitals has been different. Forty-six states had a deadline
5
of June 0th to pass their budgets. Just as important, those
 
budgets had to be balanced. With the sole exemption of
 
Vermont, America´s state governments, unlike the federal
 
one, are not allowed to run deficits. June was an agonizing
 
month.
10
On the morning of July 1st, the first day of the new
 
fiscal year for most states, taxpayers had reason to be
 
glum. Connecticut, North Carolina and Ohio had passed
 
temporary extensions. California, Arizona, Pennsylvania
 
and Illinois did not have a balanced budget as required.
15
Most states that did pass budgets imposed painful cuts,
 
higher taxes and fees on everything from pesticides in
 
Minnesota to hunting licences in Maine.
 
Matters would be worse if it were not for Washington´s
 
stimulus package, which provides more than $135 billion
20
to support state budgets. Most money, $87 billion, is for
 
Medicaid, the government´s health-care programme
 
for the poor. A further $48 billion created a State Fiscal
 
Stabilisation Fund, mostly for schools and universities.
Source: www.economist.com Jul 2nd 2009 (Adapted)
According to paragraph 3,

Questão 31

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Um gerente novo recebeu a seguinte informação de um funcionário: “O produto A, que é mais caro que o produto C, vende mais que o produto B. O produto B, que é mais barato que o produto C, vende menos que o produto C, e o produto C vende mais que o produto A.” Com base na informação desse funcionário, pode-se concluir que:

Questão 32

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Entre as opções abaixo, qual exemplifica uma contradição formal?

Questão 33

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Admita que, em um grupo: “se algumas pessoas não são honestas, então algumas pessoas são punidas”. Desse modo, pode-se concluir que, nesse grupo:

Questão 34

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Entre as opções abaixo, a única com valor lógico verdadeiro é:

Questão 35

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considerando as seguintes proposições: “Alguns filósofos são matemáticos” e “não é verdade que algum poeta é matemático”, pode-se concluir apenas que:

Questão 36

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Numa empresa de nanotecnologia, sabe-se que todos os mecânicos são engenheiros e que todos os engenheiros são pós-graduados. Se alguns administradores da empresa também são engenheiros, pode-se afirmar que, nessa empresa:

Questão 37

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em um grupo de 1.800 entrevistados sobre três canais de televisão aberta, verificou-se que 3/5 dos entrevistados assistem ao canal A e 2/3 assistem ao canal B. Se metade dos entrevistados assiste a pelo menos 2 canais e, se todos os que assistem ao canal C assistem também ao canal A, mas não assistem ao canal B, quantos entrevistados assistem apenas ao canal A?

Questão 38

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Se uma companhia telefônica cobrasse uma taxa de assinatura básica de R$100,00 mensais mais R$ 0,50 por cada pulso excedente à franquia, que é de 20 pulsos, quanto um assinante pagaria se telefonasse o equivalente a 50 pulsos no mês?

Questão 39

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Se a idade de uma criança hoje é a diferença entre a metade da idade que ela teria daqui a dez anos e a metade da idade que ela tinha há dois anos, qual a sua idade hoje?

Questão 40

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Uma picape para ir da cidade A para a cidade B gasta dois tanques e meio de óleo diesel. Se a distância entre a cidade A e a cidade B é de 500 km e neste percurso ele faz 100 km com 25 litros de óleo diesel, quantos litros de óleo diesel cabem no tanque da picape?

Questão 41

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Dois pintores com habilidade padrão conseguem pintar um muro na velocidade de 5 metros quadrados por hora.

Se fossem empregados, em vez de dois, três pintores com habilidade padrão, os três pintariam:

Questão 42

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em uma academia de artes, 20% dos professores são músicos, 10% dos professores são poetas e os 70% restantes são artistas plásticos. Tem-se ainda que 40% desses artistas plásticos são pintores e os 60% restantes são escultores. Qual a proporção de professores que são escultores nessa academia?

Questão 43

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considerando o enunciado da questão anterior, qual a relação entre o número de pintores e o de músicos?

Questão 44

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Uma empresa de turismo fechou um pacote para um grupo de 80 pessoas, com o qual ficou acordado que cada pessoa que participasse pagaria R$ 1.000,00 e cada pessoa que desistisse pagaria apenas uma taxa de R$ 150,00. Se a empresa de turismo arrecadou um total de R$ 59.600,00, qual a porcentagem das pessoas que desistiram do pacote?

Questão 45

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Um químico deve preparar dois litros de uma mistura formada por duas substâncias A e B na proporção de 3 de A para 2 de B. Distraidamente ele misturou 500 ml de A com 1 litro de B. Sabendo-se que ele não tem mais do elemento B, como deve proceder para obter a mistura desejada?

Questão 46

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Um passageiro, para viajar de A para C, deve ir de ônibus de A até B e de trem de B até C, sendo que B está na metade do caminho entre A e C. Os ônibus, de A para B, e os trens, de B para C, saem sempre no mesmo horário, a cada 20 minutos. Sabendo-se que a velocidade média do ônibus para ir de A até B é de 60 km/h, que a distância entre A e C é de 100 km e que o passageiro chegou em B, pegou o primeiro trem que partia para C e chegou em C exatamente uma hora e meia após partir de A, qual a velocidade média do trem para ir de B até C?

Questão 47

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considere que: “se o dia está bonito, então não chove”.

Desse modo:

Questão 48

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Suponha que um pesquisador verificou que um determinado defensivo agrícola em uma lavoura A produz o seguinte resultado: “Se o defensivo é utilizado, as plantas não ficam doentes”, enquanto que o mesmo defensivo em uma lavoura distinta B produz outro resultado: “Se e somente se o defensivo é utilizado, as plantas não ficam doentes”. Sendo assim, se as plantas de uma lavoura A e de uma lavoura B não ficaram doentes, pode-se concluir apenas que:

Questão 49

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A negação de “Maria comprou uma blusa nova e foi ao cinema com José” é:

Questão 50

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A negação de “À noite, todos os gatos são pardos” é:

Questão 51

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção correta, acerca das normas constitucionais e da teoria geral da Constituição.

Questão 52

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção correta acerca da supremacia da Constituição, do controle de constitucionalidade e da análise do princípio hierárquico das normas.

Questão 53

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Quanto aos métodos de controle de constitucionalidade, a doutrina os classifica em difuso e concentrado. Segundo a doutrina constitucionalista mais respeitável, a nossa Constituição contempla espécies de controle concentrado.

Assinale a opção que não se refere a uma espécie de controle concentrado.

Questão 54

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A Constituição trouxe, entre os direitos e garantias fundamentais, o direito ao contraditório e à ampla defesa. Esse direito, nos termos da Constituição, é destinado somente àqueles litigantes que demandem em processos:

Questão 55

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção incorreta relativamente aos direitos e garantias fundamentais na Constituição Federal de 1988.

Questão 56

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A Constituição da República previu consequências graves para os administradores que praticam atos de improbidade administrativa. Assinale, entre as opções abaixo, aquela que não se coaduna com as consequências pela prática dos atos de improbidade administrativa.

Questão 57

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Com relação à Organização Político-Administrativa, nos termos da Constituição da República, é correto afirmar que

Questão 58

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental

» Esta questão foi anulada pela banca.
Nos termos da Constituição, compete ao Tribunal de Contas da União - TCU julgar as contas dos administradores e demais responsáveis por dinheiros, bens e valores públicos da administração direta e indireta, incluídas as fundações e sociedades instituídas e mantidas pelo Poder Público Federal, e as contas daqueles que derem causa a perda, extravio ou outra irregularidade de que resulte prejuízo ao erário público. Quando o constituinte utiliza a expressão “julgar as contas”, ele quer dizer que a natureza das decisões proferidas pelo TCU são:

Questão 59

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção correta relativa aos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário e ao processo legislativo na Constituição Federal de 1988.

Questão 60

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção correta relativa ao Sistema Tributário Nacional e Finanças Públicas na Constituição Federal de 1988.

Questão 61

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental

» Esta questão foi anulada pela banca.
Marque a opção incorreta.

Questão 62

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O vício do desvio do poder ocorre quando há afronta direta ao seguinte princípio:

Questão 63

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Marque a opção incorreta quanto à contratação por tempo determinado, nos termos da Lei n. 8.745/93.

Questão 64

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Marque a opção correta, considerando os serviços públicos.

Questão 65

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considerando o que dispõe a Lei n. 10.520/2002 e o Decreto n. 5.450/2005, os quais dispõem sobre a modalidade de licitação denominada pregão eletrônico, marque a opção incorreta.

Questão 66

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considerando o que dispõe a Lei n. 8.666/93 e legislação posterior, marque a opção correta.

Questão 67

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Quanto aos consórcios públicos e à parceria públicoprivada, no âmbito da administração pública, marque a opção incorreta.

Questão 68

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Marque a opção correta quanto aos atos administrativos.

Questão 69

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Marque a opção incorreta.

Questão 70

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Quanto ao Processo Administrativo, nos termos da Lei n. 9.784/1999, marque a opção incorreta.

Questão 71

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Conhecer a evolução do pensamento administrativo, bem como de suas teorias e abordagens, permite concluir, acertadamente, que:

Questão 72

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Sobre o tema “gerenciamento de processos”, é correto afirmar que:

Questão 73

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em um contexto de planejamento organizacional, desponta como correta a seguinte premissa:

Questão 74

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental

» Esta questão foi anulada pela banca.
Considerando as diversas tipologias de decisões, pode-se afirmar, corretamente, que:

Questão 75

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
No contexto organizacional, ao participarmos de um processo decisório, é incorreto afirmar que:

Questão 76

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Ao ser designada(o) como responsável por um processo de mudança organizacional, você saberá ser capaz de fazê-lo desde que não incorra no seguinte erro conceitual:

Questão 77

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Ao lidar com o tema “departamentalização”, é correto pressupor que:

Questão 78

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Pensar em estrutura organizacional importa saber que as seguintes afirmativas são corretas, exceto:

Questão 79

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Ultrapassada a fase do planejamento estratégico, impõe-se a execução dos planos, oportunidade em que caberão, ao coordenador, as seguintes incumbências, exceto:

Questão 80

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em um ambiente organizacional onde se pratica a gestão por competências, é correto afirmar que:

Questão 81

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Ao adotar o estilo de liderança da Teoria Y, um gestor de pessoas:

Questão 82

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Elemento básico para a interação social e o desenvolvimento das relações humanas, a comunicação desempenha papel fundamental para a efetivação de planos e programas em qualquer ambiente organizacional. Por isso mesmo, é correto afirmar que:

Questão 83

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
No campo da gestão da informação e do conhecimento, é correto afirmar que:

Questão 84

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Como ação administrativa, um mecanismo de controle será considerado eficientemente correto se:

Questão 85

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Reduzindo, cada vez mais, o lapso que vai da ficção à realidade, o avanço tecnológico a todos impacta. No campo das organizações, é correto afirmar que:

Questão 86

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em nosso país, o processo que permeia a formação do Estado nacional e da administração pública se revela pelas seguintes constatações, exceto:

Questão 87

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Acerca do modelo de administração pública gerencial, é correto afirmar que:

Questão 88

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Ao avaliar o fato de que a Constituição Federal de 1988 agregou complexidade ao desenho federativo brasileiro, reconhecendo o município como ente federado, é incorreto afirmar que:

Questão 89

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considerando a evolução da administração pública em nosso país, bem como as suas experiências de reforma, é correto afirmar que:

Questão 90

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
No exercício da função, o servidor público civil do Poder Executivo Federal afronta o Código de Ética Profissional quando:

Questão 91

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Podendo ser identificada como uma perspectiva inovadora de compreensão, análise e abordagem dos problemas da administração pública, com base no empirismo e na aplicação de valores de eficácia e eficiência em seu funcionamento, a Nova Gestão Pública propõe um modelo administrativo dotado das seguintes características, exceto:

Questão 92

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considerando o arcabouço racional-legal da administração pública no Brasil, é correto afirmar que:

Questão 93

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Ao avaliar um programa de governo, é necessário lançar mão de critérios cuja observação confirmará, ou não, a obtenção de resultados. Assim, quando se deseja verificar se um programa qualquer produziu efeitos (positivos ou negativos) no ambiente externo em que interveio, em termos econômicos, técnicos, socioculturais, institucionais ou ambientais, deve-se usar o seguinte critério:

Questão 94

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Sobre o tema “motivação, clima e cultura”, podemos afirmar corretamente que:

Questão 95

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Tal como no esforço de planejamento estratégico, uma organização que busque estabelecer um modelo de desenvolvimento institucional deve percorrer as seguintes etapas:

I. Definição da missão, visão e negócio;

II. Análise do ambiente interno – pontos fortes e fracos;

III. Análise do ambiente externo – oportunidades e ameaças;

IV. Definição dos objetivos, metas e planos de ação.

Estão corretas:

Questão 96

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Um processo de mudança organizacional cujo objetivo prioritário seja perseguir, de um lado, a motivação, atitudes, comportamentos individuais, satisfação pessoal e profissional e, de outro lado, a coesão e a identidade interna, introduzindo novos valores e hábitos a serem compartilhados coletivamente, deve ser analisado sob a ótica das seguintes perspectivas:

Questão 97

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Como instrumento gerencial, umprograma de avaliação de desempenho tenderá a ser proveitoso caso se preste a alcançar, entre outros, os seguintes objetivos, exceto:

Questão 98

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Comportando a interação de estruturas descentralizadas e modalidades inovadoras de parcerias entre estatais e organizações sociais ou empresariais, a abordagem de redes de políticas públicas se constitui em uma recente tendência da administração pública em nosso país. Sua proliferação, porém, acarreta vantagens e desvantagens à sua gestão. Como desvantagem, podemos citar o fato de que as redes:

Questão 99

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
No atual contexto, uma coordenação adequada de ações intergovernamentais implica reconhecer os seguintes pressupostos como verdadeiros, exceto:

Questão 100

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Acerca dos mecanismos e procedimentos adotados pelo sistema de planejamento e orçamento do Governo Federal, é incorreto afirmar que:

Questão 101

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O termo Política diz respeito ao funcionamento do Estado e ao exercício do poder. Quanto à sua origem, está correto afirmar que:

Questão 102

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O monopólio do uso da força pelo Estado e seus agentes é uma característica do poder político. Identifique o enunciado correto.

Questão 103

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O surgimento do Estado Moderno foi acompanhado do surgimento da noção de cidadania, que teve como condição um dos seguintes fenômenos sociais:

Questão 104

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental

» Esta questão foi anulada pela banca.
Segundo o filósofo Norberto Bobbio, “A superioridade do governo das leis sobre o governo dos homens é uma das grandes idéias que retornam toda vez que é discutido o problema dos limites do poder”. São características inerentes ao governo das leis...

O único enunciado incorreto é:

Questão 105

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O pensamento econômico foi construído com a contribuição de inúmeros autores, que tiveram seus nomes associados às teorias que defenderam e a determinadas formas de relação entre Estado e atividade econômica. A seguir, são citados cinco autores, as questões às quais seus nomes são associados e ao papel que atribuíam ao Estado. Apenas uma série é correta.

Questão 106

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A busca da distribuição do poder está intrinsecamente ligada à luta contra as tiranias. As afirmações a seguir estão relacionadas ao pluralismo como contraposição à concentração do poder do Estado. Identifique a única opção correta.

Questão 107

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Segundo Robert Dahl, existem oito condições para que uma sociedade seja democrática. A seguir, são relacionadas algumas dessas características.

Aponte a opção falsa.

Questão 108

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Ao identificar três tipos puros de dominação legítima, Max Weber afirmou que o tipo mais puro de dominação legal é aquele que se exerce por meio de um quadro administrativo burocrático. A seguir, são relacionadas algumas características da administração burocrática weberiana.

Identifique a opção falsa.

Questão 109

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A maioria dos autores que analisaram os processos de reforma do Estado o dividem em duas fases ou gerações. De um modo geral, a primeira geração ocorreu na década de 1980 e início da década de 1990 e teve por objetivo reduzir o Estado. A seguir, é apresentada uma série de medidas típicas das reformas do Estado empreendidas por países latino-americanos como Brasil, Argentina e Chile.

Aponte a opção falsa.

Questão 110

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A maior parte dos países ocidentais enfrentou uma crise do Estado nos anos 80 do século XX. Algumas características estiveram presentes tanto nos países desenvolvidos quanto na América Latina. Outras foram características apenas dos países latino-americanos. A seguir são relacionados alguns elementos dessa crise:

1. crise fiscal;

2. esgotamento dos efeitos internos do ciclo de expansão mundial posterior à II Guerra Mundial;

3. esgotamento do modelo de industrialização por substituição de importações;

4. redemocratização;

5. crise da dívida externa.

Que elementos estiveram presentes em países latinoamericanos como Brasil, Argentina e Peru?

Questão 111

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Estado de Bem-Estar (welfare state), conforme o Dicionário de Política organizado por Norberto Bobbio,Nicola Matteucci e Gianfranco Pasquino, pode ser definido como o “Estado que garante tipos mínimos de renda, alimentação, saúde, habitação, educação, assegurados a todo cidadão, não como caridade, mas como direito político”.

Os enunciados a seguir se referem a essa questão:

1. há uma relação direta entre desenvolvimento econômico e os Estados de Bem-Estar tal como se desenvolveram a partir da Segunda Guerra Mundial.

2. o Brasil se tornou um Estado de Bem-Estar ao inserir direitos sociais na Constituição de 1988.

3 . regimes totalitários como o fascismo e o nazismo podem ser considerados de Bem-Estar porque em seu apogeu eliminaram a fome e o desemprego.

4. pode-se dizer que entre os indígenas brasileiros estão presentes as características do Estado de Bem-Estar, porque todos os seus membros têm direito aos mesmos níveis de alimentação, saúde e educação.

5. os processos de reforma do Estado, ao incluírem privatizações e reformas dos sistemas de Previdência, acabaram com os Estados de Bem-Estar surgidos após a Segunda Guerra Mundial.

Em relação aos enunciados acima:

Questão 112

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em 1993, o Brasil realizou um plebiscito sobre a forma e sobre o sistema de governo a vigorarem no país a partir de então. Os seguintes enunciados se referem ao resultado dessa opção dos eleitores brasileiros. Indique o único correto.

Questão 113

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Clientelismo, corporativismo e neocorporativismo são formas de relacionamento entre o Estado e setores da sociedade civil. Os enunciados abaixo se referem a essas formas de relacionamento. Aponte o único enunciado correto.

Questão 114

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A Constituição de 1988 caracteriza-se por uma orientação geral no sentido da descentralização das políticas sociais, tais como educação, saúde, habitação e saneamento. Os enunciados a seguir referem-se às razões para isso:

1. os governos locais estão mais próximos da população e isso facilita o planejamento, a implementação e o controle social em relação a essas políticas.

2. devido à heterogeneidade do País, as políticas sociais devem ser diferenciadas e não uniformes e centralizadas.

3. a descentralização obriga os governos subnacionais a dedicarem maior atenção às políticas sociais.

4. a descentralização reduz os custos com uma estrutura administrativa central sem flexibilidade e distante da população a que se destinam essas políticas.

Desses enunciados:

Questão 115

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Uma das questões mais complexas na organização dos estados nacionais é a definição de um modelo adequado a cada país, considerando os vários matizes existentes entre unitarismo e federalismo. No Brasil, o modelo variou entre esses dois pólos desde a Independência. Os seguintes enunciados referem-se a essa questão:

1. durante o regime militar, principalmente a partir da Constituição de 1967, ocorreu um processo de centralização do poder e dos recursos.

2. a crise econômica dos anos 1970/80 e os anseios de redemocratizaçãocontribuíramparaqueaConstituição de 1988 e a legislação posterior revertessem a situação no sentido da descentralização.

3. o chamado “pacto federativo” brasileiro, por não ter sido fruto de um projeto abrangente, e sim da composição de forças no Parlamento, se caracteriza pela existência de distorções e conflitos que deram origem à necessidade de uma reforma tributária e política.

4. uma especificidade da federação brasileira atual é a importância dos municípios como unidades federativas, ao lado dos estados.

Desses enunciados:

Questão 116

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A partir da promulgação da Constituição de 1988, o cidadão brasileiro conta com uma multiplicidade de formas de participação política sem precedentes na história do País. A seguir são relacionadas algumas formas de participação popular na esfera pública.

Aponte o único enunciado falso.

Questão 117

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O historiador T. A. Marshall é uma referência obrigatória quando se trata de pesquisar a evolução dos direitos civis, políticos e sociais. Para ele, há uma sequência cronológica e lógica no desenvolvimento de tais direitos, com a conquista das liberdades civis levando à obtenção do direito de votar e ser votado e a expansão da representação política popular permitindo a aprovação parlamentar dos direitos sociais.

Os seguintes enunciados se referem ao Brasil.

Escolha a única opção válida.

Questão 118

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O termo “presidencialismo de coalizão” é usado para designar o arranjo político estabelecido no Brasil em função das relações entre Executivo e Legislativo. A expressão é pertinente porque o sistema político brasileiro tem características híbridas do presidencialismo e do parlamentarismo, entre as quais:

1. o Presidente da República conta com recursos de poder como a execução do orçamento, que não é de aplicação compulsória.

2. o Executivo necessita do apoio do Legislativo para ter sua agenda aprovada e para governar.

3. o Presidente tem a prerrogativa de editar Medidas Provisórias com força de lei, mas a iniciativa legislativa é exclusividade do Congresso.

4. o Presidente impõe sua agenda legislativa porque as lideranças partidárias são frágeis e suas orientações raramente são seguidas por seus liderados.

Os enunciados acima são:

Questão 119

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A população brasileira tem a possibilidade de participar na formulação e no controle da execução de políticas públicas, principalmente na área social, por meio de conselhos e outras instâncias participativas. A seguir, são relacionadas algumas características dessas instâncias:

1. o formato institucional dos conselhos em áreas como saúde, assistência social, direitos da criança e do adolescente é definido por legislação local segundo parâmetros da legislação federal.

2. de um modo geral, os conselhos adotam a paridade como princípio, ainda que com composição variável.

3. de acordo com o IBGE, existem conselhos de saúde e de assistência social constituídos em quase todos os municípios brasileiros, mas nas regiões Norte e Nordeste a proporção de conselhos municipais, em relação ao total de municípios, é menor que nas demais regiões, principalmente no que se refere a conselhos da criança e do adolescente.

4. os orçamentos participativos são as únicas instâncias de participação que não decorrem de dispositivo constitucional. Em consequência, a sua adoção é sempre iniciativa dos prefeitos eleitos.

Os enunciados acima:

Questão 120

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A questão de como implementar políticas públicas capazes de promover a inclusão social com eficácia e eficiência em países como o Brasil é crucial na gestão pública. Tal como vêm sendo concebidas no país, as políticas públicas apresentam algumas características comuns.

Identifique o enunciado falso.

Questão 121

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Os bens A e B são substitutos no consumo. Nesse caso, no que diz respeito a preços e quantidades de equilíbrio no mercado dos dois bens, pode-se afirmar que:

Questão 122

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Os produtos X e Y são produzidos em determinado país empregando-se apenas a mão-de-obra local. Em um dia, cada trabalhador é capaz de produzir 3 unidades do bem X ou, alternativamente, 5 unidades do bem Y. Nesse caso, pode-se afirmar que:

Questão 123

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
É correto afirmar que:

Questão 124

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental

» Esta questão foi anulada pela banca.
Assinale a opção correta.

Questão 125

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Sobre os conceitos econômicos de bens públicos e externalidades, é correto afirmar que:

Questão 126

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considere os seguintes dados extraídos de um Sistema de Contas Nacionais, em unidades monetárias:

Produto Interno Bruto: 1.162;
Remuneração dos empregados: 450;
Rendimento misto bruto (rendimento de autônomos): 150;
Impostos sobre a produção e importação: 170;
Subsídios à produção e importação: 8;
Despesa de consumo final: 900;
Exportação de bens e serviços: 100;
Importação de bens e serviços: 38.

Com base nessas informações, os valores para a formação bruta de capital fixo e para o excedente operacional bruto serão, respectivamente,

Questão 127

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considere os seguintes dados extraídos de um Sistema de Contas Nacionais extraídas das contas de produção de renda:

Produção: 2.500;
Impostos sobre produtos: 150;
Produto Interno Bruto: 1.300;
Impostos sobre a produção e de importação: 240;
Subsídios à produção: zero;
Excedente operacional bruto, inclusive rendimento de autônomos: 625.

Com base nessas informações, é correto afirmar que o consumo intermediário e a remuneração dos empregados são, respectivamente:

Questão 128

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considere os seguintes saldos, em unidades monetárias, para as contas dos Balanços de Pagamentos:

Balanço comercial: - 700;
Balanço de serviços: - 7.000;
Balanço de rendas: - 18.000;
Transferências unilaterais: + 1.500;
Conta Capital: + 300;
Investimento Direto: + 30.500;
Investimento em Carteira: + 7.000;
Derivativos: - 200;
Outros investimentos na conta financeira = -18.000;
Erros e omissões: + 2.500.

Considerando esses lançamentos, é correto afirmar que a conta Haveres da Autoridade Monetária apresentou saldo de:

Questão 129

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Considere os seguintes coeficientes de comportamento monetário:

M1= meios de pagamentos
c = (papel-moeda em poder do público/M1)
d = (depósitos a vista nos bancos comerciais/M1)
R = (encaixes totais dos bancos comerciais/depósitos a vista nos bancos comerciais)

Considerando que c = d/3 e R = 0,3, o valor do multiplicador da base monetária será de, aproximadamente,

Questão 130

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em relação aos conceitos relacionados a uma economia monetária, é incorreto afirmar que:

Questão 131

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Assinale a opção falsa com relação a alguns dos objetivos perseguidos pelo Estado desenvolvimentista no Brasil, ao longo de sua existência, tendo como meta a superação do seu atraso no processo de industrialização.

Questão 132

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Com relação ao Déficit Público, uma das afirmações a seguir é falsa. Identifique-a.

Questão 133

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em um sistema federal existem níveis alternativos de governo por meio dos quais os serviços públicos são ofertados. Assinale a única opção falsa com relação ao Federalismo Fiscal.

Questão 134

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
A análise das causas da queda da inflação no período 1995/1998 no Brasil está ligada à combinação dos seguintes elementos, exceto:

Questão 135

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Em fins de 1974, o Governo Federal lançou o II Plano Nacional de Desenvolvimento (II PND). Com relação ao referido Plano, não se pode dizer que:

Questão 136

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
O ajuste fiscal necessário para dar suporte às políticas macroeconômicas, durante a segunda metade dos anos 90, foi resultado dos seguintes fatores, nos quais não se inclui(em):

Questão 137

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Identifique, entre as modalidades de parcerias entre os setores público e privado, a modalidade que não é pertinente a uma PPP (Parceria Público-Privado).

Questão 138

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Com relação às Agências Reguladoras no Brasil, indique a opção incorreta.

Questão 139

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
De acordo com a Teoria da Agência, também chamada Teoria do Agente Principal, indique a opção falsa.

Questão 140

MPOG 2009 - ESAF - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Consta na Lei n. 8.884/1994, de Defesa da Concorrência, que caracteriza infração à ordem econômica acordar práticas de preços, quantidades, condições e outras práticas de venda com as concorrentes. Entre as principais condutas anticoncorrenciais não se inclui a(o):



Provas de Concursos » Esaf 2009