×
Arquivologista Auxiliar Institucional - Administrativo Tecnologia da Informação - Desenvolvimento de Sistemas Analista - Planejamento e Gestão
×

IPHAN 2009

Analista - Contabilidade

Questão 1

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
1
Casas entre bananeiras
 
mulheres entre laranjeiras
 
pomar amor cantar.
 
Um homem vai devagar.
5
Um cachorro vai devagar.
 
Um burro vai devagar.
 
Devagar... as janelas olham.
 
Eta vida besta, meu Deus.
 
Carlos Drummond de Andrade. Reunião, 10.ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1980, p. 17.
Com base no texto I, assinale a alternativa incorreta.

Questão 2

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
1
Casas entre bananeiras
 
mulheres entre laranjeiras
 
pomar amor cantar.
 
Um homem vai devagar.
5
Um cachorro vai devagar.
 
Um burro vai devagar.
 
Devagar... as janelas olham.
 
Eta vida besta, meu Deus.
 
Carlos Drummond de Andrade. Reunião, 10.ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1980, p. 17.
Com base no texto I, assinale a alternativa incorreta.

Questão 3

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
1
“As palavras voam, os escritos permanecem”, diz-se no
 
Ocidente. O senhor pode explicar como a tradição oral
 
tem legitimidade para exprimir a história das culturas
 
africanas?
5
Essa citação, procedente dos romanos, contribuiu para forjar
 
a opinião segundo a qual uma fonte oral não merece crédito.
 
Ora, os povos da oralidade são portadores de uma cultura
 
cuja fecundidade é semelhante à dos povos da escrita. Em
 
vez de transmitir seja lá o que for e de qualquer maneira, a
10
tradição oral é uma palavra organizada, elaborada,
 
estruturada, um imenso acervo de conhecimentos adquiridos
 
pela coletividade, segundo cânones bem determinados. Tais
 
conhecimentos são, portanto, reproduzidos com uma
 
metodologia rigorosa. Existem, também, especialistas da
15
palavra cujo papel consiste em conservar e transmitir os
 
eventos do passado: trata-se dos griôs. Na África Ocidental,
 
encontramos aldeias inteiras de griôs, como Keyla, no Mali,
 
com cerca de 500 habitantes. São como escolas da palavra,
 
onde a história de suas linhagens é ensinada às crianças,
20
desde os 7 anos, seguindo uma pedagogia com base na
 
memorização. Esta faculdade é reativada pelo ritmo do canto
 
ou dos instrumentos de música, como o tamani, o koni e o
 
khalam. As palavras do griô são “hieróglifos falados”, dizia
 
meu amigo burquinense Joseph Ki-Zerbo.
25
Qual é o papel do griô na sociedade atual?
 
Na África de hoje em dia, o modelo ocidental de ensino
 
facilita a passagem da cultura oral para a cultura escrita.
 
Temos de reconhecer que as escolas de tradição oral
 
perdem sua força em matéria de transmissão. Todavia, no
30
seio da comunidade, o griô continua desempenhando seu
 
papel conforme a sua casta socioprofissional: assim, ele é o
 
oficiante em todas as cerimônias.
 
Será possível chamá-lo de historiador?
 
Graças aos conhecimentos legados por seus antepassados,
35
o griô dispõe de um corpus que constitui a narrativa de base.
 
Segundo as circunstâncias, porém, ele pode limitar sua
 
transmissão a um episódio ou a um resumo. Pode, também,
 
acrescentar conhecimentos adquiridos pessoalmente ao falar
 
com as pessoas, durante suas viagens. Essas supressões e
40
aditamentos não alteram de modo algum a validade histórica
 
da narrativa transmitida de geração em geração por serem
 
claramente indicados em seu relato. À medida que procede à
 
narração, o griô vai ponderando seus elementos. Pode-se
 
dizer que ele assume o papel de historiador se admitirmos
45
que a história é sempre um reordenamento dos fatos
 
proposto pelo historiador.
 
Em entrevista a Monique Couratier (UNESCO), o historiador guineano Djibril Tamsir Niane mostra que os arquivos escritos não são as únicas formas de se fundamentar a História; a tradição oral também pode fazê-lo. Correio da UNESCO 2009, n.º 8. Internet:http://typo38.unesco.org/pt/ cour-08-2009/cour-08-2009-4.html; (com adaptações). Acesso em 18/10/2009.
Quanto às informações do texto II, assinale a alternativa correta.

Questão 4

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
1
“As palavras voam, os escritos permanecem”, diz-se no
 
Ocidente. O senhor pode explicar como a tradição oral
 
tem legitimidade para exprimir a história das culturas
 
africanas?
5
Essa citação, procedente dos romanos, contribuiu para forjar
 
a opinião segundo a qual uma fonte oral não merece crédito.
 
Ora, os povos da oralidade são portadores de uma cultura
 
cuja fecundidade é semelhante à dos povos da escrita. Em
 
vez de transmitir seja lá o que for e de qualquer maneira, a
10
tradição oral é uma palavra organizada, elaborada,
 
estruturada, um imenso acervo de conhecimentos adquiridos
 
pela coletividade, segundo cânones bem determinados. Tais
 
conhecimentos são, portanto, reproduzidos com uma
 
metodologia rigorosa. Existem, também, especialistas da
15
palavra cujo papel consiste em conservar e transmitir os
 
eventos do passado: trata-se dos griôs. Na África Ocidental,
 
encontramos aldeias inteiras de griôs, como Keyla, no Mali,
 
com cerca de 500 habitantes. São como escolas da palavra,
 
onde a história de suas linhagens é ensinada às crianças,
20
desde os 7 anos, seguindo uma pedagogia com base na
 
memorização. Esta faculdade é reativada pelo ritmo do canto
 
ou dos instrumentos de música, como o tamani, o koni e o
 
khalam. As palavras do griô são “hieróglifos falados”, dizia
 
meu amigo burquinense Joseph Ki-Zerbo.
25
Qual é o papel do griô na sociedade atual?
 
Na África de hoje em dia, o modelo ocidental de ensino
 
facilita a passagem da cultura oral para a cultura escrita.
 
Temos de reconhecer que as escolas de tradição oral
 
perdem sua força em matéria de transmissão. Todavia, no
30
seio da comunidade, o griô continua desempenhando seu
 
papel conforme a sua casta socioprofissional: assim, ele é o
 
oficiante em todas as cerimônias.
 
Será possível chamá-lo de historiador?
 
Graças aos conhecimentos legados por seus antepassados,
35
o griô dispõe de um corpus que constitui a narrativa de base.
 
Segundo as circunstâncias, porém, ele pode limitar sua
 
transmissão a um episódio ou a um resumo. Pode, também,
 
acrescentar conhecimentos adquiridos pessoalmente ao falar
 
com as pessoas, durante suas viagens. Essas supressões e
40
aditamentos não alteram de modo algum a validade histórica
 
da narrativa transmitida de geração em geração por serem
 
claramente indicados em seu relato. À medida que procede à
 
narração, o griô vai ponderando seus elementos. Pode-se
 
dizer que ele assume o papel de historiador se admitirmos
45
que a história é sempre um reordenamento dos fatos
 
proposto pelo historiador.
 
Em entrevista a Monique Couratier (UNESCO), o historiador guineano Djibril Tamsir Niane mostra que os arquivos escritos não são as únicas formas de se fundamentar a História; a tradição oral também pode fazê-lo. Correio da UNESCO 2009, n.º 8. Internet:http://typo38.unesco.org/pt/ cour-08-2009/cour-08-2009-4.html; (com adaptações). Acesso em 18/10/2009.
Observando a norma culta escrita da Língua Portuguesa, assinale a alternativa correta.

Questão 5

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
1
Aí um dia você toma um avião para Paris, a lazer ou
 
a trabalho, em um voo da Air France, em que a comida e a
 
bebida têm a obrigação de oferecer a melhor experiência
 
gastronômica de bordo do mundo, e o avião mergulha para a
5
morte no meio do Oceano Atlântico. Sem que você perceba,
 
ou possa fazer qualquer coisa a respeito, sua vida acabou.
 
Em uma bola de fogo ou nos 4.000 metros de água
 
congelante abaixo de você naquele mar sem fim. Você, que
 
tinha acabado de conseguir dormir na poltrona ou de colocar
10
os fones de ouvido para assistir ao primeiro filme da noite ou
 
de saborear uma segunda taça de vinho tinto com o
 
cobertorzinho do avião sobre os joelhos. Talvez você tenha
 
tido tempo de ter a consciência do fim, de que tudo terminava
 
ali. Talvez você nem tenha tido a chance de se dar conta
15
disso. Fim.
 
Tudo que ia pela sua cabeça desaparece do mundo
 
sem deixar vestígios. Como se jamais tivesse existido. Seus
 
planos de trocar de emprego ou de expandir os negócios.
 
Seu amor imenso pelos filhos e sua tremenda incapacidade
20
de expressar esse amor. Seu medo da velhice, suas
 
preocupações em relação à aposentadoria. Sua insegurança
 
em relação ao seu real talento, às chances de sobrevivência
 
de suas competências nesse mundo que troca de regras a
 
cada seis meses. Seu receio de que sua mulher, de cuja
25
afeição você depende mais do que imagina, um dia o deixe.
 
Ou pior: que permaneça com você infeliz, tendo deixado de
 
amá-lo. Seus sonhos de trocar de casa, sua torcida para que
 
seu time faça uma boa temporada, o tesão que você sente
 
pela ascensorista com ar triste. Suas noites de insônia, essa
30
sinusite que você está desenvolvendo, suas saudades do
 
cigarro. Os planos de voltar à academia, a grande
 
contabilidade (nem sempre com saldo positivo) dos amores e
 
dos ódios que você angariou e destilou pela vida, as dezenas
 
de pequenos problemas cotidianos que você tinha anotado
35
na agenda para resolver assim que tivesse tempo. Bastou um
 
segundo para que tudo isso fosse desligado. Para que todo
 
esse universo pessoal que tantas vezes lhe pesou
 
toneladas tenha se apagado. Como uma lâmpada que acaba
 
e não volta a acender mais. Fim.
40
Então, aproveite bem o seu dia. Extraia dele todos
 
os bons sentimentos possíveis. Não deixe nada para depois.
 
Diga o que tem para dizer. Demonstre. Seja você mesmo.
 
Não guarde lixo dentro de casa. Não cultive amarguras e
 
sofrimentos. Prefira o sorriso. Dê risada de tudo, de si
45
mesmo. Não adie alegrias nem contentamentos nem sabores
 
bons. Seja feliz. Hoje. Amanhã é uma ilusão. Ontem é uma
 
lembrança. No fundo, só existe o hoje.
Ricardo Lacerda. In: Exame, 4/6/2009 (com adaptações).
Quanto às informações do texto III, assinale a alternativa correta.

Questão 6

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
1
Aí um dia você toma um avião para Paris, a lazer ou
 
a trabalho, em um voo da Air France, em que a comida e a
 
bebida têm a obrigação de oferecer a melhor experiência
 
gastronômica de bordo do mundo, e o avião mergulha para a
5
morte no meio do Oceano Atlântico. Sem que você perceba,
 
ou possa fazer qualquer coisa a respeito, sua vida acabou.
 
Em uma bola de fogo ou nos 4.000 metros de água
 
congelante abaixo de você naquele mar sem fim. Você, que
 
tinha acabado de conseguir dormir na poltrona ou de colocar
10
os fones de ouvido para assistir ao primeiro filme da noite ou
 
de saborear uma segunda taça de vinho tinto com o
 
cobertorzinho do avião sobre os joelhos. Talvez você tenha
 
tido tempo de ter a consciência do fim, de que tudo terminava
 
ali. Talvez você nem tenha tido a chance de se dar conta
15
disso. Fim.
 
Tudo que ia pela sua cabeça desaparece do mundo
 
sem deixar vestígios. Como se jamais tivesse existido. Seus
 
planos de trocar de emprego ou de expandir os negócios.
 
Seu amor imenso pelos filhos e sua tremenda incapacidade
20
de expressar esse amor. Seu medo da velhice, suas
 
preocupações em relação à aposentadoria. Sua insegurança
 
em relação ao seu real talento, às chances de sobrevivência
 
de suas competências nesse mundo que troca de regras a
 
cada seis meses. Seu receio de que sua mulher, de cuja
25
afeição você depende mais do que imagina, um dia o deixe.
 
Ou pior: que permaneça com você infeliz, tendo deixado de
 
amá-lo. Seus sonhos de trocar de casa, sua torcida para que
 
seu time faça uma boa temporada, o tesão que você sente
 
pela ascensorista com ar triste. Suas noites de insônia, essa
30
sinusite que você está desenvolvendo, suas saudades do
 
cigarro. Os planos de voltar à academia, a grande
 
contabilidade (nem sempre com saldo positivo) dos amores e
 
dos ódios que você angariou e destilou pela vida, as dezenas
 
de pequenos problemas cotidianos que você tinha anotado
35
na agenda para resolver assim que tivesse tempo. Bastou um
 
segundo para que tudo isso fosse desligado. Para que todo
 
esse universo pessoal que tantas vezes lhe pesou
 
toneladas tenha se apagado. Como uma lâmpada que acaba
 
e não volta a acender mais. Fim.
40
Então, aproveite bem o seu dia. Extraia dele todos
 
os bons sentimentos possíveis. Não deixe nada para depois.
 
Diga o que tem para dizer. Demonstre. Seja você mesmo.
 
Não guarde lixo dentro de casa. Não cultive amarguras e
 
sofrimentos. Prefira o sorriso. Dê risada de tudo, de si
45
mesmo. Não adie alegrias nem contentamentos nem sabores
 
bons. Seja feliz. Hoje. Amanhã é uma ilusão. Ontem é uma
 
lembrança. No fundo, só existe o hoje.
Ricardo Lacerda. In: Exame, 4/6/2009 (com adaptações).
Observando a norma culta, julgue os itens de I a VI e assinale a alternativa correta.

I A expressão “assim que” (linha 35) sugere a ideia de modo: a forma como alguém resolveria seus problemas.
II A expressão “com ar triste” (linha 29) remete ao sujeito “você” (linha 28).
III O autor abre o texto com um termo da linguagem comum do dia a dia que costuma dar continuidade a algo que vinha sendo dito, o que leva o leitor a interpretar o texto como parte de uma conversa.
IV As informações do segundo parágrafo são explicações que desenvolvem a ideia do termo “Tudo”, usado no início (linha 16) e retomado no final do referido parágrafo (linha 39).
V A palavra “ascensorista” (linha 29) pertence à família de “acender” (linha 39), isto é, ambas têm raiz comum.
VI As palavras “gastronômica” (linha 4) e “Atlântico” (linha 5) são acentuadas pela mesma razão.

Questão 7

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Quatro músicos, ao término de uma apresentação, sentaramse ao redor de uma mesa de bar. Alexandre é pianista. Os instrumentos que os outros três tocam são: flauta, violino e violoncelo. Breno está sentado à direita de Alexandre. Viana sentou-se à direita do flautista. Por sua vez, Hugo, que não é violinista, encontra-se à frente de Breno. Sabe-se que cada um desses músicos toca um único desses instrumentos. Assim, pode-se concluir corretamente que

Questão 8

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Sabe-se que:
• Adriano nasceu no dia 10 de setembro, há 42 anos;
• Bruno completou um terço da idade que Adriano tem hoje no dia 15 de outubro de 1985;
• Cristiano fará 38 anos no dia 8 de outubro de 2015;
• Dorival completou 3 anos dois dias antes do aniversário de 1 ano de Adriano.

Considerando que hoje seja dia 25 de outubro de 2009, a soma das idades de Adriano, Bruno, Cristiano e Dorival será, em 25 de outubro de 2019, um número compreendido entre

Questão 9

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Em um instituto de pesquisa trabalham, entre outros funcionários, 3 físicos, 6 biólogos e 2 matemáticos. Deseja-se formar uma equipe com 4 desses 11 estudiosos, para realizar uma pesquisa. Se essa equipe for composta escolhendo-se os pesquisadores de forma aleatória, a probabilidade de todos os físicos serem escolhidos é um número cujo valor está compreendido entre

Questão 10

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
1
Mr. Koïchiro Matsuura, Director-General of
 
UNESCO, and the Rt. Hon. Lord Andrew McIntosh of
 
Haringey, Minister for Media and Heritage for the United
 
Kingdom of Great Britain and Northern Ireland, today signed
5
an important Memorandum of Understanding (MoU).
 
Also present at the meeting was the United Kingdom
 
Ambassador and Permanent Delegate to UNESCO, His
 
Excellency Mr. Timothy Craddock.
 
The signing of the MoU, whose main focus is in the
10
field of heritage conservation, is indeed timely. One of the
 
main priorities of the World Heritage Committee in recent
 
years has been to endeavour to redress the current
 
imbalances of the World Heritage List so that it can be more
 
representative of the world’s outstanding cultural and natural
15
diversity. As Mr. Matsuura pointed out, “Today more than
 
ever, we need to help strengthen the capacity of developing
 
countries to protect their heritage and to respond to
 
emergency situations. We need to have the tools and the
 
necessary resources to identify areas of high conservation
20
value, protect heritage at risk and build the capacity of
 
countries around the world to make heritage conservation an
 
integral part of the livelihoods of local communities. This
 
needs more cooperation between governments”.
 
The agreement will enable developing countries to
25
benefit from the United Kingdom’s heritage and conservation
 
expertise by providing aid in the identification of potential
 
World Heritage Sites, as well in the preparation of
 
Management Plans and conservation strategies for both
 
cultural and natural World Heritage Sites. The plan of
30
implementation that has been agreed upon for the first year of
 
the MoU is prudent, concentrating mainly on under-
 
represented regions such as the Caribbean Islands.
 
According to Lord McIntosh, the MoU will also
 
provide “United Kingdom experts [with] valuable training and
35
the opportunity to develop working relationships with
 
international colleagues”, while they tackle conservation
 
issues overseas. He further expressed his delight “that as a
 
result of this cooperation agreement with UNESCO we will be
 
able to share some of [the United Kingdom’s] experience to
40
help identify and manage possible World Heritage Sites”.
Internet: http://portal.unesco.org/en/ev.php-URL_ID=16692&URL DO=DO_PRINTPAGE&URL_SECTION=201.html.
According to the text IV, mark the correct alternative.

Questão 11

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
1
Mr. Koïchiro Matsuura, Director-General of
 
UNESCO, and the Rt. Hon. Lord Andrew McIntosh of
 
Haringey, Minister for Media and Heritage for the United
 
Kingdom of Great Britain and Northern Ireland, today signed
5
an important Memorandum of Understanding (MoU).
 
Also present at the meeting was the United Kingdom
 
Ambassador and Permanent Delegate to UNESCO, His
 
Excellency Mr. Timothy Craddock.
 
The signing of the MoU, whose main focus is in the
10
field of heritage conservation, is indeed timely. One of the
 
main priorities of the World Heritage Committee in recent
 
years has been to endeavour to redress the current
 
imbalances of the World Heritage List so that it can be more
 
representative of the world’s outstanding cultural and natural
15
diversity. As Mr. Matsuura pointed out, “Today more than
 
ever, we need to help strengthen the capacity of developing
 
countries to protect their heritage and to respond to
 
emergency situations. We need to have the tools and the
 
necessary resources to identify areas of high conservation
20
value, protect heritage at risk and build the capacity of
 
countries around the world to make heritage conservation an
 
integral part of the livelihoods of local communities. This
 
needs more cooperation between governments”.
 
The agreement will enable developing countries to
25
benefit from the United Kingdom’s heritage and conservation
 
expertise by providing aid in the identification of potential
 
World Heritage Sites, as well in the preparation of
 
Management Plans and conservation strategies for both
 
cultural and natural World Heritage Sites. The plan of
30
implementation that has been agreed upon for the first year of
 
the MoU is prudent, concentrating mainly on under-
 
represented regions such as the Caribbean Islands.
 
According to Lord McIntosh, the MoU will also
 
provide “United Kingdom experts [with] valuable training and
35
the opportunity to develop working relationships with
 
international colleagues”, while they tackle conservation
 
issues overseas. He further expressed his delight “that as a
 
result of this cooperation agreement with UNESCO we will be
 
able to share some of [the United Kingdom’s] experience to
40
help identify and manage possible World Heritage Sites”.
Internet: http://portal.unesco.org/en/ev.php-URL_ID=16692&URL DO=DO_PRINTPAGE&URL_SECTION=201.html.
Based on the text IV, mark the correct alternative.

Questão 12

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
1
Mr. Koïchiro Matsuura, Director-General of
 
UNESCO, and the Rt. Hon. Lord Andrew McIntosh of
 
Haringey, Minister for Media and Heritage for the United
 
Kingdom of Great Britain and Northern Ireland, today signed
5
an important Memorandum of Understanding (MoU).
 
Also present at the meeting was the United Kingdom
 
Ambassador and Permanent Delegate to UNESCO, His
 
Excellency Mr. Timothy Craddock.
 
The signing of the MoU, whose main focus is in the
10
field of heritage conservation, is indeed timely. One of the
 
main priorities of the World Heritage Committee in recent
 
years has been to endeavour to redress the current
 
imbalances of the World Heritage List so that it can be more
 
representative of the world’s outstanding cultural and natural
15
diversity. As Mr. Matsuura pointed out, “Today more than
 
ever, we need to help strengthen the capacity of developing
 
countries to protect their heritage and to respond to
 
emergency situations. We need to have the tools and the
 
necessary resources to identify areas of high conservation
20
value, protect heritage at risk and build the capacity of
 
countries around the world to make heritage conservation an
 
integral part of the livelihoods of local communities. This
 
needs more cooperation between governments”.
 
The agreement will enable developing countries to
25
benefit from the United Kingdom’s heritage and conservation
 
expertise by providing aid in the identification of potential
 
World Heritage Sites, as well in the preparation of
 
Management Plans and conservation strategies for both
 
cultural and natural World Heritage Sites. The plan of
30
implementation that has been agreed upon for the first year of
 
the MoU is prudent, concentrating mainly on under-
 
represented regions such as the Caribbean Islands.
 
According to Lord McIntosh, the MoU will also
 
provide “United Kingdom experts [with] valuable training and
35
the opportunity to develop working relationships with
 
international colleagues”, while they tackle conservation
 
issues overseas. He further expressed his delight “that as a
 
result of this cooperation agreement with UNESCO we will be
 
able to share some of [the United Kingdom’s] experience to
40
help identify and manage possible World Heritage Sites”.
Internet: http://portal.unesco.org/en/ev.php-URL_ID=16692&URL DO=DO_PRINTPAGE&URL_SECTION=201.html.
The text IV deals with

Questão 13

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
São vários os movimentos e as tentativas de conscientização da classe política brasileira no sentido da criação de uma política pública de preservação e proteção aos monumentos, à cultura tradicional e à natureza. Na década de 70 do século XX, houve o primeiro encontro de governadores de estado, secretários estaduais da área cultural, prefeitos e representantes de instituições culturais que firmaram um acordo, denominado “Compromisso de Brasília”. Acerca desse tema, assinale a alternativa correta.

Questão 14

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
No intuito de instituir políticas públicas de cultura, revitalização e preservação de centros históricos, em 1987, ocorreu o primeiro Seminário Brasileiro de Revitalização e Preservação. Desse evento, surgiu a Carta de Petrópolis, que define como sítio histórico urbano o espaço que concentra testemunhos do fazer cultural da cidade em suas diversas manifestações. Acerca desse documento, assinale a alternativa correta.

Questão 15

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
De acordo com a Constituição Federal de 1988, no tocante ao patrimônio histórico, não é competência da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios,

Questão 16

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade

» Esta questão foi anulada pela banca.
Acerca da estrutura organizacional do IPHAN, assinale a alternativa correta.

Questão 17

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Constituem o patrimônio cultural brasileiro

I obras, objetos, documentos e edificações destinados a manifestações artísticas e culturais.
II criações artísticas, científicas e tecnológicas.
III modos de criar, fazer e viver.
IV sítios de valor paisagístico.
V formas de expressão.

A quantidade de itens certos é igual a

Questão 18

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
A evolução do conceito de Estado é bem retratada na sua organização político-administrativa bem como na estruturação de sua administração pública. Do bom conhecimento desse plexo normativo, dependem os agentes públicos para o exercício de suas atividades diárias. A respeito do tema, assinale a alternativa correta.

Questão 19

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Uma das tendências mais importantes de reforma do Estado e da administração pública em âmbito mundial é a criação de um setor público não-estatal. Nesse sentido, o Governo Federal criou recentemente

Questão 20

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
A Lei n.° 8.666/1993, que institui normas para licit ações e contratos, define como modalidade de licitação entre quaisquer interessados, cadastrados ou não, a venda de bens móveis inservíveis para a administração por meio de

Questão 21

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
A Resolução CFC n.º 750, de 29 de dezembro de 1993, estabeleceu os princípios fundamentais de contabilidade aplicáveis às sociedades brasileiras. A respeito do assunto, assinale a alternativa correta.

Questão 22

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade




De 1.° a 10 de janeiro de 20X5, ocorreram os seguin tes fatos
- venda de mercadorias, à vista, por R$ 400.000,00, com lucros de R$ 100.000,00;
- venda do único veículo, a prazo (60 dias), por R$ 50.000,00;
- pagamento, em cheque, dos salários a pagar e impostos a pagar;
- depósito bancário em dinheiro de R$ 400.000,00.

Os dados indicam que, em 10.1.20X5, após todas as operações descritas, o Ativo Circulante, o Passivo Exigível e o Patrimônio Líquido eram, em reais, respectivamente

Questão 23

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
As primeiras operações da empresa Alfa Ltda foram:

- 12.1.X2 Integralização, em moeda corrente, do capital social de R$ 50.000,00;
- 13.1.X2 Pagamento de R$ 2.000,00 à vista referente à despesa com a constituição da empresa;
- 15.1.X2 Aquisição de uma loja por R$ 90.000,00 sendo R$ 20.000,00 em dinheiro e R$ 70.000,00 para pagamento em 15.4.X2;
- 24.1.X2 Compra de móveis e utensílios, à vista, por R$ 20.000,00;
- 29.1.X2 Compra, a prazo, de mercadorias para revenda, no montante de R$ 200.000,00.

No balancete levantado após a última operação, o somatório dos saldos devedores das contas, em reais, é igual a

Questão 24

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Classifique as contas abaixo relacionadas, quanto à natureza e quanto ao saldo, assinalando a seguir a alternativa correta.

A relação acima contém

Questão 25

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Considerando que todos os históricos estão corretos, assinale a alternativa que apresenta o lançamento incorreto.

Questão 26

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Os saldos das contas Caixa e Bancos no dia 1°.5.20X0 eram, respectivamente, de R$ 7.000,00 e R$ 74.000,00.

Sabendo-se que, no período:
- foram feitos saques em conta-corrente bancária no valor de R$ 58.000,00, em dinheiro;
- foram feitos depósitos bancários no montante de R$ 50.000,00;
- não foram feitos outros créditos na conta Caixa;
- no dia 31.5.20X0, o saldo da conta Caixa era de R$ 15.000,00.

É correto afirmar que os valores: (1) total de débitos feitos no período à conta Caixa e (2) saldo da conta Bancos eram, em 31.5.20X0, respectivamente, de

Questão 27

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Determinado cliente pagou duplicata de seu aceite no valor de R$ 80.000,00, adicionado de juros de mora de R$ 4.000.00. Assinale a alternativa que contém o correto lançamento contábil, considerando-se que sua liquidação foi feita por meio de cobrança bancária.

Questão 28

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Em relação ao Balanço Patrimonial e ao Balancete de Verificação que lhe deu origem, assinale a alternativa correta.

Questão 29

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade




No balanço de encerramento, o Patrimônio Líquido totaliza, em reais,

Questão 30

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
A empresa Comercial Delta S/A, no exercício corrente, apresentou os seguintes dados, extraídos de sua contabilidade:

O lucro bruto com mercadorias, em reais, no exercício foi de

Questão 31

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Assinale a alternativa que apresenta a forma correta do lançamento de terceira fórmula, no livro Diário.

Questão 32

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
O saldo da conta Mercadorias, utilizada para registro dos estoques, das entradas e das saídas de mercadorias, apresentava-se credor, no valor de R$ 43.000,00. Sabendo-se que o inventário indica a existência de estoques de R$ 27.000,00, é correto afirmar que o Resultado com Mercadorias, em reais, foi de

Questão 33

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Em janeiro de 20X3 foram feitas vendas totais de mercadorias de R$ 21.000,00, com custo de R$ 16.000,00. As compras no mesmo período foram de R$ 14.000,00. Sabendo-se que o estoque de mercadorias em 1°.1.20X3 era de R$ 8.000,00, é correto afirmar que, em 31.1.20X3, o valor dos estoques de mercadorias e o valor do lucro bruto sobre vendas eram, em reais, respectivamente,

Questão 34

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Assinale a alternativa que indica situação patrimonial inconcebível.

Questão 35

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Considere o quadro a seguir onde os valores são dados em reais.


De acordo com a Teoria das Equações do Patrimônio, assinale a alternativa correta.

Questão 36

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Um comerciante adquiriu a prazo, 100 pares de calçados do fabricante, que emitiu, para cobertura da operação, nota fiscal com os seguintes dados:

100 pares de calçados a R$ 20,00........................... 2.000,00
IPI – 12%.................................................................. 240,00
Total da Nota............................................................ 2.240,00
ICMS de 17% (incluído no valor da nota)................. 340,00

Sabendo-se que o comprador é contribuinte do ICMS, mas não é do IPI, o contabilista de sua empresa deverá registrar a compra com o seguinte lançamento.

Questão 37

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
A função econômica da contabilidade pública é

Questão 38

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
1
 
Dados adicionais:
 
1) a empresa é contribuinte do imposto de renda com base
 
no lucro real;
5
2) os custos, despesas e encargos são os incorridos no
 
mês de abril de 2004;
 
3) os empréstimos bancários serão pagos em 15.9.2004.
 
Os encargos financeiros correspondem ao valor
 
incorrido no mês de abril de 2004;
10
4) o crédito da COFINS em estoque foi contabilizado em
 
1°.2.2004, pelo valor total de R$ 96.000,00;
 
5) as compras, vendas e devoluções (operações
 
realizadas a prazo) estão sujeitas ao ICMS à alíquota de
 
18% (recuperável);
15
6) o valor da receita financeira de R$ 150.000,00 foi obtido
 
no mercado de renda fixa e está sujeito à retenção de
 
fonte de 20%, ou seja, R$ 30.000,00;
 
7) estoques existentes em:
 
· 31.3.2004................................... R$ 93.975,00;
20
· 30.4.2004................................... R$ 52.600,00.
O valor a recolher ao PIS, em reais, no mês de abril de 2004, é de

Questão 39

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
1
 
Dados adicionais:
 
1) a empresa é contribuinte do imposto de renda com base
 
no lucro real;
5
2) os custos, despesas e encargos são os incorridos no
 
mês de abril de 2004;
 
3) os empréstimos bancários serão pagos em 15.9.2004.
 
Os encargos financeiros correspondem ao valor
 
incorrido no mês de abril de 2004;
10
4) o crédito da COFINS em estoque foi contabilizado em
 
1°.2.2004, pelo valor total de R$ 96.000,00;
 
5) as compras, vendas e devoluções (operações
 
realizadas a prazo) estão sujeitas ao ICMS à alíquota de
 
18% (recuperável);
15
6) o valor da receita financeira de R$ 150.000,00 foi obtido
 
no mercado de renda fixa e está sujeito à retenção de
 
fonte de 20%, ou seja, R$ 30.000,00;
 
7) estoques existentes em:
 
· 31.3.2004................................... R$ 93.975,00;
20
· 30.4.2004................................... R$ 52.600,00.
O valor a recolher para a CONFINS, em reais, no mês de abril de 2004, é de

Questão 40

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Correlacione a primeira coluna de acordo com a segunda e assinale a alternativa que apresenta a sequência numérica obtida de cima para baixo.

Questão 41

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Determinada empresa adquiriu, em 20X1, mercadorias para revenda no total de R$ 400.000,00. Durante o período, a receita de vendas alcançou R$ 700.000,00. Sabendo-se que o estoque final era de R$ 30.000,00, o estoque inicial de R$ 20.000,00 e, no período, registraram-se devoluções de compra de R$ 10.000,00 e de vendas de R$ 25.000,00, é correto afirmar que o custo de mercadorias vendidas e o valor, em reais, das mercadorias disponíveis para venda, no período foram, respectivamente, de

Questão 42

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Considere as informações a seguir relativas às transações da empresa Comercial Ômega Ltda, durante o mês de maio de 20X0:

Pelo método da Média Ponderada, o estoque em 25.5.X9 teria o valor, em reais, de

Questão 43

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade



Com base nas informações do quadro, assinale a alternativa que apresenta o valor do Resultado do Exercício, em reais, calculado de acordo com o Princípio da Competência.

Questão 44

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
A contabilidade pública é o ramo da ciência contábil que

Questão 45

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Considere os dados contábeis da empresa Capa Ltda, relativos ao exercício social findo em 31.12.X4:

Na Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos, elaborada em 31.12.X4, com base nesses dados, o Capital Circulante Líquido, que em 30.12.X3 (Balanço do 1º Semestre) era de R$ 2.000,00, passou a ser de

Questão 46

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
O Patrimônio da Empresa X é constituído, em reais, por: Máquinas – 600,00; Nota Promissória de sua emissão – 500,00; Duplicata de seu aceite – 1.500,00; Fornecedores – 400,00; Estoques – 3.000,00; Bancos – 200,00; Caixa – 100,00.

Sabendo-se que o lucro corresponde a 20% do capital de terceiros, o valor do Capital Social, em reais, é

Questão 47

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
A empresa Comércio e Indústria Y Ltda contratou o aluguel de sua loja pelo período de 18 meses a partir de 1°.5.20X2. Pagou ao locador, no mesmo dia, o valor total de R$ 1.260,00 para manter o aluguel mensal sem reajuste. O contador, de posse da documentação e sabendo que a empresa adota o regime de competência, registrou o fato corretamente. Assinale a alternativa que indica como os elementos apresentados estarão dispostos em 31.12.20X2.

Questão 48

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Determinada empresa adquiriu uma máquina em janeiro de 20X1, colocando-a em funcionamento no mesmo mês. Sabendo-se que:

- A taxa de depreciação adotada foi de 20% a.a.
- O valor de aquisição da máquina foi de R$ 22.000,00.
- A depreciação é contabilizada ao final de cada mês.
- A máquina foi vendida por R$ 20.000,00 em julho de 20X4.

É correto afirmar que o custo ou valor contábil da máquina, em reais, em 31.12.20X3, era de

Questão 49

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade




Com os dados do quadro é correto afirmar que

Questão 50

IPHAN 2009 - FUNIVERSA - Analista - Contabilidade
Os impostos: (1) de importação, (2) sobre a transmissão causa mortis e (3) sobre a transmissão de imóveis intervivos, competem, respectivamente,



Provas de Concursos » Funiversa 2009