×
Analista Judiciário - Área Judiciária Analista Judiciário - Execução de Mandados Técnico Judiciário - Área Administrativa
×
TRT 1ª 2011 TRT 1ª 2012 TRT 1ª 2014 TRT 1ª 2015 TRT 1ª 2016

TRT 1ª 2013

Analista Judiciário - Área Administrativa

Questão 1

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Cada um fala como quer, ou como pode, ou como acha
 
que pode. Ainda ontem me divertiu este trechinho de crônica do
 
escritor mineiro Humberto Werneck, de seu livro Esse inferno
 
vai acabar:
5
 
“− Meu cabelo está pendoando – anuncia a prima,
 
apalpando as melenas.
 
Tenho anos, décadas de Solange, mas confesso que
 
ela, com o seu solangês, às vezes me pega desprevenido.
10
− Seu cabelo está o quê?
 
− Pendoando – insiste ela, e, com a paciência de
 
quem explica algo elementar a um total ignorante, traduz:
 
− Bifurcando nas extremidades.
 
É assim a Solange, criatura para a qual ninguém
15
morre, mas falece, e, quando sobrevém esse infausto
 
acontecimento, tem seu corpo acondicionado num ataúde,
 
num esquife, num féretro, para ser inumado em alguma
 
necrópole, ou, mais recentemente, incinerado em crema-
 
tório. Cabelo de gente assim não se torna vulgarmente
20
quebradiço: pendoa.”
 
 
Isso me fez lembrar uma visita que recebemos em casa,
 
eu ainda menino. Amigas da família, mãe e filha adolescente
 
vieram tomar um lanche conosco. D. Glorinha, a mãe, achava
25
meu pai um homem intelectualizado e caprichava no
 
vocabulário. A certa altura pediu ela a mim, que estava sentado
 
numa extremidade da mesa:
 
− Querido, pode alcançar-me uma côdea desse pão?
 
− Por falta de preparo linguístico não sabia como atender
30
a seu pedido. Socorreu-me a filha adolescente:
 
− Ela quer uma casquinha do pão. Ela fala sempre assim
 
na casa dos outros.
 
− A mãe ficou vermelha, isto é, ruborizou, enrubesceu,
 
rubificou, e olhou a filha com reprovação, isto é, dardejou-a com
35
olhos censórios.
 
Veja-se, para concluir, mais um trechinho do Werneck:
 
 
“Você pode achar que estou sendo implicante,
 
metido a policiar a linguagem alheia. Brasileiro é assim
40
mesmo, adora embonitar a conversa para impressionar os
 
outros. Sei disso. Eu próprio já andei escrevendo sobre o
 
que chamei de ruibarbosismo: o uso de palavreado rebar-
 
bativo como forma de, numa discussão, reduzir ao silêncio
 
o interlocutor ignaro. Uma espécie de gás paralisante
45
verbal.”
(Cândido Barbosa Filho, inédito)
No contexto, as frases Meu cabelo está pendoando e pode alcançar-me uma côdea desse pão constituem casos de

Questão 2

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Cada um fala como quer, ou como pode, ou como acha
 
que pode. Ainda ontem me divertiu este trechinho de crônica do
 
escritor mineiro Humberto Werneck, de seu livro Esse inferno
 
vai acabar:
5
 
“− Meu cabelo está pendoando – anuncia a prima,
 
apalpando as melenas.
 
Tenho anos, décadas de Solange, mas confesso que
 
ela, com o seu solangês, às vezes me pega desprevenido.
10
− Seu cabelo está o quê?
 
− Pendoando – insiste ela, e, com a paciência de
 
quem explica algo elementar a um total ignorante, traduz:
 
− Bifurcando nas extremidades.
 
É assim a Solange, criatura para a qual ninguém
15
morre, mas falece, e, quando sobrevém esse infausto
 
acontecimento, tem seu corpo acondicionado num ataúde,
 
num esquife, num féretro, para ser inumado em alguma
 
necrópole, ou, mais recentemente, incinerado em crema-
 
tório. Cabelo de gente assim não se torna vulgarmente
20
quebradiço: pendoa.”
 
 
Isso me fez lembrar uma visita que recebemos em casa,
 
eu ainda menino. Amigas da família, mãe e filha adolescente
 
vieram tomar um lanche conosco. D. Glorinha, a mãe, achava
25
meu pai um homem intelectualizado e caprichava no
 
vocabulário. A certa altura pediu ela a mim, que estava sentado
 
numa extremidade da mesa:
 
− Querido, pode alcançar-me uma côdea desse pão?
 
− Por falta de preparo linguístico não sabia como atender
30
a seu pedido. Socorreu-me a filha adolescente:
 
− Ela quer uma casquinha do pão. Ela fala sempre assim
 
na casa dos outros.
 
− A mãe ficou vermelha, isto é, ruborizou, enrubesceu,
 
rubificou, e olhou a filha com reprovação, isto é, dardejou-a com
35
olhos censórios.
 
Veja-se, para concluir, mais um trechinho do Werneck:
 
 
“Você pode achar que estou sendo implicante,
 
metido a policiar a linguagem alheia. Brasileiro é assim
40
mesmo, adora embonitar a conversa para impressionar os
 
outros. Sei disso. Eu próprio já andei escrevendo sobre o
 
que chamei de ruibarbosismo: o uso de palavreado rebar-
 
bativo como forma de, numa discussão, reduzir ao silêncio
 
o interlocutor ignaro. Uma espécie de gás paralisante
45
verbal.”
(Cândido Barbosa Filho, inédito)
A mãe ficou vermelha, isto é, ruborizou, enrubesceu, rubificou, e olhou a filha com reprovação, isto é, dardejou-a com olhos censórios.

A expressão isto é, nos dois empregos realçados na frase acima,

Questão 3

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Cada um fala como quer, ou como pode, ou como acha
 
que pode. Ainda ontem me divertiu este trechinho de crônica do
 
escritor mineiro Humberto Werneck, de seu livro Esse inferno
 
vai acabar:
5
 
“− Meu cabelo está pendoando – anuncia a prima,
 
apalpando as melenas.
 
Tenho anos, décadas de Solange, mas confesso que
 
ela, com o seu solangês, às vezes me pega desprevenido.
10
− Seu cabelo está o quê?
 
− Pendoando – insiste ela, e, com a paciência de
 
quem explica algo elementar a um total ignorante, traduz:
 
− Bifurcando nas extremidades.
 
É assim a Solange, criatura para a qual ninguém
15
morre, mas falece, e, quando sobrevém esse infausto
 
acontecimento, tem seu corpo acondicionado num ataúde,
 
num esquife, num féretro, para ser inumado em alguma
 
necrópole, ou, mais recentemente, incinerado em crema-
 
tório. Cabelo de gente assim não se torna vulgarmente
20
quebradiço: pendoa.”
 
 
Isso me fez lembrar uma visita que recebemos em casa,
 
eu ainda menino. Amigas da família, mãe e filha adolescente
 
vieram tomar um lanche conosco. D. Glorinha, a mãe, achava
25
meu pai um homem intelectualizado e caprichava no
 
vocabulário. A certa altura pediu ela a mim, que estava sentado
 
numa extremidade da mesa:
 
− Querido, pode alcançar-me uma côdea desse pão?
 
− Por falta de preparo linguístico não sabia como atender
30
a seu pedido. Socorreu-me a filha adolescente:
 
− Ela quer uma casquinha do pão. Ela fala sempre assim
 
na casa dos outros.
 
− A mãe ficou vermelha, isto é, ruborizou, enrubesceu,
 
rubificou, e olhou a filha com reprovação, isto é, dardejou-a com
35
olhos censórios.
 
Veja-se, para concluir, mais um trechinho do Werneck:
 
 
“Você pode achar que estou sendo implicante,
 
metido a policiar a linguagem alheia. Brasileiro é assim
40
mesmo, adora embonitar a conversa para impressionar os
 
outros. Sei disso. Eu próprio já andei escrevendo sobre o
 
que chamei de ruibarbosismo: o uso de palavreado rebar-
 
bativo como forma de, numa discussão, reduzir ao silêncio
 
o interlocutor ignaro. Uma espécie de gás paralisante
45
verbal.”
(Cândido Barbosa Filho, inédito)
Há uma relação de causa e efeito entre estas duas formulações:

Questão 4

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Cada um fala como quer, ou como pode, ou como acha
 
que pode. Ainda ontem me divertiu este trechinho de crônica do
 
escritor mineiro Humberto Werneck, de seu livro Esse inferno
 
vai acabar:
5
 
“− Meu cabelo está pendoando – anuncia a prima,
 
apalpando as melenas.
 
Tenho anos, décadas de Solange, mas confesso que
 
ela, com o seu solangês, às vezes me pega desprevenido.
10
− Seu cabelo está o quê?
 
− Pendoando – insiste ela, e, com a paciência de
 
quem explica algo elementar a um total ignorante, traduz:
 
− Bifurcando nas extremidades.
 
É assim a Solange, criatura para a qual ninguém
15
morre, mas falece, e, quando sobrevém esse infausto
 
acontecimento, tem seu corpo acondicionado num ataúde,
 
num esquife, num féretro, para ser inumado em alguma
 
necrópole, ou, mais recentemente, incinerado em crema-
 
tório. Cabelo de gente assim não se torna vulgarmente
20
quebradiço: pendoa.”
 
 
Isso me fez lembrar uma visita que recebemos em casa,
 
eu ainda menino. Amigas da família, mãe e filha adolescente
 
vieram tomar um lanche conosco. D. Glorinha, a mãe, achava
25
meu pai um homem intelectualizado e caprichava no
 
vocabulário. A certa altura pediu ela a mim, que estava sentado
 
numa extremidade da mesa:
 
− Querido, pode alcançar-me uma côdea desse pão?
 
− Por falta de preparo linguístico não sabia como atender
30
a seu pedido. Socorreu-me a filha adolescente:
 
− Ela quer uma casquinha do pão. Ela fala sempre assim
 
na casa dos outros.
 
− A mãe ficou vermelha, isto é, ruborizou, enrubesceu,
 
rubificou, e olhou a filha com reprovação, isto é, dardejou-a com
35
olhos censórios.
 
Veja-se, para concluir, mais um trechinho do Werneck:
 
 
“Você pode achar que estou sendo implicante,
 
metido a policiar a linguagem alheia. Brasileiro é assim
40
mesmo, adora embonitar a conversa para impressionar os
 
outros. Sei disso. Eu próprio já andei escrevendo sobre o
 
que chamei de ruibarbosismo: o uso de palavreado rebar-
 
bativo como forma de, numa discussão, reduzir ao silêncio
 
o interlocutor ignaro. Uma espécie de gás paralisante
45
verbal.”
(Cândido Barbosa Filho, inédito)
Atente para as seguintes afirmações:

I. Na frase Isso me fez lembrar uma visita que recebemos em casa, eu ainda menino, o segmento sublinhado pode ser corretamente substituído por aonde eu ainda era menino.

II. Transpondo-se para a voz passiva a frase Socorreu-me a filha adolescente, a forma verbal resultante será tendo-me socorrido.

III. No contexto, a expressão Brasileiro é assim mesmo é um caso típico de generalização abusiva, como a que também ocorre em os alemães são pragmáticos.

Está correto o que se afirma APENAS em

Questão 5

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Cada um fala como quer, ou como pode, ou como acha
 
que pode. Ainda ontem me divertiu este trechinho de crônica do
 
escritor mineiro Humberto Werneck, de seu livro Esse inferno
 
vai acabar:
5
 
“− Meu cabelo está pendoando – anuncia a prima,
 
apalpando as melenas.
 
Tenho anos, décadas de Solange, mas confesso que
 
ela, com o seu solangês, às vezes me pega desprevenido.
10
− Seu cabelo está o quê?
 
− Pendoando – insiste ela, e, com a paciência de
 
quem explica algo elementar a um total ignorante, traduz:
 
− Bifurcando nas extremidades.
 
É assim a Solange, criatura para a qual ninguém
15
morre, mas falece, e, quando sobrevém esse infausto
 
acontecimento, tem seu corpo acondicionado num ataúde,
 
num esquife, num féretro, para ser inumado em alguma
 
necrópole, ou, mais recentemente, incinerado em crema-
 
tório. Cabelo de gente assim não se torna vulgarmente
20
quebradiço: pendoa.”
 
 
Isso me fez lembrar uma visita que recebemos em casa,
 
eu ainda menino. Amigas da família, mãe e filha adolescente
 
vieram tomar um lanche conosco. D. Glorinha, a mãe, achava
25
meu pai um homem intelectualizado e caprichava no
 
vocabulário. A certa altura pediu ela a mim, que estava sentado
 
numa extremidade da mesa:
 
− Querido, pode alcançar-me uma côdea desse pão?
 
− Por falta de preparo linguístico não sabia como atender
30
a seu pedido. Socorreu-me a filha adolescente:
 
− Ela quer uma casquinha do pão. Ela fala sempre assim
 
na casa dos outros.
 
− A mãe ficou vermelha, isto é, ruborizou, enrubesceu,
 
rubificou, e olhou a filha com reprovação, isto é, dardejou-a com
35
olhos censórios.
 
Veja-se, para concluir, mais um trechinho do Werneck:
 
 
“Você pode achar que estou sendo implicante,
 
metido a policiar a linguagem alheia. Brasileiro é assim
40
mesmo, adora embonitar a conversa para impressionar os
 
outros. Sei disso. Eu próprio já andei escrevendo sobre o
 
que chamei de ruibarbosismo: o uso de palavreado rebar-
 
bativo como forma de, numa discussão, reduzir ao silêncio
 
o interlocutor ignaro. Uma espécie de gás paralisante
45
verbal.”
(Cândido Barbosa Filho, inédito)
As normas de concordância verbal estão plenamente observadas na frase:

Questão 6

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Cada um fala como quer, ou como pode, ou como acha
 
que pode. Ainda ontem me divertiu este trechinho de crônica do
 
escritor mineiro Humberto Werneck, de seu livro Esse inferno
 
vai acabar:
5
 
“− Meu cabelo está pendoando – anuncia a prima,
 
apalpando as melenas.
 
Tenho anos, décadas de Solange, mas confesso que
 
ela, com o seu solangês, às vezes me pega desprevenido.
10
− Seu cabelo está o quê?
 
− Pendoando – insiste ela, e, com a paciência de
 
quem explica algo elementar a um total ignorante, traduz:
 
− Bifurcando nas extremidades.
 
É assim a Solange, criatura para a qual ninguém
15
morre, mas falece, e, quando sobrevém esse infausto
 
acontecimento, tem seu corpo acondicionado num ataúde,
 
num esquife, num féretro, para ser inumado em alguma
 
necrópole, ou, mais recentemente, incinerado em crema-
 
tório. Cabelo de gente assim não se torna vulgarmente
20
quebradiço: pendoa.”
 
 
Isso me fez lembrar uma visita que recebemos em casa,
 
eu ainda menino. Amigas da família, mãe e filha adolescente
 
vieram tomar um lanche conosco. D. Glorinha, a mãe, achava
25
meu pai um homem intelectualizado e caprichava no
 
vocabulário. A certa altura pediu ela a mim, que estava sentado
 
numa extremidade da mesa:
 
− Querido, pode alcançar-me uma côdea desse pão?
 
− Por falta de preparo linguístico não sabia como atender
30
a seu pedido. Socorreu-me a filha adolescente:
 
− Ela quer uma casquinha do pão. Ela fala sempre assim
 
na casa dos outros.
 
− A mãe ficou vermelha, isto é, ruborizou, enrubesceu,
 
rubificou, e olhou a filha com reprovação, isto é, dardejou-a com
35
olhos censórios.
 
Veja-se, para concluir, mais um trechinho do Werneck:
 
 
“Você pode achar que estou sendo implicante,
 
metido a policiar a linguagem alheia. Brasileiro é assim
40
mesmo, adora embonitar a conversa para impressionar os
 
outros. Sei disso. Eu próprio já andei escrevendo sobre o
 
que chamei de ruibarbosismo: o uso de palavreado rebar-
 
bativo como forma de, numa discussão, reduzir ao silêncio
 
o interlocutor ignaro. Uma espécie de gás paralisante
45
verbal.”
(Cândido Barbosa Filho, inédito)
É exemplo de construção na voz passiva o segmento sublinhado na seguinte frase:

Questão 7

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Cada um fala como quer, ou como pode, ou como acha
 
que pode. Ainda ontem me divertiu este trechinho de crônica do
 
escritor mineiro Humberto Werneck, de seu livro Esse inferno
 
vai acabar:
5
 
“− Meu cabelo está pendoando – anuncia a prima,
 
apalpando as melenas.
 
Tenho anos, décadas de Solange, mas confesso que
 
ela, com o seu solangês, às vezes me pega desprevenido.
10
− Seu cabelo está o quê?
 
− Pendoando – insiste ela, e, com a paciência de
 
quem explica algo elementar a um total ignorante, traduz:
 
− Bifurcando nas extremidades.
 
É assim a Solange, criatura para a qual ninguém
15
morre, mas falece, e, quando sobrevém esse infausto
 
acontecimento, tem seu corpo acondicionado num ataúde,
 
num esquife, num féretro, para ser inumado em alguma
 
necrópole, ou, mais recentemente, incinerado em crema-
 
tório. Cabelo de gente assim não se torna vulgarmente
20
quebradiço: pendoa.”
 
 
Isso me fez lembrar uma visita que recebemos em casa,
 
eu ainda menino. Amigas da família, mãe e filha adolescente
 
vieram tomar um lanche conosco. D. Glorinha, a mãe, achava
25
meu pai um homem intelectualizado e caprichava no
 
vocabulário. A certa altura pediu ela a mim, que estava sentado
 
numa extremidade da mesa:
 
− Querido, pode alcançar-me uma côdea desse pão?
 
− Por falta de preparo linguístico não sabia como atender
30
a seu pedido. Socorreu-me a filha adolescente:
 
− Ela quer uma casquinha do pão. Ela fala sempre assim
 
na casa dos outros.
 
− A mãe ficou vermelha, isto é, ruborizou, enrubesceu,
 
rubificou, e olhou a filha com reprovação, isto é, dardejou-a com
35
olhos censórios.
 
Veja-se, para concluir, mais um trechinho do Werneck:
 
 
“Você pode achar que estou sendo implicante,
 
metido a policiar a linguagem alheia. Brasileiro é assim
40
mesmo, adora embonitar a conversa para impressionar os
 
outros. Sei disso. Eu próprio já andei escrevendo sobre o
 
que chamei de ruibarbosismo: o uso de palavreado rebar-
 
bativo como forma de, numa discussão, reduzir ao silêncio
 
o interlocutor ignaro. Uma espécie de gás paralisante
45
verbal.”
(Cândido Barbosa Filho, inédito)
Por falta de preparo linguístico não sabia como atender a seu pedido.

Caso se dê uma nova redação à frase acima, iniciando-se por Não sabia como atender a seu pedido, a complementação que não traz prejuízo para o sentido e a correção é:

Questão 8

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Cada um fala como quer, ou como pode, ou como acha
 
que pode. Ainda ontem me divertiu este trechinho de crônica do
 
escritor mineiro Humberto Werneck, de seu livro Esse inferno
 
vai acabar:
5
 
“− Meu cabelo está pendoando – anuncia a prima,
 
apalpando as melenas.
 
Tenho anos, décadas de Solange, mas confesso que
 
ela, com o seu solangês, às vezes me pega desprevenido.
10
− Seu cabelo está o quê?
 
− Pendoando – insiste ela, e, com a paciência de
 
quem explica algo elementar a um total ignorante, traduz:
 
− Bifurcando nas extremidades.
 
É assim a Solange, criatura para a qual ninguém
15
morre, mas falece, e, quando sobrevém esse infausto
 
acontecimento, tem seu corpo acondicionado num ataúde,
 
num esquife, num féretro, para ser inumado em alguma
 
necrópole, ou, mais recentemente, incinerado em crema-
 
tório. Cabelo de gente assim não se torna vulgarmente
20
quebradiço: pendoa.”
 
 
Isso me fez lembrar uma visita que recebemos em casa,
 
eu ainda menino. Amigas da família, mãe e filha adolescente
 
vieram tomar um lanche conosco. D. Glorinha, a mãe, achava
25
meu pai um homem intelectualizado e caprichava no
 
vocabulário. A certa altura pediu ela a mim, que estava sentado
 
numa extremidade da mesa:
 
− Querido, pode alcançar-me uma côdea desse pão?
 
− Por falta de preparo linguístico não sabia como atender
30
a seu pedido. Socorreu-me a filha adolescente:
 
− Ela quer uma casquinha do pão. Ela fala sempre assim
 
na casa dos outros.
 
− A mãe ficou vermelha, isto é, ruborizou, enrubesceu,
 
rubificou, e olhou a filha com reprovação, isto é, dardejou-a com
35
olhos censórios.
 
Veja-se, para concluir, mais um trechinho do Werneck:
 
 
“Você pode achar que estou sendo implicante,
 
metido a policiar a linguagem alheia. Brasileiro é assim
40
mesmo, adora embonitar a conversa para impressionar os
 
outros. Sei disso. Eu próprio já andei escrevendo sobre o
 
que chamei de ruibarbosismo: o uso de palavreado rebar-
 
bativo como forma de, numa discussão, reduzir ao silêncio
 
o interlocutor ignaro. Uma espécie de gás paralisante
45
verbal.”
(Cândido Barbosa Filho, inédito)
“Ruibarbosismo” é um neologismo do qual se valeu o autor do texto para lembrar o estilo retórico pelo qual se notabilizou o escritor baiano.

Não haverá prejuízo para a correção da frase acima ao se substituírem os segmentos sublinhados, na ordem dada, por:

Questão 9

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Cada um fala como quer, ou como pode, ou como acha
 
que pode. Ainda ontem me divertiu este trechinho de crônica do
 
escritor mineiro Humberto Werneck, de seu livro Esse inferno
 
vai acabar:
5
 
“− Meu cabelo está pendoando – anuncia a prima,
 
apalpando as melenas.
 
Tenho anos, décadas de Solange, mas confesso que
 
ela, com o seu solangês, às vezes me pega desprevenido.
10
− Seu cabelo está o quê?
 
− Pendoando – insiste ela, e, com a paciência de
 
quem explica algo elementar a um total ignorante, traduz:
 
− Bifurcando nas extremidades.
 
É assim a Solange, criatura para a qual ninguém
15
morre, mas falece, e, quando sobrevém esse infausto
 
acontecimento, tem seu corpo acondicionado num ataúde,
 
num esquife, num féretro, para ser inumado em alguma
 
necrópole, ou, mais recentemente, incinerado em crema-
 
tório. Cabelo de gente assim não se torna vulgarmente
20
quebradiço: pendoa.”
 
 
Isso me fez lembrar uma visita que recebemos em casa,
 
eu ainda menino. Amigas da família, mãe e filha adolescente
 
vieram tomar um lanche conosco. D. Glorinha, a mãe, achava
25
meu pai um homem intelectualizado e caprichava no
 
vocabulário. A certa altura pediu ela a mim, que estava sentado
 
numa extremidade da mesa:
 
− Querido, pode alcançar-me uma côdea desse pão?
 
− Por falta de preparo linguístico não sabia como atender
30
a seu pedido. Socorreu-me a filha adolescente:
 
− Ela quer uma casquinha do pão. Ela fala sempre assim
 
na casa dos outros.
 
− A mãe ficou vermelha, isto é, ruborizou, enrubesceu,
 
rubificou, e olhou a filha com reprovação, isto é, dardejou-a com
35
olhos censórios.
 
Veja-se, para concluir, mais um trechinho do Werneck:
 
 
“Você pode achar que estou sendo implicante,
 
metido a policiar a linguagem alheia. Brasileiro é assim
40
mesmo, adora embonitar a conversa para impressionar os
 
outros. Sei disso. Eu próprio já andei escrevendo sobre o
 
que chamei de ruibarbosismo: o uso de palavreado rebar-
 
bativo como forma de, numa discussão, reduzir ao silêncio
 
o interlocutor ignaro. Uma espécie de gás paralisante
45
verbal.”
(Cândido Barbosa Filho, inédito)
Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre um aspecto do texto:

Questão 10

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Cada um fala como quer, ou como pode, ou como acha
 
que pode. Ainda ontem me divertiu este trechinho de crônica do
 
escritor mineiro Humberto Werneck, de seu livro Esse inferno
 
vai acabar:
5
 
“− Meu cabelo está pendoando – anuncia a prima,
 
apalpando as melenas.
 
Tenho anos, décadas de Solange, mas confesso que
 
ela, com o seu solangês, às vezes me pega desprevenido.
10
− Seu cabelo está o quê?
 
− Pendoando – insiste ela, e, com a paciência de
 
quem explica algo elementar a um total ignorante, traduz:
 
− Bifurcando nas extremidades.
 
É assim a Solange, criatura para a qual ninguém
15
morre, mas falece, e, quando sobrevém esse infausto
 
acontecimento, tem seu corpo acondicionado num ataúde,
 
num esquife, num féretro, para ser inumado em alguma
 
necrópole, ou, mais recentemente, incinerado em crema-
 
tório. Cabelo de gente assim não se torna vulgarmente
20
quebradiço: pendoa.”
 
 
Isso me fez lembrar uma visita que recebemos em casa,
 
eu ainda menino. Amigas da família, mãe e filha adolescente
 
vieram tomar um lanche conosco. D. Glorinha, a mãe, achava
25
meu pai um homem intelectualizado e caprichava no
 
vocabulário. A certa altura pediu ela a mim, que estava sentado
 
numa extremidade da mesa:
 
− Querido, pode alcançar-me uma côdea desse pão?
 
− Por falta de preparo linguístico não sabia como atender
30
a seu pedido. Socorreu-me a filha adolescente:
 
− Ela quer uma casquinha do pão. Ela fala sempre assim
 
na casa dos outros.
 
− A mãe ficou vermelha, isto é, ruborizou, enrubesceu,
 
rubificou, e olhou a filha com reprovação, isto é, dardejou-a com
35
olhos censórios.
 
Veja-se, para concluir, mais um trechinho do Werneck:
 
 
“Você pode achar que estou sendo implicante,
 
metido a policiar a linguagem alheia. Brasileiro é assim
40
mesmo, adora embonitar a conversa para impressionar os
 
outros. Sei disso. Eu próprio já andei escrevendo sobre o
 
que chamei de ruibarbosismo: o uso de palavreado rebar-
 
bativo como forma de, numa discussão, reduzir ao silêncio
 
o interlocutor ignaro. Uma espécie de gás paralisante
45
verbal.”
(Cândido Barbosa Filho, inédito)
Está plenamente adequada a pontuação do seguinte período:

Questão 11

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Somando-se um mesmo número ao numerador e ao denominador da fração 3/5, obtém-se uma nova fração, cujo valor é 50% maior do que o valor da fração original. Esse número está entre

Questão 12

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Em uma escola privada, 22% dos alunos têm bolsa de estudo, sendo os demais pagantes. Se 2 em cada 13 alunos pagantes ganharem bolsa de estudo, a escola passará a contar com 2.210 alunos bolsistas. Dessa forma, o número atual de alunos bolsistas é igual a

Questão 13

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Um vereador afirmou que, no último ano, compareceu a todas as sessões da Câmara Municipal e não empregou parentes em seu gabinete. Para que essa afirmação seja falsa, é necessário que, no último ano, esse vereador

Questão 14

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Em um planeta fictício X, um ano possui 133 dias de 24 horas cada, dividido em 7 meses de mesma duração. No mesmo período em que um ano terrestre não bissexto é completado, terão sido transcorridos no planeta X, exatamente,

Questão 15

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
A rede de supermercados “Mais Barato” possui lojas em 10 estados brasileiros, havendo 20 lojas em cada um desses estados. Em cada loja, há 5.000 clientes cadastrados, sendo que um mesmo cliente não pode ser cadastrado em duas lojas diferentes. Os clientes cadastrados recebem um cartão com seu nome, o nome da loja onde se cadastraram e o número “Cliente Mais Barato”, que é uma sequência de quatro algarismos. Apenas com essas informações, é correto concluir que, necessariamente,

Questão 16

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Paulo trabalha como Analista Judiciário no Tribunal Regional do Trabalho e no dia-a-dia executa um conjunto de tarefas que
 
utilizam os recursos computacionais de hardware e software.
 
O computador utilizado por Paulo e pelos demais funcionários do Tribunal (exceto os computadores servidores) são padro-
 
nizados com a seguinte configuração:
5
− Processador Intel Atom Dual Core D525 com Clock Speed de 1.8 GHz, L2 Cache de 1 MB, 64-bits;
 
− 4 GB de memória DDR3 (2x2GB);
 
− HD de 400 GB;
 
− Leitor e gravador CD/DVD;
 
− Placa mãe IPX525-D3;
10
− Placa de vídeo integrada 384 MB;
 
− Placa de som integrada;
 
− Placa de rede 10/100;
 
− 6 Portas USB;
 
− Teclado, mouse e caixas de som padrão;
15
− Fonte de alimentação de 250 W;
 
− Voltagem suportada de 110/220;
 
− Consumo de energia de 10 Kw/h;
 
− Monitor LED 15,6".
 
Nesses computadores estão instalados os seguintes softwares:
20
− Windows 7 Professional em português;
 
− Microsoft Office 2010 Professional em português;
 
− Mozilla Firefox.
 
− Internet Explorer.
 
Dentre os trabalhos realizados por Paulo no dia-a-dia estão:
25
− Edição de contratos, emissão de pareceres e confecção de atas de reunião;
 
− Realização de tarefas relacionadas à administração patrimonial, orçamentária, financeira, de recursos humanos, de
 
materiais e geração de gráficos demonstrativos;
 
− Apresentação em slides dos resultados de demonstrativos de pautas de treinamentos e reuniões;
 
− Criação, compartilhamento e gerenciamento de pastas e arquivos em diversas unidades de disco como HDs, CDs, DVDs e
30
pen drives;
 
− Navegação na internet/intranet e uso de mecanismos de busca;
 
− Acesso e gerenciamento de sua conta de e-mail corporativo.
 
A comunicação interna no Tribunal se dá principalmente por meio de uma intranet que utiliza a infraestrutura de rede existente.
 
Nela os funcionários do Tribunal podem acessar um conjunto de serviços que inclui consultas ao holerite e informações relacionadas a
35
férias, plano de saúde etc. Além desses serviços a intranet ainda é utilizada para agilizar a troca de informações entre os funcionários,
 
para abertura de ordem de serviços técnicos e para centralizar em um servidor web documentos, formulários e notícias do Tribunal. A
 
troca de informações entre esse servidor e os computadores utilizados pelos funcionários ocorre baseada em um conjunto de regras e
 
padrões de conectividade utilizados também na internet.
 
A impressão de documentos e conteúdos diversos disponíveis na intranet é permitida por meio de um conjunto de impressoras
40
compartilhadas na rede interna. Para se conectar a diversas outras instituições públicas, a intranet do Tribunal está conectada à
 
internet.
De acordo com o texto, a placa de rede do computador de Paulo tem velocidade de transmissão de 10/100. Isso significa que a transmissão de dados pela rede entre o computador de Paulo e um computador servidor com placa de rede de mesma velocidade pode ser de até

Questão 17

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Paulo trabalha como Analista Judiciário no Tribunal Regional do Trabalho e no dia-a-dia executa um conjunto de tarefas que
 
utilizam os recursos computacionais de hardware e software.
 
O computador utilizado por Paulo e pelos demais funcionários do Tribunal (exceto os computadores servidores) são padro-
 
nizados com a seguinte configuração:
5
− Processador Intel Atom Dual Core D525 com Clock Speed de 1.8 GHz, L2 Cache de 1 MB, 64-bits;
 
− 4 GB de memória DDR3 (2x2GB);
 
− HD de 400 GB;
 
− Leitor e gravador CD/DVD;
 
− Placa mãe IPX525-D3;
10
− Placa de vídeo integrada 384 MB;
 
− Placa de som integrada;
 
− Placa de rede 10/100;
 
− 6 Portas USB;
 
− Teclado, mouse e caixas de som padrão;
15
− Fonte de alimentação de 250 W;
 
− Voltagem suportada de 110/220;
 
− Consumo de energia de 10 Kw/h;
 
− Monitor LED 15,6".
 
Nesses computadores estão instalados os seguintes softwares:
20
− Windows 7 Professional em português;
 
− Microsoft Office 2010 Professional em português;
 
− Mozilla Firefox.
 
− Internet Explorer.
 
Dentre os trabalhos realizados por Paulo no dia-a-dia estão:
25
− Edição de contratos, emissão de pareceres e confecção de atas de reunião;
 
− Realização de tarefas relacionadas à administração patrimonial, orçamentária, financeira, de recursos humanos, de
 
materiais e geração de gráficos demonstrativos;
 
− Apresentação em slides dos resultados de demonstrativos de pautas de treinamentos e reuniões;
 
− Criação, compartilhamento e gerenciamento de pastas e arquivos em diversas unidades de disco como HDs, CDs, DVDs e
30
pen drives;
 
− Navegação na internet/intranet e uso de mecanismos de busca;
 
− Acesso e gerenciamento de sua conta de e-mail corporativo.
 
A comunicação interna no Tribunal se dá principalmente por meio de uma intranet que utiliza a infraestrutura de rede existente.
 
Nela os funcionários do Tribunal podem acessar um conjunto de serviços que inclui consultas ao holerite e informações relacionadas a
35
férias, plano de saúde etc. Além desses serviços a intranet ainda é utilizada para agilizar a troca de informações entre os funcionários,
 
para abertura de ordem de serviços técnicos e para centralizar em um servidor web documentos, formulários e notícias do Tribunal. A
 
troca de informações entre esse servidor e os computadores utilizados pelos funcionários ocorre baseada em um conjunto de regras e
 
padrões de conectividade utilizados também na internet.
 
A impressão de documentos e conteúdos diversos disponíveis na intranet é permitida por meio de um conjunto de impressoras
40
compartilhadas na rede interna. Para se conectar a diversas outras instituições públicas, a intranet do Tribunal está conectada à
 
internet.
Considere que a planilha abaixo foi criada por Paulo utilizando-se o Microsoft Excel 2010 em português.


As células da planilha, por padrão, são configuradas com formato Geral, o que significa que não é definido um formato de número específico para elas. Nessas condições, ao se digitar o valor 00001 na célula B3, esse valor seria modificado automaticamente para 1. Porém, como pode-se notar, o valor visível nessa célula é 00001. Para que os zeros à esquerda não desaparecessem, foi digitado nessa célula ..I...

Note que o título da planilha, na célula A1, está centralizado e estendido por 5 colunas. Isso foi conseguido por meio da utilização da ferramenta ..II...

A fórmula presente na célula E7, que foi arrastada para as células E8, E9 e E10 de forma que os cálculos foram feitos automaticamente, é ..III.. .
As lacunas I, II e III deverão ser preenchidas, correta e respectivamente, por

Questão 18

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Paulo trabalha como Analista Judiciário no Tribunal Regional do Trabalho e no dia-a-dia executa um conjunto de tarefas que
 
utilizam os recursos computacionais de hardware e software.
 
O computador utilizado por Paulo e pelos demais funcionários do Tribunal (exceto os computadores servidores) são padro-
 
nizados com a seguinte configuração:
5
− Processador Intel Atom Dual Core D525 com Clock Speed de 1.8 GHz, L2 Cache de 1 MB, 64-bits;
 
− 4 GB de memória DDR3 (2x2GB);
 
− HD de 400 GB;
 
− Leitor e gravador CD/DVD;
 
− Placa mãe IPX525-D3;
10
− Placa de vídeo integrada 384 MB;
 
− Placa de som integrada;
 
− Placa de rede 10/100;
 
− 6 Portas USB;
 
− Teclado, mouse e caixas de som padrão;
15
− Fonte de alimentação de 250 W;
 
− Voltagem suportada de 110/220;
 
− Consumo de energia de 10 Kw/h;
 
− Monitor LED 15,6".
 
Nesses computadores estão instalados os seguintes softwares:
20
− Windows 7 Professional em português;
 
− Microsoft Office 2010 Professional em português;
 
− Mozilla Firefox.
 
− Internet Explorer.
 
Dentre os trabalhos realizados por Paulo no dia-a-dia estão:
25
− Edição de contratos, emissão de pareceres e confecção de atas de reunião;
 
− Realização de tarefas relacionadas à administração patrimonial, orçamentária, financeira, de recursos humanos, de
 
materiais e geração de gráficos demonstrativos;
 
− Apresentação em slides dos resultados de demonstrativos de pautas de treinamentos e reuniões;
 
− Criação, compartilhamento e gerenciamento de pastas e arquivos em diversas unidades de disco como HDs, CDs, DVDs e
30
pen drives;
 
− Navegação na internet/intranet e uso de mecanismos de busca;
 
− Acesso e gerenciamento de sua conta de e-mail corporativo.
 
A comunicação interna no Tribunal se dá principalmente por meio de uma intranet que utiliza a infraestrutura de rede existente.
 
Nela os funcionários do Tribunal podem acessar um conjunto de serviços que inclui consultas ao holerite e informações relacionadas a
35
férias, plano de saúde etc. Além desses serviços a intranet ainda é utilizada para agilizar a troca de informações entre os funcionários,
 
para abertura de ordem de serviços técnicos e para centralizar em um servidor web documentos, formulários e notícias do Tribunal. A
 
troca de informações entre esse servidor e os computadores utilizados pelos funcionários ocorre baseada em um conjunto de regras e
 
padrões de conectividade utilizados também na internet.
 
A impressão de documentos e conteúdos diversos disponíveis na intranet é permitida por meio de um conjunto de impressoras
40
compartilhadas na rede interna. Para se conectar a diversas outras instituições públicas, a intranet do Tribunal está conectada à
 
internet.
Sabendo que uma intranet utiliza a infraestrutura de rede da empresa e fazendo uso das informações contidas no texto, considere que o computador de Paulo pode se comunicar com o computador servidor do Tribunal porque os recursos necessários estão fisicamente localizados em um raio de até 500 metros dentro do prédio do Tribunal, incluindo o computador de Paulo e o servidor. Isso significa que a rede utilizada é do tipo

Questão 19

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Paulo trabalha como Analista Judiciário no Tribunal Regional do Trabalho e no dia-a-dia executa um conjunto de tarefas que
 
utilizam os recursos computacionais de hardware e software.
 
O computador utilizado por Paulo e pelos demais funcionários do Tribunal (exceto os computadores servidores) são padro-
 
nizados com a seguinte configuração:
5
− Processador Intel Atom Dual Core D525 com Clock Speed de 1.8 GHz, L2 Cache de 1 MB, 64-bits;
 
− 4 GB de memória DDR3 (2x2GB);
 
− HD de 400 GB;
 
− Leitor e gravador CD/DVD;
 
− Placa mãe IPX525-D3;
10
− Placa de vídeo integrada 384 MB;
 
− Placa de som integrada;
 
− Placa de rede 10/100;
 
− 6 Portas USB;
 
− Teclado, mouse e caixas de som padrão;
15
− Fonte de alimentação de 250 W;
 
− Voltagem suportada de 110/220;
 
− Consumo de energia de 10 Kw/h;
 
− Monitor LED 15,6".
 
Nesses computadores estão instalados os seguintes softwares:
20
− Windows 7 Professional em português;
 
− Microsoft Office 2010 Professional em português;
 
− Mozilla Firefox.
 
− Internet Explorer.
 
Dentre os trabalhos realizados por Paulo no dia-a-dia estão:
25
− Edição de contratos, emissão de pareceres e confecção de atas de reunião;
 
− Realização de tarefas relacionadas à administração patrimonial, orçamentária, financeira, de recursos humanos, de
 
materiais e geração de gráficos demonstrativos;
 
− Apresentação em slides dos resultados de demonstrativos de pautas de treinamentos e reuniões;
 
− Criação, compartilhamento e gerenciamento de pastas e arquivos em diversas unidades de disco como HDs, CDs, DVDs e
30
pen drives;
 
− Navegação na internet/intranet e uso de mecanismos de busca;
 
− Acesso e gerenciamento de sua conta de e-mail corporativo.
 
A comunicação interna no Tribunal se dá principalmente por meio de uma intranet que utiliza a infraestrutura de rede existente.
 
Nela os funcionários do Tribunal podem acessar um conjunto de serviços que inclui consultas ao holerite e informações relacionadas a
35
férias, plano de saúde etc. Além desses serviços a intranet ainda é utilizada para agilizar a troca de informações entre os funcionários,
 
para abertura de ordem de serviços técnicos e para centralizar em um servidor web documentos, formulários e notícias do Tribunal. A
 
troca de informações entre esse servidor e os computadores utilizados pelos funcionários ocorre baseada em um conjunto de regras e
 
padrões de conectividade utilizados também na internet.
 
A impressão de documentos e conteúdos diversos disponíveis na intranet é permitida por meio de um conjunto de impressoras
40
compartilhadas na rede interna. Para se conectar a diversas outras instituições públicas, a intranet do Tribunal está conectada à
 
internet.
Considere que a tabela abaixo foi criada por Paulo utilizando o Microsoft Word 2010 em português. Considere também que NÃO foi realizada nenhuma modificação na estrutura da tabela após suas células terem sido criadas.

Baseado nas características da tabela, conclui-se que ela foi criada clicando-se inicialmente na guia Inserir, em seguida na ferramenta Tabela e, em seguida, na opção

Questão 20

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
1
Paulo trabalha como Analista Judiciário no Tribunal Regional do Trabalho e no dia-a-dia executa um conjunto de tarefas que
 
utilizam os recursos computacionais de hardware e software.
 
O computador utilizado por Paulo e pelos demais funcionários do Tribunal (exceto os computadores servidores) são padro-
 
nizados com a seguinte configuração:
5
− Processador Intel Atom Dual Core D525 com Clock Speed de 1.8 GHz, L2 Cache de 1 MB, 64-bits;
 
− 4 GB de memória DDR3 (2x2GB);
 
− HD de 400 GB;
 
− Leitor e gravador CD/DVD;
 
− Placa mãe IPX525-D3;
10
− Placa de vídeo integrada 384 MB;
 
− Placa de som integrada;
 
− Placa de rede 10/100;
 
− 6 Portas USB;
 
− Teclado, mouse e caixas de som padrão;
15
− Fonte de alimentação de 250 W;
 
− Voltagem suportada de 110/220;
 
− Consumo de energia de 10 Kw/h;
 
− Monitor LED 15,6".
 
Nesses computadores estão instalados os seguintes softwares:
20
− Windows 7 Professional em português;
 
− Microsoft Office 2010 Professional em português;
 
− Mozilla Firefox.
 
− Internet Explorer.
 
Dentre os trabalhos realizados por Paulo no dia-a-dia estão:
25
− Edição de contratos, emissão de pareceres e confecção de atas de reunião;
 
− Realização de tarefas relacionadas à administração patrimonial, orçamentária, financeira, de recursos humanos, de
 
materiais e geração de gráficos demonstrativos;
 
− Apresentação em slides dos resultados de demonstrativos de pautas de treinamentos e reuniões;
 
− Criação, compartilhamento e gerenciamento de pastas e arquivos em diversas unidades de disco como HDs, CDs, DVDs e
30
pen drives;
 
− Navegação na internet/intranet e uso de mecanismos de busca;
 
− Acesso e gerenciamento de sua conta de e-mail corporativo.
 
A comunicação interna no Tribunal se dá principalmente por meio de uma intranet que utiliza a infraestrutura de rede existente.
 
Nela os funcionários do Tribunal podem acessar um conjunto de serviços que inclui consultas ao holerite e informações relacionadas a
35
férias, plano de saúde etc. Além desses serviços a intranet ainda é utilizada para agilizar a troca de informações entre os funcionários,
 
para abertura de ordem de serviços técnicos e para centralizar em um servidor web documentos, formulários e notícias do Tribunal. A
 
troca de informações entre esse servidor e os computadores utilizados pelos funcionários ocorre baseada em um conjunto de regras e
 
padrões de conectividade utilizados também na internet.
 
A impressão de documentos e conteúdos diversos disponíveis na intranet é permitida por meio de um conjunto de impressoras
40
compartilhadas na rede interna. Para se conectar a diversas outras instituições públicas, a intranet do Tribunal está conectada à
 
internet.
Considere as tarefas realizadas por Paulo e os respectivos softwares necessários para realizá-las.

Tarefas realizadas:
A. Edição de contratos, emissão de pareceres e confecção de atas de reunião.
B. Navegação e trabalho na intranet.
C. Criação de documentos para controle e cálculo de materiais, inventários, orçamentos e demais controles financeiros.
D. Apresentação em slides de resultados de demonstrativos e de pautas de treinamento e reuniões.
E. Criação, compartilhamento e gerenciamento de pastas e arquivos em diversas unidades de disco.
F. Geração de gráficos demonstrativos.
G. Gravação de CDs e DVDs.
H. Navegação na internet e uso de mecanismos de busca.
I. Configuração de compartilhamento de impressora.

Softwares:
1. Windows 7.
2. Microsoft Word 2010.
3. Microsoft Excel 2010.
4. Microsoft Power Point 2010.
5. Mozilla Firefox.
6. Internet Explorer.

Corresponde a uma associação correta:

Questão 21

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Suponha que, após a edição de lei federal dispondo sobre normas gerais em matéria de previdência social, determinado Estado da Federação publicou lei dispondo sobre normas específicas nessa matéria aplicável no âmbito estadual. Considerando essa situação, a lei

Questão 22

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Suponha que em 2012 foi editada lei federal aumentando o valor da remuneração de servidores públicos vinculados ao Poder Executivo e criando gratificação de função para a mesma categoria. A lei ainda determinou que a gratificação não seria considerada para fins do limite máximo de remuneração estabelecido na Constituição Federal. Prescreveu também que a remuneração dos servidores seria corrigida monetariamente pelo mesmo índice e na mesma data em que fosse corrigida a remuneração dos servidores públicos vinculados ao Poder Judiciário. Considerando esse quadro, analise as afirmações abaixo.

I. A lei somente produzirá validamente seus efeitos, quanto ao aumento do valor da remuneração dos servidores, após ser aprovada pelo Tribunal de Contas da União.
II. A lei não poderia ter instituído gratificação de função, uma vez que a Constituição determina que todos os servidores públicos serão remunerados, exclusivamente, por subsídios em parcela única, vedado o acréscimo de qualquer gratificação, ressalvadas as vantagens pessoais já adquiridas.
III. A lei é inconstitucional ao determinar que a gratificação não será considerada para fins do limite máximo de remuneração, uma vez que a Constituição não exclui da incidência do teto salarial os valores percebidos a título de vantagens pessoais.
IV. A lei é inconstitucional ao vincular a correção monetária da remuneração dos servidores do Poder Executivo à correção monetária da remuneração dos servidores vinculados ao Poder Judiciário.

Está correto o que se afirma APENAS em

Questão 23

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Suponha que entidade da administração indireta da União tenha celebrado contrato de publicidade institucional em período vedado pela legislação eleitoral. Na sequência, a execução do contrato foi considerada ilegal pelo Tribunal de Contas da União, que assinalou prazo de 30 dias para que a entidade adotasse as providências necessárias ao exato cumprimento da lei. Findo o prazo fixado sem que tivessem sido tomadas quaisquer providências, o Tribunal decidiu sustar a execução do contrato, comunicando a decisão à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal, e aplicar aos responsáveis pela ilegalidade as sanções previstas em lei. À luz das normas constitucionais a respeito da matéria, o Tribunal de Contas da União agiu

Questão 24

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
De acordo com o regime constitucional dos precatórios judiciais,

Questão 25

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
De acordo com as competências constitucionalmente atribuídas ao Supremo Tribunal Federal,

Questão 26

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
De acordo com as normas constitucionais, a Justiça do Trabalho

Questão 27

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
O poder regulamentar da Administração pública consiste em

Questão 28

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
A Administração pública estadual contratou, mediante prévio procedimento licitatório, o fornecimento de 10 (dez) trens para operar em nova linha de metrô, com entrega programada de 8 (oito) trens em 24 (vinte e quatro) meses, quando a linha entraria em operação, e os outros 2 (dois) em 36 (trinta e seis) meses. Iniciada a operação da linha, o poder público verificou que a demanda de passageiros ficou bem abaixo das projeções iniciais, razão pela qual não seriam necessários os 2 (dois) trens adicionais, mas apenas os 8 (oito) já entregues. Diante da situação verificada, a administração

Questão 29

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Pedro, servidor público federal, foi eleito vereador na cidade onde reside e desempenha as atribuições de seu cargo. Deseja permanecer no cargo público, concomitantemente ao exercício do mandato eletivo. De acordo com as disposições da Lei nº 8.112/90, tal pretensão é

Questão 30

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Ana, servidora pública ocupante de cargo efetivo e com função comissionada de chefia em órgão da Administração pública federal recusou-se, injustificadamente, a atualizar seus dados cadastrais na forma regularmente solicitada pelo órgão de pessoal. Diante de tal conduta, sujeita-se à penalidade disciplinar de

Questão 31

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
No curso de processo administrativo, a autoridade responsável pela condução do mesmo deixou de dar-lhe regular andamento. O interessado, com o objetivo de entender as razões da paralisação, solicitou cópia dos principais documentos integrantes dos autos. De acordo com as disposições da Lei nº 9.784/99,

Questão 32

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Determinada empresa privada recebeu subvenção do Poder Público para desenvolver e implantar programa de irrigação em áreas carentes de município do nordeste atingido por estiagem. Dirigente dessa empresa aplicou os recursos oriundos da subvenção estatal em área de sua propriedade e em área de propriedade do servidor público responsável pela liberação da subvenção, deixando de cumprir as obrigações assumidas com o poder público. De acordo com as disposições da Lei nº 8.429/92, que trata dos atos de improbidade administrativa,

Questão 33

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
A Administração pública gerencial, implantada a partir dos movimentos de modernização e reforma do Estado que ganharam ênfase nos anos 1990, possui como características:

Questão 34

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
O conceito de accountability, que passou a ser bastante difundido no âmbito da Gestão de Resultados na produção de serviços públicos, corresponde a

Questão 35

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Pode-se apontar como características do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade, implantado na Administração Pública Federal em 1991,

Questão 36

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
As redes organizacionais

Questão 37

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Constitui princípio basilar do conceito original de reengenharia no setor público:

Questão 38

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Pode-se apontar como uma das características do Programa Nacional de Desburocratização, implantado no início dos anos 80,

Questão 39

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Em relação ao contrato individual de trabalho, de acordo com a CLT:

Questão 40

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Sobre a alteração do contrato de trabalho é INCORRETO afirmar:

Questão 41

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
NÃO constitui justa causa para dispensa de empregado

Questão 42

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa

» Esta questão foi anulada pela banca.
Em relação ao trabalho do menor, é correto afirmar:

Questão 43

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Uma das regras de proteção ao salário é o controle dos descontos. De acordo com o entendimento sumulado pelo TST:

Questão 44

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Em relação às atividades insalubres ou perigosas é correto que

Questão 45

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Quanto à organização e competência da Justiça do Trabalho, conforme previsões contidas na Constituição Federal e na Consolidação das Leis do Trabalho, é correto afirmar que

Questão 46

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Analise as assertivas abaixo sobre Direito Processual do Trabalho à luz da Consolidação das Leis do Trabalho.

I. Compete ao distribuidor a contagem das custas devidas pelas partes, nos respectivos processos e a realização de penhoras.
II. Os serventuários que, sem motivo justificado, não realizarem os atos, dentro dos prazos fixados, serão descontados em seus vencimentos, em tantos dias quantos os do excesso.
III. Os distribuidores são designados pelo Juiz da Vara mais antiga, dentre os funcionários das Varas e do Tribunal Regional, existentes na mesma localidade, e ao mesmo Juiz diretamente subordinados.
IV. Na falta ou impedimento do Oficial de Justiça ou Oficial de Justiça Avaliador, o Juiz da Vara poderá atribuir a realização do ato a qualquer serventuário.

Está correto o que se afirma APENAS em

Questão 47

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Conforme previsões contidas na Consolidação das Leis do Trabalho em relação ao Processo Judiciário do Trabalho, é correto afirmar que

Questão 48

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
O Processo Judiciário do Trabalho elenca o depoimento de testemunhas como uma das modalidades de prova. Assim, conforme previsão da Consolidação das Leis do Trabalho, nos dissídios individuais de Procedimento Ordinário, de Procedimento Sumaríssimo e no Inquérito para Apuração de Falta Grave, a quantidade máxima de testemunhas que cada parte poderá indicar é de, respectivamente,

Questão 49

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Analise as seguintes assertivas relativas à execução no processo do trabalho, conforme normas contidas na Consolidação das Leis do Trabalho.

I. Os termos de ajuste de conduta firmados perante o Ministério Público do Trabalho e os termos de conciliação firmados perante as Comissões de Conciliação Prévia não se constituem em títulos de natureza executória perante a Justiça do Trabalho.
II. Garantida a execução ou penhorados os bens, terá o executado 5 (cinco) dias para apresentar embargos, cabendo igual prazo ao exequente para impugnação.
III. Requerida a execução, quando se tratar de pagamento em dinheiro, inclusive de contribuições sociais devidas à União, o juiz mandará expedir mandado de citação do executado, para que o faça em 5 (cinco) dias ou garanta a execução, sob a pena de penhora.
IV. O executado que não pagar a importância reclamada poderá garantir a execução mediante depósito da mesma, atualizada e acrescida das despesas processuais, ou nomeando bens à penhora, não havendo qualquer ordem preferencial de bens para a penhora.
V. Nas prestações sucessivas por tempo determinado, a execução pelo não-pagamento de uma prestação compreenderá as que lhe sucederem.

Está correto o que se afirma APENAS em

Questão 50

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Conforme normas previstas na Consolidação das Leis do Trabalho, a sequência correta em relação ao prazo e cabimento, nos processos de rito ordinário, para o Recurso Ordinário (RO), o Agravo de Petição (AP) e o Recurso de Revista (RR), respectivamente, é:

Questão 51

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Sobre as associações, de acordo com o Código Civil brasileiro, é correto afirmar:

Questão 52

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Considere as seguintes assertivas sobre a Nulidade e Anulabilidade dos atos jurídicos:

I. Se o negócio jurídico nulo contiver os requisitos de outro, subsistirá este quando o fim a que visavam as partes permitir supor que o teriam querido, se houvessem previsto a nulidade.
II. Tratando-se de negócio anulável é escusada a confirmação expressa, quando o negócio já foi cumprido em parte pelo devedor, ciente do vício que o inquinava.
III. É de cinco anos o prazo de decadência para pleitear-se a anulação do negócio jurídico, contado no caso de erro, dolo, fraude contra credores, estado de perigo ou lesão, do dia em que se realizou o negócio jurídico.

Está correto o que se afirma em

Questão 53

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
No que concerne à nulidade e anulabilidade dos atos jurídicos, é correto afirmar:

Questão 54

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Tício é Tabelião de um determinado Cartório de Notas e Protestos de uma cidade do Estado do Rio de Janeiro. Mauro compareceu em um determinado dia para elaboração de uma procuração pública para sua irmã vender um imóvel de sua propriedade situado na cidade de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul. Realizada a escritura Mauro não pagou as custas e emolumentos inerentes ao ato. Neste caso, para cobrança das custas e emolumentos, o Tabelião Tício terá o prazo prescricional de

Questão 55

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
No Brasil, está prevista, desde 1983, a implantação de Programa de Controle de Infecção Hospitalar (PCIH) em unidades hospitalares, com envio sistemático de informações às autoridades governamentais de saúde. Dentre as várias fontes de dados de pacientes hospitalizados nos diversos sistemas de informações do Sistema Único de Saúde (SUS) existem: a Autorização de Internação Hospitalar (AIH), Sistema de Informações Hospitalares (SIH-SUS) e Sistema de Gerenciamento Hospitalar (HosPUB). Sobre essas bases, é correto afirmar que

Questão 56

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
No que concerne à intervenção de terceiros, considere:

I. Não se admite a denunciação da lide no procedimento sumário, exceto se fundada em contrato de seguro.
II. Quem pretender, no todo ou em parte, a coisa ou o direito sobre o que controvertem autor e réu, poderá oferecer oposição contra ambos, até o trânsito em julgado da sentença.
III. Requerida a nomeação à autoria, o prazo para contestação será suspenso e, se o autor recusar o nomeado, será deferido ao nomeante o restante do prazo.

Está correto o que se afirma APENAS em

Questão 57

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
O indeferimento da petição inicial, a transação entre as partes e o reconhecimento da coisa julgada são causas de extinção do processo

Questão 58

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Numa ação ordinária, o juiz designou audiência de instrução e julgamento, mas não fixou prazo para as partes depositarem em cartório o rol de testemunhas. Nesse caso,

Questão 59

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
Uma ação ordinária foi julgada procedente pela Justiça Estadual, tendo o Tribunal de Justiça do respectivo Estado negado provimento ao recurso de apelação. Ocorreu o trânsito em julgado. Foi ajuizada ação rescisória, fundada em prova cuja falsidade foi apurada em processo criminal. Nesse caso, a competência para determinar a suspensão da execução do julgado, através de medida de natureza cautelar ou antecipatória da tutela, é do

Questão 60

TRT 1ª 2013 - FCC - Analista Judiciário - Área Administrativa
A impenhorabilidade do bem de família prevista na Lei nº 8.009/1990 NÃO alcança



Provas de Concursos » Fcc 2013