×
Técnico de Enfermagem Executivo Público Analista de Tecnologia - Informática Oficial Administrativo e Operacional
×

IMESC 2013

Analista de Tecnologia - Estatístico

Questão 1

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Hélio Schwartsman
 
 
SÃO PAULO – Saiu mais um estudo mostrando que o en-
 
sino de matemática no Brasil não anda bem. A pergunta é: pode-
5
mos viver sem dominar o básico da matemática? Durante muito
 
tempo, a resposta foi sim. Aqueles que não simpatizavam muito
 
com Pitágoras podiam simplesmente escolher carreiras nas quais
 
os números não encontravam muito espaço, como direito, jorna-
 
lismo, as humanidades e até a medicina de antigamente.
10
Como observa Steven Pinker, ainda hoje, nos meios univer-
 
sitários, é considerado aceitável que um intelectual se vanglorie
 
de ter passado raspando em física e de ignorar o beabá da esta-
 
tística. Mas ai de quem admitir nunca ter lido Joyce ou dizer que
 
não gosta de Mozart. Sobre ele recairão olhares tão recriminado-
15
res quanto sobre o sujeito que assoa o nariz na manga da camisa.
 
Joyce e Mozart são ótimos, mas eles, como quase toda a cul-
 
tura humanística, têm pouca relevância para nossa vida prática.
 
Já a cultura científica, que muitos ainda tratam com uma ponta
 
de desprezo, torna-se cada vez mais fundamental, mesmo para
20
quem não pretende ser engenheiro ou seguir carreiras técnicas.
 
Como sobreviver à era do crédito farto sem saber calcular as
 
armadilhas que uma taxa de juros pode esconder? Hoje, é difícil
 
até posicionar-se de forma racional sobre políticas públicas sem
 
assimilar toda a numeralha que idealmente as informa. Conhe-
25
cimentos rudimentares de estatística são pré-requisito para com-
 
preender as novas pesquisas que trazem informações relevantes
 
para nossa saúde e bem-estar.
 
A matemática está no centro de algumas das mais intrigan-
 
tes especulações cosmológicas da atualidade. Se as equações
30
da mecânica quântica indicam que existem universos paralelos,
 
isso basta para que acreditemos neles? Ou, no rastro de Eugene
 
Wigner, podemos nos perguntar por que a matemática é tão efi-
 
caz para exprimir as leis da física.
(Folha de S.Paulo. 06.04.2013. Adaptado)
Releia os trechos apresentados a seguir.
•   Aqueles que não simpatizavam muito com Pitágoras podiam simplesmente escolher carreiras nas quais os números não encontravam muito espaço... (1.º parágrafo)
•   Já a cultura científica, que muitos ainda tratam com uma ponta de desprezo, torna-se cada vez mais fundamental... (3.º parágrafo)

Os advérbios em destaque nos trechos expressam, correta e respectivamente, circunstâncias de

Questão 2

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
(Gazeta do Povo, 10.09.2010)
1
“A classe mais importante em qualquer comunidade é a clas-
 
se média, os homens de vida módica, que vivem à base de milha-
 
res de dólares por ano ou perto disso”, escreveu Walt Whitman na
 
metade do século XIX. Whitman era jornalista e também poeta,
5
e por esse ofício entrou para a história. Naquele ano de 1858, em
 
que percebeu a relevância da classe média, o jornalista Whitman
 
deu um furo. Percebia que o destino do país estava atrelado defi-
 
nitivamente àquela grande parcela da população com renda alta
 
o bastante para se educar, criticar, influenciar e recusar trocar seu
10
voto por benesses populistas. Ao mesmo tempo, essa parcela da
 
população, bem diferente dos ricos, dependia do próprio trabalho
 
e não podia ignorar crises e trapalhadas econômicas de governos
 
incompetentes. Whitman entendeu o conceito, mas não chegou
 
nem perto de definir, precisamente, que habitantes dos Estados
15
Unidos formavam a classe média. Não foi culpa dele. Essa con-
 
ceituação continua, até hoje, a confundir. E, quando é usada por
 
governos, serve para dourar a realidade.
 
Por não haver uma definição indiscutível desse grupo, gover-
 
nantes tendem a adotar ou a criar as que melhor se adaptem a sua
20
conveniência. Classificar vastos contingentes da população como
 
de “classe média”, em vez de “pobres”, faz qualquer governo pa-
 
recer mais eficaz. A prática leva a contradições evidentes.
(Rafael Ciscati e Marcos Coronato, “E você, é da classe média?” Época, 22.07.2013. Adaptado)
Uma ideia comum à charge e ao texto é que

Questão 3

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
“A classe mais importante em qualquer comunidade é a clas-
 
se média, os homens de vida módica, que vivem à base de milha-
 
res de dólares por ano ou perto disso”, escreveu Walt Whitman na
 
metade do século XIX. Whitman era jornalista e também poeta,
5
e por esse ofício entrou para a história. Naquele ano de 1858, em
 
que percebeu a relevância da classe média, o jornalista Whitman
 
deu um furo. Percebia que o destino do país estava atrelado defi-
 
nitivamente àquela grande parcela da população com renda alta
 
o bastante para se educar, criticar, influenciar e recusar trocar seu
10
voto por benesses populistas. Ao mesmo tempo, essa parcela da
 
população, bem diferente dos ricos, dependia do próprio trabalho
 
e não podia ignorar crises e trapalhadas econômicas de governos
 
incompetentes. Whitman entendeu o conceito, mas não chegou
 
nem perto de definir, precisamente, que habitantes dos Estados
15
Unidos formavam a classe média. Não foi culpa dele. Essa con-
 
ceituação continua, até hoje, a confundir. E, quando é usada por
 
governos, serve para dourar a realidade.
 
Por não haver uma definição indiscutível desse grupo, gover-
 
nantes tendem a adotar ou a criar as que melhor se adaptem a sua
20
conveniência. Classificar vastos contingentes da população como
 
de “classe média”, em vez de “pobres”, faz qualquer governo pa-
 
recer mais eficaz. A prática leva a contradições evidentes.
(Rafael Ciscati e Marcos Coronato, “E você, é da classe média?” Época, 22.07.2013. Adaptado)
As informações textuais permitem afirmar que Whitman

Questão 4

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
“A classe mais importante em qualquer comunidade é a clas-
 
se média, os homens de vida módica, que vivem à base de milha-
 
res de dólares por ano ou perto disso”, escreveu Walt Whitman na
 
metade do século XIX. Whitman era jornalista e também poeta,
5
e por esse ofício entrou para a história. Naquele ano de 1858, em
 
que percebeu a relevância da classe média, o jornalista Whitman
 
deu um furo. Percebia que o destino do país estava atrelado defi-
 
nitivamente àquela grande parcela da população com renda alta
 
o bastante para se educar, criticar, influenciar e recusar trocar seu
10
voto por benesses populistas. Ao mesmo tempo, essa parcela da
 
população, bem diferente dos ricos, dependia do próprio trabalho
 
e não podia ignorar crises e trapalhadas econômicas de governos
 
incompetentes. Whitman entendeu o conceito, mas não chegou
 
nem perto de definir, precisamente, que habitantes dos Estados
15
Unidos formavam a classe média. Não foi culpa dele. Essa con-
 
ceituação continua, até hoje, a confundir. E, quando é usada por
 
governos, serve para dourar a realidade.
 
Por não haver uma definição indiscutível desse grupo, gover-
 
nantes tendem a adotar ou a criar as que melhor se adaptem a sua
20
conveniência. Classificar vastos contingentes da população como
 
de “classe média”, em vez de “pobres”, faz qualquer governo pa-
 
recer mais eficaz. A prática leva a contradições evidentes.
(Rafael Ciscati e Marcos Coronato, “E você, é da classe média?” Época, 22.07.2013. Adaptado)
De acordo com o pensamento de Whitman, a classe média diferencia-se dos pobres e dos ricos, respectivamente, porque

Questão 5

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
“A classe mais importante em qualquer comunidade é a clas-
 
se média, os homens de vida módica, que vivem à base de milha-
 
res de dólares por ano ou perto disso”, escreveu Walt Whitman na
 
metade do século XIX. Whitman era jornalista e também poeta,
5
e por esse ofício entrou para a história. Naquele ano de 1858, em
 
que percebeu a relevância da classe média, o jornalista Whitman
 
deu um furo. Percebia que o destino do país estava atrelado defi-
 
nitivamente àquela grande parcela da população com renda alta
 
o bastante para se educar, criticar, influenciar e recusar trocar seu
10
voto por benesses populistas. Ao mesmo tempo, essa parcela da
 
população, bem diferente dos ricos, dependia do próprio trabalho
 
e não podia ignorar crises e trapalhadas econômicas de governos
 
incompetentes. Whitman entendeu o conceito, mas não chegou
 
nem perto de definir, precisamente, que habitantes dos Estados
15
Unidos formavam a classe média. Não foi culpa dele. Essa con-
 
ceituação continua, até hoje, a confundir. E, quando é usada por
 
governos, serve para dourar a realidade.
 
Por não haver uma definição indiscutível desse grupo, gover-
 
nantes tendem a adotar ou a criar as que melhor se adaptem a sua
20
conveniência. Classificar vastos contingentes da população como
 
de “classe média”, em vez de “pobres”, faz qualquer governo pa-
 
recer mais eficaz. A prática leva a contradições evidentes.
(Rafael Ciscati e Marcos Coronato, “E você, é da classe média?” Época, 22.07.2013. Adaptado)
Na passagem – … os homens de vida módica… – (1.º parágrafo), o termo em destaque é antônimo de

Questão 6

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
“A classe mais importante em qualquer comunidade é a clas-
 
se média, os homens de vida módica, que vivem à base de milha-
 
res de dólares por ano ou perto disso”, escreveu Walt Whitman na
 
metade do século XIX. Whitman era jornalista e também poeta,
5
e por esse ofício entrou para a história. Naquele ano de 1858, em
 
que percebeu a relevância da classe média, o jornalista Whitman
 
deu um furo. Percebia que o destino do país estava atrelado defi-
 
nitivamente àquela grande parcela da população com renda alta
 
o bastante para se educar, criticar, influenciar e recusar trocar seu
10
voto por benesses populistas. Ao mesmo tempo, essa parcela da
 
população, bem diferente dos ricos, dependia do próprio trabalho
 
e não podia ignorar crises e trapalhadas econômicas de governos
 
incompetentes. Whitman entendeu o conceito, mas não chegou
 
nem perto de definir, precisamente, que habitantes dos Estados
15
Unidos formavam a classe média. Não foi culpa dele. Essa con-
 
ceituação continua, até hoje, a confundir. E, quando é usada por
 
governos, serve para dourar a realidade.
 
Por não haver uma definição indiscutível desse grupo, gover-
 
nantes tendem a adotar ou a criar as que melhor se adaptem a sua
20
conveniência. Classificar vastos contingentes da população como
 
de “classe média”, em vez de “pobres”, faz qualquer governo pa-
 
recer mais eficaz. A prática leva a contradições evidentes.
(Rafael Ciscati e Marcos Coronato, “E você, é da classe média?” Época, 22.07.2013. Adaptado)
O período – Por não haver uma definição indiscutível desse grupo, governantes tendem a adotar ou a criar as que melhor se adaptem a sua conveniência. – pode ser reescrito da seguinte forma: Governantes tendem a adotar ou a criar as que melhor se adaptem a sua conveniência porque não há uma definição indiscutível desse grupo. Nessa reescrita, a palavra “porque” estabelece relação de mesmo sentido que a destacada na seguinte passagem do texto “O Uruguai e a maconha” (Folha de S.Paulo, 02.08.2013. Adaptado):

Questão 7

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
“A classe mais importante em qualquer comunidade é a clas-
 
se média, os homens de vida módica, que vivem à base de milha-
 
res de dólares por ano ou perto disso”, escreveu Walt Whitman na
 
metade do século XIX. Whitman era jornalista e também poeta,
5
e por esse ofício entrou para a história. Naquele ano de 1858, em
 
que percebeu a relevância da classe média, o jornalista Whitman
 
deu um furo. Percebia que o destino do país estava atrelado defi-
 
nitivamente àquela grande parcela da população com renda alta
 
o bastante para se educar, criticar, influenciar e recusar trocar seu
10
voto por benesses populistas. Ao mesmo tempo, essa parcela da
 
população, bem diferente dos ricos, dependia do próprio trabalho
 
e não podia ignorar crises e trapalhadas econômicas de governos
 
incompetentes. Whitman entendeu o conceito, mas não chegou
 
nem perto de definir, precisamente, que habitantes dos Estados
15
Unidos formavam a classe média. Não foi culpa dele. Essa con-
 
ceituação continua, até hoje, a confundir. E, quando é usada por
 
governos, serve para dourar a realidade.
 
Por não haver uma definição indiscutível desse grupo, gover-
 
nantes tendem a adotar ou a criar as que melhor se adaptem a sua
20
conveniência. Classificar vastos contingentes da população como
 
de “classe média”, em vez de “pobres”, faz qualquer governo pa-
 
recer mais eficaz. A prática leva a contradições evidentes.
(Rafael Ciscati e Marcos Coronato, “E você, é da classe média?” Época, 22.07.2013. Adaptado)
Assinale a alternativa em que a reescrita de trecho do texto mantém o seu sentido original e está de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa.

Questão 8

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
“A classe mais importante em qualquer comunidade é a clas-
 
se média, os homens de vida módica, que vivem à base de milha-
 
res de dólares por ano ou perto disso”, escreveu Walt Whitman na
 
metade do século XIX. Whitman era jornalista e também poeta,
5
e por esse ofício entrou para a história. Naquele ano de 1858, em
 
que percebeu a relevância da classe média, o jornalista Whitman
 
deu um furo. Percebia que o destino do país estava atrelado defi-
 
nitivamente àquela grande parcela da população com renda alta
 
o bastante para se educar, criticar, influenciar e recusar trocar seu
10
voto por benesses populistas. Ao mesmo tempo, essa parcela da
 
população, bem diferente dos ricos, dependia do próprio trabalho
 
e não podia ignorar crises e trapalhadas econômicas de governos
 
incompetentes. Whitman entendeu o conceito, mas não chegou
 
nem perto de definir, precisamente, que habitantes dos Estados
15
Unidos formavam a classe média. Não foi culpa dele. Essa con-
 
ceituação continua, até hoje, a confundir. E, quando é usada por
 
governos, serve para dourar a realidade.
 
Por não haver uma definição indiscutível desse grupo, gover-
 
nantes tendem a adotar ou a criar as que melhor se adaptem a sua
20
conveniência. Classificar vastos contingentes da população como
 
de “classe média”, em vez de “pobres”, faz qualquer governo pa-
 
recer mais eficaz. A prática leva a contradições evidentes.
(Rafael Ciscati e Marcos Coronato, “E você, é da classe média?” Época, 22.07.2013. Adaptado)
Assinale a alternativa correta quanto à concordância e à regência.

Questão 9

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
“A classe mais importante em qualquer comunidade é a clas-
 
se média, os homens de vida módica, que vivem à base de milha-
 
res de dólares por ano ou perto disso”, escreveu Walt Whitman na
 
metade do século XIX. Whitman era jornalista e também poeta,
5
e por esse ofício entrou para a história. Naquele ano de 1858, em
 
que percebeu a relevância da classe média, o jornalista Whitman
 
deu um furo. Percebia que o destino do país estava atrelado defi-
 
nitivamente àquela grande parcela da população com renda alta
 
o bastante para se educar, criticar, influenciar e recusar trocar seu
10
voto por benesses populistas. Ao mesmo tempo, essa parcela da
 
população, bem diferente dos ricos, dependia do próprio trabalho
 
e não podia ignorar crises e trapalhadas econômicas de governos
 
incompetentes. Whitman entendeu o conceito, mas não chegou
 
nem perto de definir, precisamente, que habitantes dos Estados
15
Unidos formavam a classe média. Não foi culpa dele. Essa con-
 
ceituação continua, até hoje, a confundir. E, quando é usada por
 
governos, serve para dourar a realidade.
 
Por não haver uma definição indiscutível desse grupo, gover-
 
nantes tendem a adotar ou a criar as que melhor se adaptem a sua
20
conveniência. Classificar vastos contingentes da população como
 
de “classe média”, em vez de “pobres”, faz qualquer governo pa-
 
recer mais eficaz. A prática leva a contradições evidentes.
(Rafael Ciscati e Marcos Coronato, “E você, é da classe média?” Época, 22.07.2013. Adaptado)
É comum que _______________ ______ definição de classe média para atender ___________ conveniências de governantes preocupados com a imagem de um governo eficaz. ______________ que, nesses casos, podem surgir contradições evidentes.
As lacunas do enunciado devem ser preenchidas, correta e respectivamente, com

Questão 10

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
“A classe mais importante em qualquer comunidade é a clas-
 
se média, os homens de vida módica, que vivem à base de milha-
 
res de dólares por ano ou perto disso”, escreveu Walt Whitman na
 
metade do século XIX. Whitman era jornalista e também poeta,
5
e por esse ofício entrou para a história. Naquele ano de 1858, em
 
que percebeu a relevância da classe média, o jornalista Whitman
 
deu um furo. Percebia que o destino do país estava atrelado defi-
 
nitivamente àquela grande parcela da população com renda alta
 
o bastante para se educar, criticar, influenciar e recusar trocar seu
10
voto por benesses populistas. Ao mesmo tempo, essa parcela da
 
população, bem diferente dos ricos, dependia do próprio trabalho
 
e não podia ignorar crises e trapalhadas econômicas de governos
 
incompetentes. Whitman entendeu o conceito, mas não chegou
 
nem perto de definir, precisamente, que habitantes dos Estados
15
Unidos formavam a classe média. Não foi culpa dele. Essa con-
 
ceituação continua, até hoje, a confundir. E, quando é usada por
 
governos, serve para dourar a realidade.
 
Por não haver uma definição indiscutível desse grupo, gover-
 
nantes tendem a adotar ou a criar as que melhor se adaptem a sua
20
conveniência. Classificar vastos contingentes da população como
 
de “classe média”, em vez de “pobres”, faz qualquer governo pa-
 
recer mais eficaz. A prática leva a contradições evidentes.
(Rafael Ciscati e Marcos Coronato, “E você, é da classe média?” Época, 22.07.2013. Adaptado)
Há linguagem figurada na seguinte passagem do texto:

Questão 11

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Em uma clínica médica, Antonio, Bernardo e Carlos se encontraram em um mesmo dia para fazer um trata mento prolongado. Deverão retornar à clínica a cada 40 dias, 36 dias e 30 dias, respectivamente. Quando essas três pessoa s se encontrarem novamente na clínica em um mesmo dia, terá sido o

Questão 12

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Em uma atividade, estão participando 10 meninas e 15 meninos. Se nesse grupo apenas duas meninas e três meninos usam óculos, é correto afirmar que a razão entre o número de m eninos que não usam óculos e o número de meninas que não usam óculos é

Questão 13

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
O número de habitantes de um bairro cresce 20% ao ano. Daqui a 3 anos, o número de habitantes será

Questão 14

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Três funcionários tabularam os dados de uma pesquisa com 100 questionários em 6 dias. Para tabular os dados de 150 questionários, dois desses funcionários precisarão de

Questão 15

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Num grupo de 45 pessoas, a idade média das 20 mulheres é 25 anos e a idade média dos homens é 34 anos. A idade média do grupo, em anos, é

Questão 16

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
De um grupo de 20 funcionários, dois serão selecionados para um curso de segurança no trabalho. O número de d uplas possíveis de serem formadas é

Questão 17

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
No estacionamento de uma escola, há 15 veículos entre motocicletas e automóveis. Se o total de rodas é 50, considerando que cada motocicleta tem 2 rodas e cada automóvel tem 4 rodas, então é correto afirmar que há

Questão 18

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Uma bebida de um mesmo fabricante é oferecida em três embalagens: A com 225 mililitros, B com 0,5 litro e C com 1,5 litro, e seus preços são, respectivamente, R$ 5,00, R$ 9,00 e R$ 25,00. Apenas pela comparação de preços (relação custo-benefício),

Questão 19

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Uma piscina de profundidade de medida 1,5 m, inteiramente cheia d’água, tem a forma de um paralelepípedo reto-retângulo. A planta é retangular de dimensões de medidas 8 m e 4 m. Para higienizar a água dessa piscina, são necessários 15 mg de um certo produto por litro de água. Como esse produto é vendido em embalagens de 120 gramas, para higienizar toda a água dessa piscina, o número de embalagens necessárias será

Questão 20

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Em um salão de baile cuja área é um trapézio de dimensões 18 m, 12 m e 6 m (conforme figura), será permitida a entrada de 3 pessoas para cada 2 m2.

Neste salão, poderão adentrar

Questão 21

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Valor da Petrobras cai ao menor nível desde a megacapitalização

(...)
Com um tombo de 8,3%, os papéis lideraram o ranking das maiores perdas do principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, o Ibovespa.
(O Estado de S.Paulo, 06.02.2013)

Essa situação ocorreu após o governo anunciar, em fevereiro de 2013, que

Questão 22

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Com um ano de existência, a Comissão Nacional da Verdade (CNV) apresentou nesta terça-feira (21) um balanço dos trabalhos desenvolvidos. Criada para apurar violações de direitos humanos cometidos entre 1946 e 1988, inclusive durante a ditadura militar, a Comissão já conseguiu 268 depoimentos de vítimas, testemunhas e agentes da repressão da ditadura civil-militar. As investigações foram prorrogadas e serão concluídas em maio de 2014.
(http://www.brasil.gov.br/noticias/arquivos/2013/05/21/ comissao-da-verdade-completa-um-ano-e-faz-balanco-das-acoes- desenvolvidas, 21.05.2013)

Entre as ações recentes dessa comissão, pode-se citar a

Questão 23

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Leia os trechos de notícias.

I. O governo nacionalizou a operação dos três principais aeroportos do país, que estavam sob controle de uma subsidiária da empresa espanhola Abertis. É a sexta companhia do país ibérico a ser expropriada em um ano. O presidente Evo Morales disse que a empresa não cumpriu o programa de investimentos estipulados no contrato de concessão.
(Folha de S.Paulo, 19.02.2013. Adaptado)

II. O Congresso aprovou projeto do governo do presidente Rafael Correa que cria um órgão para vigiar a mídia do país, com poder para sanções econômicas e administrativas, e fixa novos critérios para futuras concessões de rádio e TV. Após tramitar por quatro anos, a Lei de Comunicação passou graças à ampla maioria do partido na Assembleia.
(Folha de S.Paulo, 15.06.2013. Adaptado)

As notícias fazem referência, respectivamente,

Questão 24

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
As multidões que saíram às ruas no Egito, na Turquia e no Brasil têm mais em comum do que o uso das mesmas ferramentas de mobilização – o Facebook, o Twitter e outras redes sociais on-line.
(Veja, 10.07.2013)

No Egito, os protestos culminaram, no início de julho de 2013, na

Questão 25

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
O procurador geral dos Estados Unidos, Eric Holder, garantiu que o governo americano não torturará nem pedirá pena de morte a Edward Snowden, caso ele retorne ao país. Em uma carta ao ministro da Justiça da Rússia, o advogado disse que as acusações feitas ao ex-técnico da CIA não são sujeitas à pena de morte.
“Chegou ao nosso conhecimento, por meio de relatos da mídia, que o Sr. Snowden preencheu papéis pedindo asilo temporário na Rússia, dizendo que, se voltasse aos EUA, seria torturado e condenado à pena de morte (...). Essas alegações não possuem embasamento algum”, diz o documento.
(http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Dilemas/noticia/2013/07/ edward-snowden-nao-sera-torturado-nem-recebera-pena-de-morte- diz-eua.html, 26.07.2013)

Esse ex-técnico da CIA foi responsável

Questão 26

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Júlio é programador ou Renato é analista. Se Márcio monta computadores, então Gabriela não é digitadora. Se Gabriel a não é digitadora, então Renato não é analista. Mariana é s uper visora e Júlio não é programador. A partir dessas informações, é correto concluir que

Questão 27

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Em um grupo de 34 pessoas, identificou-se que 10 delas são simultaneamente atletas e estudantes e músicos. Desse mesmo grupo, três pessoas são apenas atletas, assim como o utras três pessoas são apenas músicos e ainda outras três pessoas são apenas estudantes. São apenas atletas e estudantes seis pessoas. Nem tantos quantos esses últimos são aqueles que são apenas estudantes e músicos que, por sua vez, são em número maior do que aqueles que são apenas músicos e atletas. Sabe-se que todas as 34 pessoas do grupo foram dispostas em suas respectivas categorias e, portanto, é possível concluir, corretamente, que o número total de estudantes nesse grupo é igual a

Questão 28

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
A seguir estão desenhadas 12 figuras que se repetem nessa mesma ordem, formando uma sequência ilimitada.

Desta maneira, é possível concluir que a 423.ª figura dessa sequência é

Questão 29

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Sérgio, Lucas, Rodrigo e Gabriel formam uma fila ordenada, o primeiro, o segundo, o terceiro e o último, mas não necessariamente na ordem dada. Lucas é o último ou o primeiro da fila. Gabriel não está à frente de Lucas e imediatamente à sua frente está Sérgio. A posição de Rodrigo é vizinha à posição de Lucas. Com base nessas informações, pode-se concluir, corretamente, que

Questão 30

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
A sequência (10; 22,8; 16,4; 19,6; 18; 18,8;…) foi criada segundo um padrão pré-determinado. A diferença entre o 4.º termo e o 9.º termo, nessa ordem, é igual a

Questão 31

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Considere a seguinte distribuição de frequência: (considere
 
os intervalos de classe abertos à esquerda e fechados à direita).
 
Assinale a alternativa que contém a afirmação verdadeira.

Questão 32

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Considere a seguinte distribuição de frequência: (considere
 
os intervalos de classe abertos à esquerda e fechados à direita).
 
Na distribuição do exercício anterior, o valor da média é, aproximadamente,

Questão 33

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Um hospital utiliza um questionário para avaliar a qualidade do atendimento. A qualidade é classificada como ótima (O), Boa (B), Regular (R) e Fraca (F). Os resultados do questionário estão na tabela seguinte.

Após efetuar a respectiva distribuição de frequências, é correto afirmar que

Questão 34

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Em uma sessão da empresa, com 20 funcionários, obteve-se
 
a seguinte tabela:
 
Analise a tabela a seguir.

Realizando a distribuição conjunta em uma tabela do tipo da apresentada, é correto afirmar que

Questão 35

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Em uma sessão da empresa, com 20 funcionários, obteve-se
 
a seguinte tabela:
 
A mediana dos salários dos solteiros é:

Questão 36

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Em uma sessão da empresa, com 20 funcionários, obteve-se
 
a seguinte tabela:
 
Ao se fazer o gráfico de dispersão e calcular a reta de mínimos quadrados, obtem-se a figura a seguir.

dado r = √0,06969 = 0,26

É correto afirmar que

Questão 37

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Considere que o tempo x de espera para ser atendido após agendamento em um serviço público de saúde seja uma variável aleatória com a seguinte função de densidade exponencial de probabilidade: , onde 10 é o tempo médio de espera em dias. Em tais condições, a probabilidade de que uma pessoa seja atendida entre 0 e 5 dias é:

Questão 38

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Numa pesquisa para saber a preferência entre duas marcas de cerveja, consultamos 36 consumidores. Desses, 26 disseram preferir a marca A, enquanto os outros 10 alegaram preferir a marca B. Como n = 36, e supondo que cada indivíduo consultado tem 50% de chance de escolher uma das marcas, pode-se utilizar a distribuição normal como aproximação da binomial para aplicar um teste de sinais com n+ = 26 para testar com nível de significância de 5%, a hipótese nula de que “não há diferença significativa entre as preferências”. Nas condições dadas, o resultado de um teste bilateral nos dirá que

Questão 39

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Numa agência bancária, verifica-se que, para depósitos, a
 
média diária é de R$ 23 mil, com desvio padrão de R$ 4 mil. No
 
caso das retiradas, a média é de R$ 19 mil, com desvio padrão
 
de R$ 3 mil. Considerando ainda que esses valores são variáveis
5
aleatórias independentes, com distribuição normal.
Dos dados, pode-se ainda afirmar que a probabilidade de que em certo dia os depósitos fiquem entre $ 18 mil e $ 19 mil é

Questão 40

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Numa agência bancária, verifica-se que, para depósitos, a
 
média diária é de R$ 23 mil, com desvio padrão de R$ 4 mil. No
 
caso das retiradas, a média é de R$ 19 mil, com desvio padrão
 
de R$ 3 mil. Considerando ainda que esses valores são variáveis
5
aleatórias independentes, com distribuição normal.
A probabilidade de que em certo dia os depósitos superem as retiradas é de, aproximadamente,

Questão 41

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
O dono de uma empresa deseja adquirir um equipamento e tem duas opções, mostradas na tabela abaixo.



Considerando-se a taxa anual de juros compostos de 40% e sendo A1 e A2 os respectivos módulos dos valores atuais das opções 1 e 2, na data de hoje, é verdade que

Questão 42

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Em certa localidade, os pesos das pessoas de certa faixa etária são normalmente distribuídos com média 74 kg e desvio padrão σ. As pesquisas detectaram ainda 2,3% das pessoas dessa faixa etária com peso abaixo de 65 kg. Para que isso seja correto, considerando que, nesse caso, a variável peso tem distribuição normal, tem-se que o valor mais próximo para desvio padrão da variável peso deve ser de

Questão 43

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
A Secretaria de Habitação de um município está trabalhando
 
num projeto de construção de casas populares e para isso realiza
 
uma pesquisa para saber o custo médio (em reais) de terrenos de
 
tamanho padrão em duas localidades desse município. Na locali-
5
dade A, uma amostra aleatória de 41 dados mostrou que o custo
 
médio do terreno é de $ 38 mil com desvio padrão de $ 10 mil, e
 
na localidade B, uma amostra de 31 dados mostrou que o custo
 
médio do terreno é de $ 33 mil, com desvio padrão de $ 8 mil.
A estimativa agrupada da variância da população é um valor bem próximo de

Questão 44

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
A Secretaria de Habitação de um município está trabalhando
 
num projeto de construção de casas populares e para isso realiza
 
uma pesquisa para saber o custo médio (em reais) de terrenos de
 
tamanho padrão em duas localidades desse município. Na locali-
5
dade A, uma amostra aleatória de 41 dados mostrou que o custo
 
médio do terreno é de $ 38 mil com desvio padrão de $ 10 mil, e
 
na localidade B, uma amostra de 31 dados mostrou que o custo
 
médio do terreno é de $ 33 mil, com desvio padrão de $ 8 mil.
A estimativa pontual da diferença entre as duas médias da população é:

Questão 45

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
A tabela seguinte registra uma amostra aleatória de valores
 
colhidos junto a um Serviço de Atendimento ao Cliente de uma
 
rede de lojas, e esses valores são notas dadas pelos clientes numa
 
pesquisa, para avaliar o atendimento pós-compra. (Os clientes
5
foram estimulados por uma lista, onde os valores evoluíam de
 
0,5 em 0,5, de 0 até dez):
 
Designando por IIQ o intervalo interquartil do conjunto de dados da amostra, e calculando o seu valor, tem-se que IIQ é igual a

Questão 46

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
A tabela seguinte registra uma amostra aleatória de valores
 
colhidos junto a um Serviço de Atendimento ao Cliente de uma
 
rede de lojas, e esses valores são notas dadas pelos clientes numa
 
pesquisa, para avaliar o atendimento pós-compra. (Os clientes
5
foram estimulados por uma lista, onde os valores evoluíam de
 
0,5 em 0,5, de 0 até dez):
 
O diagrama de caixa (ou plotagem de retângulos ou Boxplot) que melhor representa a distribuição das notas verificadas na amostra é uma das representações gráficas mostradas a seguir, onde o sinal * representa um valor atípico entre os dados. (obs: todos os diagramas foram desenhados na mesma escala)

Questão 47

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
O dono de uma empresa deseja adquirir um equipamento e tem duas opções, mostradas na tabela abaixo.



Considerando-se a taxa anual de juros compostos de 40% e sendo A1 e A2 os respectivos módulos dos valores atuais das opções 1 e 2, na data de hoje, é verdade que

Questão 48

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Para medir a suposta relação entre duas variáveis estatísticas
 
x e y colhidas numa pesquisa (onde a variável x foi tratada como
 
variável independente), construiu-se uma tabela com as respecti-
 
vas colunas dos valore x e y e submeteu-se essa tabela às funções
5
estatísticas CORREL, INTERCEPT e INCLINAÇÃO da plani-
 
lha Excel, encontrando os seguintes valores (com aproximação
 
de 3 casas decimais): CORREL: –0,873; INTERCEPT: 20,391 e
 
INCLINAÇÃO: –1,072.
 
Utilizando ainda a planilha Excel e os dados da tabela, construiu-se o gráfico que segue.
10
A equação de regressão linear que melhor se ajusta aos dados obtidos é:

Questão 49

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Para medir a suposta relação entre duas variáveis estatísticas
 
x e y colhidas numa pesquisa (onde a variável x foi tratada como
 
variável independente), construiu-se uma tabela com as respecti-
 
vas colunas dos valore x e y e submeteu-se essa tabela às funções
5
estatísticas CORREL, INTERCEPT e INCLINAÇÃO da plani-
 
lha Excel, encontrando os seguintes valores (com aproximação
 
de 3 casas decimais): CORREL: –0,873; INTERCEPT: 20,391 e
 
INCLINAÇÃO: –1,072.
 
Utilizando ainda a planilha Excel e os dados da tabela, construiu-se o gráfico que segue.
10
Os valores obtidos nos indicam, ainda, que

Questão 50

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
Para uma sondagem de certa característica de uma população considerada infinita colheu-se uma amostra aleatória simples de tamanho 144, resultando em uma proporção de 36% para a característica estudada. Calculando o desvio padrão amostral dessa proporção, obtem-se

Questão 51

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Ao realizar uma pesquisa sobre tempo gasto em computador
 
nas redes sociais, foram questionadas 500 pessoas, sendo 300 do
 
sexo masculino e 200 do sexo feminino. Os resultados estão na
 
tabela seguinte.
5
Assinale a alternativa que contém uma afirmação verdadeira.

Questão 52

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Ao realizar uma pesquisa sobre tempo gasto em computador
 
nas redes sociais, foram questionadas 500 pessoas, sendo 300 do
 
sexo masculino e 200 do sexo feminino. Os resultados estão na
 
tabela seguinte.
5
Para efetuar o teste de hipóteses sobre a dependência de variáveis, pode-se construir um teste do qui-quadrado. Neste caso, o qui-quadrado calculado é igual a, aproximadamente,

Questão 53

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Ao realizar uma pesquisa sobre tempo gasto em computador
 
nas redes sociais, foram questionadas 500 pessoas, sendo 300 do
 
sexo masculino e 200 do sexo feminino. Os resultados estão na
 
tabela seguinte.
5
O valor de qui-quadrado crítico em nível de 5% de significância é igual a, aproximadamente,

Questão 54

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Foi realizado um experimento para escolher o tipo de emba-
 
lagem preferido pelo público. Foram distribuídos os diferentes
 
tipos de embalagens, em 4 supermercados escolhidos aleatoria-
 
mente, denominados aqui de S1, S2, S3 e S4, e as demandas dos
5
produtos foram as constantes da tabela seguinte.
 
A média das médias das embalagens A, B e C é:

Questão 55

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Foi realizado um experimento para escolher o tipo de emba-
 
lagem preferido pelo público. Foram distribuídos os diferentes
 
tipos de embalagens, em 4 supermercados escolhidos aleatoria-
 
mente, denominados aqui de S1, S2, S3 e S4, e as demandas dos
5
produtos foram as constantes da tabela seguinte.
 
A soma das variâncias amostrais das demandas das embalagens A e B é:

Questão 56

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Foi realizado um experimento para escolher o tipo de emba-
 
lagem preferido pelo público. Foram distribuídos os diferentes
 
tipos de embalagens, em 4 supermercados escolhidos aleatoria-
 
mente, denominados aqui de S1, S2, S3 e S4, e as demandas dos
5
produtos foram as constantes da tabela seguinte.
 
Ao se construir a ANOVA, completando o quadro seguinte, o valor F calculado é:

Questão 57

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Foi realizado um experimento para escolher o tipo de emba-
 
lagem preferido pelo público. Foram distribuídos os diferentes
 
tipos de embalagens, em 4 supermercados escolhidos aleatoria-
 
mente, denominados aqui de S1, S2, S3 e S4, e as demandas dos
5
produtos foram as constantes da tabela seguinte.
 
O valor crítico de F para rejeitar a hipótese nula de médias iguais, em nível de significância de 5%, é:

Questão 58

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Uma variável aleatória contínua tem a função de distribui-
 
ção de probabilidade dada por:
 
f(x) = 2x; 0 ≤ x ≤ 1;
 
f(x) = 0 fora desse intervalo.
Então, a probabilidade de que x seja menor do que 0,8 é igual a

Questão 59

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Uma variável aleatória contínua tem a função de distribui-
 
ção de probabilidade dada por:
 
f(x) = 2x; 0 ≤ x ≤ 1;
 
f(x) = 0 fora desse intervalo.
O valor esperado é, aproximadamente,

Questão 60

IMESC 2013 - VUNESP - Analista de Tecnologia - Estatístico
1
Uma variável aleatória contínua tem a função de distribui-
 
ção de probabilidade dada por:
 
f(x) = 2x; 0 ≤ x ≤ 1;
 
f(x) = 0 fora desse intervalo.
A variância da variável aleatória é, aproximadamente,



Provas de Concursos » Vunesp 2013