×
Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Secretária
×
Câmara de Bragança Paulista/SP 2013

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020

Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa

Questão 1

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
(Bob Thaves, Frank & Ernest. https://cultura.estadao.com.br)
A expressão “jogou areia nos meus planos” remete ao sentido de

Questão 2

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
(Bob Thaves, Frank & Ernest. https://cultura.estadao.com.br)
Em sua fala, a personagem emprega a conjunção “mas” para

Questão 3

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
As tecnologias de segurança digital por meio de biometria
 
estão evoluindo para coibir roubos e fraudes, seja nas contas
 
bancárias, seja nas eleições. Isso acontece principalmente
 
em países emergentes, que, nesse quesito, estão à frente de
5
nações desenvolvidas. Grandes democracias, como o Brasil
 
e a Índia, estão utilizando a tecnologia para trazer mais segu-
 
rança aos pleitos. Por aqui, 67% do eleitorado já cadastrou
 
as impressões digitais para se identificar na hora do voto,
 
segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral. Não é por
10
acaso, portanto, que uma pesquisa realizada pela empresa
 
francesa Idemia, que ouviu 2 800 pessoas em 11 países,
 
apontou que 89% dos brasileiros utilizaram a biometria digi-
 
tal em algum momento da vida. Trata-se do maior índice do
 
mundo – a proporção cai para 48% nos Estados Unidos. No
15
reconhecimento de voz e íris, a Índia lidera. Os bancos tam-
 
bém têm adotado a biometria como mais uma ferramenta
 
de segurança. Isso faz com que as populações emergentes
 
confiem mais nesse tipo de tecnologia.
(Exame, 12.06.2019)
De acordo com o texto, a biometria tem sido empregada para

Questão 4

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
O peso de Eurídice se estabilizou, assim como a rotina
 
da família Gusmão Campelo. Antenor saía para o trabalho, os
 
filhos saíam para a escola e Eurídice ficava em casa, moendo
 
carne e remoendo os pensamentos estéreis que faziam da sua
5
vida infeliz. Ela não tinha emprego, ela já tinha ido para a
 
escola, e como preencher as horas do dia depois de arrumar as
 
camas, regar as plantas, varrer a sala, lavar a roupa, temperar
 
o feijão, refogar o arroz, preparar o suflê e fritar os bifes?
 
Porque Eurídice, vejam vocês, era uma mulher brilhante. Se lhe
10
dessem cálculos elaborados, ela projetaria pontes. Se lhe
 
dessem um laboratório, ela inventaria vacinas. Se lhe dessem
 
páginas brancas, ela escreveria clássicos. No entanto, o que lhe
 
deram foram cuecas sujas, que Eurídice lavou muito rápido e
 
muito bem, sentando-se em seguida no sofá, olhando as unhas
15
e pensando no que deveria pensar. E foi assim que concluiu
 
que não deveria pensar, e que, para não pensar, deveria se
 
manter ocupada todas as horas do dia, e que a única atividade
 
caseira que oferecia tal benefício era aquela que apresentava o
 
dom de ser quase infinita em suas demandas diárias: a
20
culinária. Eurídice jamais seria uma engenheira, nunca poria os
 
pés em um laboratório e não ousaria escrever versos, mas essa
 
mulher se dedicou à única atividade permitida que tinha um
 
certo quê de engenharia, ciência e poesia. Todas as manhãs,
 
depois de despertar, preparar, alimentar e se livrar do marido
25
e dos filhos, Eurídice abria o livro de receitas da Tia Palmira.
 
Martha Batalha. A vida invisível de Eurídice Gusmão. 1.ª ed.
 
São Paulo: Companhia das Letras, 2016 (com adaptações).
Infere-se do CG4A1-I que a personagem Eurídice dedicava-se à culinária porque

Questão 5

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
As tecnologias de segurança digital por meio de biometria
 
estão evoluindo para coibir roubos e fraudes, seja nas contas
 
bancárias, seja nas eleições. Isso acontece principalmente
 
em países emergentes, que, nesse quesito, estão à frente de
5
nações desenvolvidas. Grandes democracias, como o Brasil
 
e a Índia, estão utilizando a tecnologia para trazer mais segu-
 
rança aos pleitos. Por aqui, 67% do eleitorado já cadastrou
 
as impressões digitais para se identificar na hora do voto,
 
segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral. Não é por
10
acaso, portanto, que uma pesquisa realizada pela empresa
 
francesa Idemia, que ouviu 2 800 pessoas em 11 países,
 
apontou que 89% dos brasileiros utilizaram a biometria digi-
 
tal em algum momento da vida. Trata-se do maior índice do
 
mundo – a proporção cai para 48% nos Estados Unidos. No
15
reconhecimento de voz e íris, a Índia lidera. Os bancos tam-
 
bém têm adotado a biometria como mais uma ferramenta
 
de segurança. Isso faz com que as populações emergentes
 
confiem mais nesse tipo de tecnologia.
(Exame, 12.06.2019)
Assinale a alternativa que atende à norma-padrão de concordância e pontuação.

Questão 6

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
As tecnologias de segurança digital por meio de biometria
 
estão evoluindo para coibir roubos e fraudes, seja nas contas
 
bancárias, seja nas eleições. Isso acontece principalmente
 
em países emergentes, que, nesse quesito, estão à frente de
5
nações desenvolvidas. Grandes democracias, como o Brasil
 
e a Índia, estão utilizando a tecnologia para trazer mais segu-
 
rança aos pleitos. Por aqui, 67% do eleitorado já cadastrou
 
as impressões digitais para se identificar na hora do voto,
 
segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral. Não é por
10
acaso, portanto, que uma pesquisa realizada pela empresa
 
francesa Idemia, que ouviu 2 800 pessoas em 11 países,
 
apontou que 89% dos brasileiros utilizaram a biometria digi-
 
tal em algum momento da vida. Trata-se do maior índice do
 
mundo – a proporção cai para 48% nos Estados Unidos. No
15
reconhecimento de voz e íris, a Índia lidera. Os bancos tam-
 
bém têm adotado a biometria como mais uma ferramenta
 
de segurança. Isso faz com que as populações emergentes
 
confiem mais nesse tipo de tecnologia.
(Exame, 12.06.2019)
Na última frase do texto – Isso faz com que as populações emergentes confiem mais nesse tipo de tecnologia. – o pronome destacado refere-se a

Questão 7

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Leia a tira.


(Fernando Gonsales, Níquel Náusea. Folha de S.Paulo, 11.12.2019)

Na tira, os termos “metamorfose” e “decepção” significam, correta e respectivamente:

Questão 8

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
Sempre defendi a tese de que foi a preguiça que trouxe
 
a civilização. O que foi a invenção da roda senão o prenúncio
 
da charrete e um triunfo do comodismo? Fomos a primeira
 
espécie a criar um jeito de não ir, mas ser levada. A razão do
5
hominídeo para deflagar o processo que resultou no controle
 
remoto foi prática, a de atingir uma presa sem arriscar a ser
 
mordido, ou almoçar sem ser almoçado. O primeiro lance do
 
longo processo que terminou com o implante no cérebro foi
 
a pedra arremessada. Depois vieram a lança, o estilingue, o
10
arco e a flecha, a catapulta, as armas de fogo, o foguete inter-
 
continental, o drone – todos os engenhos para evitar chegar
 
perto.
 
A distância sempre foi um inimigo natural do Homem,
 
ou pelo menos do Homem Preguiçoso. Vencê-la foi o nosso
15
grande desafio intelectual, e agora se abre a possibilidade de
 
subjugá-la só com o intelecto, desprezando os instrumentos
 
que, da pedra à internet, nos ajudaram até aqui. Estamos
 
simbolicamente de volta à savana primeva¹, pensando em
 
como empurrar aquele mamute para dentro do fosso sem
20
precisar ir lá, mas agora o pensamento basta. A vontade se
 
realizará sozinha, sem as mãos, sem mais nada. A preguiça
 
cumpriu sua missão histórica.
(Luis Fernando Veríssimo [org. Adriana Falcão e Isabel Falcão], “A distância”. Ironias do tempo, 2018. Adaptado) ¹ primeva: primitiva, dos tempos de outrora
De acordo com o ponto de vista do narrador, a preguiça

Questão 9

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
Na década de cinquenta, cresceu a participação
 
feminina no mercado de trabalho, especialmente no setor de
 
serviços de consumo coletivo, em escritórios, no comércio ou
 
em serviços públicos. Surgiram então mais oportunidades de
5
emprego em profissões como as de enfermeira, professora,
 
funcionária burocrática, médica, assistente social, vendedora,
 
as quais exigiam das mulheres certa qualificação e, em
 
contrapartida, tornavam-nas profissionais remuneradas. Essa
 
tendência demandou maior escolaridade feminina e provocou,
10
sem dúvida, mudanças no status social das mulheres.
 
Entretanto, eram nítidos os preconceitos que cercavam o
 
trabalho feminino nessa época. Como as mulheres ainda eram
 
vistas prioritariamente como donas de casa e mães, a ideia da
 
incompatibilidade entre casamento e vida profissional tinha
15
grande força no imaginário social. Um dos principais
 
argumentos dos que viam com ressalvas o trabalho feminino
 
era o de que, trabalhando, a mulher deixaria de lado seus
 
afazeres domésticos e suas atenções e cuidados para com o
 
marido: ameaças não só à organização doméstica como
20
também à estabilidade do matrimônio.
 
Carla Bassanezi. Mulheres dos anos dourados. In: História das mulheres
 
no Brasil. 8.ª ed. São Paulo: Con
Infere-se do CG4A1-II que, na década de cinquenta, as mulheres

Questão 10

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
Sempre defendi a tese de que foi a preguiça que trouxe
 
a civilização. O que foi a invenção da roda senão o prenúncio
 
da charrete e um triunfo do comodismo? Fomos a primeira
 
espécie a criar um jeito de não ir, mas ser levada. A razão do
5
hominídeo para deflagar o processo que resultou no controle
 
remoto foi prática, a de atingir uma presa sem arriscar a ser
 
mordido, ou almoçar sem ser almoçado. O primeiro lance do
 
longo processo que terminou com o implante no cérebro foi
 
a pedra arremessada. Depois vieram a lança, o estilingue, o
10
arco e a flecha, a catapulta, as armas de fogo, o foguete inter-
 
continental, o drone – todos os engenhos para evitar chegar
 
perto.
 
A distância sempre foi um inimigo natural do Homem,
 
ou pelo menos do Homem Preguiçoso. Vencê-la foi o nosso
15
grande desafio intelectual, e agora se abre a possibilidade de
 
subjugá-la só com o intelecto, desprezando os instrumentos
 
que, da pedra à internet, nos ajudaram até aqui. Estamos
 
simbolicamente de volta à savana primeva¹, pensando em
 
como empurrar aquele mamute para dentro do fosso sem
20
precisar ir lá, mas agora o pensamento basta. A vontade se
 
realizará sozinha, sem as mãos, sem mais nada. A preguiça
 
cumpriu sua missão histórica.
(Luis Fernando Veríssimo [org. Adriana Falcão e Isabel Falcão], “A distância”. Ironias do tempo, 2018. Adaptado) ¹ primeva: primitiva, dos tempos de outrora
Assinale a alternativa em que a regência está em conformidade com a norma-padrão.

Questão 11

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Uma pessoa estava, inicialmente, localizada em um ponto A. Ela caminhou 16 metros em linha reta e parou, determinando um ponto B. No ponto B, ela girou 90º para a direita, caminhou mais 12 metros, em linha reta, e p arou, determinando um ponto C. No ponto C, essa pessoa girou para a direita, o suficiente, e caminhou, em linha reta, até retornar ao ponto A, de origem. Ao todo, nesse trajeto, essa pessoa caminhou

Questão 12

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
O peso de Eurídice se estabilizou, assim como a rotina
 
da família Gusmão Campelo. Antenor saía para o trabalho, os
 
filhos saíam para a escola e Eurídice ficava em casa, moendo
 
carne e remoendo os pensamentos estéreis que faziam da sua
5
vida infeliz. Ela não tinha emprego, ela já tinha ido para a
 
escola, e como preencher as horas do dia depois de arrumar as
 
camas, regar as plantas, varrer a sala, lavar a roupa, temperar
 
o feijão, refogar o arroz, preparar o suflê e fritar os bifes?
 
Porque Eurídice, vejam vocês, era uma mulher brilhante. Se lhe
10
dessem cálculos elaborados, ela projetaria pontes. Se lhe
 
dessem um laboratório, ela inventaria vacinas. Se lhe dessem
 
páginas brancas, ela escreveria clássicos. No entanto, o que lhe
 
deram foram cuecas sujas, que Eurídice lavou muito rápido e
 
muito bem, sentando-se em seguida no sofá, olhando as unhas
15
e pensando no que deveria pensar. E foi assim que concluiu
 
que não deveria pensar, e que, para não pensar, deveria se
 
manter ocupada todas as horas do dia, e que a única atividade
 
caseira que oferecia tal benefício era aquela que apresentava o
 
dom de ser quase infinita em suas demandas diárias: a
20
culinária. Eurídice jamais seria uma engenheira, nunca poria os
 
pés em um laboratório e não ousaria escrever versos, mas essa
 
mulher se dedicou à única atividade permitida que tinha um
 
certo quê de engenharia, ciência e poesia. Todas as manhãs,
 
depois de despertar, preparar, alimentar e se livrar do marido
25
e dos filhos, Eurídice abria o livro de receitas da Tia Palmira.
 
Martha Batalha. A vida invisível de Eurídice Gusmão. 1.ª ed.
 
São Paulo: Companhia das Letras, 2016 (com adaptações).
Infere-se do CG4A1-I que a personagem Eurídice dedicava-se à culinária porque

Questão 13

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
O total de R$ 17.640,00 será dividido entre Ana, Raul e Ivo. Raul receberá R$ 250,00 a mais que a quarta parte do valor que Ana receberá, e Ivo receberá R$ 600,00 a menos que o triplo do valor que Raul receberá. Nessa divisão, o valor que Ana receberá é

Questão 14

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
No gráfico, são apresentadas informações sobre a proporção de pessoas vacinadas contra determinada doença, no ano anterior, em certo município.



Com base nas informações apresentadas, assinale a alternativa que contém uma afirmação necessariamente verdadeira.

Questão 15

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
O peso de Eurídice se estabilizou, assim como a rotina
 
da família Gusmão Campelo. Antenor saía para o trabalho, os
 
filhos saíam para a escola e Eurídice ficava em casa, moendo
 
carne e remoendo os pensamentos estéreis que faziam da sua
5
vida infeliz. Ela não tinha emprego, ela já tinha ido para a
 
escola, e como preencher as horas do dia depois de arrumar as
 
camas, regar as plantas, varrer a sala, lavar a roupa, temperar
 
o feijão, refogar o arroz, preparar o suflê e fritar os bifes?
 
Porque Eurídice, vejam vocês, era uma mulher brilhante. Se lhe
10
dessem cálculos elaborados, ela projetaria pontes. Se lhe
 
dessem um laboratório, ela inventaria vacinas. Se lhe dessem
 
páginas brancas, ela escreveria clássicos. No entanto, o que lhe
 
deram foram cuecas sujas, que Eurídice lavou muito rápido e
 
muito bem, sentando-se em seguida no sofá, olhando as unhas
15
e pensando no que deveria pensar. E foi assim que concluiu
 
que não deveria pensar, e que, para não pensar, deveria se
 
manter ocupada todas as horas do dia, e que a única atividade
 
caseira que oferecia tal benefício era aquela que apresentava o
 
dom de ser quase infinita em suas demandas diárias: a
20
culinária. Eurídice jamais seria uma engenheira, nunca poria os
 
pés em um laboratório e não ousaria escrever versos, mas essa
 
mulher se dedicou à única atividade permitida que tinha um
 
certo quê de engenharia, ciência e poesia. Todas as manhãs,
 
depois de despertar, preparar, alimentar e se livrar do marido
25
e dos filhos, Eurídice abria o livro de receitas da Tia Palmira.
 
Martha Batalha. A vida invisível de Eurídice Gusmão. 1.ª ed.
 
São Paulo: Companhia das Letras, 2016 (com adaptações).
Infere-se do CG4A1-I que a personagem Eurídice dedicava-se à culinária porque

Questão 16

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Desconsiderando as inflações, o orçamento público de determinado município, em 2018, foi 10% menor que o orçamento público do ano anterior. Em 2019, o orçamento público do município em questão foi 10% maior que de 2018. Sabendo-se que, para 2020, o orçamento público desse município foi 10% maior que o de 2019, então é verdade afirmar que, comparados ao de 2017, o orçamento público de 2020 foi maior em:

Questão 17

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
Na década de cinquenta, cresceu a participação
 
feminina no mercado de trabalho, especialmente no setor de
 
serviços de consumo coletivo, em escritórios, no comércio ou
 
em serviços públicos. Surgiram então mais oportunidades de
5
emprego em profissões como as de enfermeira, professora,
 
funcionária burocrática, médica, assistente social, vendedora,
 
as quais exigiam das mulheres certa qualificação e, em
 
contrapartida, tornavam-nas profissionais remuneradas. Essa
 
tendência demandou maior escolaridade feminina e provocou,
10
sem dúvida, mudanças no status social das mulheres.
 
Entretanto, eram nítidos os preconceitos que cercavam o
 
trabalho feminino nessa época. Como as mulheres ainda eram
 
vistas prioritariamente como donas de casa e mães, a ideia da
 
incompatibilidade entre casamento e vida profissional tinha
15
grande força no imaginário social. Um dos principais
 
argumentos dos que viam com ressalvas o trabalho feminino
 
era o de que, trabalhando, a mulher deixaria de lado seus
 
afazeres domésticos e suas atenções e cuidados para com o
 
marido: ameaças não só à organização doméstica como
20
também à estabilidade do matrimônio.
 
Carla Bassanezi. Mulheres dos anos dourados. In: História das mulheres
 
no Brasil. 8.ª ed. São Paulo: Con
Infere-se do CG4A1-II que, na década de cinquenta, as mulheres

Questão 18

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
O peso de Eurídice se estabilizou, assim como a rotina
 
da família Gusmão Campelo. Antenor saía para o trabalho, os
 
filhos saíam para a escola e Eurídice ficava em casa, moendo
 
carne e remoendo os pensamentos estéreis que faziam da sua
5
vida infeliz. Ela não tinha emprego, ela já tinha ido para a
 
escola, e como preencher as horas do dia depois de arrumar as
 
camas, regar as plantas, varrer a sala, lavar a roupa, temperar
 
o feijão, refogar o arroz, preparar o suflê e fritar os bifes?
 
Porque Eurídice, vejam vocês, era uma mulher brilhante. Se lhe
10
dessem cálculos elaborados, ela projetaria pontes. Se lhe
 
dessem um laboratório, ela inventaria vacinas. Se lhe dessem
 
páginas brancas, ela escreveria clássicos. No entanto, o que lhe
 
deram foram cuecas sujas, que Eurídice lavou muito rápido e
 
muito bem, sentando-se em seguida no sofá, olhando as unhas
15
e pensando no que deveria pensar. E foi assim que concluiu
 
que não deveria pensar, e que, para não pensar, deveria se
 
manter ocupada todas as horas do dia, e que a única atividade
 
caseira que oferecia tal benefício era aquela que apresentava o
 
dom de ser quase infinita em suas demandas diárias: a
20
culinária. Eurídice jamais seria uma engenheira, nunca poria os
 
pés em um laboratório e não ousaria escrever versos, mas essa
 
mulher se dedicou à única atividade permitida que tinha um
 
certo quê de engenharia, ciência e poesia. Todas as manhãs,
 
depois de despertar, preparar, alimentar e se livrar do marido
25
e dos filhos, Eurídice abria o livro de receitas da Tia Palmira.
 
Martha Batalha. A vida invisível de Eurídice Gusmão. 1.ª ed.
 
São Paulo: Companhia das Letras, 2016 (com adaptações).
Infere-se do CG4A1-I que a personagem Eurídice dedicava-se à culinária porque

Questão 19

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Vendendo-se todas as unidades de certo produto, ao preço unitário de R$ 50,00, tem-se um prejuízo de R$ 720,00, em relação ao custo total desse produto. Vendendo-se cada unidade por R$ 60,00, tem-se um lucro de R$ 720,00, em relação ao custo total. Se o comerciante vender cada unidade desse produto com acréscimo de 15% sobre o preço de custo, então ele terá um lucro total de

Questão 20

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
O peso de Eurídice se estabilizou, assim como a rotina
 
da família Gusmão Campelo. Antenor saía para o trabalho, os
 
filhos saíam para a escola e Eurídice ficava em casa, moendo
 
carne e remoendo os pensamentos estéreis que faziam da sua
5
vida infeliz. Ela não tinha emprego, ela já tinha ido para a
 
escola, e como preencher as horas do dia depois de arrumar as
 
camas, regar as plantas, varrer a sala, lavar a roupa, temperar
 
o feijão, refogar o arroz, preparar o suflê e fritar os bifes?
 
Porque Eurídice, vejam vocês, era uma mulher brilhante. Se lhe
10
dessem cálculos elaborados, ela projetaria pontes. Se lhe
 
dessem um laboratório, ela inventaria vacinas. Se lhe dessem
 
páginas brancas, ela escreveria clássicos. No entanto, o que lhe
 
deram foram cuecas sujas, que Eurídice lavou muito rápido e
 
muito bem, sentando-se em seguida no sofá, olhando as unhas
15
e pensando no que deveria pensar. E foi assim que concluiu
 
que não deveria pensar, e que, para não pensar, deveria se
 
manter ocupada todas as horas do dia, e que a única atividade
 
caseira que oferecia tal benefício era aquela que apresentava o
 
dom de ser quase infinita em suas demandas diárias: a
20
culinária. Eurídice jamais seria uma engenheira, nunca poria os
 
pés em um laboratório e não ousaria escrever versos, mas essa
 
mulher se dedicou à única atividade permitida que tinha um
 
certo quê de engenharia, ciência e poesia. Todas as manhãs,
 
depois de despertar, preparar, alimentar e se livrar do marido
25
e dos filhos, Eurídice abria o livro de receitas da Tia Palmira.
 
Martha Batalha. A vida invisível de Eurídice Gusmão. 1.ª ed.
 
São Paulo: Companhia das Letras, 2016 (com adaptações).
Infere-se do CG4A1-I que a personagem Eurídice dedicava-se à culinária porque

Questão 21

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
De acordo com a Lei Orgânica do Município da Estância de Bragança Paulista, compete, privativamente, à Câmara Municipal, dentre outras, a seguinte atribuição:

Questão 22

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Conforme prescreve a Lei Orgânica do Município de Bragança Paulista, no que diz respeito à Mesa da Câmara Municipal, assinale a alternativa correta.

Questão 23

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
O peso de Eurídice se estabilizou, assim como a rotina
 
da família Gusmão Campelo. Antenor saía para o trabalho, os
 
filhos saíam para a escola e Eurídice ficava em casa, moendo
 
carne e remoendo os pensamentos estéreis que faziam da sua
5
vida infeliz. Ela não tinha emprego, ela já tinha ido para a
 
escola, e como preencher as horas do dia depois de arrumar as
 
camas, regar as plantas, varrer a sala, lavar a roupa, temperar
 
o feijão, refogar o arroz, preparar o suflê e fritar os bifes?
 
Porque Eurídice, vejam vocês, era uma mulher brilhante. Se lhe
10
dessem cálculos elaborados, ela projetaria pontes. Se lhe
 
dessem um laboratório, ela inventaria vacinas. Se lhe dessem
 
páginas brancas, ela escreveria clássicos. No entanto, o que lhe
 
deram foram cuecas sujas, que Eurídice lavou muito rápido e
 
muito bem, sentando-se em seguida no sofá, olhando as unhas
15
e pensando no que deveria pensar. E foi assim que concluiu
 
que não deveria pensar, e que, para não pensar, deveria se
 
manter ocupada todas as horas do dia, e que a única atividade
 
caseira que oferecia tal benefício era aquela que apresentava o
 
dom de ser quase infinita em suas demandas diárias: a
20
culinária. Eurídice jamais seria uma engenheira, nunca poria os
 
pés em um laboratório e não ousaria escrever versos, mas essa
 
mulher se dedicou à única atividade permitida que tinha um
 
certo quê de engenharia, ciência e poesia. Todas as manhãs,
 
depois de despertar, preparar, alimentar e se livrar do marido
25
e dos filhos, Eurídice abria o livro de receitas da Tia Palmira.
 
Martha Batalha. A vida invisível de Eurídice Gusmão. 1.ª ed.
 
São Paulo: Companhia das Letras, 2016 (com adaptações).
Infere-se do CG4A1-I que a personagem Eurídice dedicava-se à culinária porque

Questão 24

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
O Regimento Interno da Câmara Municipal da Estância de Bragança Paulista, no que se refere às sessões, estabelece que

Questão 25

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Conforme previsto no Regimento Interno da Câmara Municipal da Estância de Bragança Paulista, a presidência deverá restituir ao autor as proposições

Questão 26

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
Na década de cinquenta, cresceu a participação
 
feminina no mercado de trabalho, especialmente no setor de
 
serviços de consumo coletivo, em escritórios, no comércio ou
 
em serviços públicos. Surgiram então mais oportunidades de
5
emprego em profissões como as de enfermeira, professora,
 
funcionária burocrática, médica, assistente social, vendedora,
 
as quais exigiam das mulheres certa qualificação e, em
 
contrapartida, tornavam-nas profissionais remuneradas. Essa
 
tendência demandou maior escolaridade feminina e provocou,
10
sem dúvida, mudanças no status social das mulheres.
 
Entretanto, eram nítidos os preconceitos que cercavam o
 
trabalho feminino nessa época. Como as mulheres ainda eram
 
vistas prioritariamente como donas de casa e mães, a ideia da
 
incompatibilidade entre casamento e vida profissional tinha
15
grande força no imaginário social. Um dos principais
 
argumentos dos que viam com ressalvas o trabalho feminino
 
era o de que, trabalhando, a mulher deixaria de lado seus
 
afazeres domésticos e suas atenções e cuidados para com o
 
marido: ameaças não só à organização doméstica como
20
também à estabilidade do matrimônio.
 
Carla Bassanezi. Mulheres dos anos dourados. In: História das mulheres
 
no Brasil. 8.ª ed. São Paulo: Con
Infere-se do CG4A1-II que, na década de cinquenta, as mulheres

Questão 27

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
Na década de cinquenta, cresceu a participação
 
feminina no mercado de trabalho, especialmente no setor de
 
serviços de consumo coletivo, em escritórios, no comércio ou
 
em serviços públicos. Surgiram então mais oportunidades de
5
emprego em profissões como as de enfermeira, professora,
 
funcionária burocrática, médica, assistente social, vendedora,
 
as quais exigiam das mulheres certa qualificação e, em
 
contrapartida, tornavam-nas profissionais remuneradas. Essa
 
tendência demandou maior escolaridade feminina e provocou,
10
sem dúvida, mudanças no status social das mulheres.
 
Entretanto, eram nítidos os preconceitos que cercavam o
 
trabalho feminino nessa época. Como as mulheres ainda eram
 
vistas prioritariamente como donas de casa e mães, a ideia da
 
incompatibilidade entre casamento e vida profissional tinha
15
grande força no imaginário social. Um dos principais
 
argumentos dos que viam com ressalvas o trabalho feminino
 
era o de que, trabalhando, a mulher deixaria de lado seus
 
afazeres domésticos e suas atenções e cuidados para com o
 
marido: ameaças não só à organização doméstica como
20
também à estabilidade do matrimônio.
 
Carla Bassanezi. Mulheres dos anos dourados. In: História das mulheres
 
no Brasil. 8.ª ed. São Paulo: Con
Infere-se do CG4A1-II que, na década de cinquenta, as mulheres

Questão 28

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
A planilha a seguir foi elaborada por meio do MS-Excel 2010, em sua configuração padrão.



Assinale a alternativa que apresenta o valor que será exibido na célula A4, após esta ser preenchida com a fórmula a seguir.

Questão 29

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Assinale a alternativa que indica qual é o efeito de animação que está relacionado ao ícone a seguir, retirado da guia animação do MS-PowerPoint 2010, em sua configuração padrão.

Questão 30

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Considere o seguinte endereço:

https://www.camara.bragancapaulista.gov.br

Ao acessar esse endereço, um usuário estará acessando uma página

Questão 31

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Sobre os conceitos envolvidos na execução de rotinas administrativas, é correto afirmar que

Questão 32

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Os tipos de serviços públicos que possuem usuários determinados e sua utilização pode ser mensurada de maneira individual, podendo, desta forma, ser remunerados por meio da cobrança de taxas ou tarifas, são os

Questão 33

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
O conjunto das operações destinadas ao acondicionamento e ao armazenamento de documentos e arquivos é denominado de

Questão 34

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
A segunda fase básica da gestão de documentos refere-se

Questão 35

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
O tipo de arquivo que guarda documentos de determinado assunto específico, independentemente da forma física que possam apresentar, é o

Questão 36

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
O protocolo é caracterizado pelo conjunto de operações visando o controle dos documentos que ainda tramitam em um determinado órgão, de modo a assegurar a imediata localização e recuperação dos mesmos. A atividade de protocolo é típica da fase

Questão 37

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Na comunicação interpessoal, o círculo de feedback representa

Questão 38

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Entre as cinco intenções, que representam as decisões de agir de uma determinada maneira durante o conflito, encontra-se a competição, que indica

Questão 39

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
O processo de transferir autoridade e responsabilidade para posições inferiores na hieraquia é chamado de

Questão 40

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Em uma estrutura formal representada por uma pirâmide que indica a cadeia de níveis hierárquicos sobrepostos, o nível institucional/alta administração é formado por

Questão 41

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
A teoria do controle da qualidade total tem como pedra fundamental uma definição de qualidade que tem como ponto de partida

Questão 42

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
A ideia da qualidade pode ser expressa por várias definições, logo, a definição baseada em excelência encontra-se em

Questão 43

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
No atendimento ao cidadão, um comportamento humano que deve ser evitado é o egocentrismo, que se apresenta da seguinte forma:

Questão 44

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
No atendimento presencial é muito importante atentar-se para a comunicação não verbal que está presente nas expressões faciais e corporais. Um gesto que pode ser entendido como posição de defesa para o outro é

Questão 45

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Uma forma de feedback negativo, no atendimento telefônico ao usuário, que deve ser evitado, é o robotismo expresso por

Questão 46

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
Na década de cinquenta, cresceu a participação
 
feminina no mercado de trabalho, especialmente no setor de
 
serviços de consumo coletivo, em escritórios, no comércio ou
 
em serviços públicos. Surgiram então mais oportunidades de
5
emprego em profissões como as de enfermeira, professora,
 
funcionária burocrática, médica, assistente social, vendedora,
 
as quais exigiam das mulheres certa qualificação e, em
 
contrapartida, tornavam-nas profissionais remuneradas. Essa
 
tendência demandou maior escolaridade feminina e provocou,
10
sem dúvida, mudanças no status social das mulheres.
 
Entretanto, eram nítidos os preconceitos que cercavam o
 
trabalho feminino nessa época. Como as mulheres ainda eram
 
vistas prioritariamente como donas de casa e mães, a ideia da
 
incompatibilidade entre casamento e vida profissional tinha
15
grande força no imaginário social. Um dos principais
 
argumentos dos que viam com ressalvas o trabalho feminino
 
era o de que, trabalhando, a mulher deixaria de lado seus
 
afazeres domésticos e suas atenções e cuidados para com o
 
marido: ameaças não só à organização doméstica como
20
também à estabilidade do matrimônio.
 
Carla Bassanezi. Mulheres dos anos dourados. In: História das mulheres
 
no Brasil. 8.ª ed. São Paulo: Con
Infere-se do CG4A1-II que, na década de cinquenta, as mulheres

Questão 47

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
De acordo com o Manual de Redação da Presidência da República, a redação oficial tem como finalidade básica

Questão 48

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Leia a estrofe inicial do poema “Petição ao Prefeito”, de Manuel Bandeira.



(Manuel Bandeira, As cidades e as musas, org. Antonio Carlos Secchin, 2008)

Considerando a interlocução definida no texto, um enunciado adequado a uma petição a um Prefeito é:

Questão 49

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
1
Na década de cinquenta, cresceu a participação
 
feminina no mercado de trabalho, especialmente no setor de
 
serviços de consumo coletivo, em escritórios, no comércio ou
 
em serviços públicos. Surgiram então mais oportunidades de
5
emprego em profissões como as de enfermeira, professora,
 
funcionária burocrática, médica, assistente social, vendedora,
 
as quais exigiam das mulheres certa qualificação e, em
 
contrapartida, tornavam-nas profissionais remuneradas. Essa
 
tendência demandou maior escolaridade feminina e provocou,
10
sem dúvida, mudanças no status social das mulheres.
 
Entretanto, eram nítidos os preconceitos que cercavam o
 
trabalho feminino nessa época. Como as mulheres ainda eram
 
vistas prioritariamente como donas de casa e mães, a ideia da
 
incompatibilidade entre casamento e vida profissional tinha
15
grande força no imaginário social. Um dos principais
 
argumentos dos que viam com ressalvas o trabalho feminino
 
era o de que, trabalhando, a mulher deixaria de lado seus
 
afazeres domésticos e suas atenções e cuidados para com o
 
marido: ameaças não só à organização doméstica como
20
também à estabilidade do matrimônio.
 
Carla Bassanezi. Mulheres dos anos dourados. In: História das mulheres
 
no Brasil. 8.ª ed. São Paulo: Con
Infere-se do CG4A1-II que, na década de cinquenta, as mulheres

Questão 50

Câmara de Bragança Paulista/SP 2020 - VUNESP - Assistente de Gestão e Políticas Públicas - Gestão Administrativa
Leia o texto.



De acordo com o Manual de Redação da Presidência da República, o trecho final do texto, em destaque, está comprometido quanto



Provas de Concursos » Vunesp 2020