×
Auditoria e Fiscalização - Controle Interno Auditoria e Fiscalização - Tecnologia da Informação Correição Tecnologia da Informação - Desenvolvimento de Sistemas
×
SEPLAG/DFT 2010

SEPLAG/DFT 2009

Administração Financeira e Contábil

Questão 1

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
O estado de São Paulo tomou uma iniciativa
 
necessária e corajosa em defesa da saúde pública ao
 
transformar na Lei estadual n.º 13.541/2009 o projeto do
 
governador José Serra que proíbe o fumo em ambientes
5
coletivos, total ou parcialmente fechados. Pesquisas de
 
opinião pública mostram o apoio de 88% da população no
 
estado. As críticas vêm de uma pequena minoria,
 
especialmente ligada ao setor de bares e restaurantes, que
 
repete argumentos parecidos com os usados pela indústria
10
do tabaco em outros países.
 
Nessas circunstâncias, é útil conhecer a experiência
 
da cidade de Nova York, que restringiu o consumo de
 
fumígenos de maneira muito semelhante à de São Paulo.
 
Desde que entraram em vigor o New York City Smoke-free
15
Air Act, a lei de 2003, e o Clean Indoor Act, promulgada no
 
estado de Nova York no mesmo ano, e de teor análogo à
 
primeira, alguns mitos e tabus têm sido derrubados.
 
Um ano depois da vigência da lei, dados da
 
Prefeitura de Nova York apontavam que: 1) ao contrário do
20
que se anunciava como inevitável ― a queda do movimento
 
nos bares e restaurantes ―, o faturamento desses lugares
 
aumentou 8,7%; 2) os empregos do setor cresceram 10 mil
 
vagas, em vez do desemprego que tanto amedrontava; 3)
 
97% dos restaurantes e bares estavam livres do fumo; 4) os
25
moradores apresentavam maciço apoio à lei; 5) a qualidade
 
do ar de bares e restaurantes aumentou consideravelmente;
 
6) os níveis de cotinina, um derivado da nicotina, diminuíram
 
em 85% segundo testes médicos em trabalhadores do setor;
 
7) 55 mil cidadãos a menos estavam expostos ao fumo
30
passivo no ambiente de trabalho.
 
É fato que o fumo passivo faz muito mal às pessoas.
 
No entanto, a indústria do tabaco e seus aliados continuam a
 
repetir mentiras em escala internacional, difundindo o mesmo
 
receituário do lucro com base no dano à vida e à saúde, tais
35
como que o fumo passivo não é tão perigoso ou que as
 
políticas de restrição ao cigarro violam o direito e a liberdade
 
individuais. Dizem ainda que um sistema de ventilação e de
 
salas separadas constitui proteção suficiente contra o fumo
 
passivo ou ainda que restrições ao fumo não são adequadas
40
para o nosso país.
 
Seria curioso, se não fosse trágico, verificar que
 
esse receituário vem sendo repetido aqui de maneira quase
 
literal, mostrando uma articulação mundial. Procuram
 
organizar grupos de oposição com fumantes e donos de
45
restaurantes, fabricam relatórios de impacto financeiro,
 
estimulam o descumprimento da lei e tentam invalidar a
 
legislação na Justiça. Tudo isso feito de maneira insensível
 
às conclusões científicas no sentido das consequências letais
 
do fumo para seus usuários e para terceiros. Estudo feito em
50
Nova York acerca da qualidade do ar mostra um índice de
 
poluição 50 vezes maior em um bar enfumaçado do que no
 
túnel Holland (que liga a ilha de Manhattan à cidade de
 
Newark, em Nova Jersey), na hora de pico do tráfego.
 
Nova York teve sucesso mostrando determinação e
55
vontade política de seus líderes e servidores, aliadas à força
 
da articulação da sociedade, dos sindicatos e das
 
organizações não-governamentais. Durante um ano inteiro,
 
foi travada uma batalha ideológica feroz da indústria do
 
tabaco, seus consumidores e parceiros contra a sociedade.
60
Segundo me narrou pessoalmente o Dr. Thomas Frieden,
 
comissário de saúde daquela cidade (equivale, aqui, a um
 
secretário municipal), importante veículo de comunicação
 
procurou desmoralizar o cumprimento da lei todos os dias,
 
sem sucesso. Por outro lado, a ampla maioria de cidadãos
65
uniu-se em defesa de sua saúde e formou uma aliança
 
indestrutível entre governo e sociedade.
 
São Paulo e Nova York são estados cosmopolitas e
 
pioneiros nas suas iniciativas, na consciência e na coragem
 
de seus habitantes. Hoje, em Nova York, o respeito à lei
70
antifumo é altíssimo. Ali, o Poder Público está cumprindo seu
 
papel de proteger o direito à saúde de todos.
 
Se Nova York venceu o fumo, São Paulo também
 
será capaz de enfrentar e vencer esse desafio, com
 
determinação, firmeza e a adesão da maioria da população,
75
de forma a gerar importante precedente para todo o Brasil.
Luiz Antonio Guimarães Marrey. In: Correio Braziliense, 20/7/2009, p. 13 (com adaptações).
Assinale a alternativa em que a ocorrência da crase deve-se a uma estrutura linguística distinta das demais.

Questão 2

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
O estado de São Paulo tomou uma iniciativa
 
necessária e corajosa em defesa da saúde pública ao
 
transformar na Lei estadual n.º 13.541/2009 o projeto do
 
governador José Serra que proíbe o fumo em ambientes
5
coletivos, total ou parcialmente fechados. Pesquisas de
 
opinião pública mostram o apoio de 88% da população no
 
estado. As críticas vêm de uma pequena minoria,
 
especialmente ligada ao setor de bares e restaurantes, que
 
repete argumentos parecidos com os usados pela indústria
10
do tabaco em outros países.
 
Nessas circunstâncias, é útil conhecer a experiência
 
da cidade de Nova York, que restringiu o consumo de
 
fumígenos de maneira muito semelhante à de São Paulo.
 
Desde que entraram em vigor o New York City Smoke-free
15
Air Act, a lei de 2003, e o Clean Indoor Act, promulgada no
 
estado de Nova York no mesmo ano, e de teor análogo à
 
primeira, alguns mitos e tabus têm sido derrubados.
 
Um ano depois da vigência da lei, dados da
 
Prefeitura de Nova York apontavam que: 1) ao contrário do
20
que se anunciava como inevitável ― a queda do movimento
 
nos bares e restaurantes ―, o faturamento desses lugares
 
aumentou 8,7%; 2) os empregos do setor cresceram 10 mil
 
vagas, em vez do desemprego que tanto amedrontava; 3)
 
97% dos restaurantes e bares estavam livres do fumo; 4) os
25
moradores apresentavam maciço apoio à lei; 5) a qualidade
 
do ar de bares e restaurantes aumentou consideravelmente;
 
6) os níveis de cotinina, um derivado da nicotina, diminuíram
 
em 85% segundo testes médicos em trabalhadores do setor;
 
7) 55 mil cidadãos a menos estavam expostos ao fumo
30
passivo no ambiente de trabalho.
 
É fato que o fumo passivo faz muito mal às pessoas.
 
No entanto, a indústria do tabaco e seus aliados continuam a
 
repetir mentiras em escala internacional, difundindo o mesmo
 
receituário do lucro com base no dano à vida e à saúde, tais
35
como que o fumo passivo não é tão perigoso ou que as
 
políticas de restrição ao cigarro violam o direito e a liberdade
 
individuais. Dizem ainda que um sistema de ventilação e de
 
salas separadas constitui proteção suficiente contra o fumo
 
passivo ou ainda que restrições ao fumo não são adequadas
40
para o nosso país.
 
Seria curioso, se não fosse trágico, verificar que
 
esse receituário vem sendo repetido aqui de maneira quase
 
literal, mostrando uma articulação mundial. Procuram
 
organizar grupos de oposição com fumantes e donos de
45
restaurantes, fabricam relatórios de impacto financeiro,
 
estimulam o descumprimento da lei e tentam invalidar a
 
legislação na Justiça. Tudo isso feito de maneira insensível
 
às conclusões científicas no sentido das consequências letais
 
do fumo para seus usuários e para terceiros. Estudo feito em
50
Nova York acerca da qualidade do ar mostra um índice de
 
poluição 50 vezes maior em um bar enfumaçado do que no
 
túnel Holland (que liga a ilha de Manhattan à cidade de
 
Newark, em Nova Jersey), na hora de pico do tráfego.
 
Nova York teve sucesso mostrando determinação e
55
vontade política de seus líderes e servidores, aliadas à força
 
da articulação da sociedade, dos sindicatos e das
 
organizações não-governamentais. Durante um ano inteiro,
 
foi travada uma batalha ideológica feroz da indústria do
 
tabaco, seus consumidores e parceiros contra a sociedade.
60
Segundo me narrou pessoalmente o Dr. Thomas Frieden,
 
comissário de saúde daquela cidade (equivale, aqui, a um
 
secretário municipal), importante veículo de comunicação
 
procurou desmoralizar o cumprimento da lei todos os dias,
 
sem sucesso. Por outro lado, a ampla maioria de cidadãos
65
uniu-se em defesa de sua saúde e formou uma aliança
 
indestrutível entre governo e sociedade.
 
São Paulo e Nova York são estados cosmopolitas e
 
pioneiros nas suas iniciativas, na consciência e na coragem
 
de seus habitantes. Hoje, em Nova York, o respeito à lei
70
antifumo é altíssimo. Ali, o Poder Público está cumprindo seu
 
papel de proteger o direito à saúde de todos.
 
Se Nova York venceu o fumo, São Paulo também
 
será capaz de enfrentar e vencer esse desafio, com
 
determinação, firmeza e a adesão da maioria da população,
75
de forma a gerar importante precedente para todo o Brasil.
Luiz Antonio Guimarães Marrey. In: Correio Braziliense, 20/7/2009, p. 13 (com adaptações).
Quanto aos aspectos gramaticais do texto I, assinale a alternativa correta.

Questão 3

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
O estado de São Paulo tomou uma iniciativa
 
necessária e corajosa em defesa da saúde pública ao
 
transformar na Lei estadual n.º 13.541/2009 o projeto do
 
governador José Serra que proíbe o fumo em ambientes
5
coletivos, total ou parcialmente fechados. Pesquisas de
 
opinião pública mostram o apoio de 88% da população no
 
estado. As críticas vêm de uma pequena minoria,
 
especialmente ligada ao setor de bares e restaurantes, que
 
repete argumentos parecidos com os usados pela indústria
10
do tabaco em outros países.
 
Nessas circunstâncias, é útil conhecer a experiência
 
da cidade de Nova York, que restringiu o consumo de
 
fumígenos de maneira muito semelhante à de São Paulo.
 
Desde que entraram em vigor o New York City Smoke-free
15
Air Act, a lei de 2003, e o Clean Indoor Act, promulgada no
 
estado de Nova York no mesmo ano, e de teor análogo à
 
primeira, alguns mitos e tabus têm sido derrubados.
 
Um ano depois da vigência da lei, dados da
 
Prefeitura de Nova York apontavam que: 1) ao contrário do
20
que se anunciava como inevitável ― a queda do movimento
 
nos bares e restaurantes ―, o faturamento desses lugares
 
aumentou 8,7%; 2) os empregos do setor cresceram 10 mil
 
vagas, em vez do desemprego que tanto amedrontava; 3)
 
97% dos restaurantes e bares estavam livres do fumo; 4) os
25
moradores apresentavam maciço apoio à lei; 5) a qualidade
 
do ar de bares e restaurantes aumentou consideravelmente;
 
6) os níveis de cotinina, um derivado da nicotina, diminuíram
 
em 85% segundo testes médicos em trabalhadores do setor;
 
7) 55 mil cidadãos a menos estavam expostos ao fumo
30
passivo no ambiente de trabalho.
 
É fato que o fumo passivo faz muito mal às pessoas.
 
No entanto, a indústria do tabaco e seus aliados continuam a
 
repetir mentiras em escala internacional, difundindo o mesmo
 
receituário do lucro com base no dano à vida e à saúde, tais
35
como que o fumo passivo não é tão perigoso ou que as
 
políticas de restrição ao cigarro violam o direito e a liberdade
 
individuais. Dizem ainda que um sistema de ventilação e de
 
salas separadas constitui proteção suficiente contra o fumo
 
passivo ou ainda que restrições ao fumo não são adequadas
40
para o nosso país.
 
Seria curioso, se não fosse trágico, verificar que
 
esse receituário vem sendo repetido aqui de maneira quase
 
literal, mostrando uma articulação mundial. Procuram
 
organizar grupos de oposição com fumantes e donos de
45
restaurantes, fabricam relatórios de impacto financeiro,
 
estimulam o descumprimento da lei e tentam invalidar a
 
legislação na Justiça. Tudo isso feito de maneira insensível
 
às conclusões científicas no sentido das consequências letais
 
do fumo para seus usuários e para terceiros. Estudo feito em
50
Nova York acerca da qualidade do ar mostra um índice de
 
poluição 50 vezes maior em um bar enfumaçado do que no
 
túnel Holland (que liga a ilha de Manhattan à cidade de
 
Newark, em Nova Jersey), na hora de pico do tráfego.
 
Nova York teve sucesso mostrando determinação e
55
vontade política de seus líderes e servidores, aliadas à força
 
da articulação da sociedade, dos sindicatos e das
 
organizações não-governamentais. Durante um ano inteiro,
 
foi travada uma batalha ideológica feroz da indústria do
 
tabaco, seus consumidores e parceiros contra a sociedade.
60
Segundo me narrou pessoalmente o Dr. Thomas Frieden,
 
comissário de saúde daquela cidade (equivale, aqui, a um
 
secretário municipal), importante veículo de comunicação
 
procurou desmoralizar o cumprimento da lei todos os dias,
 
sem sucesso. Por outro lado, a ampla maioria de cidadãos
65
uniu-se em defesa de sua saúde e formou uma aliança
 
indestrutível entre governo e sociedade.
 
São Paulo e Nova York são estados cosmopolitas e
 
pioneiros nas suas iniciativas, na consciência e na coragem
 
de seus habitantes. Hoje, em Nova York, o respeito à lei
70
antifumo é altíssimo. Ali, o Poder Público está cumprindo seu
 
papel de proteger o direito à saúde de todos.
 
Se Nova York venceu o fumo, São Paulo também
 
será capaz de enfrentar e vencer esse desafio, com
 
determinação, firmeza e a adesão da maioria da população,
75
de forma a gerar importante precedente para todo o Brasil.
Luiz Antonio Guimarães Marrey. In: Correio Braziliense, 20/7/2009, p. 13 (com adaptações).
Quanto aos aspectos gramaticais do texto I, assinale a alternativa incorreta.

Questão 4

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
O estado de São Paulo tomou uma iniciativa
 
necessária e corajosa em defesa da saúde pública ao
 
transformar na Lei estadual n.º 13.541/2009 o projeto do
 
governador José Serra que proíbe o fumo em ambientes
5
coletivos, total ou parcialmente fechados. Pesquisas de
 
opinião pública mostram o apoio de 88% da população no
 
estado. As críticas vêm de uma pequena minoria,
 
especialmente ligada ao setor de bares e restaurantes, que
 
repete argumentos parecidos com os usados pela indústria
10
do tabaco em outros países.
 
Nessas circunstâncias, é útil conhecer a experiência
 
da cidade de Nova York, que restringiu o consumo de
 
fumígenos de maneira muito semelhante à de São Paulo.
 
Desde que entraram em vigor o New York City Smoke-free
15
Air Act, a lei de 2003, e o Clean Indoor Act, promulgada no
 
estado de Nova York no mesmo ano, e de teor análogo à
 
primeira, alguns mitos e tabus têm sido derrubados.
 
Um ano depois da vigência da lei, dados da
 
Prefeitura de Nova York apontavam que: 1) ao contrário do
20
que se anunciava como inevitável ― a queda do movimento
 
nos bares e restaurantes ―, o faturamento desses lugares
 
aumentou 8,7%; 2) os empregos do setor cresceram 10 mil
 
vagas, em vez do desemprego que tanto amedrontava; 3)
 
97% dos restaurantes e bares estavam livres do fumo; 4) os
25
moradores apresentavam maciço apoio à lei; 5) a qualidade
 
do ar de bares e restaurantes aumentou consideravelmente;
 
6) os níveis de cotinina, um derivado da nicotina, diminuíram
 
em 85% segundo testes médicos em trabalhadores do setor;
 
7) 55 mil cidadãos a menos estavam expostos ao fumo
30
passivo no ambiente de trabalho.
 
É fato que o fumo passivo faz muito mal às pessoas.
 
No entanto, a indústria do tabaco e seus aliados continuam a
 
repetir mentiras em escala internacional, difundindo o mesmo
 
receituário do lucro com base no dano à vida e à saúde, tais
35
como que o fumo passivo não é tão perigoso ou que as
 
políticas de restrição ao cigarro violam o direito e a liberdade
 
individuais. Dizem ainda que um sistema de ventilação e de
 
salas separadas constitui proteção suficiente contra o fumo
 
passivo ou ainda que restrições ao fumo não são adequadas
40
para o nosso país.
 
Seria curioso, se não fosse trágico, verificar que
 
esse receituário vem sendo repetido aqui de maneira quase
 
literal, mostrando uma articulação mundial. Procuram
 
organizar grupos de oposição com fumantes e donos de
45
restaurantes, fabricam relatórios de impacto financeiro,
 
estimulam o descumprimento da lei e tentam invalidar a
 
legislação na Justiça. Tudo isso feito de maneira insensível
 
às conclusões científicas no sentido das consequências letais
 
do fumo para seus usuários e para terceiros. Estudo feito em
50
Nova York acerca da qualidade do ar mostra um índice de
 
poluição 50 vezes maior em um bar enfumaçado do que no
 
túnel Holland (que liga a ilha de Manhattan à cidade de
 
Newark, em Nova Jersey), na hora de pico do tráfego.
 
Nova York teve sucesso mostrando determinação e
55
vontade política de seus líderes e servidores, aliadas à força
 
da articulação da sociedade, dos sindicatos e das
 
organizações não-governamentais. Durante um ano inteiro,
 
foi travada uma batalha ideológica feroz da indústria do
 
tabaco, seus consumidores e parceiros contra a sociedade.
60
Segundo me narrou pessoalmente o Dr. Thomas Frieden,
 
comissário de saúde daquela cidade (equivale, aqui, a um
 
secretário municipal), importante veículo de comunicação
 
procurou desmoralizar o cumprimento da lei todos os dias,
 
sem sucesso. Por outro lado, a ampla maioria de cidadãos
65
uniu-se em defesa de sua saúde e formou uma aliança
 
indestrutível entre governo e sociedade.
 
São Paulo e Nova York são estados cosmopolitas e
 
pioneiros nas suas iniciativas, na consciência e na coragem
 
de seus habitantes. Hoje, em Nova York, o respeito à lei
70
antifumo é altíssimo. Ali, o Poder Público está cumprindo seu
 
papel de proteger o direito à saúde de todos.
 
Se Nova York venceu o fumo, São Paulo também
 
será capaz de enfrentar e vencer esse desafio, com
 
determinação, firmeza e a adesão da maioria da população,
75
de forma a gerar importante precedente para todo o Brasil.
Luiz Antonio Guimarães Marrey. In: Correio Braziliense, 20/7/2009, p. 13 (com adaptações).
Quanto aos aspectos gramaticais do texto I, assinale a alternativa correta.

Questão 5

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
O estado de São Paulo tomou uma iniciativa
 
necessária e corajosa em defesa da saúde pública ao
 
transformar na Lei estadual n.º 13.541/2009 o projeto do
 
governador José Serra que proíbe o fumo em ambientes
5
coletivos, total ou parcialmente fechados. Pesquisas de
 
opinião pública mostram o apoio de 88% da população no
 
estado. As críticas vêm de uma pequena minoria,
 
especialmente ligada ao setor de bares e restaurantes, que
 
repete argumentos parecidos com os usados pela indústria
10
do tabaco em outros países.
 
Nessas circunstâncias, é útil conhecer a experiência
 
da cidade de Nova York, que restringiu o consumo de
 
fumígenos de maneira muito semelhante à de São Paulo.
 
Desde que entraram em vigor o New York City Smoke-free
15
Air Act, a lei de 2003, e o Clean Indoor Act, promulgada no
 
estado de Nova York no mesmo ano, e de teor análogo à
 
primeira, alguns mitos e tabus têm sido derrubados.
 
Um ano depois da vigência da lei, dados da
 
Prefeitura de Nova York apontavam que: 1) ao contrário do
20
que se anunciava como inevitável ― a queda do movimento
 
nos bares e restaurantes ―, o faturamento desses lugares
 
aumentou 8,7%; 2) os empregos do setor cresceram 10 mil
 
vagas, em vez do desemprego que tanto amedrontava; 3)
 
97% dos restaurantes e bares estavam livres do fumo; 4) os
25
moradores apresentavam maciço apoio à lei; 5) a qualidade
 
do ar de bares e restaurantes aumentou consideravelmente;
 
6) os níveis de cotinina, um derivado da nicotina, diminuíram
 
em 85% segundo testes médicos em trabalhadores do setor;
 
7) 55 mil cidadãos a menos estavam expostos ao fumo
30
passivo no ambiente de trabalho.
 
É fato que o fumo passivo faz muito mal às pessoas.
 
No entanto, a indústria do tabaco e seus aliados continuam a
 
repetir mentiras em escala internacional, difundindo o mesmo
 
receituário do lucro com base no dano à vida e à saúde, tais
35
como que o fumo passivo não é tão perigoso ou que as
 
políticas de restrição ao cigarro violam o direito e a liberdade
 
individuais. Dizem ainda que um sistema de ventilação e de
 
salas separadas constitui proteção suficiente contra o fumo
 
passivo ou ainda que restrições ao fumo não são adequadas
40
para o nosso país.
 
Seria curioso, se não fosse trágico, verificar que
 
esse receituário vem sendo repetido aqui de maneira quase
 
literal, mostrando uma articulação mundial. Procuram
 
organizar grupos de oposição com fumantes e donos de
45
restaurantes, fabricam relatórios de impacto financeiro,
 
estimulam o descumprimento da lei e tentam invalidar a
 
legislação na Justiça. Tudo isso feito de maneira insensível
 
às conclusões científicas no sentido das consequências letais
 
do fumo para seus usuários e para terceiros. Estudo feito em
50
Nova York acerca da qualidade do ar mostra um índice de
 
poluição 50 vezes maior em um bar enfumaçado do que no
 
túnel Holland (que liga a ilha de Manhattan à cidade de
 
Newark, em Nova Jersey), na hora de pico do tráfego.
 
Nova York teve sucesso mostrando determinação e
55
vontade política de seus líderes e servidores, aliadas à força
 
da articulação da sociedade, dos sindicatos e das
 
organizações não-governamentais. Durante um ano inteiro,
 
foi travada uma batalha ideológica feroz da indústria do
 
tabaco, seus consumidores e parceiros contra a sociedade.
60
Segundo me narrou pessoalmente o Dr. Thomas Frieden,
 
comissário de saúde daquela cidade (equivale, aqui, a um
 
secretário municipal), importante veículo de comunicação
 
procurou desmoralizar o cumprimento da lei todos os dias,
 
sem sucesso. Por outro lado, a ampla maioria de cidadãos
65
uniu-se em defesa de sua saúde e formou uma aliança
 
indestrutível entre governo e sociedade.
 
São Paulo e Nova York são estados cosmopolitas e
 
pioneiros nas suas iniciativas, na consciência e na coragem
 
de seus habitantes. Hoje, em Nova York, o respeito à lei
70
antifumo é altíssimo. Ali, o Poder Público está cumprindo seu
 
papel de proteger o direito à saúde de todos.
 
Se Nova York venceu o fumo, São Paulo também
 
será capaz de enfrentar e vencer esse desafio, com
 
determinação, firmeza e a adesão da maioria da população,
75
de forma a gerar importante precedente para todo o Brasil.
Luiz Antonio Guimarães Marrey. In: Correio Braziliense, 20/7/2009, p. 13 (com adaptações).
O trecho “Seria curioso, se não fosse trágico, verificar que esse receituário vem sendo repetido aqui de maneira quase literal, mostrando uma articulação mundial.” (linhas de 41 a 43) pode ser reescrito, sem que haja alteração de sentido ou incorreção gramatical, da seguinte forma:

Questão 6

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
O estado de São Paulo tomou uma iniciativa
 
necessária e corajosa em defesa da saúde pública ao
 
transformar na Lei estadual n.º 13.541/2009 o projeto do
 
governador José Serra que proíbe o fumo em ambientes
5
coletivos, total ou parcialmente fechados. Pesquisas de
 
opinião pública mostram o apoio de 88% da população no
 
estado. As críticas vêm de uma pequena minoria,
 
especialmente ligada ao setor de bares e restaurantes, que
 
repete argumentos parecidos com os usados pela indústria
10
do tabaco em outros países.
 
Nessas circunstâncias, é útil conhecer a experiência
 
da cidade de Nova York, que restringiu o consumo de
 
fumígenos de maneira muito semelhante à de São Paulo.
 
Desde que entraram em vigor o New York City Smoke-free
15
Air Act, a lei de 2003, e o Clean Indoor Act, promulgada no
 
estado de Nova York no mesmo ano, e de teor análogo à
 
primeira, alguns mitos e tabus têm sido derrubados.
 
Um ano depois da vigência da lei, dados da
 
Prefeitura de Nova York apontavam que: 1) ao contrário do
20
que se anunciava como inevitável ― a queda do movimento
 
nos bares e restaurantes ―, o faturamento desses lugares
 
aumentou 8,7%; 2) os empregos do setor cresceram 10 mil
 
vagas, em vez do desemprego que tanto amedrontava; 3)
 
97% dos restaurantes e bares estavam livres do fumo; 4) os
25
moradores apresentavam maciço apoio à lei; 5) a qualidade
 
do ar de bares e restaurantes aumentou consideravelmente;
 
6) os níveis de cotinina, um derivado da nicotina, diminuíram
 
em 85% segundo testes médicos em trabalhadores do setor;
 
7) 55 mil cidadãos a menos estavam expostos ao fumo
30
passivo no ambiente de trabalho.
 
É fato que o fumo passivo faz muito mal às pessoas.
 
No entanto, a indústria do tabaco e seus aliados continuam a
 
repetir mentiras em escala internacional, difundindo o mesmo
 
receituário do lucro com base no dano à vida e à saúde, tais
35
como que o fumo passivo não é tão perigoso ou que as
 
políticas de restrição ao cigarro violam o direito e a liberdade
 
individuais. Dizem ainda que um sistema de ventilação e de
 
salas separadas constitui proteção suficiente contra o fumo
 
passivo ou ainda que restrições ao fumo não são adequadas
40
para o nosso país.
 
Seria curioso, se não fosse trágico, verificar que
 
esse receituário vem sendo repetido aqui de maneira quase
 
literal, mostrando uma articulação mundial. Procuram
 
organizar grupos de oposição com fumantes e donos de
45
restaurantes, fabricam relatórios de impacto financeiro,
 
estimulam o descumprimento da lei e tentam invalidar a
 
legislação na Justiça. Tudo isso feito de maneira insensível
 
às conclusões científicas no sentido das consequências letais
 
do fumo para seus usuários e para terceiros. Estudo feito em
50
Nova York acerca da qualidade do ar mostra um índice de
 
poluição 50 vezes maior em um bar enfumaçado do que no
 
túnel Holland (que liga a ilha de Manhattan à cidade de
 
Newark, em Nova Jersey), na hora de pico do tráfego.
 
Nova York teve sucesso mostrando determinação e
55
vontade política de seus líderes e servidores, aliadas à força
 
da articulação da sociedade, dos sindicatos e das
 
organizações não-governamentais. Durante um ano inteiro,
 
foi travada uma batalha ideológica feroz da indústria do
 
tabaco, seus consumidores e parceiros contra a sociedade.
60
Segundo me narrou pessoalmente o Dr. Thomas Frieden,
 
comissário de saúde daquela cidade (equivale, aqui, a um
 
secretário municipal), importante veículo de comunicação
 
procurou desmoralizar o cumprimento da lei todos os dias,
 
sem sucesso. Por outro lado, a ampla maioria de cidadãos
65
uniu-se em defesa de sua saúde e formou uma aliança
 
indestrutível entre governo e sociedade.
 
São Paulo e Nova York são estados cosmopolitas e
 
pioneiros nas suas iniciativas, na consciência e na coragem
 
de seus habitantes. Hoje, em Nova York, o respeito à lei
70
antifumo é altíssimo. Ali, o Poder Público está cumprindo seu
 
papel de proteger o direito à saúde de todos.
 
Se Nova York venceu o fumo, São Paulo também
 
será capaz de enfrentar e vencer esse desafio, com
 
determinação, firmeza e a adesão da maioria da população,
75
de forma a gerar importante precedente para todo o Brasil.
Luiz Antonio Guimarães Marrey. In: Correio Braziliense, 20/7/2009, p. 13 (com adaptações).
Infere-se do texto I que

Questão 7

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
The Inter-American Development Bank approved a
 
$93 million loan to Brazil to support the first phase of a
 
program for the modernization of public administration and
 
planning in the states and the Federal District.
5
The Ministry of Planning, Budget and Management
 
will be in charge of the program which will improve
 
effectiveness and transparency and achieve a more efficient
 
expenditure.
 
Financing will strengthen public policy planning and
10
management capacity, improve human resource
 
management and modernize organizational structures and
 
administrative processes. Administrative transparency and
 
social communication mechanisms as well as a more modern
 
information management and the integration of information
15
technology systems will help promote and implement a
 
culture of institutional change. Cooperation between the
 
states and the federal government and the harmonization and
 
sharing of solutions will be enhanced.
 
“Brazil’s 1988 Constitution gave subnational
20
governments greater fiscal autonomy by decentralizing
 
revenue collection and distributing functional jurisdictions
 
among the federal, state and municipal levels. In practice all
 
three levels of government participate in several sectors at
 
the same time,” said IDB team leader Fatima Cartaxo. “State
25
governments must address the near-term challenge of
 
promoting administrative reforms to improve their
 
performance and make better use of the resources available
 
to them. This program will help them achieve this goal.”
 
The loan reflects the IDB strategy agreed upon with
30
Brazilian authorities in the context of the country´s 2004-
 
Economic Plan to improve public expenditure efficiency,
 
effectiveness, quality and oversight. The plan provides for
 
implementing a new form of public administration that is
 
ethical, transparent, participatory, decentralized and citizenfocused.
35
Based on the wide diversity of management capacity
 
in the different Brazilian states, the program will be structured
 
in two phases over a period of 10 years. The first phase will
 
concentrate mainly on strengthening crosscutting capacities
 
in state public planning and administration departments,
40
searching for common solutions but respecting the specific
 
needs of the states.
 
The 20-year IDB loan has a five-year grace period
 
and a variable interest rate. Local counterpart funds will total
 
$62 million.
Internet: http://www.iadb.org/NEWS/detail.cfm?Language=EN&artType= PR&artid=2826&id=2826&CFID=540724&CFTOKEN=76143272.
Based on the text II, these are some purposes to be carried out with the IDB loan but

Questão 8

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
The Inter-American Development Bank approved a
 
$93 million loan to Brazil to support the first phase of a
 
program for the modernization of public administration and
 
planning in the states and the Federal District.
5
The Ministry of Planning, Budget and Management
 
will be in charge of the program which will improve
 
effectiveness and transparency and achieve a more efficient
 
expenditure.
 
Financing will strengthen public policy planning and
10
management capacity, improve human resource
 
management and modernize organizational structures and
 
administrative processes. Administrative transparency and
 
social communication mechanisms as well as a more modern
 
information management and the integration of information
15
technology systems will help promote and implement a
 
culture of institutional change. Cooperation between the
 
states and the federal government and the harmonization and
 
sharing of solutions will be enhanced.
 
“Brazil’s 1988 Constitution gave subnational
20
governments greater fiscal autonomy by decentralizing
 
revenue collection and distributing functional jurisdictions
 
among the federal, state and municipal levels. In practice all
 
three levels of government participate in several sectors at
 
the same time,” said IDB team leader Fatima Cartaxo. “State
25
governments must address the near-term challenge of
 
promoting administrative reforms to improve their
 
performance and make better use of the resources available
 
to them. This program will help them achieve this goal.”
 
The loan reflects the IDB strategy agreed upon with
30
Brazilian authorities in the context of the country´s 2004-
 
Economic Plan to improve public expenditure efficiency,
 
effectiveness, quality and oversight. The plan provides for
 
implementing a new form of public administration that is
 
ethical, transparent, participatory, decentralized and citizenfocused.
35
Based on the wide diversity of management capacity
 
in the different Brazilian states, the program will be structured
 
in two phases over a period of 10 years. The first phase will
 
concentrate mainly on strengthening crosscutting capacities
 
in state public planning and administration departments,
40
searching for common solutions but respecting the specific
 
needs of the states.
 
The 20-year IDB loan has a five-year grace period
 
and a variable interest rate. Local counterpart funds will total
 
$62 million.
Internet: http://www.iadb.org/NEWS/detail.cfm?Language=EN&artType= PR&artid=2826&id=2826&CFID=540724&CFTOKEN=76143272.
About the program which will promote the modernization of public administration and planning, mark the correct alternative.

Questão 9

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
The Inter-American Development Bank approved a
 
$93 million loan to Brazil to support the first phase of a
 
program for the modernization of public administration and
 
planning in the states and the Federal District.
5
The Ministry of Planning, Budget and Management
 
will be in charge of the program which will improve
 
effectiveness and transparency and achieve a more efficient
 
expenditure.
 
Financing will strengthen public policy planning and
10
management capacity, improve human resource
 
management and modernize organizational structures and
 
administrative processes. Administrative transparency and
 
social communication mechanisms as well as a more modern
 
information management and the integration of information
15
technology systems will help promote and implement a
 
culture of institutional change. Cooperation between the
 
states and the federal government and the harmonization and
 
sharing of solutions will be enhanced.
 
“Brazil’s 1988 Constitution gave subnational
20
governments greater fiscal autonomy by decentralizing
 
revenue collection and distributing functional jurisdictions
 
among the federal, state and municipal levels. In practice all
 
three levels of government participate in several sectors at
 
the same time,” said IDB team leader Fatima Cartaxo. “State
25
governments must address the near-term challenge of
 
promoting administrative reforms to improve their
 
performance and make better use of the resources available
 
to them. This program will help them achieve this goal.”
 
The loan reflects the IDB strategy agreed upon with
30
Brazilian authorities in the context of the country´s 2004-
 
Economic Plan to improve public expenditure efficiency,
 
effectiveness, quality and oversight. The plan provides for
 
implementing a new form of public administration that is
 
ethical, transparent, participatory, decentralized and citizenfocused.
35
Based on the wide diversity of management capacity
 
in the different Brazilian states, the program will be structured
 
in two phases over a period of 10 years. The first phase will
 
concentrate mainly on strengthening crosscutting capacities
 
in state public planning and administration departments,
40
searching for common solutions but respecting the specific
 
needs of the states.
 
The 20-year IDB loan has a five-year grace period
 
and a variable interest rate. Local counterpart funds will total
 
$62 million.
Internet: http://www.iadb.org/NEWS/detail.cfm?Language=EN&artType= PR&artid=2826&id=2826&CFID=540724&CFTOKEN=76143272.
According to the text II, the IDB loan is the result of

Questão 10

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
The Inter-American Development Bank approved a
 
$93 million loan to Brazil to support the first phase of a
 
program for the modernization of public administration and
 
planning in the states and the Federal District.
5
The Ministry of Planning, Budget and Management
 
will be in charge of the program which will improve
 
effectiveness and transparency and achieve a more efficient
 
expenditure.
 
Financing will strengthen public policy planning and
10
management capacity, improve human resource
 
management and modernize organizational structures and
 
administrative processes. Administrative transparency and
 
social communication mechanisms as well as a more modern
 
information management and the integration of information
15
technology systems will help promote and implement a
 
culture of institutional change. Cooperation between the
 
states and the federal government and the harmonization and
 
sharing of solutions will be enhanced.
 
“Brazil’s 1988 Constitution gave subnational
20
governments greater fiscal autonomy by decentralizing
 
revenue collection and distributing functional jurisdictions
 
among the federal, state and municipal levels. In practice all
 
three levels of government participate in several sectors at
 
the same time,” said IDB team leader Fatima Cartaxo. “State
25
governments must address the near-term challenge of
 
promoting administrative reforms to improve their
 
performance and make better use of the resources available
 
to them. This program will help them achieve this goal.”
 
The loan reflects the IDB strategy agreed upon with
30
Brazilian authorities in the context of the country´s 2004-
 
Economic Plan to improve public expenditure efficiency,
 
effectiveness, quality and oversight. The plan provides for
 
implementing a new form of public administration that is
 
ethical, transparent, participatory, decentralized and citizenfocused.
35
Based on the wide diversity of management capacity
 
in the different Brazilian states, the program will be structured
 
in two phases over a period of 10 years. The first phase will
 
concentrate mainly on strengthening crosscutting capacities
 
in state public planning and administration departments,
40
searching for common solutions but respecting the specific
 
needs of the states.
 
The 20-year IDB loan has a five-year grace period
 
and a variable interest rate. Local counterpart funds will total
 
$62 million.
Internet: http://www.iadb.org/NEWS/detail.cfm?Language=EN&artType= PR&artid=2826&id=2826&CFID=540724&CFTOKEN=76143272.
Mark the correct way to rewrite the following sentence in the passive voice form. “The Inter-American Development Bank approved a $93 million loan.”

Questão 11

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Um supermercado colocou em promoção o produto “P” com valor 9% menor que o preço que comercializava. Ao passar pelo caixa, um cliente observou que o preço registrado estava sem o desconto anunciado. Para corrigir exatamente esse erro, o gerente autorizou um desconto de 5% no montante total da compra feita por esse cliente. Se o valor total da compra, antes de corrigir o erro cometido, foi de R$ 138,60, e a compra desse cliente continha, entre outros produtos, sete unidades do produto “P” em promoção, o preço normal de comercialização desse produto, antes da promoção anunciada, era de

Questão 12

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
A diferença entre as idades de dois irmãos é de três anos. Após três anos do nascimento do segundo, nasceu o terceiro e assim foi acontecendo até se formar uma família com cinco irmãos. Sabendo-se que, hoje, a idade do último irmão que nasceu é a metade da idade do primeiro irmão nascido, é correto afirmar que, hoje, o irmão mais velho está com idade igual a

Questão 13

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Durante uma excursão de um grupo de amigos, na qual participavam 15 homens, 18 mulheres e 21 crianças, ao programarem um passeio de jangada, decidiram que cada jangada levaria um grupo formado só por homens ou só por mulheres ou só por crianças, com o maior número possível de pessoas em cada jangada. Se todos participaram desse passeio e, em cada jangada, havia o mesmo número de pessoas, é correto concluir que as jangadas que levaram só as mulheres para o passeio programado foram em número de

Questão 14

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Dados do Detran/DF mostram que, em 2008, das 1.063 vítimas de acidentes envolvendo ônibus, 1.013 tiveram apenas ferimentos e 50 perderam a vida, sendo 45 homens e 5 mulheres.
In: Correio Brasiliense, 20/7/2009.

De acordo com os dados apresentados, escolhendo-se aleatoriamente uma vítima fatal, a probabilidade de ela ser do sexo feminino é de

Questão 15

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
(Brasília, 21/7/2009) O DEM entrou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF), com pedido de suspensão liminar, contra o sistema de cotas raciais na Universidade de Brasília (UnB). O partido quer que seja declarada a inconstitucionalidade de atos do poder público que resultaram na instituição de cotas raciais na universidade. O partido também quer que sejam suspensos todos os processos na Justiça (federal e estadual) envolvendo o tema. DEM ajuíza ação contra sistema de cotas raciais em universidades púbicas.
Internet:http://www.oglobo.globo.com. Acesso em 25/7/2009.


Das 59 universidades federais, ao menos 16 estabeleceram algum tipo de cota no vestibular. O exemplo que mais se aproxima do projeto hoje em discussão no Senado é o da Universidade Federal da Bahia (UFBA). [...] As cadeiras são preenchidas de acordo com a proporção de cada etnia na região metropolitana de Salvador.
In: Revista Carta na Escola, n.º 33, fev./2009, p. 15.

Acerca do assunto abordado nos fragmentos, assinale a alternativa correta.

Questão 16

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
A República Sul-Africana, mais conhecida como África do Sul, tem ficado em evidência no noticiário por ter sido escolhida pela FIFA para sediar a Copa do Mundo de 2014. Entretanto, sua importância vai muito além disso, pois o país desempenha relevante papel na economia africana e até mesmo mundial.

Acerca da África do Sul, assinale a alternativa correta.

Questão 17

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
As aulas da escola para meninas Al Fakhora, administrada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em um campo de refugiados no norte da Faixa de Gaza, foram suspensas logo que começou a ofensiva israelense contra o território, em 27 de dezembro. Onze dias depois, na terça-feira, 6, cerca de 400 palestinos se encontravam abrigados na escola. Em busca de maior segurança, eles haviam trocado suas casas, vulneráveis a ataques israelenses, pelo prédio sinalizado com a bandeira da organização internacional. Foi em vão. Um bombardeio à escola terminou com 43 pessoas mortas e uma centena de feridos.
In: Isto É, n.º 2.044, 14/1/2009 (com adaptações).

A respeito da situação política da região conhecida como Oriente Médio, assinale a alternativa correta.

Questão 18

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Nos últimos anos, a América Latina viveu grandes mudanças políticas que levaram ao poder, em diversos países, líderes que adotaram posturas políticas e econômicas contrárias às que até então vinham sendo implementadas.

Acerca do contexto político latino-americano e tomando as ideias anteriores apenas como referência inicial, assinale a alternativa correta.

Questão 19

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Acerca de Estado, governo e aparelho do Estado, assinale a alternativa incorreta.

Questão 20

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Correlacione os termos da primeira coluna com os conceitos relativos ao Estado e seu funcionamento e ao Direito Público, apresentados na segunda coluna, e assinale a alternativa que apresenta a correlação correta obtida de cima para baixo.

(1) Sociedade civil
(2) Moralidade administrativa
(3) Estado
(4) Isonomia
(5) Governo

( ) Consiste em tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais.
( ) É uma instituição organizada política, social e juridicamente, ocupando um território definido, normalmente onde a lei máxima é uma Constituição escrita, e dirigida por um governo que possui soberania reconhecida tanto interna como externamente.
( ) Refere-se à totalidade das organizações e instituições cívicas voluntárias que formam a base de uma sociedade em funcionamento, por oposição às estruturas apoiadas pela força de um Estado (independentemente de seu sistema político) e interesses dentro dela.
( ) É a organização que detém a autoridade governante de uma unidade política.
( ) Ato administrativo não terá que obedecer somente à lei jurídica, mas também à lei ética da própria instituição, porque nem tudo que é legal é honesto.

Questão 21

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Quanto aos sistemas de governo, assinale a alternativa correta.

Questão 22

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
A respeito das formas de administração previstas no Plano Diretor de Reforma do Estado, assinale a alternativa incorreta.

Questão 23

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Acerca de accountability, julgue os itens a seguir e assinale a alternativa correta.

I Nos estudos a respeito de democracia, a accountability ganha destaque por prometer um grau razoavelmente alto de controle do povo sobre os detentores do poder político, mas de uma forma exequível em sociedades populosas, extensas, complexas e especializadas como as contemporâneas.
II O conceito de accountability não se resume à transparência ou prestação de contas, é uma relação mais ampla entre governantes e governados que implica esses dois conceitos, mas não se limita a eles.
III Accountability não tem como componente ou consequência a responsabilização dos agentes.
IV Accountability é o elemento central da forma de controle burocrática.

Questão 24

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Acerca do que dispõe a Lei Orgânica do Distrito Federal a respeito da organização de seus poderes, assinale a alternativa correta.

Questão 25

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
O Conselho de Governo do Distrito Federal é órgão superior de consulta do governador, que o preside e do qual não participa

Questão 26

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
O Tribunal de Contas do Distrito Federal tem sede na cidade de Brasília, quadro próprio de pessoal e jurisdição em todo território do Distrito Federal. Acerca do Tribunal de Contas do Distrito Federal, assinale a alternativa correta.

Questão 27

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Entre as competências dos municípios, previstas na Constituição Federal, não se inclui

Questão 28

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
O federalismo tem suas primeiras notícias nos Estados Unidos. Surgiu para assegurar os ideais republicanos que vingaram com a revolução de 1776. Acerca do federalismo e da organização do Estado Brasileiro, assinale a alternativa correta.

Questão 29

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil

» Esta questão foi anulada pela banca.
Acerca dos direitos e garantias fundamentais, assinale a alternativa correta.

Questão 30

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Acerca do sistema brasileiro de constitucionalidade, assinale a alternativa incorreta.

Questão 31

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Os prepostos do Estado possuem certas prerrogativas indispensáveis à consecução dos fins públicos. Ao mesmo tempo em que confere poderes, o ordenamento jurídico também impõe deveres específicos para aqueles que, atuando em nome do Poder Público, executam as atividades administrativas. Acerca dos poderes e dos deveres administrativos, assinale a alternativa correta.

Questão 32

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil

» Esta questão foi anulada pela banca.
Acerca dos servidores públicos, assinale a alternativa incorreta.

Questão 33

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Assinale a alternativa correta acerca da organização administrativa brasileira.

Questão 34

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
No que tange à extinção do ato administrativo, é correto afirmar que

Questão 35

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Assinale a alternativa correta no que concerne às autarquias.

Questão 36

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Representam o complemento dos Postulados e Princípios, no sentido de delimitar-lhes conceitos, atribuições e direções a seguir e de sedimentar toda a experiência e bom-senso da profissão no trato de problemas contábeis,

Questão 37

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Os atos administrativos são acontecimentos que não alteram o patrimônio de uma empresa, ao passo que os fatos contábeis são acontecimentos que provocam alterações qualitativas e(ou) quantitativas no patrimônio da empresa. Assim, é correto afirmar que

Questão 38

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
A empresa Coimbra Ltda. apurou um lucro líquido de R$ 40.000,00 no exercício de 2008. Este valor, somado a outros componentes do Patrimônio Líquido, resultou em R$ 160.000,00. No mesmo período, o Ativo Total registrado pela empresa foi de R$ 400.000,00. Considerando essa situação hipotética, assinale a alternativa correta.

Questão 39

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Assinale a alternativa que apresenta o componente técnico da contabilidade em que são efetuados os registros de todas as operações realizadas pelas empresas.

Questão 40

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
É possível ser calculado devido à presença de custos e despesas fixos na estrutura de resultados de uma empresa. Esses custos (despesas) não sofrem, por definição, nenhuma variação diante de mudanças no volume de atividade (volume de vendas), mantendo-se constante no tempo. Isso se refere

Questão 41

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
Em relação às disposições firmadas pela Lei n.º 4.320, de
 
17/3/1964, que estatui Normas Gerais de Direito Financeiro
 
para elaboração e controle dos orçamentos e balanços da
 
União, do Distrito Federal, dos estados e municípios,
5
responda às questões a seguir.
Acerca da elaboração da Lei do Orçamento, assinale a alternativa incorreta.

Questão 42

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
1
Em relação às disposições firmadas pela Lei n.º 4.320, de
 
17/3/1964, que estatui Normas Gerais de Direito Financeiro
 
para elaboração e controle dos orçamentos e balanços da
 
União, do Distrito Federal, dos estados e municípios,
5
responda às questões a seguir.
Em relação a receita, assinale a alternativa correta.

Questão 43

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Em relação à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), assinale a alternativa incorreta.

Questão 44

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Em relação a comandos constitucionais inerentes a orçamento público, assinale a alternativa incorreta.

Questão 45

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Conforme a Lei n.º 4.320/1964, a lei orçamentária conterá a discriminação da receita e da despesa, de forma a evidenciar a política econômico-financeira e o programa de trabalho do governo. Assinale a alternativa que apresenta princípios que se relacionam com essa afirmativa.

Questão 46

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Estabelece que todas as despesas e receitas, de qualquer natureza, procedência ou destino, inclusive a dos fundos, dos empréstimos e dos subsídios, devem estar contidas na lei orçamentária anual o princípio da

Questão 47

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
As receitas previstas e não arrecadadas são incluídas na dívida ativa, e o recebimento geralmente só acontecerá no ano subsequente. Essa é uma exceção ao regime de caixa utilizado pela contabilidade pública para contabilização da receita. Assinale a alternativa que apresenta o lançamento contábil correto para esse caso.

Questão 48

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Assinale a alternativa que não apresenta característica da contabilidade pública.

Questão 49

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil

» Esta questão foi anulada pela banca.
Acerca da receita orçamentária, é incorreto afirmar que

Questão 50

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Assinale a alternativa que apresenta receita que não passa pelo estágio do lançamento.

Questão 51

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Com o aumento da complexidade na gestão governamental, o orçamento público passou a incorporar novas funções. Deixou de ser um instrumento que visava apenas ao controle e à autorização do gasto e tornou-se um importante instrumento de conexão entre as funções de planejamento e de gerência, por meio da descrição cuidadosa dos “meios” necessários, definidos em termos físicos e financeiros, à política pretendida. Assinale a alternativa que apresenta o princípio que melhor define essa característica.

Questão 52

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Pode-se assumir que o termo Análise Custo-Benefício agrupa uma série de técnicas utilizadas na avaliação de políticas públicas. Como o próprio nome sugere, tais técnicas buscam estimar os custos e os benefícios de um projeto. Caso os primeiros sejam menores que os últimos, há boas razões para que o governo prossiga com o investimento. Uma técnica de análise bastante conhecida é a chamada Valoração Contingente. Assinale a alternativa que melhor define esse método.

Questão 53

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Um sistema tributário progressivo garante

Questão 54

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Como meio de financiar uma política social de renda mínima para comunidades carentes, o governo decide tributar os consumidores de iates de alto luxo. Apesar de consumidos por pessoas ricas, a indústria que produz os navios é constituída por trabalhadores de baixa renda e pequenos empresários, cujas firmas só podem produzir iates de alto luxo ou barcos de pesca, muito menos rentáveis. Por sua vez, os ricos consumidores podem escolher entre comprar um iate ou fazer um cruzeiro, mas preferem o iate.
Considerando essa situação hipotética, é correto afirmar que o ônus tributário recairá

Questão 55

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Segundo o modelo monetário keynesiano, abordagem Hicks- Hansen, um aumento na oferta de moeda provocará

Questão 56

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
O cálculo da Necessidade de Financiamento do Setor Público (NFSP) tem como objetivo medir a pressão que os gastos públicos geram sobre os recursos financeiros da economia. A NFSP é definida como a diferença entre as receitas e despesas totais do governo. Pelo critério “abaixo da linha”, o resultado operacional pode ser definido como

Questão 57

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Na Copa das Confederações de 2009, realizada na África do Sul, os dois times que fizeram a final obtiveram os seguintes resultados:


Com base nesses resultados, é correto afirmar que

Questão 58

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Assinale a alternativa incorreta.

Questão 59

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil

» Esta questão foi anulada pela banca.
Um marceneiro apresentou orçamentos separados para a execução de armários de quarto e de cozinha para uma grande rede de móveis. Ele acha que a probabilidade de ganhar a concorrência da execução dos armários de quarto é de 1/2. Caso ele ganhe a execução de armários de quarto, a chance de ganhar a execução de armários de cozinha é de 3/4, caso contrário, essa probabilidade é de 1/3. Qual a probabilidade de ele ganhar apenas um dos contratos?

Questão 60

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
As candidatas X e Y à presidência de um clube encomendaram uma pesquisa a respeito das intenções de voto dos sócios. Foram consultados 200 eleitores, dos quais 110 declararam ser favoráveis à candidata X e 90 declararam ser favoráveis à candidata Y. A candidata X quer ter alguma segurança de que vai ganhar a eleição (com mais de 50% dos votos) e só mantém sua candidatura se, com base na pesquisa, puder indicar essa conclusão. A candidata Y, por sua vez, deseja muito a presidência e só desiste de concorrer se souber, com base na pesquisa, de que há indicações de que irá perder a eleição. Dessa forma

Questão 61

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Julgue os itens a seguir.

I Uma série temporal é qualquer conjunto de observações ordenadas no tempo e são compostas por quatro elementos: tendência, variações cíclicas, sazonalidade e ruído aleatório ou erro.
II Diz-se que uma série exibe tendência de crescimento amortecido se, por exemplo, as vendas de um certo brinquedo tiverem aumento esperado de 70% sobre o ano anterior e este aumento for de 1 milhão de reais no primeiro ano, então no segundo ano será de 700 mil reais, no terceiro ano será de 490 mil reais e assim por diante.
III Uma série que apresenta flutuações sazonais mais ou menos constantes, não importando o seu nível global, é dita ter sazonalidade aditiva.
IV O método conhecido como Alisamento Exponencial Simples assemelha-se ao da Média Móvel por extrair das observações da série temporal o comportamento aleatório pelo alisamento dos dados históricos, pois advém do fato de este método atribuir pesos diferentes a cada observação da série, enquanto que na Média Móvel as observações usadas para encontrar a previsão do valor futuro contribuem em igual proporção para o cálculo dessa previsão.
V Os modelos de Box-Jenkins, genericamente conhecidos por ARIMA (Auto Regressive Integrated Moving Averages) são modelos matemáticos que visam captar o comportamento da correlação seriada ou autocorrelação entre os valores da série temporal e, com base nesse comportamento, realizar previsões futuras.

A quantidade de itens certos é igual a

Questão 62

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Considere a situação hipotética de, em um país, o número de filhos por família, sendo que não há famílias com mais de quatro filhos, e a função de probabilidade de x dada por:


Dada essa distribuição, os valores de μ e σ2 são, respectivamente,

Questão 63

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Uma empresa aplicou, em uma instituição financeira, R$ 50.000,00, resgatando R$ 54.000,00 quatro meses depois. Assinale a alternativa que determina a taxa de juros simples equivalente, auferida nesta aplicação.

Questão 64

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Um automóvel que custa à vista R$ 40.000,00 está sendo vendido com financiamento nas seguintes condições: entrada de 50% do seu preço à vista e o saldo em uma única parcela a ser paga 60 dias após a compra, com taxa de juros compostos de 5% ao mês. Nessa situação, o valor da 2ª parcela é igual a

Questão 65

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
A inflação acumulada no primeiro semestre de determinado ano foi de 20%. Uma empresa aplicou R$ 10.000,00 no início desse período e resgatou R$ 15.000,00 no final desse mesmo período. A taxa real de retorno, no período de aplicação, foi de

Questão 66

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Uma empresa recebe de um banco R$ 17.100,00 decorrentes de uma operação de desconto comercial simples, que teve prazo de 50 dias e taxa mensal de 3%.
Com base nessas informações, calcule o valor nominal do título que serviu de lastro para essa operação.

Questão 67

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Acerca da Taxa Interna de Retorno (TIR), assinale a alternativa incorreta.

Questão 68

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Uma empresa realiza um empréstimo de R$ 60.000,00, a uma taxa de juros de 4% ao mês, para ser pago em 24 parcelas mensais, iguais e sucessivas, com a primeira parcela vencendo 1 mês após a compra. Adotando o fator de valor atual , calcule o valor da amortização na quinta prestação, considerando o Sistema Francês de Amortização.

Questão 69

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
O Distrito Federal (DF) editou lei estabelecendo que os débitos vencidos dos tributos por si instituídos deveriam ser corrigidos monetariamente por índice diferente do estabelecido pela União para o mesmo fim. Nessa situação hipotética, é correto afirmar que

Questão 70

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Acerca de competência e repartição da receita tributária, assinale a alternativa correta.

Questão 71

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
A respeito da obrigação tributária, assinale a alternativa correta.

Questão 72

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Foi instituída a cobrança de um valor a título de inspeção sanitária a ser arrecadado junto aos estabelecimentos que possuem instalações sanitárias, como restaurantes e bares.
Em face dessa situação hipotética, assinale a alternativa correta.

Questão 73

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Contribuinte que deixou de recolher determinado tributo foi autuado, e dele foi cobrado o valor do tributo com juros e correção monetária, estipulando-se um prazo de vinte dias para que o contribuinte realize o pagamento ou impugne a cobrança. Durante esse prazo, é correto afirmar que

Questão 74

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
A Lei de Responsabilidade Fiscal determina que

Questão 75

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
Quanto ao grupo de natureza de despesa (GND), assinale a alternativa que apresenta a ordem correta para a classificação das seguintes despesas: ƒ
>construção de uma escola pública; ƒ
>pagamento dos salários de servidores do quadro próprio do Ministério dos Transportes; ƒ
>pagamento de diárias a servidores do quadro da Secretaria da Receita Federal do Brasil.

Questão 76

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
O estabelecimento de metas fiscais passou a fazer, efetivamente, parte da elaboração do orçamento a partir da publicação da Lei de Responsabilidade Fiscal, em 2000. Referenciada por um percentual do Produto Interno Bruno (PIB) e tendo como objetivo central a busca por uma redução ou estabilidade na relação Dívida Líquida/PIB, as metas de resultado primário e nominal estão fixadas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Desde então a elaboração do orçamento inicia-se com o estabelecimento das metas de resultado fiscal.

Nesse sentido, considere a situação hipotética de um país que possui os seguintes parâmetros:
1) Meta de resultado primário definida na LDO durante um exercício - 30 unidades monetárias.
2) Estimativa das despesas primárias no mesmo período:
I. com pessoal ativo e pensionista do serviço público – 85 unidades monetárias;
II. relativas à previdência do regime geral – 75 unidades monetárias;
III. com a manutenção das atividades – 28 unidades monetárias;
IV. com precatórios (sentenças judiciais transitadas em julgado) – 12 unidades monetárias.

A partir desses dados e considerando que a previsão da receita primária para o exercício em tela foi da ordem de 300 unidades monetárias e que as outras despesas primárias obrigatórias foram estimadas 60 unidades orçamentárias, quanto deve ser o montante total, em unidades monetárias, destinado às demais ações no Projeto de Lei Orçamentário?

Questão 77

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
A classificação funcional, composta por função e subfunção, foi instituída pela Portaria n.º 42, de 14/4/1999. Em função dos conceitos trazidos por essa Portaria, como pode ser classificada uma ação de capacitação de recursos humanos que é executada pelo Ministério da Educação?

Questão 78

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil
A respeito das técnicas e práticas orçamentárias, assinale a alternativa correta.

Questão 79

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil

» Esta questão foi anulada pela banca.
Os créditos adicionais “extraordinários” caracterizam-se

Questão 80

SEPLAG/DFT 2009 - FUNIVERSA - Administração Financeira e Contábil

» Esta questão foi anulada pela banca.
De acordo com a Lei n.º 4.320, de 1964, as receitas públicas dividem-se em duas categorias econômicas. Em relação a essa conceituação, assinale a alternativa incorreta.



Provas de Concursos » Funiversa 2009