Questões de Concursos de Atualidades

Questões sobre Economia internacional

Questão 1
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
TJ/SP 2013 - VUNESP - Escrevente Técnico Judiciário
“Taxa de desemprego na zona do euro chega a nível recorde”

Essa foi a manchete do portal de notícias da BBC Brasil, em 30 de novembro de 2012. A situação é mais grave em

Questão 2
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
CNJ 2013 - CESPE - Técnico Judiciário - Administrativa
Acerca de acontecimentos políticos e econômicos recentes, julgue os itens que se seguem.
Em dezembro de 2012, o governo português rejeitou a proposta de compra da companhia aérea TAP, feita pelo Grupo Synergy, alegando que o grupo não apresentara as devidas garantias bancárias para a efetivação do negócio.
Questão 3
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
CNJ 2013 - CESPE - Analista Judiciário - Administrativa
1
A China tem investido US$ 250 bilhões por ano no que
 
economistas chamam de capital humano. Assim como os Estados
 
Unidos da América (EUA) ajudaram a construir uma classe média
 
no final dos anos 40 e início dos anos 50 do século passado, usando
5
um programa para educar veteranos da segunda guerra mundial, o
 
governo chinês emprega recursos para educar milhões de jovens
 
que se mudam das áreas rurais para as cidades. O objetivo disso é
 
transformar o sistema atual, em que uma elite minúscula, altamente
 
educada, supervisiona vastos exércitos de trabalhadores rurais e de
10
operários de fábricas pouco qualificados.
O Globo, 18/1/2013, p. 30 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial, e considerando a crescente importância da China no cenário global contemporâneo, julgue os itens seguintes.
A experiência chinesa de modernização econômica acompanha, em larga medida, situações vividas por muitos outros países no mundo contemporâneo, em que a industrialização provoca a urbanização da sociedade, o que explica o esforço empreendido pelo país para qualificar, via educação, os milhões de jovens trabalhadores egressos do campo.
Questão 4
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
CNJ 2013 - CESPE - Analista Judiciário - Administrativa
1
A China tem investido US$ 250 bilhões por ano no que
 
economistas chamam de capital humano. Assim como os Estados
 
Unidos da América (EUA) ajudaram a construir uma classe média
 
no final dos anos 40 e início dos anos 50 do século passado, usando
5
um programa para educar veteranos da segunda guerra mundial, o
 
governo chinês emprega recursos para educar milhões de jovens
 
que se mudam das áreas rurais para as cidades. O objetivo disso é
 
transformar o sistema atual, em que uma elite minúscula, altamente
 
educada, supervisiona vastos exércitos de trabalhadores rurais e de
10
operários de fábricas pouco qualificados.
O Globo, 18/1/2013, p. 30 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial, e considerando a crescente importância da China no cenário global contemporâneo, julgue os itens seguintes.
Com peso cada vez maior no mercado global, a China, por ser detentora de enorme população — que produz e consome — e de todos os recursos naturais de que necessita para sustentar seu desenvolvimento, tem sido constantemente acusada de protecionismo, buscando exportar e praticamente nada importar.
Questão 5
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
Banco do Brasil 2013 - FCC - Escriturário
O sistema financeiro avalia que certos países têm características que permitem sua análise em blocos. Um deles, o BRICS, é composto por Brasil,

Questão 6
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
CAIXA 2012 - CESGRANRIO - Técnico Bancário Novo
Em 2011, um dos países da União Europeia (EU) passou a enfrentar um de seus momentos econômicos mais difíceis, com redução de salários, criação de novos tributos – como o imposto da solidariedade – e muitos assalariados trabalhando sem receber. Estima-se que, em decorrência desse momento, até 2015, 120 mil assalariados com mais de 53 anos devem deixar o emprego. Um programa de ajuda financeira foi, então, colocado em prática pela EU, liderado pela Alemanha, a fim de recuperar a situação do país em crise.

O país europeu que, ao longo de 2011 e 2012, vive a crise descrita é a

Questão 7
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
Banco do Brasil 2012 - CESGRANRIO - Escriturário - BB
Em novembro de 2011, o governo da Grécia desistiu de convocar um referendo popular, cedendo à pressão dos líderes europeus preocupados com o futuro do continente.

Esse referendo popular decidiria sobre a(o)

Questão 8
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
Câmara dos Deputados 2012 - CESPE - Analista Legislativo - Técnica Legislativa/ Tarde
1
Segundo El-Erian, estrela das finanças, a economia mundial corre o risco de ter menos crescimento, mais desemprego, mais
 
instabilidade e mais protecionismo. Para ele, “o que estamos vivendo é uma desaceleração simultânea do crescimento em todas as
 
principais regiões do mundo. A Europa está entrando em recessão, os EUA estão crescendo a 2%, na melhor das hipóteses, e as principais
 
economias emergentes estão crescendo menos. O mundo corre o risco de entrar em um círculo vicioso, o que dificultará a retomada do
5
crescimento em qualquer economia importante. Se essa tendência não for revertida, o cenário global vai se complicar”.
Veja, 12/9/2012, p. 66-7 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando a amplitude e a dimensão do tema por ele abordado, julgue os itens seguintes.
Economias como as do Brasil, da China e da Rússia, que atualmente despontam no cenário mundial com perspectivas de taxas anuais elevadas de crescimento, conseguem ficar à margem do quadro de crise definido por El-Erian como “círculo vicioso”.
Questão 9
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
Câmara dos Deputados 2012 - CESPE - Analista Legislativo - Técnica Legislativa/ Tarde
1
Segundo El-Erian, estrela das finanças, a economia mundial corre o risco de ter menos crescimento, mais desemprego, mais
 
instabilidade e mais protecionismo. Para ele, “o que estamos vivendo é uma desaceleração simultânea do crescimento em todas as
 
principais regiões do mundo. A Europa está entrando em recessão, os EUA estão crescendo a 2%, na melhor das hipóteses, e as principais
 
economias emergentes estão crescendo menos. O mundo corre o risco de entrar em um círculo vicioso, o que dificultará a retomada do
5
crescimento em qualquer economia importante. Se essa tendência não for revertida, o cenário global vai se complicar”.
Veja, 12/9/2012, p. 66-7 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando a amplitude e a dimensão do tema por ele abordado, julgue os itens seguintes.
Entre os efeitos previsíveis de uma crise econômica de grandes proporções, podem ser destacados a maior vulnerabilidade financeira dos países mais endividados e o aumento do desemprego, que atinge, sobretudo, os jovens, como já se observa em algumas economias europeias.
Questão 10
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
Câmara dos Deputados 2012 - CESPE - Analista Legislativo - Técnica Legislativa/ Tarde
1
Segundo El-Erian, estrela das finanças, a economia mundial corre o risco de ter menos crescimento, mais desemprego, mais
 
instabilidade e mais protecionismo. Para ele, “o que estamos vivendo é uma desaceleração simultânea do crescimento em todas as
 
principais regiões do mundo. A Europa está entrando em recessão, os EUA estão crescendo a 2%, na melhor das hipóteses, e as principais
 
economias emergentes estão crescendo menos. O mundo corre o risco de entrar em um círculo vicioso, o que dificultará a retomada do
5
crescimento em qualquer economia importante. Se essa tendência não for revertida, o cenário global vai se complicar”.
Veja, 12/9/2012, p. 66-7 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando a amplitude e a dimensão do tema por ele abordado, julgue os itens seguintes.
A ampliação dos mercados é uma das características definidoras do estágio atual da economia mundial, o que pressupõe a livre circulação de bens e de capitais. Nesse sentido, medidas protecionistas saíram de cena, em larga medida, por imposição dos países economicamente mais poderosos.
Questão 11
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
Câmara dos Deputados 2012 - CESPE - Analista Legislativo - Técnica Legislativa/ Tarde
1
Segundo El-Erian, estrela das finanças, a economia mundial corre o risco de ter menos crescimento, mais desemprego, mais
 
instabilidade e mais protecionismo. Para ele, “o que estamos vivendo é uma desaceleração simultânea do crescimento em todas as
 
principais regiões do mundo. A Europa está entrando em recessão, os EUA estão crescendo a 2%, na melhor das hipóteses, e as principais
 
economias emergentes estão crescendo menos. O mundo corre o risco de entrar em um círculo vicioso, o que dificultará a retomada do
5
crescimento em qualquer economia importante. Se essa tendência não for revertida, o cenário global vai se complicar”.
Veja, 12/9/2012, p. 66-7 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando a amplitude e a dimensão do tema por ele abordado, julgue os itens seguintes.
A União Europeia (UE) é caso típico de um processo de integração que se fez à revelia das populações dos respectivos Estados, o que ajuda a compreender a atual crise que a envolve. A UE hoje se ressente da falta de instituições políticas e jurídicas comuns, além das dificuldades intransponíveis de integração cultural.
Questão 12
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
Metrô/SP 2012 - FCC - Oficial Logística Almoxarifado I
Segundo a Economist Intelligence Unit (EIU), empresa de consultoria e pesquisa ligada à revista The Economist, o Brasil já se tornou, em 2011, a sexta maior economia do mundo, ou seja, o sexto maior produto interno bruto medido em dólares à taxa de câmbio corrente.

(Adaptado de http://www.cartacapital.com.br/economia/brasil-sexta-economia-do-mundo/)

Para atingir a sexta posição mundial, o Brasil ultrapassou a economia

Questão 13
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
Metrô/SP 2012 - FCC - Oficial Logística Almoxarifado I
A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) afirmou, em 28/11/2011, que a crise dos países da zona do euro representa o principal risco para a economia mundial neste momento.

De acordo com o relatório "Perspectiva Econômica", a OCDE vê que a recuperação econômica mundial está perdendo força, deixando a zona do euro em uma leve recessão e os Estados Unidos em risco de seguir o mesmo caminho.

(Adaptado de http://g1.globo.com/economia/noticia/2011/11/ crise-da-zona-do-euro-e-risco-para-economia-mundial-dizocde.html)

A chamada crise do euro teve como uma de suas causas

Questão 14
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
TJ/RR 2012 - CESPE - Administrador
1
A crise paraguaia acabou tendo efeito positivo sobre o Mercado Comum do Sul (MERCOSUL),
 
união aduaneira que
 
tendia à irrelevância em um mundo em transição no que se refere à
 
disputa de poder. Atualmente, são apenas quatro os países-membros
5
plenos do bloco, visto que um deles, o Paraguai, foi suspenso. Há,
 
ainda, outros países associados, como Bolívia e Chile. A
 
incorporação plena de outros Estados é sempre um procedimento
 
complexo, não só tecnicamente, mas também do ponto de vista
 
político, como evidencia o processo de reconhecimento da Venezuela
10
como membro pleno. O maior desafio a ser enfrentado
 
pelo bloco, contudo, não diz respeito propriamente à sua expansão,
 
por meio da adesão de outros países, mas à ofensiva econômica
 
chinesa sobre a América Latina.
Clóvis Rossi. A China e o despertar do MERCOSUL. In: Folha de S. Paulo, 1º/7/2012 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando os temas nele abordados, julgue os itens de.
O trecho final do texto remete à crescente participação da China na economia mundial, decorrente, em especial, da modernização de sua economia, possibilitada, por sua vez, pela democratização das instituições políticas do país, com a substituição do modelo autoritário comunista pela democracia representativa nos moldes ocidentais.
Questão 15
Matéria: Atualidades
Assunto: Economia internacional
TJ/RR 2012 - CESPE - Administrador
1
A crise paraguaia acabou tendo efeito positivo sobre o Mercado Comum do Sul (MERCOSUL),
 
união aduaneira que
 
tendia à irrelevância em um mundo em transição no que se refere à
 
disputa de poder. Atualmente, são apenas quatro os países-membros
5
plenos do bloco, visto que um deles, o Paraguai, foi suspenso. Há,
 
ainda, outros países associados, como Bolívia e Chile. A
 
incorporação plena de outros Estados é sempre um procedimento
 
complexo, não só tecnicamente, mas também do ponto de vista
 
político, como evidencia o processo de reconhecimento da Venezuela
10
como membro pleno. O maior desafio a ser enfrentado
 
pelo bloco, contudo, não diz respeito propriamente à sua expansão,
 
por meio da adesão de outros países, mas à ofensiva econômica
 
chinesa sobre a América Latina.
Clóvis Rossi. A China e o despertar do MERCOSUL. In: Folha de S. Paulo, 1º/7/2012 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando os temas nele abordados, julgue os itens de.
O MERCOSUL evidencia uma das características da economia globalizada dos tempos atuais, a de formação de blocos regionais ou continentais com o objetivo de facilitar a inserção dos países-membros na atual economia mundial, altamente competitiva.
Esse tópico também aparece nos editais com os seguintes nomes:
  • - Economia e política
  • - Economia
  • - Fatos econômicos
  • - Questões Internacionais
  • - Economia Internacional
  • - Elementos de economia internacional contemporânea
  • - Panorama da política e da economia internacional contemporânea
 
×
AFO e Contabilidade Pública Administração Arquivologia Assistência Social e Saúde Pública Atualidades Comunicação Conhecimentos Bancários Direito Administrativo Direito Civil Direito Constitucional Direito Eleitoral Direito Penal Militar Direito Processual Civil Direito Processual Penal Direito Processual Penal Militar Direito Processual Tributário Direito Processual do Trabalho Direito Tributário Direito da Criança, do Adolescente e do Idoso Direito do Trabalho Direito penal e processual penal - Leis extravagantes Direitos Humanos Economia Finanças Geografia História Informática Básica Inglês Legislação de Trânsito e da PRF Organização e competência Português Racioc. Lógico e Matemático Regulação Sociologia do Direito Tecnologia da Informação Ética
×
Assuntos de Questões sobre Economia internacional:
Ciência e tecnologia Cultura Direito Economia nacional Educação Energia História do parlamento Meio ambiente Política e relações internacionais Política nacional Saúde Segurança pública Sociedade brasileira Transportes