×
Assistente de Gestão Legislativa B Procurador Jurídico B Especialista em Gestão de Comunicação Institucional Agente de Jornalismo Agente de Relacionamento e Comunicação Interna
×
Câmara de Bragança Paulista/SP 2020

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013

Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa

Questão 1

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
1
No mundo físico, você sempre pode mudar. Pode mudar
 
de cidade, de aparência, de estilo, de profissão, de opinião. Na
 
internet, não é assim: tudo o que você já fez ou disse fica gra-
 
vado para sempre. Cada vez mais, usamos a rede para nos re-
5
lacionarmos uns com os outros. Isso está gerando uma massa
 
de dados tão grande, cobrindo tantos detalhes das nossas vidas,
 
que no futuro será muito difícil de controlar – e poderá nos
 
comprometer. “Nunca mais escreva [na internet] nada que você
 
não queira ver estampado na capa de um jornal”, advertem
10
Cohen e Schmidt, autores do livro The New Digital Age.
 
A internet não esquece nada. E isso afetará a vida de todo
 
mundo. Se uma criança chamar uma colega de “gorda” na
 
rede, por exemplo, poderá manchar a própria reputação pelo
 
resto da vida – pois todo mundo saberá que, um dia, ela prati-
15
cou bullying. Inclusive potenciais empregadores, que poderão
 
deixar de contratá-la. Uma foto ou um comentário poderão tra-
 
zer consequências por muito tempo. Schmidt diz que a internet
 
deveria ter um botão “delete”, que permitisse apagar para sem-
 
pre eventuais erros que cometamos online. Isso é muito difí-
20
cil, pois alguém sempre poderá ter copiado a informação que
 
queremos ver sumir. Mas surgirão empresas especializadas em
 
gerenciar a nossa reputação online, prometendo controlar ou
 
eliminar informações de que não gostamos, e empresas de se-
 
guro virtual, que vão oferecer proteção contra roubo de identi-
25
dade virtual e difamação na internet. “A identidade online será
 
algo tão valioso que até surgirá um mercado negro, em que
 
as pessoas poderão comprar identidades reais ou inventadas”,
 
dizem os autores.
 
O fim do esquecimento terá consequências profundas – que,
30
para o Google, incluirão até a escolha do nome das pessoas.
 
Alguns casais batizarão seus filhos com nomes bem diferentes,
 
que não sejam comuns, e registrarão esses nomes nas redes so-
 
ciais antes mesmo do nascimento da criança, tudo para que ela
 
se destaque. Outros preferirão nomes comuns e genéricos, como
35
“José Carlos”, que sejam muito frequentes e tornem mais difícil
 
identificar a pessoa, permitindo que se esconda na multidão e
 
mantenha algum grau de privacidade online.
(Anna Carolina Rodrigues – Superinteressante, junho, 2013. Adaptado)
De acordo com informações contidas no texto, pode-se afirmar que

Questão 2

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
1
No mundo físico, você sempre pode mudar. Pode mudar
 
de cidade, de aparência, de estilo, de profissão, de opinião. Na
 
internet, não é assim: tudo o que você já fez ou disse fica gra-
 
vado para sempre. Cada vez mais, usamos a rede para nos re-
5
lacionarmos uns com os outros. Isso está gerando uma massa
 
de dados tão grande, cobrindo tantos detalhes das nossas vidas,
 
que no futuro será muito difícil de controlar – e poderá nos
 
comprometer. “Nunca mais escreva [na internet] nada que você
 
não queira ver estampado na capa de um jornal”, advertem
10
Cohen e Schmidt, autores do livro The New Digital Age.
 
A internet não esquece nada. E isso afetará a vida de todo
 
mundo. Se uma criança chamar uma colega de “gorda” na
 
rede, por exemplo, poderá manchar a própria reputação pelo
 
resto da vida – pois todo mundo saberá que, um dia, ela prati-
15
cou bullying. Inclusive potenciais empregadores, que poderão
 
deixar de contratá-la. Uma foto ou um comentário poderão tra-
 
zer consequências por muito tempo. Schmidt diz que a internet
 
deveria ter um botão “delete”, que permitisse apagar para sem-
 
pre eventuais erros que cometamos online. Isso é muito difí-
20
cil, pois alguém sempre poderá ter copiado a informação que
 
queremos ver sumir. Mas surgirão empresas especializadas em
 
gerenciar a nossa reputação online, prometendo controlar ou
 
eliminar informações de que não gostamos, e empresas de se-
 
guro virtual, que vão oferecer proteção contra roubo de identi-
25
dade virtual e difamação na internet. “A identidade online será
 
algo tão valioso que até surgirá um mercado negro, em que
 
as pessoas poderão comprar identidades reais ou inventadas”,
 
dizem os autores.
 
O fim do esquecimento terá consequências profundas – que,
30
para o Google, incluirão até a escolha do nome das pessoas.
 
Alguns casais batizarão seus filhos com nomes bem diferentes,
 
que não sejam comuns, e registrarão esses nomes nas redes so-
 
ciais antes mesmo do nascimento da criança, tudo para que ela
 
se destaque. Outros preferirão nomes comuns e genéricos, como
35
“José Carlos”, que sejam muito frequentes e tornem mais difícil
 
identificar a pessoa, permitindo que se esconda na multidão e
 
mantenha algum grau de privacidade online.
(Anna Carolina Rodrigues – Superinteressante, junho, 2013. Adaptado)
A internet não esquece nada. (2.º parágrafo). – No texto, a expressão refere-se

Questão 3

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
1
No mundo físico, você sempre pode mudar. Pode mudar
 
de cidade, de aparência, de estilo, de profissão, de opinião. Na
 
internet, não é assim: tudo o que você já fez ou disse fica gra-
 
vado para sempre. Cada vez mais, usamos a rede para nos re-
5
lacionarmos uns com os outros. Isso está gerando uma massa
 
de dados tão grande, cobrindo tantos detalhes das nossas vidas,
 
que no futuro será muito difícil de controlar – e poderá nos
 
comprometer. “Nunca mais escreva [na internet] nada que você
 
não queira ver estampado na capa de um jornal”, advertem
10
Cohen e Schmidt, autores do livro The New Digital Age.
 
A internet não esquece nada. E isso afetará a vida de todo
 
mundo. Se uma criança chamar uma colega de “gorda” na
 
rede, por exemplo, poderá manchar a própria reputação pelo
 
resto da vida – pois todo mundo saberá que, um dia, ela prati-
15
cou bullying. Inclusive potenciais empregadores, que poderão
 
deixar de contratá-la. Uma foto ou um comentário poderão tra-
 
zer consequências por muito tempo. Schmidt diz que a internet
 
deveria ter um botão “delete”, que permitisse apagar para sem-
 
pre eventuais erros que cometamos online. Isso é muito difí-
20
cil, pois alguém sempre poderá ter copiado a informação que
 
queremos ver sumir. Mas surgirão empresas especializadas em
 
gerenciar a nossa reputação online, prometendo controlar ou
 
eliminar informações de que não gostamos, e empresas de se-
 
guro virtual, que vão oferecer proteção contra roubo de identi-
25
dade virtual e difamação na internet. “A identidade online será
 
algo tão valioso que até surgirá um mercado negro, em que
 
as pessoas poderão comprar identidades reais ou inventadas”,
 
dizem os autores.
 
O fim do esquecimento terá consequências profundas – que,
30
para o Google, incluirão até a escolha do nome das pessoas.
 
Alguns casais batizarão seus filhos com nomes bem diferentes,
 
que não sejam comuns, e registrarão esses nomes nas redes so-
 
ciais antes mesmo do nascimento da criança, tudo para que ela
 
se destaque. Outros preferirão nomes comuns e genéricos, como
35
“José Carlos”, que sejam muito frequentes e tornem mais difícil
 
identificar a pessoa, permitindo que se esconda na multidão e
 
mantenha algum grau de privacidade online.
(Anna Carolina Rodrigues – Superinteressante, junho, 2013. Adaptado)
Pela leitura do texto, pode-se concluir que

Questão 4

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
1
No mundo físico, você sempre pode mudar. Pode mudar
 
de cidade, de aparência, de estilo, de profissão, de opinião. Na
 
internet, não é assim: tudo o que você já fez ou disse fica gra-
 
vado para sempre. Cada vez mais, usamos a rede para nos re-
5
lacionarmos uns com os outros. Isso está gerando uma massa
 
de dados tão grande, cobrindo tantos detalhes das nossas vidas,
 
que no futuro será muito difícil de controlar – e poderá nos
 
comprometer. “Nunca mais escreva [na internet] nada que você
 
não queira ver estampado na capa de um jornal”, advertem
10
Cohen e Schmidt, autores do livro The New Digital Age.
 
A internet não esquece nada. E isso afetará a vida de todo
 
mundo. Se uma criança chamar uma colega de “gorda” na
 
rede, por exemplo, poderá manchar a própria reputação pelo
 
resto da vida – pois todo mundo saberá que, um dia, ela prati-
15
cou bullying. Inclusive potenciais empregadores, que poderão
 
deixar de contratá-la. Uma foto ou um comentário poderão tra-
 
zer consequências por muito tempo. Schmidt diz que a internet
 
deveria ter um botão “delete”, que permitisse apagar para sem-
 
pre eventuais erros que cometamos online. Isso é muito difí-
20
cil, pois alguém sempre poderá ter copiado a informação que
 
queremos ver sumir. Mas surgirão empresas especializadas em
 
gerenciar a nossa reputação online, prometendo controlar ou
 
eliminar informações de que não gostamos, e empresas de se-
 
guro virtual, que vão oferecer proteção contra roubo de identi-
25
dade virtual e difamação na internet. “A identidade online será
 
algo tão valioso que até surgirá um mercado negro, em que
 
as pessoas poderão comprar identidades reais ou inventadas”,
 
dizem os autores.
 
O fim do esquecimento terá consequências profundas – que,
30
para o Google, incluirão até a escolha do nome das pessoas.
 
Alguns casais batizarão seus filhos com nomes bem diferentes,
 
que não sejam comuns, e registrarão esses nomes nas redes so-
 
ciais antes mesmo do nascimento da criança, tudo para que ela
 
se destaque. Outros preferirão nomes comuns e genéricos, como
35
“José Carlos”, que sejam muito frequentes e tornem mais difícil
 
identificar a pessoa, permitindo que se esconda na multidão e
 
mantenha algum grau de privacidade online.
(Anna Carolina Rodrigues – Superinteressante, junho, 2013. Adaptado)
Assinale a alternativa correta, quanto ao uso da pontuação, de acordo com a norma culta.

Questão 5

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
1
Aquilo que a tradição jurídica europeia continental
 
chama de Estado de direito é, com apenas pequenas
 
distinções, basicamente o que a tradição jurídica
 
anglo-saxônica chama de rule of law (domínio da lei), ou
5
seja, a garantia de proibição do exercício arbitrário do poder,
 
a exigência de normas públicas claras e consistentes e a
 
existência de tribunais acessíveis e estruturados para ouvir e
 
determinar as diversas reivindicações legais. Contudo, ao
 
contrário do que ocorre com a expressão Estado de direito, o
10
termo rule of law não apresenta qualquer indício de
 
contradição ou de redundância, pois o que ele evoca é
 
claramente uma limitação ao exercício do poder político, ou
 
seja, a eliminação do arbítrio no exercício dos poderes
 
públicos com a consequente garantia de direitos dos
15
indivíduos perante esses poderes.
 
A tradição anglo-saxônica do rule of law não atribui
 
uma dimensão meramente formal à ideia de Estado de
 
direito, incluindo também uma dimensão substancial. Com
 
efeito, a rule of law não apenas submete o exercício do
20
poder ao direito, concebendo diversos mecanismos de
 
controle dos atos governamentais, mas também concede aos
 
indivíduos direitos inalienáveis anteriores à própria ordem
 
estatal. Nesse sentido, é importante ressaltar que o princípio
 
do devido processo legal relaciona-se à ideia de que os
25
indivíduos, além de serem tratados segundo aquilo que a lei
 
lhes reserva ou atribui (igualdade perante a lei), devem
 
fundamentalmente ser tratados segundo procedimentos
 
justos e equitativos.
 
Nos países que pertencem à tradição do civil law, ao
30
contrário, a noção de Estado de direito foi concebida
 
inicialmente em uma dimensão meramente formal,
 
confundindo-se com o próprio princípio da legalidade, que
 
estabelece que todos os atos emanados dos órgãos do
 
Estado devem estar habilitados juridicamente, isto é, devem
35
estar fundados e motivados em uma hierarquia de normas
 
públicas, claras, abstratas e gerais.
 
Essa submissão do poder estatal à hierarquia das
 
normas sofreu uma inflexão com o advento do chamado
 
Estado de bem-estar social. Esse novo modelo, oriundo das
40
revoluções sociais do século XX, passou a atribuir novas
 
responsabilidades à ordem estatal, principalmente a de
 
assumir o desenvolvimento econômico e social, criando
 
mecanismos de proteção contra os efeitos colaterais da
 
economia de mercado.
45
Nos últimos anos, a tradição continental passou a
 
incorporar a dimensão substancial da rule of law, incluindo
 
dispositivos de garantia dos direitos fundamentais. Essa
 
nova modalidade de Estado de direito vem recebendo o
 
nome de Estado constitucional. A principal distinção entre o
50
Estado constitucional e as antigas noções de Estado de
 
direito encontra-se no fato de que o primeiro não se limita
 
aos aspectos formais da legalidade do exercício do poder,
 
mas inclui normas substanciais expressas nos chamados
 
princípios constitucionais e nas normas relativas aos direitos
55
fundamentais.
 
Eduardo R. Rabenhorst. Democracia e direitos fundamentais. Em torno da noção de estado de direito. Internet: www.dhnet.org.br (com adaptações).
Em relação a aspectos morfossintáticos e semânticos do texto, assinale a alternativa correta.

Questão 6

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Quanto à regência verbal, de acordo com a norma culta, está correta a alternativa:

Questão 7

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Assinale a alternativa correta, quanto à colocação pronominal.

Questão 8

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Leia as frases.

I. ____________ muitos anos que as pessoas usam a rede para se relacionar uns com os outros.
II. Em breve ____________ ____________ __________ muitas empresas especializadas em gerenciar a nossa reputação online.
III. Essa preocupação com o uso da internet soa ____________ estranha hoje, mas no futuro talvez não seja.

A alternativa que completa, correta e respectivamente, as lacunas das frases, quanto à concordância verbal e nominal é:

Questão 9

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Assinale a alternativa em que a flexão verbal está em conformidade com a norma culta.

Questão 10

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
1
Miguel Gomes mal completara dois anos quando a Revo-
 
lução dos Cravos assinalou o fim da ditadura de Salazar e do
 
poderio colonialista português na África. Mas, como muitos de
 
sua geração, o diretor aprenderia a conviver com essa herança
5
pelos olhos e bocas de outros, ao ouvir e tentar entender o que
 
lhe diziam. Uma dessas fontes é a mãe, nascida em Angola. Nun-
 
ca comungou, contudo, de certo travo saudosista. Tabu, seu novo
 
filme, com estreia prevista no Brasil dia 28, tem origem nessa
 
conjunção entre um país antigo idealizado e o presente encanta-
10
do pelo passado. É, portanto, acerca da memória que o cineasta
 
se expressa, mas não apenas a de uma sociedade. Também a de
 
um determinado cinema perdido, de um ato de narrar e de uma
 
plateia que o aprecie, igualmente desaparecida.
 
Desse cinema almejado, Gomes nos propõe um filme raro
15
e radical em sua forma, que, no entanto, coteja um tema banal,
 
uma história de amor levada em dois tempos, com um prólo-
 
go anticonvencional a apresentá-la em tom fabular. O preto e
 
branco, como em todo o filme, e a ambientação são referências
 
adicionais ao título que remete ao clássico de F. W. Murnau em
20
parceria com o documentarista Robert J. Flaherty.
(Orlando Margarido. Carta Capital, 19 de junho de 2013. Adaptado)
De acordo com a leitura do texto, pode-se concluir que

Questão 11

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
1
Miguel Gomes mal completara dois anos quando a Revo-
 
lução dos Cravos assinalou o fim da ditadura de Salazar e do
 
poderio colonialista português na África. Mas, como muitos de
 
sua geração, o diretor aprenderia a conviver com essa herança
5
pelos olhos e bocas de outros, ao ouvir e tentar entender o que
 
lhe diziam. Uma dessas fontes é a mãe, nascida em Angola. Nun-
 
ca comungou, contudo, de certo travo saudosista. Tabu, seu novo
 
filme, com estreia prevista no Brasil dia 28, tem origem nessa
 
conjunção entre um país antigo idealizado e o presente encanta-
10
do pelo passado. É, portanto, acerca da memória que o cineasta
 
se expressa, mas não apenas a de uma sociedade. Também a de
 
um determinado cinema perdido, de um ato de narrar e de uma
 
plateia que o aprecie, igualmente desaparecida.
 
Desse cinema almejado, Gomes nos propõe um filme raro
15
e radical em sua forma, que, no entanto, coteja um tema banal,
 
uma história de amor levada em dois tempos, com um prólo-
 
go anticonvencional a apresentá-la em tom fabular. O preto e
 
branco, como em todo o filme, e a ambientação são referências
 
adicionais ao título que remete ao clássico de F. W. Murnau em
20
parceria com o documentarista Robert J. Flaherty.
(Orlando Margarido. Carta Capital, 19 de junho de 2013. Adaptado)
Em – Desse cinema almejado, Gomes nos propõe um filme raro e radical em sua forma, que, no entanto, coteja um tema banal … (2.º parágrafo) – o termo em destaque, no contexto em que é empregado, apresenta como sinônimo

Questão 12

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
1
Miguel Gomes mal completara dois anos quando a Revo-
 
lução dos Cravos assinalou o fim da ditadura de Salazar e do
 
poderio colonialista português na África. Mas, como muitos de
 
sua geração, o diretor aprenderia a conviver com essa herança
5
pelos olhos e bocas de outros, ao ouvir e tentar entender o que
 
lhe diziam. Uma dessas fontes é a mãe, nascida em Angola. Nun-
 
ca comungou, contudo, de certo travo saudosista. Tabu, seu novo
 
filme, com estreia prevista no Brasil dia 28, tem origem nessa
 
conjunção entre um país antigo idealizado e o presente encanta-
10
do pelo passado. É, portanto, acerca da memória que o cineasta
 
se expressa, mas não apenas a de uma sociedade. Também a de
 
um determinado cinema perdido, de um ato de narrar e de uma
 
plateia que o aprecie, igualmente desaparecida.
 
Desse cinema almejado, Gomes nos propõe um filme raro
15
e radical em sua forma, que, no entanto, coteja um tema banal,
 
uma história de amor levada em dois tempos, com um prólo-
 
go anticonvencional a apresentá-la em tom fabular. O preto e
 
branco, como em todo o filme, e a ambientação são referências
 
adicionais ao título que remete ao clássico de F. W. Murnau em
20
parceria com o documentarista Robert J. Flaherty.
(Orlando Margarido. Carta Capital, 19 de junho de 2013. Adaptado)
Nunca comungou, contudo, de um certo travo saudosista. (1.º parágrafo) – A expressão destacada estabelece relação de

Questão 13

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
1
Miguel Gomes mal completara dois anos quando a Revo-
 
lução dos Cravos assinalou o fim da ditadura de Salazar e do
 
poderio colonialista português na África. Mas, como muitos de
 
sua geração, o diretor aprenderia a conviver com essa herança
5
pelos olhos e bocas de outros, ao ouvir e tentar entender o que
 
lhe diziam. Uma dessas fontes é a mãe, nascida em Angola. Nun-
 
ca comungou, contudo, de certo travo saudosista. Tabu, seu novo
 
filme, com estreia prevista no Brasil dia 28, tem origem nessa
 
conjunção entre um país antigo idealizado e o presente encanta-
10
do pelo passado. É, portanto, acerca da memória que o cineasta
 
se expressa, mas não apenas a de uma sociedade. Também a de
 
um determinado cinema perdido, de um ato de narrar e de uma
 
plateia que o aprecie, igualmente desaparecida.
 
Desse cinema almejado, Gomes nos propõe um filme raro
15
e radical em sua forma, que, no entanto, coteja um tema banal,
 
uma história de amor levada em dois tempos, com um prólo-
 
go anticonvencional a apresentá-la em tom fabular. O preto e
 
branco, como em todo o filme, e a ambientação são referências
 
adicionais ao título que remete ao clássico de F. W. Murnau em
20
parceria com o documentarista Robert J. Flaherty.
(Orlando Margarido. Carta Capital, 19 de junho de 2013. Adaptado)
Assinale a alternativa em que a expressão destacada denota sentido de tempo.

Questão 14

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Assinale a alternativa correta quanto ao uso ou não do acento indicativo da crase.

Questão 15

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Quanto ao uso dos pronomes, a alternativa correta é:

Questão 16

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Estima-se que o Brasil deve produzir, em 2013, cerca de 11,0 milhões de toneladas de carne bovina. Utilizando a aproximação = 1,41 e lembrando que 1 tonelada vale 103 kg, a produção citada pode ser expressa, aproximadamente, em kg, por

Questão 17

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Observe o gráfico.

(FAO e OCDE)

O gráfico exposto informa a produção de carne bovina de alguns países em 2013 e projeta o crescimento da produção até o ano de 2022. Comparando-se os dados da produção dos EUA com os do Brasil, é correto afirmar que

Questão 18

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Paulo e André são dois amigos que praticam atividade física juntos. Quando em marcha, Paulo caminha a passos de 90 cm de comprimento, enquanto André, de estatura menor, caminha a passos de 72 cm. Ambos iniciam, simultaneamente, cada um, com seu pé esquerdo, um percurso retilíneo de 360 m, deslocando-se com a mesma velocidade. Este passo inicial é o de número zero na contagem dos passos. Ao final do trajeto, seus pés esquerdos terão tocado o chão, simultaneamente, um número de vezes igual a

Questão 19

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Observe o gráfico.

(CETIP)

O gráfico ilustra o crescimento dos negócios envolvendo letras do campo (LCA). Analisando os dados e projetando um crescimento de maio-2014 sobre maio-2013 na mesma medida do período anterior (maio-2013 sobre maio-2012), conclui-se, corretamente, que o estoque em maio-2014 será, em R$, de

Questão 20

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
O prédio que abriga a câmara de vereadores de certo município, em reforma, deveria ser entregue a tempo de sediar a cerimônia de posse dos representantes recém-eleitos. Com dois pintores trabalhando 6 horas por dia cada um, o prédio seria entregue pronto em 8 dias. Se fossem contratados 4 pintores para trabalhar 5 horas por dia, com a mesma eficiência, a pintura seria concluída em

Questão 21

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
A média de idades do plantel de jogadores de um clube de futebol é de 25,5 anos. A tabela mostra a distribuição das idades desses jogadores.

O número n de jogadores com idade de 27 anos é

Questão 22

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Antônio precisa de R$ 25.000,00 para concluir uma aquisição. O banco lhe oferece o empréstimo dessa quantia a juros simples de 3,0% ao mês. Antônio pretende quitar o empréstimo, de uma só vez, devolvendo ao banco um montante de R$ 31.000,00. Para tanto, o prazo de empréstimo deverá ser de

Questão 23

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
A sala de recepção da câmara de certo município, de 36 m2 de área, tem a forma de um trapézio retângulo, em que a parede maior tem o dobro do comprimento da parede menor que lhe é paralela, e a parede que forma ângulo reto com aquelas mede uma vez e meia o comprimento da parede menor.

Assim, essas paredes medem, em metros,

Questão 24

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Durante a Copa das Confederações realizada no Brasil, em junho passado, os estádios estiveram lotados de torcedores. A maioria era constituída por homens, na razão de 5 homens para 2 mulheres. Se em determinada partida compareceram 63 000 torcedores, os números x de homens e y de mulheres foram, respectivamente,

Questão 25

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
O gráfico informa a produção de veículos nacionais no período de maio de 2012 até maio de 2013.

(Anfavea)

Comparando os dados de maio-2012 com maio-2013 conclui-se, corretamente, que o aumento percentual da produção do último mês mostrado sobre o primeiro é mais próximo de

Questão 26

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
As cotações das moedas real, dólar norte-americano e euro, num certo dia de junho de 2013, foram as seguintes: US$ 1,00 = R$ 2,20 e € 1,00 = R$ 3,00. Um casal de turistas brasileiros, em férias na Itália, pagou € 36,00 por uma refeição. Se tivesse pago em dólares, esse casal teria gasto

Questão 27

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
O diâmetro de uma bola de boliche é de 16 cm. Supondo que uma dessas bolas, ao ser arremessada, role, sem deslizar, pela pista de 20 m de extensão, o número de voltas que ela completará, em torno de si mesma, ao final do percurso, é mais próximo de
Dados: comprimento da circunferência = 2.π.R, R = raio da circunferência, π = 3,1

Questão 28

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
O reservatório que abastece de água uma cidade tem a forma de um cilindro reto, cujo raio da base mede 10 m. A altura da coluna de água quando o reservatório contém três milhões de litros é de
Dados: área do círculo = π.R2 ; π = 3; 1 m3 = 103 L

Questão 29

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
A figura mostra o corte transversal da planta de um salão paroquial em que o comprimento do piso interno P é de 24 m e o do telhado T, de 17 m de cada lado, incluído um trecho do beiral de 1 m. O pé direito do recinto H mede 5 m.

Desprezadas as espessuras das paredes e armações, a altura total da edificação, em relação ao piso P será, em metros, de

Questão 30

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
A estante de uma biblioteca tem 1,50 m de comprimento, onde serão dispostos, a partir da esquerda, 5 livros de matemática para o ensino fundamental, seguidos de 3 livros de matemática para o ensino médio, mais 5 livros para o ensino fundamental, seguidos de mais 3 livros para o ensino médio, e assim por diante. Os 5 livros para o ensino fundamental estarão pela ordem: 5.º ano, 6.º ano, 7.º ano, 8.º ano e 9.º ano. Os 3 livros para o ensino médio também estarão pela ordem: 1.ª série, 2.ª série e 3.ª série. Toda a ordenação será da esquerda para a direita. Todos os livros têm a mesma espessura de 2 cm. Desse modo, o último livro, da direita, será um livro para o ensino

Questão 31

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Em palestra proferida no XIII Congresso Brasileiro de D ireito do Estado, realizado em Salvador, o mais novo membro do STF, indicado pela presidenta Dilma Rousseff para ocupar a vaga deixada pelo Ministro Carlos Ayres Brito, utilizou a expressão “cada um no seu quadrado” para defender a harmonia entre os três poderes.
O advogado em questão é

Questão 32

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Considerado moderado, Hassan Rohani causou surpresa ao vencer o pleito presidencial já no primeiro turno, contabilizando 50,68% dos votos. Com a vitória, Rohani assumirá a presidência

Questão 33

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
A ocupação da Praça Taksim no início do mês de junho e os violentos conflitos entre os manifestantes e a repressão governamental fazem parte da intensa insatisfação de diferentes setores da sociedade com as medidas de caráter

Questão 34

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Uma das maiores promessas do governo Lula, cujo objetivo era ligar o Piauí aos portos de Pacém no Ceará e Suape em Pernambuco, ainda não chegou nem à metade e deverá ser entregue somente em 2015. Do mesmo modo, além do grande atraso no cronograma, o orçamento passou de 4,5 para 7,5 bilhões de reais.
A obra em questão é a

Questão 35

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Após a morte do presidente Hugo Chaves em 05 de março de 2013, uma nova eleição foi realizada na Venezuela, contrapondo, respectivamente, o herdeiro político do Chavismo e seu principal opositor. O resultado do pleito realizado em 14 de abril de 2013 foi a vitória

Questão 36

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
A Comissão de Ética Pública da Presidência da República abriu no dia 17.06.2013 um processo para analisar a acumulação de cargos de Ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa e Vice-Governador do Estado de São Paulo.
O político analisado pela Comissão na presente data, por acumular os cargos citados, foi

Questão 37

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou na sexta-feira, dia 14.06, em entrevista à Globo News, que “não pegou bem” para a Polícia Militar a repressão aplicada durante o protesto de manifestantes que ocuparam as ruas da região central da capital paulista na noite de 13.06. O estopim para a deflagração de uma onda de manifestações populares que começaram a ser realizadas em São Paulo e, em curto espaço de tempo, se alastraram para algumas das principais cidades do país foi

Questão 38

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Logo que foi eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara, no mês de março de 2013, o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) passou a enfrentar uma série de manifestações, de diferentes setores da sociedade brasileira, que exigiam o seu desligamento imediato do cargo. O motivo de tais manifestações diz respeito

Questão 39

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Por volta das 19h05 (15h05 pelo horário de Brasília) do dia 13.03.2013 a chaminé da Capela Sistina expeliu a tão esperada fumaça branca, anunciando ao mundo que o novo Papa havia sido escolhido. Assim sendo, o sucessor do Papa Bento XVI que assumiu o pontificado com o nome de Papa Francisco é o Cardeal

Questão 40

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Como resultado da reunião do COPOM (Comitê de Política Monetária), realizada entre os dias 28 e 29 de maio de 2013, tivemos a elevação da taxa básica de juros, Selic, em 0,5%, para 8,00% ao ano. Tal medida teve como objetivo principal

Questão 41

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Em uma planilha do MS-Excel 2010, a partir da sua configuração padrão, utilizada por uma clínica médica que atende pacientes de diversas especialidades, como é mostrado na figura, na coluna A contém o nome do médico, na coluna B contém a especialidade médica e na coluna C, o salário do médico.

A fórmula a ser aplicada na célula B8, para calcular a soma total dos salários dos médicos, da especialidade Pediatria, é:

Questão 42

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Em uma planilha do MS-Excel 2010, a partir da sua configuração padrão, que está sendo editado, conforme é mostrado na figura, o resultado da fórmula
=SE(SOMA(A1:C2)/$B$3 < 8; MÉDIA(A1:C1);A$1^2)

a ser aplicada na célula C4 será:

Questão 43

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Em uma apresentação do MS-PowerPoint 2010, a partir da sua configuração padrão, a partir da guia Revisão, o ícone que permite adicionar um novo comentário é:

Questão 44

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
No MS-PowerPoint 2010, a partir da sua configuração padrão, a figura ilustra várias opções de formatação de parágrafo.

A guia do menu principal, do MS-PowerPoint 2010, que permite acesso a essas opções, é

Questão 45

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Em um documento que está sendo editado no MS-Word 2010, a partir da sua configuração padrão, como é mostrado na figura, a palavra “colocada” foi selecionada e aplicado o efeito tachado.

Assinale a alternativa que apresenta como ficará a palavra colocada, após aplicado esse efeito.

Questão 46

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
No MS-Word 2010, a partir da sua configuração padrão, em um documento que está sendo editado, o ícone que permite inserir uma Caixa de Texto é:

Questão 47

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
No MS-Windows 7, a partir da sua configuração padrão, a figura ilustra o Windows Explorer de um computador.

A sequência de ações a partir do Windows Explorer para mostrar arquivos, pastas e unidades ocultas é:

Questão 48

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
No MS-Windows 7, a partir da sua configuração padrão, a sequência de ações a partir do botão iniciar para realizar um Backup do computador é:

Questão 49

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
No navegador MS-Internet Explorer versão 9, a partir da sua configuração padrão, o conjunto de teclas que permite acionar a Janela “Imprimir” é:

Questão 50

Câmara de Bragança Paulista/SP 2013 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Administrativa
Assinale a alternativa correta com relação ao processo de elaboração de um e-mail.



Provas de Concursos » Vunesp 2013