×
Técnico em Contabilidade
×

Câmara de Tanguá/RJ 2016

Oficial Legislativo

Questão 1

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Depois de uma alta de mais de 50% nas contas de luz no ano passado, vale quase tudo para economizar. Até mesmo investir
 
em lixo. Já existem cidades no país que planejam gerar sua própria energia a partir de matéria orgânica (lixo, resíduos agrícolas
 
e dejetos animais). Em Curitiba, um projeto-piloto prevê não apenas o uso de lixo urbano, mas também do próprio esgoto.
 
A multiplicação de projetos não é à toa. O biometano, com poder calorífico igual ao do gás natural, permitiria gerar até
5
37 milhões de megawatts (MW) por ano de energia, pouco mais de um terço da energia gerada por ano pela usina de Itaipu.
 
− A geração de energia em usinas de biogás tem baixo custo, e há abundância de matéria-prima. Pode-se, além de aliviar
 
a conta de luz, reduzir o lançamento de dejetos em rios e a emissão de gases do efeito estufa − afirmou Cícero Bley Júnior,
 
presidente da Abiogás (Associação Brasileira de Biogás e Biometano).
 
Essa fonte, no futuro, poderia representar até 12% da matriz energética brasileira, contra o patamar atual de 0,05%.
10
Representantes do setor pretendem levar ao Ministério de Minas e Energia uma proposta para um Programa Nacional de
 
Biogás e Biometano. Segundo Bley Júnior, o país já tem a tecnologia necessária:
 
− Uma política nacional poderá incentivar o surgimento de novos fabricantes de usinas de biogás, de biodigestores e
 
componentes, gerando mais investimentos e empregos.
 
O estudo estima que um projeto de biogás para produção de 1 MW custa R$ 2,5 milhões, um patamar vantajoso em
15
relação ao de outras fontes de energia, como microcentrais hidrelétricas, por exemplo.
Ramona Ordonez Adaptado de O Globo, 21/02/2016.
A partir da leitura feita, a fonte de energia de que trata o texto pode ser caracterizada como:

Questão 2

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Depois de uma alta de mais de 50% nas contas de luz no ano passado, vale quase tudo para economizar. Até mesmo investir
 
em lixo. Já existem cidades no país que planejam gerar sua própria energia a partir de matéria orgânica (lixo, resíduos agrícolas
 
e dejetos animais). Em Curitiba, um projeto-piloto prevê não apenas o uso de lixo urbano, mas também do próprio esgoto.
 
A multiplicação de projetos não é à toa. O biometano, com poder calorífico igual ao do gás natural, permitiria gerar até
5
37 milhões de megawatts (MW) por ano de energia, pouco mais de um terço da energia gerada por ano pela usina de Itaipu.
 
− A geração de energia em usinas de biogás tem baixo custo, e há abundância de matéria-prima. Pode-se, além de aliviar
 
a conta de luz, reduzir o lançamento de dejetos em rios e a emissão de gases do efeito estufa − afirmou Cícero Bley Júnior,
 
presidente da Abiogás (Associação Brasileira de Biogás e Biometano).
 
Essa fonte, no futuro, poderia representar até 12% da matriz energética brasileira, contra o patamar atual de 0,05%.
10
Representantes do setor pretendem levar ao Ministério de Minas e Energia uma proposta para um Programa Nacional de
 
Biogás e Biometano. Segundo Bley Júnior, o país já tem a tecnologia necessária:
 
− Uma política nacional poderá incentivar o surgimento de novos fabricantes de usinas de biogás, de biodigestores e
 
componentes, gerando mais investimentos e empregos.
 
O estudo estima que um projeto de biogás para produção de 1 MW custa R$ 2,5 milhões, um patamar vantajoso em
15
relação ao de outras fontes de energia, como microcentrais hidrelétricas, por exemplo.
Ramona Ordonez Adaptado de O Globo, 21/02/2016.
Depois de uma alta de mais de 50% nas contas de luz no ano passado, vale quase tudo para economizar. Até mesmo investir em lixo. (l. 1-2)

A frase destacada acima está separada da anterior por um ponto-final, mas, em seu lugar, poderia ter sido usada uma vírgula. Em relação ao conteúdo do trecho sublinhado, o uso do ponto colabora para expressar ideia de:

Questão 3

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
O maior país da América Latina, com a maior população católica
 
do mundo, não nasceu de forma tranquila. Neste livro, com o
 
realismo dos documentos originais, vemos claramente a
 
brutalidade do extermínio dos índios na costa brasileira, berço de
5
sangue cujo marco determinante é a fundação da cidade do Rio
 
de Janeiro.
 
O Brasil real começou a ser construído por homens como o
 
degredado João Ramalho, que raspava os pelos do corpo para se
 
mesclar aos índios e construiu um exército de mestiços caçadores
10
de escravos mais poderoso que o da própria Coroa; personagens
 
improváveis como o jesuíta Manoel da Nóbrega, padre gago
 
incumbido de catequizar um povo de língua indecifrável, esteio
 
da erradicação dos “hereges” antropófagos; líderes implacáveis
 
como Aimberê, ex-escravo que tomou a frente da resistência e
15
Cunhambebe, cacique “imortal”, que dizia poder devorar carne
 
humana porque era “um jaguar”.
 
Incluindo protestantes franceses, que se aliaram aos índios para
 
escapar dos portugueses e da Inquisição, além de mamelucos, os
 
primeiros brasileiros verdadeiramente ligados à terra, que
20
falavam tupi tanto quanto o português e partiram do planalto de
 
Piratininga para caçar índios e estenderam a colônia sertão
 
adentro, surge um povo que desde a origem nada tem da
 
autoimagem do “brasileiro cordial”.
(Texto da orelha do livro A conquista do Brasil, de Thales Guaracy, Planeta, Rio de Janeiro, 2015)
O texto 1, retirado da orelha do livro indicado, tem como finalidade destacar qualidades da obra a que alude; NÃO é uma dessas qualidades o seguinte tópico:

Questão 4

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Depois de uma alta de mais de 50% nas contas de luz no ano passado, vale quase tudo para economizar. Até mesmo investir
 
em lixo. Já existem cidades no país que planejam gerar sua própria energia a partir de matéria orgânica (lixo, resíduos agrícolas
 
e dejetos animais). Em Curitiba, um projeto-piloto prevê não apenas o uso de lixo urbano, mas também do próprio esgoto.
 
A multiplicação de projetos não é à toa. O biometano, com poder calorífico igual ao do gás natural, permitiria gerar até
5
37 milhões de megawatts (MW) por ano de energia, pouco mais de um terço da energia gerada por ano pela usina de Itaipu.
 
− A geração de energia em usinas de biogás tem baixo custo, e há abundância de matéria-prima. Pode-se, além de aliviar
 
a conta de luz, reduzir o lançamento de dejetos em rios e a emissão de gases do efeito estufa − afirmou Cícero Bley Júnior,
 
presidente da Abiogás (Associação Brasileira de Biogás e Biometano).
 
Essa fonte, no futuro, poderia representar até 12% da matriz energética brasileira, contra o patamar atual de 0,05%.
10
Representantes do setor pretendem levar ao Ministério de Minas e Energia uma proposta para um Programa Nacional de
 
Biogás e Biometano. Segundo Bley Júnior, o país já tem a tecnologia necessária:
 
− Uma política nacional poderá incentivar o surgimento de novos fabricantes de usinas de biogás, de biodigestores e
 
componentes, gerando mais investimentos e empregos.
 
O estudo estima que um projeto de biogás para produção de 1 MW custa R$ 2,5 milhões, um patamar vantajoso em
15
relação ao de outras fontes de energia, como microcentrais hidrelétricas, por exemplo.
Ramona Ordonez Adaptado de O Globo, 21/02/2016.
Uma fala relatada na notícia em discurso direto está exemplificada no seguinte trecho:

Questão 5

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Depois de uma alta de mais de 50% nas contas de luz no ano passado, vale quase tudo para economizar. Até mesmo investir
 
em lixo. Já existem cidades no país que planejam gerar sua própria energia a partir de matéria orgânica (lixo, resíduos agrícolas
 
e dejetos animais). Em Curitiba, um projeto-piloto prevê não apenas o uso de lixo urbano, mas também do próprio esgoto.
 
A multiplicação de projetos não é à toa. O biometano, com poder calorífico igual ao do gás natural, permitiria gerar até
5
37 milhões de megawatts (MW) por ano de energia, pouco mais de um terço da energia gerada por ano pela usina de Itaipu.
 
− A geração de energia em usinas de biogás tem baixo custo, e há abundância de matéria-prima. Pode-se, além de aliviar
 
a conta de luz, reduzir o lançamento de dejetos em rios e a emissão de gases do efeito estufa − afirmou Cícero Bley Júnior,
 
presidente da Abiogás (Associação Brasileira de Biogás e Biometano).
 
Essa fonte, no futuro, poderia representar até 12% da matriz energética brasileira, contra o patamar atual de 0,05%.
10
Representantes do setor pretendem levar ao Ministério de Minas e Energia uma proposta para um Programa Nacional de
 
Biogás e Biometano. Segundo Bley Júnior, o país já tem a tecnologia necessária:
 
− Uma política nacional poderá incentivar o surgimento de novos fabricantes de usinas de biogás, de biodigestores e
 
componentes, gerando mais investimentos e empregos.
 
O estudo estima que um projeto de biogás para produção de 1 MW custa R$ 2,5 milhões, um patamar vantajoso em
15
relação ao de outras fontes de energia, como microcentrais hidrelétricas, por exemplo.
Ramona Ordonez Adaptado de O Globo, 21/02/2016.
Já existem cidades no país (l. 2)

O verbo “existir” concorda com o termo sublinhado, porque este tem a função de:

Questão 6

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Depois de uma alta de mais de 50% nas contas de luz no ano passado, vale quase tudo para economizar. Até mesmo investir
 
em lixo. Já existem cidades no país que planejam gerar sua própria energia a partir de matéria orgânica (lixo, resíduos agrícolas
 
e dejetos animais). Em Curitiba, um projeto-piloto prevê não apenas o uso de lixo urbano, mas também do próprio esgoto.
 
A multiplicação de projetos não é à toa. O biometano, com poder calorífico igual ao do gás natural, permitiria gerar até
5
37 milhões de megawatts (MW) por ano de energia, pouco mais de um terço da energia gerada por ano pela usina de Itaipu.
 
− A geração de energia em usinas de biogás tem baixo custo, e há abundância de matéria-prima. Pode-se, além de aliviar
 
a conta de luz, reduzir o lançamento de dejetos em rios e a emissão de gases do efeito estufa − afirmou Cícero Bley Júnior,
 
presidente da Abiogás (Associação Brasileira de Biogás e Biometano).
 
Essa fonte, no futuro, poderia representar até 12% da matriz energética brasileira, contra o patamar atual de 0,05%.
10
Representantes do setor pretendem levar ao Ministério de Minas e Energia uma proposta para um Programa Nacional de
 
Biogás e Biometano. Segundo Bley Júnior, o país já tem a tecnologia necessária:
 
− Uma política nacional poderá incentivar o surgimento de novos fabricantes de usinas de biogás, de biodigestores e
 
componentes, gerando mais investimentos e empregos.
 
O estudo estima que um projeto de biogás para produção de 1 MW custa R$ 2,5 milhões, um patamar vantajoso em
15
relação ao de outras fontes de energia, como microcentrais hidrelétricas, por exemplo.
Ramona Ordonez Adaptado de O Globo, 21/02/2016.
Em Curitiba, um projeto-piloto prevê não apenas o uso de lixo urbano, mas também do próprio esgoto. (l. 3)

Nesta frase, os elementos sublinhados estabelecem uma relação de sentido que pode ser definida como:

Questão 7

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Depois de uma alta de mais de 50% nas contas de luz no ano passado, vale quase tudo para economizar. Até mesmo investir
 
em lixo. Já existem cidades no país que planejam gerar sua própria energia a partir de matéria orgânica (lixo, resíduos agrícolas
 
e dejetos animais). Em Curitiba, um projeto-piloto prevê não apenas o uso de lixo urbano, mas também do próprio esgoto.
 
A multiplicação de projetos não é à toa. O biometano, com poder calorífico igual ao do gás natural, permitiria gerar até
5
37 milhões de megawatts (MW) por ano de energia, pouco mais de um terço da energia gerada por ano pela usina de Itaipu.
 
− A geração de energia em usinas de biogás tem baixo custo, e há abundância de matéria-prima. Pode-se, além de aliviar
 
a conta de luz, reduzir o lançamento de dejetos em rios e a emissão de gases do efeito estufa − afirmou Cícero Bley Júnior,
 
presidente da Abiogás (Associação Brasileira de Biogás e Biometano).
 
Essa fonte, no futuro, poderia representar até 12% da matriz energética brasileira, contra o patamar atual de 0,05%.
10
Representantes do setor pretendem levar ao Ministério de Minas e Energia uma proposta para um Programa Nacional de
 
Biogás e Biometano. Segundo Bley Júnior, o país já tem a tecnologia necessária:
 
− Uma política nacional poderá incentivar o surgimento de novos fabricantes de usinas de biogás, de biodigestores e
 
componentes, gerando mais investimentos e empregos.
 
O estudo estima que um projeto de biogás para produção de 1 MW custa R$ 2,5 milhões, um patamar vantajoso em
15
relação ao de outras fontes de energia, como microcentrais hidrelétricas, por exemplo.
Ramona Ordonez Adaptado de O Globo, 21/02/2016.
O biometano, com poder calorífico igual ao do gás natural, permitiria gerar até 37 milhões de megawatts (l. 4-5)

O trecho sublinhado tem o objetivo de apresentar uma:

Questão 8

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Considerando o sentido global da charge, um problema e uma solução estão representados, respectivamente, pelas seguintes palavras:

Questão 9

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Na frase dita pela personagem, predomina a função apelativa da linguagem, que tem como finalidade principal:

Questão 10

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
A forma verbal devoro indica um fato presente e tido como certo de acontecer. Para expressar uma ação futura e provável, o verbo "devorar" pode ser escrito assim:

Questão 11

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
Será concedida licença-prêmio de três meses ao servidor que tiver o exercício ininterrupto de suas atividades pelo período de:

Questão 12

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
Para efeito de ajustes geográficos, o território de Tanguá só poderá sofrer alterações em seus limites com o município de:

Questão 13

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
Como membro da Mesa Diretora, o 2º secretário tem a responsabilidade de:

Questão 14

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
A indicação das lideranças parlamentares aos vereadores é prerrogativa da seguinte organização:

Questão 15

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
Em 1970, começaram a se estabelecer novas relações de produção e trabalho em Tanguá, ocasionadas pelo seguinte fato histórico ocorrido no município:

Questão 16

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
As informações que trafegam durante uma navegação pela Internet podem ser facilmente capturadas. Uma forma de garantir seu sigilo é o uso de criptografia, encontrada em sites que usam o seguinte recurso:

Questão 17

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
O site do Google permite buscas por meio de uma expressão ou frase exata. Para isso, é preciso preencher a caixa de pesquisa com a expressão ou frase do seguinte modo:

Questão 18

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
No Microsoft Excel 2010, ao clicar nas guias “Dados” e “De Texto”, no grupo “Obter Dados Externos”, é possível importar dados a partir de arquivos de texto. Um tipo de arquivo de texto padrão para esse tipo de importação é:

Questão 19

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
No Microsoft Windows 7, para abrir uma nova aba nos navegadores Firefox e Chrome, utiliza-se o seguinte atalho:

Questão 20

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
No Microsoft Word 2010, para mover o cursor para o início e para o final de um documento, utilizam-se, respectivamente, os seguintes atalhos:

Questão 21

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
Art. 2º – O município de Tanguá, parte integrante da união indissolúvel da República Federativa do Brasil, tem como fundamentos:

I – a autonomia;

II – a cidadania;

III – a dignidade da pessoa humana;

IV – os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V – o pluralismo político;

VI – uma sociedade livre, justa e solidária, isenta de arbítrio e preconceitos.

Esse artigo faz parte do Título da Lei Orgânica denominado:

Questão 22

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
Atendendo ao previsto em lei complementar federal, a União, o estado fluminense e o município possuem a seguinte competência comum:

Questão 23

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
O registro, a guarda, a captura e a vacinação de animais são obrigação da seguinte esfera organizativa:

Questão 24

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
A autorização para realização, pela prefeitura, de empréstimo ou de crédito interno ou externo, de qualquer natureza, é prerrogativa exclusiva da seguinte instância:

Questão 25

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
O prazo para o envio à Câmara Municipal, pelo prefeito, da proposta de orçamento anual para o exercício vindouro está estabelecido no seguinte documento:

Questão 26

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
A Câmara Municipal é composta pelo seguinte número de vereadores:

Questão 27

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
A remuneração do vice-prefeito não pode ultrapassar o seguinte percentual máximo daquela estabelecida para o prefeito:

Questão 28

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
Em correspondência oficial, para dirigir-se ao presidente da Câmara, utiliza-se o seguinte pronome de tratamento:

Questão 29

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
O maior país da América Latina, com a maior população católica
 
do mundo, não nasceu de forma tranquila. Neste livro, com o
 
realismo dos documentos originais, vemos claramente a
 
brutalidade do extermínio dos índios na costa brasileira, berço de
5
sangue cujo marco determinante é a fundação da cidade do Rio
 
de Janeiro.
 
O Brasil real começou a ser construído por homens como o
 
degredado João Ramalho, que raspava os pelos do corpo para se
 
mesclar aos índios e construiu um exército de mestiços caçadores
10
de escravos mais poderoso que o da própria Coroa; personagens
 
improváveis como o jesuíta Manoel da Nóbrega, padre gago
 
incumbido de catequizar um povo de língua indecifrável, esteio
 
da erradicação dos “hereges” antropófagos; líderes implacáveis
 
como Aimberê, ex-escravo que tomou a frente da resistência e
15
Cunhambebe, cacique “imortal”, que dizia poder devorar carne
 
humana porque era “um jaguar”.
 
Incluindo protestantes franceses, que se aliaram aos índios para
 
escapar dos portugueses e da Inquisição, além de mamelucos, os
 
primeiros brasileiros verdadeiramente ligados à terra, que
20
falavam tupi tanto quanto o português e partiram do planalto de
 
Piratininga para caçar índios e estenderam a colônia sertão
 
adentro, surge um povo que desde a origem nada tem da
 
autoimagem do “brasileiro cordial”.
(Texto da orelha do livro A conquista do Brasil, de Thales Guaracy, Planeta, Rio de Janeiro, 2015)
O texto 1, retirado da orelha do livro indicado, tem como finalidade destacar qualidades da obra a que alude; NÃO é uma dessas qualidades o seguinte tópico:

Questão 30

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
Só é permitido remunerar o seguinte número máximo de sessões extraordinárias por mês:

Questão 31

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Com base no Regimento Interno da Câmara Municipal de
 
Tanguá, responda às questões.
As dúvidas levantadas em plenário pelos vereadores quanto à interpretação e à aplicação do Regimento são denominadas:

Questão 32

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Com base no Regimento Interno da Câmara Municipal de
 
Tanguá, responda às questões.
A supervisão da redação das atas das sessões plenárias é responsabilidade do seguinte integrante da Câmara:

Questão 33

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Com base no Regimento Interno da Câmara Municipal de
 
Tanguá, responda às questões.
Manifestar-se sobre todas as matérias quanto ao aspecto legal é atribuição da seguinte comissão permanente:

Questão 34

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Com base no Regimento Interno da Câmara Municipal de
 
Tanguá, responda às questões.
A emenda colocada em lugar de um artigo, parágrafo, inciso ou alínea de um projeto é denominada:

Questão 35

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Com base no Regimento Interno da Câmara Municipal de
 
Tanguá, responda às questões.
Está sujeito a deliberação no Plenário, devendo ser acompanhado de justificação por escrito, o seguinte tipo de proposição:

Questão 36

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Com base no Regimento Interno da Câmara Municipal de
 
Tanguá, responda às questões.
A liderança partidária só poderá ser exercida por partidos políticos ou blocos parlamentares que tenham o seguinte número mínimo de vereadores:

Questão 37

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Com base no Regimento Interno da Câmara Municipal de
 
Tanguá, responda às questões.
O pronunciamento por escrito de uma comissão permanente sobre matéria que foi regimentalmente distribuída a ela é denominado:

Questão 38

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Com base no Regimento Interno da Câmara Municipal de
 
Tanguá, responda às questões.
Nas comissões permanentes, a deliberação sobre relatório final apresentado pelo relator será aprovada pela seguinte quantidade de vereadores:

Questão 39

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Com base no Regimento Interno da Câmara Municipal de
 
Tanguá, responda às questões.
Quando não há Ordem do Dia, e são dispensadas a leitura da Ata e a verificação da presença, tem-se uma sessão do seguinte tipo:

Questão 40

Câmara de Tanguá/RJ 2016 - FUNRIO - Oficial Legislativo
1
Com base no Regimento Interno da Câmara Municipal de
 
Tanguá, responda às questões.
Um instrumento de exclusiva competência da Câmara, sem a necessidade da sanção do prefeito e com efeito externo, é:



Provas de Concursos » Funrio 2016