×
Analista Técnico - Atuária Analista Técnico - Tecnologia da Informação Analista Técnico - Administração e Finanças
×
SUSEP 2006

SUSEP 2010

Analista Técnico

Questão 1

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
De acordo com as ideias do texto, assinale a afirmativa correta.

Face mais cruel de qualquer período recessivo na economia, o desemprego é chaga social que propaga desalento coletivo, além de contribuir para a formação do círculo vicioso que começa com a queda do consumo, passa pela inibição da produção e termina em mais desemprego. Mas é exatamente nesse setor que as previsões mais otimistas para 2010 começam a se confirmar. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho, mostram que o saldo entre a admissão e a demissão de empregados com carteira assinada somou 181.419 vagas, um recorde que deixou longe os até então festejados 142 mil empregos formais registrados em janeiro de 2008, último mês de expansão antes da crise mundial. Detalhes reforçam o otimismo quanto à continuidade desse desempenho. Em janeiro de 2010, quando 1.410.462 postos formais de trabalho foram preenchidos, a indústria de transformação voltou a dar sinais de forte retomada. O setor tinha sido o mais atingido pela recessão, mas compareceu com 68.920 contratações, 17% acima do recorde anterior, de janeiro de 2008.
(Estado de Minas, Editorial, 19/02/2010, com adaptações)

Questão 2

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
A segunda metade dos anos 1990 foi caracterizada por
 
crises nos países emergentes: México, Rússia, Brasil
 
e Argentina. Em todos os casos, os países recorreram
 
ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para resolver
5
seus problemas de endividamento externo e tiveram
 
que se submeter a rigorosos programas de ajuste fiscal
 
(redução de gastos públicos e aumento de impostos) e
 
das contas externas exigidos pela organização. Após o
 
período de retração do nível de atividade e aumento do
10
desemprego, durante o qual a relação dívida/PIB e os
 
déficits fiscais se acomodaram em níveis compatíveis
 
com a capacidade de financiamento, todos os países,
 
à exceção da Argentina, entraram em trajetória de
 
crescimento, com estabilidade de preços. Como os
15
fundamentos fiscais e monetários destes países
 
estavam fortes, com equilíbrio fiscal, relação dívida/
 
PIB e inflação sob controle, seus governos e bancos
 
centrais puderam adotar políticas fiscais, monetárias,
 
de crédito mais frouxas, que reverteram a trajetória de
20
queda já no segundo trimestre de 2009.
(José Márcio Camargo, Tragédia grega. IstoÉ, 10/02/2010, com adaptações)
Assinale a relação lógico-semântica que se infere a partir da argumentação do texto.

Questão 3

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
A segunda metade dos anos 1990 foi caracterizada por
 
crises nos países emergentes: México, Rússia, Brasil
 
e Argentina. Em todos os casos, os países recorreram
 
ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para resolver
5
seus problemas de endividamento externo e tiveram
 
que se submeter a rigorosos programas de ajuste fiscal
 
(redução de gastos públicos e aumento de impostos) e
 
das contas externas exigidos pela organização. Após o
 
período de retração do nível de atividade e aumento do
10
desemprego, durante o qual a relação dívida/PIB e os
 
déficits fiscais se acomodaram em níveis compatíveis
 
com a capacidade de financiamento, todos os países,
 
à exceção da Argentina, entraram em trajetória de
 
crescimento, com estabilidade de preços. Como os
15
fundamentos fiscais e monetários destes países
 
estavam fortes, com equilíbrio fiscal, relação dívida/
 
PIB e inflação sob controle, seus governos e bancos
 
centrais puderam adotar políticas fiscais, monetárias,
 
de crédito mais frouxas, que reverteram a trajetória de
20
queda já no segundo trimestre de 2009.
(José Márcio Camargo, Tragédia grega. IstoÉ, 10/02/2010, com adaptações)
Assinale a opção em que os três termos remetem, por coesão textual, ao mesmo referente.

Questão 4

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
O texto Raio X do mercado, de Luiz Alberto Marinho, publicado na Revista GOL, novembro de 2009, p. 138, foi adaptado para compor os fragmentos abaixo. Numere-os, de acordo com a ordem em que devem ser dispostos para formar um texto coeso e coerente.

( ) Outra tendência fala de “identidade e auto-estima”. Isso significa que essas pessoas estão mais conscientes da sua importância para a economia, mas não querem abrir mão de suas origens, história e características.

( ) Portanto, para vender para pessoas de todas classes sociais, será preciso antes afastar ideias preconcebidas e entender melhor quem são, o que querem e como compram os brasileiros.

( ) O instituto de pesquisa Data Popular, especializado na baixa renda, apresentou um conjunto de dez tendências que vão impactar os negócios na classe C.

( ) Uma terceira tendência explica o papel da beleza como fator de inclusão: afinal, estar bem-arrumado ajuda a diminuir as barreiras sociais.

( ) Entre elas, está o “consumo de inclusão”, que mostra que o mercado emergente desenvolveu um jeito diferente e inclusivo de comprar.
A sequência correta é

Questão 5

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Assinale a opção que constitui continuação coesa, coerente e gramaticalmente correta para o trecho a seguir. No Brasil, tudo indica que o endividamento pessoal vai crescer nos próximos anos: uma ligeira melhora de rendimentos se traduz, em nosso país, por um aumento desproporcional do endividamento, em razão do uso disseminado dos cartões de crédito que o sistema financeiro incentiva.
(O Estado de S. Paulo, Editorial, 18/02/2010, com adaptações)

Questão 6

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Em relação às ideias e estruturas linguísticas do texto, assinale a opção incorreta.
As exportações brasileiras de serviços têm sido uma atividade limitada praticamente às grandes empresas de construção pesada. Com a experiência adquirida no País, elas ganhavam concorrências internacionais para execução de obras de infraestrutura em países em desenvolvimento da América Latina, do Oriente Médio e da África, valendo-se do “know-how” de trabalhar nos trópicos, em condições muitas vezes inóspitas, com mão de obra local e prontificando-se também a transferir tecnologia para os países contratantes.
Essas construtoras brasileiras continuam muito ativas no mercado externo, agora não apenas nos países em desenvolvimento, mas também nos mais desenvolvidos.
Além disso, deixaram de ser as únicas exportadoras de serviços.
Com a internacionalização da economia, está em curso uma significativa expansão, no exterior, de empresas brasileiras de Tecnologia da Informação (TI) e de instituições financeiras. Em menor escala, de empresas da área de logística e transporte, de arquitetura e engenharia, redes de franquias etc. Recente estudo sobre comércio internacional da Comissão Econômica para a América Latina (Cepal) revela que o avanço do Brasil nas exportações de serviços, nos últimos anos, só perde para as da China e da Índia entre os países emergentes.
(O Estado de S. Paulo, Editorial, 17/02/2010, com adaptações).

Questão 7

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico

» Essa questão pode ter algum problema e está sendo revisada. Em breve estará corrigida.
Assinale a opção correta a respeito do uso das estruturas linguísticas na organização das ideias do texto.

Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, índices de renda, emprego e mobilidade social retornaram aos mesmos patamares de antes da queda. Em uma analogia com uma partida de futebol, o coordenador da pesquisa afirmou que o Brasil teve um “tropeço no começo do jogo”, mas depois conseguiu se recuperar: “Podemos dizer que é um empate com muitos gols. Começamos o ano levando uma goleada, mas depois nos recuperamos. Foi um empate generalizado: desigualdade, pobreza, mobilidade.” O índice de mobilidade social foi um dos destaques do levantamento.
(Correio Braziliense, 11 de fevereiro, 2010, com adaptações)

Questão 8

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico

» Essa questão pode ter algum problema e está sendo revisada. Em breve estará corrigida.
Julgue como verdadeiras (V) ou falsas (F) as afirmações a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto abaixo. Em seguida, assinale a opção correta.

Houve uma grande queda da taxa de natalidade a partir de meados da década de 80. Vinte anos depois, tal fenômeno praticamente ausente dos debates econômicos resultou noutra tendência: a redução da população mais jovem. O efeito tem sido uma menor pressão por empregos, o que vai levar a aumento dos salários reais. Produtividade maior na economia, mais renda e melhores empregos estão promovendo uma revolução ainda pouco compreendida e estudada.
(Antônio Machado, Mundo invisível. Correio Braziliense, 14 de fevereiro de 2010, com adaptações)

( ) Mantém-se a coerência entre os argumentos, mas provoca-se erro gramatical, ao usar o termo “uma grande queda” (ℓ.1) no plural sem o artigo indefinido: grandes quedas.

( ) Provoca-se erro gramatical e, por consequência prejudica-se a coerência textual, ao inserir uma vírgula antes de “praticamente”(ℓ.3) e outra depois de “econômicos”(ℓ.4).

( ) Explicitam-se relações de sentido entre os termos, preservando a coerência e a correção gramatical do texto ao substituir “O efeito”(ℓ.5) por Um dos efeitos dessa redução.

( ) Alteram-se as relações de sentido no período sintático, mas preserva-se a coerência textual e o respeito às regras gramaticais ao retirar o pronome do termo “o que”(ℓ.6).

( ) Preservam-se as relações gramaticais, bem como a coerência textual, ao deslocar “na economia”(ℓ.7) para depois de “promovendo”(ℓ.8), desde que se coloque tal termo entre vírgulas.

A sequência obtida é

Questão 9

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Assinale a opção incorreta a respeito das relações de concordância no texto abaixo.

Quando se pensa em classe A, vem logo à cabeça a lembrança de gente milionária, que passa todos os fi ns de semana em Paris e compra as melhores marcas do mundo. No entanto, nossa classe A representa apenas 5% da população e possui rendimentos bem menores do que muita gente imagina. O que acontece frequentemente é uma confusão entre o brasileiro classe A e o consumidor de luxo, este sim cliente de marcas sofisticadas que movimenta um mercado de R$ 6 bilhões anuais.
(Luiz Alberto Marinho, Raio X do mercado. Revista GOL, novembro de 2009, p. 138)

Questão 10

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
Nos países em geral, economistas, políticos e o
 
noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia,
 
números abstratos que indicam a situação geral da
 
economia, mas não revelam o que se passa em seu
5
interior. A internet, por exemplo, apareceu em grande
 
escala em 1992, e o mundo se deu conta da revolução
 
que ela fizera nos negócios, na cultura e na vida das
 
pessoas 10 anos depois.
(Antônio Machado, Mundo invisível. Correio Braziliense, 14 de fevereiro de 2010, com adaptações)
No texto acima, provoca-se erro gramatical ou incoerência na argumentação do texto ao

Questão 11

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Assinale a opção que ao substituir a oração sublinhada, no texto abaixo, provoca erro gramatical e/ou incoerência textual.

Sem vitória ou derrota, na comparação entre o pré e o pós-crise, a turbulência financeira que abalou o mundo trouxe perdas ao Brasil, mas no decorrer de 2009 os prejuízos foram recuperados e, se o país não cresceu, conseguiu ao menos fazer com que importantes indicadores econômicos e sociais empatassem com os que eram registrados em 2008 – ano do pico de desenvolvimento brasileiro.
(Correio Braziliense, 11 de fevereiro, 2010, com adaptações)

Questão 12

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico

» Essa questão pode ter algum problema e está sendo revisada. Em breve estará corrigida.
Em relação às estruturas linguísticas do texto, assinale a opção correta.

Dados do Sine — uma rede pública de agências de emprego, associada ao Ministério do Trabalho — mostram que apenas 39% das vagas ali oferecidas em 2009 foram preenchidas. Em 2008, na mesma rede, 42% haviam sido ocupadas; no ano anterior, 48%. Ou seja, mesmo com um índice de desemprego ainda relativamente alto, de 8,9% no ano passado, o país vive o paradoxo de criar vagas e não encontrar profissionais que as preencham. A explicação, dizem as empresas, está, sobretudo, na escolaridade precária dos trabalhadores.O fenômeno já se fazia sentir com força, no final de 2009, na procura por engenheiros. Agora se vê que a carência de profissionais se espraia para vários níveis de formação - sobram vagas para farmacêuticos, mas também para eletricistas e torneiros.Trata-se de um problema grave, para o qual não há solução simples nem imediata. A rede educacional do país, com suas falhas e distorções distribuídas do ensino fundamental à universidade, mostra-se incapaz de oferecer ao mercado de trabalho mão de obra competente.
(Folha de S. Paulo, Editorial, 17/02/2010, com adaptações)

Questão 13

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Os trechos a seguir constituem um texto adaptado do Correio Braziliense, Editorial, 18/02/2010. Assinale a opção transcrita com erro gramatical.

Questão 14

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Assinale a opção em que o texto foi transcrito com erro gramatical no termo sublinhado.

A historiografia econômica já explorou detidamente os mecanismos pelos quais [A] as eras históricas, que são nomeadas pelos respectivos sistemas de produção, ganharam uma fisionomia própria, uma identidade, entraram em crise, sendo [B] enfim substituídas implacavelmente em escala mundial. O feudalismo foi dissolvido pelo capital mercantil, e este, passado o processo de acumulação, deu lugar ao capitalismo industrial. O imperialismo é o ápice do processo capitalista e, até a bem [C] pouco tempo, o pensamento de esquerda ancorava-se na certeza de que o socialismo universalizado tomaria o lugar dos imperialismos em luta de morte. As dúvidas são hoje graves, mas a hipótese de que [D] as fases não só se encadeiam mas se ultrapassam é ainda um cânon de leitura poderoso, parecendo imbatível quando se examinam [E] os períodos de transição.
(Alfredo Bosi, O tempo e os tempos. In: Adauto Novaes (org.), Tempo e História. São Paulo: Companhia das Letras,1992, p.21, com adaptações)

Questão 15

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Os trechos a seguir constituem um texto adaptado de O Estado de S. Paulo, Editorial, 18/02/2010. Assinale a opção gramaticalmente correta.

Questão 16

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Assinale a opção que corresponde a erro gramatical ou de grafia de palavra inserido no texto.

A manutenção dos empregos é um atestado de que(1) os agentes econômicos, embora(2) assustados com as repecurssões(3) da crise nos países mais desenvolvidos, não perderam a confiança na economia brasileira. Não foi sem motivo. Graças aos sinais emitidos pelo próprio governo de que a crise seria encarada sem abalos na estrutura do combate à(4) inflação, no câmbio flutuante e com o menor sacrifício possível da política de superávits primários, já se sabia que a economia brasileira teria condições inéditas de escapar dos piores efeitos da situação. Mesmo tendo enfrentado(5) uma recessão, caracterizada pelo desempenho negativo do PIB por dois semestres seguidos, e de sofrer forte pressão por mudanças no câmbio, o governo sustentou a política econômica.
(Adaptado de Estado de Minas, Editorial, 19/02/2010)

Questão 17

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Assinale a opção que completa corretamente a sequência de lacunas no texto abaixo.

O que aconteceria no mundo ___(1)___, num determinado período, nada, nem pessoas, nem patrimônios, nem atividades econômicas tivessem a cobertura de uma apólice de seguro? Se isso ___(2)____, os aviões não levantariam vôo, os navios não deixariam os portos e o transporte de pessoas não funcionaria ___(3)___falta de proteção da sua vida. Milhares de atendimentos médico-hospitalares deixariam de ser feitos sem seguro saúde. Milhares de veículos provavelmente não circulariam ____(4)____ seus proprietários não correriam o risco de acidentes sem o seguro de automóveis. Consequentemente, milhares de oficinas e seus empregados não teriam trabalho e poucos carros novos seriam vendidos. As grandes indústrias parariam de produzir porque os empresários, certamente, não iriam admitir que seus investimentos e empregados ficassem expostos ____(5)____ riscos de trabalhar sem a proteção do seguro.
(Discurso de João Elisio Ferraz de Campos no Senado. ViverSeguro, http:// www.fenaseg.org.br acesso: 11/02/2010)

Questão 18

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Assinale a opção que preenche, de maneira coerente e gramaticalmente correta, as lacunas do texto.

O que contribui para fortalecer o mercado formal de trabalho não ___1___ imposições legais, mas sim a liberação dos caminhos ___2___ aumento da produção e mais qualificação da mão de obra. Dados do próprio Ministério do Trabalho, recém divulgados, confirmam que 1,66 milhão de postos oferecidos no ano passado não foram preenchidos simplesmente devido ___3 ausência da qualificação mínima exigida por parte dos pretendentes. Isso significa que o país deve persistir na busca de taxa de juros e carga fiscal baixas, ___4___de investimentos continuados em formação e treinamento de profissionais, ___5___a população possa aproveitar ao máximo as oportunidades abertas por este ano de projeções particularmente tão favoráveis.
(Adaptado de Zero Hora (RS), Editorial, 19/02/2010.)

Questão 19

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Assinale a opção que apresenta trecho adequado para ser inserido, de forma gramaticalmente correta, coesa e coerente, na lacuna do texto abaixo.

Bancos públicos e privados do País se expandem no mercado externo. A rede de bancos de capital nacional no exterior ampliou-se a partir da década de 1990, buscando, inicialmente, atrair depósitos e aplicações de imigrantes brasileiros espalhados pelo mundo, responsáveis por um volume considerável de remessas financeiras para suas famílias, ou mesmo para seus negócios, no Brasil ........................................................................................................................................
Já é clara, assim, a tendência para uma expansão global. O objetivo é claro: há todo o interesse dos bancos em acompanhar um número crescente de clientes empresariais brasileiros que já atuam nos quatro cantos do mundo, além de buscar novos negócios onde quer que se instalem.
(O Estado de S. Paulo, Editorial, 17/02/2010, com adaptações).

Questão 20

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Assinale a opção que corresponde a erro gramatical inserido no texto.

O etanol ainda está longe de ter um mercado global. Apresentado desde o(1) início da década como a grande solução energética para o mundo, para substituir uma fonte não renovável (o petróleo) e reduzir a emissão(2) de poluentes, o etanol ainda não conquistou os fabricantes de veículos e os consumidores do mundo inteiro. Falta uma padronização internacional para transformar-lhe(3) em uma commodity facilmente comercializável nos diferentes mercados e ainda persistem barreiras protecionistas em muitos países. Nos EUA, por exemplo, há uma tarifa de importação de US$ 0,54 por galão. Para entrar na União Europeia, o etanol brasileiro paga 19 centavos de euro por litro. É grande o potencial de mercado para o etanol brasileiro nos EUA. Na União Europeia, o potencial é menor, pois lá(4) o programa energético prevê a utilização de 10% de combustíveis renováveis no consumo total em 2020. Cálculos da União da Indústria da Cana-de-Açúcar — Unica indicam que isso resultaria na demanda de 14 bilhões de litros de etanol por ano (outra parte seria atendida(5) por biodiesel).
(O Estado de S. Paulo, Editorial, 18/02/2010, com adaptações)

Questão 21

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
Insurance is regulated by the individual states. The
 
move to modernize insurance regulation is being driven
 
in part by the globalization of insurance services. Some
 
large U.S. companies that operate in other countries
5
support the concept of a federal system that provides
 
one-stop regulatory approval while others believe the
 
merits of a state system outweigh the virtues of a single
 
national regulator. As a result of discussions about the
 
merits of each system, states are making it easier for
10
insurers to respond quickly to market forces.
 
States monitor insurance company solvency. One
 
important function related to this is overseeing rate
 
changes. Rate making is the process of calculating a
 
price to cover the future cost of insurance claims and
15
expenses, including a margin for profit. To establish
 
rates, insurers look at past trends and changes in the
 
current environment that may affect potential losses in
 
the future.
 
Increasingly, even in the most regulated states,
20
officials are relying on competition among insurance
 
companies to keep rates down and are modernizing and
 
streamlining the rate setting process.
Source: www.iii.org (Adapted)Jan, 2010
According to paragraph 1, the globalization of insurance services has

Questão 22

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
Insurance is regulated by the individual states. The
 
move to modernize insurance regulation is being driven
 
in part by the globalization of insurance services. Some
 
large U.S. companies that operate in other countries
5
support the concept of a federal system that provides
 
one-stop regulatory approval while others believe the
 
merits of a state system outweigh the virtues of a single
 
national regulator. As a result of discussions about the
 
merits of each system, states are making it easier for
10
insurers to respond quickly to market forces.
 
States monitor insurance company solvency. One
 
important function related to this is overseeing rate
 
changes. Rate making is the process of calculating a
 
price to cover the future cost of insurance claims and
15
expenses, including a margin for profit. To establish
 
rates, insurers look at past trends and changes in the
 
current environment that may affect potential losses in
 
the future.
 
Increasingly, even in the most regulated states,
20
officials are relying on competition among insurance
 
companies to keep rates down and are modernizing and
 
streamlining the rate setting process.
Source: www.iii.org (Adapted)Jan, 2010
According to paragraph 2, rates

Questão 23

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
Insurance is regulated by the individual states. The
 
move to modernize insurance regulation is being driven
 
in part by the globalization of insurance services. Some
 
large U.S. companies that operate in other countries
5
support the concept of a federal system that provides
 
one-stop regulatory approval while others believe the
 
merits of a state system outweigh the virtues of a single
 
national regulator. As a result of discussions about the
 
merits of each system, states are making it easier for
10
insurers to respond quickly to market forces.
 
States monitor insurance company solvency. One
 
important function related to this is overseeing rate
 
changes. Rate making is the process of calculating a
 
price to cover the future cost of insurance claims and
15
expenses, including a margin for profit. To establish
 
rates, insurers look at past trends and changes in the
 
current environment that may affect potential losses in
 
the future.
 
Increasingly, even in the most regulated states,
20
officials are relying on competition among insurance
 
companies to keep rates down and are modernizing and
 
streamlining the rate setting process.
Source: www.iii.org (Adapted)Jan, 2010
According to paragraph 3,

Questão 24

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
To sceptics all this talk of twittering, yammering
 
and chattering smacks of another internet bubble in the
 
making. They argue that even a huge social network such
 
as Facebook will struggle to make money because fickle
5
networkers will not stay in one place for long, pointing to
 
the example of MySpace, which was once all the rage but
 
has now become a shadow of its former self. Last year
 
the site, which is owned by News Corp, installed a new
 
boss and fi red 45% of its staff as part of a plan to revive its
10
fortunes.
 
Within companies there is plenty of doubt about the
 
benefi ts of online social networking in the office. A survey
 
of 1,400 chief information officers conducted last year by
 
Robert Half Technology, a recruitment firm, found that only
15
one-tenth of them gave employees full access to such
 
networks during the day, and that many were blocking
 
Facebook and Twitter altogether. The executives’ biggest
 
concern was that social networking would lead to social
 
notworking, with employees using the sites to chat with
20
friends instead of doing their jobs. Some bosses also fretted
 
that the sites would be used to leak sensitive corporate
 
information.
Source: www.economist.com (Adapted) Jan 28th, 2010
According to paragraph 1, the site MySpace

Questão 25

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
To sceptics all this talk of twittering, yammering
 
and chattering smacks of another internet bubble in the
 
making. They argue that even a huge social network such
 
as Facebook will struggle to make money because fickle
5
networkers will not stay in one place for long, pointing to
 
the example of MySpace, which was once all the rage but
 
has now become a shadow of its former self. Last year
 
the site, which is owned by News Corp, installed a new
 
boss and fi red 45% of its staff as part of a plan to revive its
10
fortunes.
 
Within companies there is plenty of doubt about the
 
benefi ts of online social networking in the office. A survey
 
of 1,400 chief information officers conducted last year by
 
Robert Half Technology, a recruitment firm, found that only
15
one-tenth of them gave employees full access to such
 
networks during the day, and that many were blocking
 
Facebook and Twitter altogether. The executives’ biggest
 
concern was that social networking would lead to social
 
notworking, with employees using the sites to chat with
20
friends instead of doing their jobs. Some bosses also fretted
 
that the sites would be used to leak sensitive corporate
 
information.
Source: www.economist.com (Adapted) Jan 28th, 2010
According to paragraph 2, the benefits of online social networking in the office are

Questão 26

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
To sceptics all this talk of twittering, yammering
 
and chattering smacks of another internet bubble in the
 
making. They argue that even a huge social network such
 
as Facebook will struggle to make money because fickle
5
networkers will not stay in one place for long, pointing to
 
the example of MySpace, which was once all the rage but
 
has now become a shadow of its former self. Last year
 
the site, which is owned by News Corp, installed a new
 
boss and fi red 45% of its staff as part of a plan to revive its
10
fortunes.
 
Within companies there is plenty of doubt about the
 
benefi ts of online social networking in the office. A survey
 
of 1,400 chief information officers conducted last year by
 
Robert Half Technology, a recruitment firm, found that only
15
one-tenth of them gave employees full access to such
 
networks during the day, and that many were blocking
 
Facebook and Twitter altogether. The executives’ biggest
 
concern was that social networking would lead to social
 
notworking, with employees using the sites to chat with
20
friends instead of doing their jobs. Some bosses also fretted
 
that the sites would be used to leak sensitive corporate
 
information.
Source: www.economist.com (Adapted) Jan 28th, 2010
According to paragraph 2, some bosses also worried that through the sites sensitive corporate information would be

Questão 27

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
The recent financial crisis has resulted in large losses
 
for the insurance industry. Industry conditions in the near
 
term remain tenuous, particularly as many companies will
 
continue to experience declining revenues, investment
5
losses, and credit rating downgrades, which can affect an
 
insurer’s ability to repay debt by having to pay a higher
 
interest rate. Additionally, insurance companies that were
 
trading in credit default swaps and other risky instruments
 
without sufficient hedging suffered especially hard, and
10
some companies even became insolvent. Companies with
 
prudent risk management strategies also suffered large
 
losses, because most investment instruments owned by
 
insurance companies experienced falling values as they
 
were being sold or marked down as the stock market
15
deteriorated in late 2008. Nonetheless, as insurers rebuild
 
capital and adhere to stricter Federal regulations, the
 
insurance industry is likely to stabilize.
 
The Internet is an important tool for insurance carriers
 
in reaching potential and existing customers. Insurance
20
carriers use the Internet to enable customers to access
 
online account and billing information, view insurance
 
quotes, and purchase policies.
Source: www.bls.gov (Adapted) Jan 28th, 2010
According to the text, large losses

Questão 28

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
The recent financial crisis has resulted in large losses
 
for the insurance industry. Industry conditions in the near
 
term remain tenuous, particularly as many companies will
 
continue to experience declining revenues, investment
5
losses, and credit rating downgrades, which can affect an
 
insurer’s ability to repay debt by having to pay a higher
 
interest rate. Additionally, insurance companies that were
 
trading in credit default swaps and other risky instruments
 
without sufficient hedging suffered especially hard, and
10
some companies even became insolvent. Companies with
 
prudent risk management strategies also suffered large
 
losses, because most investment instruments owned by
 
insurance companies experienced falling values as they
 
were being sold or marked down as the stock market
15
deteriorated in late 2008. Nonetheless, as insurers rebuild
 
capital and adhere to stricter Federal regulations, the
 
insurance industry is likely to stabilize.
 
The Internet is an important tool for insurance carriers
 
in reaching potential and existing customers. Insurance
20
carriers use the Internet to enable customers to access
 
online account and billing information, view insurance
 
quotes, and purchase policies.
Source: www.bls.gov (Adapted) Jan 28th, 2010
The author defines the industry conditions in the near term as tenuous, which means they are

Questão 29

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
The recent financial crisis has resulted in large losses
 
for the insurance industry. Industry conditions in the near
 
term remain tenuous, particularly as many companies will
 
continue to experience declining revenues, investment
5
losses, and credit rating downgrades, which can affect an
 
insurer’s ability to repay debt by having to pay a higher
 
interest rate. Additionally, insurance companies that were
 
trading in credit default swaps and other risky instruments
 
without sufficient hedging suffered especially hard, and
10
some companies even became insolvent. Companies with
 
prudent risk management strategies also suffered large
 
losses, because most investment instruments owned by
 
insurance companies experienced falling values as they
 
were being sold or marked down as the stock market
15
deteriorated in late 2008. Nonetheless, as insurers rebuild
 
capital and adhere to stricter Federal regulations, the
 
insurance industry is likely to stabilize.
 
The Internet is an important tool for insurance carriers
 
in reaching potential and existing customers. Insurance
20
carriers use the Internet to enable customers to access
 
online account and billing information, view insurance
 
quotes, and purchase policies.
Source: www.bls.gov (Adapted) Jan 28th, 2010
According to the text,

Questão 30

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
1
The recent financial crisis has resulted in large losses
 
for the insurance industry. Industry conditions in the near
 
term remain tenuous, particularly as many companies will
 
continue to experience declining revenues, investment
5
losses, and credit rating downgrades, which can affect an
 
insurer’s ability to repay debt by having to pay a higher
 
interest rate. Additionally, insurance companies that were
 
trading in credit default swaps and other risky instruments
 
without sufficient hedging suffered especially hard, and
10
some companies even became insolvent. Companies with
 
prudent risk management strategies also suffered large
 
losses, because most investment instruments owned by
 
insurance companies experienced falling values as they
 
were being sold or marked down as the stock market
15
deteriorated in late 2008. Nonetheless, as insurers rebuild
 
capital and adhere to stricter Federal regulations, the
 
insurance industry is likely to stabilize.
 
The Internet is an important tool for insurance carriers
 
in reaching potential and existing customers. Insurance
20
carriers use the Internet to enable customers to access
 
online account and billing information, view insurance
 
quotes, and purchase policies.
Source: www.bls.gov (Adapted) Jan 28th, 2010
According to the text, the role played by the Internet within the insurance industry is

Questão 31

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A inequação dada por é definida no conjunto dos números reais, , tem como solução o conjunto S representado por:

Questão 32

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Sejam A e B dois conjuntos quaisquer e sejam , respectivamente, as operações de interseção, união e diferença entre eles. Seja o conjunto vazio, U o conjunto universo e seja . A opção correta é:

Questão 33

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Um pai deseja dividir uma fazenda de 500 alqueires entre seus três filhos, na razão direta da quantidade de filhos que cada um tem e na razão inversa de suas rendas. Sabendo-se que a renda do filho mais velho é duas vezes a renda do filho mais novo e que a renda do filho do meio é três vezes a renda do mais novo, e que, além disso, o filho mais velho tem três filhos, o filho do meio tem dois filhos e o filho mais novo tem dois filhos, quantos alqueires receberá o filho do meio?

Questão 34

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Um estudo indica que, nas comunidades que vivem em clima muito frio e com uma dieta de baixa ingestão de gordura animal, a probabilidade de os casais terem filhos do sexo masculino é igual a 1/4 . Desse modo, a probabilidade de um casal ter dois meninos e três meninas é igual a:

Questão 35

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Uma urna contém bolas vermelhas, azuis, amarelas e pretas. O número de bolas pretas é duas vezes o número de bolas azuis, o número de bolas amarelas é cinco vezes o número de bolas vermelhas, e o número de bolas azuis é duas vezes o número de bolas amarelas. Se as bolas diferem apenas na cor, ao se retirar ao acaso três bolas da urna, com reposição, qual a probabilidade de exatamente duas bolas serem pretas?

Questão 36

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Um aquário em forma de cubo possui capacidade para abrigar 20 peixinhos coloridos por metro cúbico.
Sabendo-se que uma diagonal de face desse aquário mede 10 metros, então o volume do aquário, em metros cúbicos (m3), e o número aproximado de peixinhos que podem ser abrigados neste aquário são, respectivamente, iguais a:

Questão 37

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A soma S1 dos ângulos internos de um polígono convexo de n lados, com n 3, é dada por Si =(n-2).1800. O número de lados de três polígonos convexos, P1, P2 e P3 são representados, respectivamente, por (x-3), x e (x+3).
Sabendo-se que a soma de todos os ângulos internos dos três polígonos é igual a 32400, então o número de lados do polígono P2 e o total de diagonais do polígono P3 são, respectivamente, iguais a:

Questão 38

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Um círculo está inscrito em um triângulo isósceles de base 6 e altura 4. Calcule o raio desse círculo.

Questão 39

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
No sistema de juros compostos, o Banco X oferece uma linha de crédito ao custo de 80 % ao ano com capitalização trimestral. Também no sistema de juros compostos, o Banco Y oferece a mesma linha de crédito ao custo dado pela taxa semestral equivalente à taxa cobrada pelo Banco X. Maria obteve 100 unidades monetárias junto ao Banco X, para serem pagas ao final de um ano. Mário, por sua vez, obteve 100 unidades monetárias junto ao Banco Y para serem pagas ao final de um semestre. Sabendo-se que Maria e Mário honraram seus compromissos nos respectivos períodos contratados, então os custos percentuais efetivos pagos por Maria e Mário, foram, respectivamente, iguais a:

Questão 40

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Um título sofre um desconto racional composto dois meses antes do seu vencimento a uma taxa de 5% ao mês. Dado que o valor do desconto é R$ 10 000,00, qual o valor mais próximo do valor nominal do título?

Questão 41

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Muito se tem falado acerca dos princípios constitucionais.
Sobre tais princípios, é correto afirmar que:

Questão 42

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Considere as seguintes assertivas a respeito dos direitos sociais e dos trabalhadores garantidos pela Constituição:

I. são direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à infância, a assistência aos desamparados, na forma da Constituição.

II. o direito à moradia significa o direito à casa própria.

III. os diversos direitos garantidos pela constituição aos trabalhadores são elencados de forma exemplificativa.

IV. os diversos direitos garantidos pela Constituição aos trabalhadores são elencados de forma taxativa.

V. a Constituição não conferiu uma garantia absoluta do emprego.

Assinale a opção verdadeira.

Questão 43

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A Constituição Federal garante a inviolabilidade dos direitos à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, além de outros decorrentes do regime e dos princípios por ela adotados ou dos tratados internacionais em que a República Federativa do Brasil seja parte. Sobre a inviolabilidade dos direitos, é correto afirmar que

Questão 44

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Quanto à competência legislativa privativa da União, é possível classificá-la em direito material substancial e direito material administrativo. Sobre o tema, é correto afirmar que

Questão 45

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Sobre a organização Político-Administrativa e a formação dos Estados, é correto afirmar que:

Questão 46

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
As atribuições do Tribunal de Contas da União têm assento constitucional e é possível constatar alguns tipos de fiscalização a serem desempenhadas por aquela Corte de Contas. É correto afirmar que não é tipo de fiscalização:

Questão 47

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A Constituição apresenta dispositivos que contêm princípios orçamentários, os quais estão direta ou indiretamente consagrados. Assinale, entre os princípios abaixo, aquele que não corresponde a um princípio orçamentário.

Questão 48

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A Constituição da República dedica um capítulo às finanças públicas. Sobre o tema, é correto afirmar que

Questão 49

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Sobre o Sistema Financeiro Nacional, é correto afirmar que

Questão 50

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
São princípios da Ordem Econômica, exceto:

Questão 51

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A SUSEP é uma autarquia, atua na regulação da atividade de seguros (entre outras), e está sob supervisão do Ministério da Fazenda. Logo, é incorreto dizer que ela:

Questão 52

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Para que uma autarquia tenha existência regular, há a necessidade de observância dos seguintes procedimentos:

Questão 53

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
O chamado mérito administrativo costuma ser relacionado ao(s) seguinte(s) elemento(s) do ato administrativo:

Questão 54

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico

» Esta questão foi anulada pela banca.
No que tange aos atos administrativos discricionários praticados no âmbito da SUSEP, o Poder Judiciário:

Questão 55

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
No desvio de poder, ocorre o seguinte fenômeno:

Questão 56

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
O Regime Jurídico Único dos servidores públicos federais, em consonância com jurisprudência reiterada do Supremo Tribunal Federal, não mais admite a seguinte forma de provimento derivado de cargos públicos:

Questão 57

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A partir da Emenda Constitucional n. 32, de 2001, parte significativa dos administrativistas passou a aceitar a possibilidade de edição, pelo Chefe do Poder Executivo, de espécie de decreto autônomo. Nesse contexto, é matéria a ser disciplinada por meio de tal modalidade de decreto:

Questão 58

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Para fins do Regime Jurídico Único estabelecido pela Lei n. 8.112, de 1990, considera-se servidor público:

Questão 59

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Conforme a legislação atual, a reversão de bens, uma vez extinta uma concessão de serviço público:

Questão 60

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Na esfera federal, o julgamento das contas dos administradores e demais responsáveis por dinheiros, bens e valores públicos:

Questão 61

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
O sistema de seguros privados vigente no Brasil tem como escopo oferecer garantias

Questão 62

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
O sistema securitário desenhado no Decreto-Lei n.73/1966 visa a:

Questão 63

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Os planos de previdência complementar, abertos ou fechados, caracterizam-se por:

Questão 64

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Pode-se considerar que o déficit de entidades de previdência complementar ligadas a sociedades de economia mista resulta de:

Questão 65

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Seguradoras são sociedades empresárias autorizadas a operar pela SUSEP com função socialmente relevante, razão pela qual no seu funcionamento ficam sujeitas a:

Questão 66

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
O co-seguro reflete:

Questão 67

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
O seguro visa a garantir interesse legítimo do segurado.
Assim, é admissível:

Questão 68

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Distinguem-se seguros obrigatórios dos facultativos, no âmbito do direito privado, em virtude de:

Questão 69

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A competência do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) em confronto com a da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) evidencia:

Questão 70

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A responsabilidade de administradores de sociedades de capitalização, constituídas sob forma anônima visa a:

Questão 71

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A realização de operações entre partes relacionadas, no caso de seguradoras e/ou entidades de previdência complementar deve ser:

Questão 72

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Tal como se dá com instituições financeiras, sujeitas ao regime da Lei n. 6.024/74, as seguradoras e entidades de previdência complementar estão sujeitas à intervenção quando:

Questão 73

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Entidades de previdência complementar, abertas ou fechadas, se obrigam a:

Questão 74

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Admite-se a contratação de seguro no exterior, por pessoa natural residente no Brasil quando:

Questão 75

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
As operações de resseguro e retrocessão têm como função:

Questão 76

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Se é verdade que os empresários estão em estado de oferta permanente, o fato de as seguradoras poderem recusar propostas (ofertas) decorre de:

Questão 77

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Administradores de seguradoras respondem perante os segurados pelos danos que vierem a causar:

Questão 78

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A base econômica para as operações de seguros privados toma como base:

Questão 79

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
Compete à SUSEP impor às seguradoras penas administrativas, conforme a gravidade da infração. Dessa forma, se a seguradora que opere carteira sem a devida autorização fica sujeita a pena de:

Questão 80

SUSEP 2010 - ESAF - Analista Técnico
A participação de corretor nas operações de seguros visa a:



Provas de Concursos » Esaf 2010